Frida Kahlo: palavra e imagem em uma obra fascinante

jul 1, 2007 by     30 Comentários    Postado em: Artigos e Análises, Cultura

frida.jpg
Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón
- pintora mexicana (1907 – 1954)

Na próxima sexta-feira, a artista mexicana Frida Kahlo estaria completando 100 anos. Nascida em 6 de julho de 1907, a pintora faleceu aos 47 anos, no dia 13 de julho de 1954.

Artista cuja existência foi permeada por episódios trágicos, sua obra é marcada pela expressividade soberana de uma arte sagaz sob uma estética surrealista.

Frida revela em suas telas o grito surdo de sua dor ante as adversidades de sua vida e seus descaminhos amorosos ao lado do muralista Diego Rivera. (Para ler mais sobre a biografia de Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, clique aqui)

Frida abre as portas de seus traumas ao público, expondo seu débil corpo em representações profundas e chocantes.

thebrokencolumn44c.jpg
A Coluna Quebrada

Sua obra e vida nos permite olhares diversos.

Nascida em meio à Revolução Mexicana, com raízes em dois universos distintos – filha de um judeu austro-húngaro e de uma descendente indígena mexicana -, Frida revela em sua obra condições históricas conturbadas, refinamento estético e um misticismo marcado pela sua relação com a morte e com a dor.

kahlo.jpg
Duas Fridas

Frida foi uma mulher partida ao meio, fraturada, rasgada, fragmentada pela sua conflituosa existência. No entanto, resistente e surpreendente.

Contemplar sua obra é uma zona de atritos: difícil não sofrer efeitos estético-político-filosóficos ao observar suas telas.

Um olhar estético possível sobre sua arte nos remete à análise do filósofo, historiador e epistemólogo francês Michel Foucault, do quadro de René Magrite, Isto não é um Cachimbo (ver imagem abaixo).

Quadro: René Magrite - Isto não é um cachimbo
Isto não é um cachimbo – René Magrite

O texto de Foucault (cujo título é o mesmo da tela de Magrite) analisa o uso conjugado da palavra e da imagem. É como um caligrama (textos cujos caracteres compõem uma figura relacionada com a mensagem que se quer expressar), onde a palavra escrita reforça a imagem e a imagem reforça a palavra escrita em uma espécie de exercício de tautologia, no qual imagem e palavra reforçam um mesmo conceito.

auto-retrato-com-cabelo-cortado.jpg
Auto-retrato com Cabelo Cortado (na inscrição acima de Frida, lê-se:
“Mira que si te quise, fué por el pelo, ahora que estás pelona, ya no te quiero”
- Olha, se te amei foi pelo teu cabelo, agora que estás careca já não te quero.)

Esta pintura marca um grito de libertação de Frida, assolada pela dor do adultério de seu marido com sua irmã, Cristina. Ao negar-se os atributos femininos que Rivera tanto apreciava (as vestes tehuanas e seus longos cabelos), ela se afirma enquanto uma pessoa livre. Seus cabelos espalhados pelo chão são um retrato da desordem de sua própria alma, picotada pela dor de ver sua irmã e seu marido juntos.

A misteriosa imagem de Frida nesta tela, reforçada pelo mistério das palavras é inspiração em estado bruto; é a expressão do intangível e o aval para um olhar multiplamente agregador de sentidos, o que confere à sua obra uma condição ontologicamente de Arte.

A obra de Frida é um convite ao pensamento. Sua verve inebriante é transmitida em calafrios aos olhares que vislumbram suas telas.

Frida não foi só uma artista, ou uma mulher. Foi um acontecimento à parte no século XX. Um meio-dia e um profundo esgar da alma.

frida_kahlo_the_love_embrace_of_the_universe_1949.jpg
O Amor abraça o Universo

Para ler o interessante texto de Rachel Sztajnberg sobre Frida Kahlo, clique aqui.

Sugestões de leitura:

- Frida Kahlo, la pintora y el Mito, de Teresa del Conde;

- O diário de Frida Kahlo: Um Auto-Retrato Íntimo, de Frida Kahlo;

- Isto não é um Cachimbo, Michel Foucault.

30 Comentários + Add Comentário

  • Frida deixou uma vasta obra prima, onde ficou sedimentado em suas telas todo o amor e sofrimento pela terra mexicana, pela vida e pelo AMOR .

  • Bela percepção e interpretação de um ser tão forte, de uma mulher que apesar dos sofrimentos, sublimou sua própria condição humana e se fez de sentidos, sensações e uma enorme explosão de vida.

  • Matéria de muito bom gosto, parabéns ao blog.

  • Parabéns pela bela matéria.

  • Frida kahlo é sem duvida genil, muito bacana relembrar a inesquecivel frida.

  • Quem não soubesse quem foi Frida, bastaria ler seu post.
    Um ótimo texto!

  • Oi, desenvolvo projeto científico a respeitd de Frida Kahlo, see algum tiver algum artigo interessante falando a respeito das imagens do corpo que a artista sugere, me envie por favor, vão ajudar-me muito! magnomata@hotmail.com Abraços!

  • Muito bom mesmo.Estava estudando sobre ela e de muito me serviu esta página!

  • Estou a escrever o livro “LEGENDAS PARA KAHLO” para o qual me foi muito útil visitar esta página.

    Obrigada pela partilha.

    Maria Melo

  • olhaa!!
    gostei daqui mais nao fala nada!!!!
    nem dos autos retratos dela acho que deveria
    ser mais completooo..
    OBRIGADA!!

  • Prezada Mirelle,

    para poder compor este texto eu tive que fazer um certo recorte temático.

    Não me foi possível abarcar todos os aspectos da obra de Frida.

    Mas, se você ver direitinho, ao longo do texto existem alguns links que irão lhe conduzir a outros textos sobre ela.

    É a forma que utilizo habitualmente para complementar aspectos que não tenho espaço para abordar em um post como esse.

    Abraço!

  • adorei add ai gente rsrrs valeu frida vc e dez?

  • eu tentei achar a obra mais famosa mas nao encontrei e nem o ano do quadro
    o amor abraça o univerço

  • show de bola a materia gostei muito me abriu bastante interrese. ;*

  • poxa eu não mi interessava até a professora de atés memandar eu fazer uma pesquisa sobre frida cahlo amééi :D

  • GOSTEU MTO DAS OBRAS DE FRIDA,ESTOU FAZENDO UM TRABALHO SOBRE SUAS OBRAS,E ACHEI MTO FASCINANTE SEU JEITO DE PINTAR…

  • amei a peskisa mt boa

  • muito esclarecedor. Fiz um trabalho de apresentação sobre Frida Kahlo, e ficou otimo!!!
    Parabens para quem fes esse blog.
    obrigado:)
    Qm gostou levanta mão \o/\o/\o/\o/
    │ │ │ │
    /\ /\ /\ /\

  • Adorei seu site me aajudou mt;]

  • ahahaaaaaaaaaaaaaaaaaaaporra

  • Frida! Uma das maiores personalidades da arte. A minha favorita.

  • Bom, Frida foi uma mulher de muitas personalidades e viveu em meios de tristezas, com seu acidente, doenças e seu casamento aborrecedor.
    Muitos acreditam que ela tenha cometido suicidio, foi comprovado uma parte da autópissia de ter sido suicidio, mas.
    Eu li sua biografia vi o filme e achei muito interessante sua carreira e sua vida, apesar dos conflitos como eu disse no parágrafo anterior.

  • Lea espresa tudo eu gostei do trabalho dela

  • Meus parabéns pelo blog, reconhecer a majestosa vida e obra de Frida Khalo é dar mais um tributo a imortalidade de quem realmente merece ser imortal.
    ´Frida Khalo não so foi uma pintora, foi um modelo de lição de vida.

  • Gostei muito desta matéria!!

  • NOSSA TO FAZENDO UM TRABALHO EM ESPANHOL DA FRIDA MUITO CHOCANTE A HISTORIA DELAA

  • ela é tia avo da dulce maria

  • falar de frida e compreender a essencia da arte e ter a sensibilidade da importancia da historia da mesma para divulgarmos a outras pessoas sou historiadora

  • Foi muito importante saber a história de frida , obrigada informação excelente.

    • Obrigaga pela informação ,
      ler fida kahlo é uma das melhores histórias artísticas

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação às punições de corruptos...

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia


  • “O homem de bem é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu.”
    Nelson Rodrigues.

ARQUIVO

julho 2014
S T Q Q S S D
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).