MPF processa Datena por preconceito contra Ateus

dez 4, 2010 by     27 Comentários    Postado em: Artigos e Análises

por Raphael Tsavkko*
no blog The Angry Brazilian

Em 27 de julho, José Luiz Datena, famoso apresentador brasileiro, em seu programa Brasil Urgente, “proferiu discursos de profundo preconceito e intolerância contra os ateus, contra quem ‘não tem Deus no coração’”. Pouco depois, em setembro, ia ao ar meu post no Global Voices compilando diversas reações revoltadas da blogosfera contra estas declarações, que beiravam a mais completa loucura.

“Como nós temos mais de mil ateus? Aposto que muitos desses estão ligando da cadeia.”
“Ateus são pessoas sem limites, por isso matam, cometem essas atrocidades. Pois elas acham que são seu próprio Deus.”
“É só perguntar para esses bandidos que cometem essas barbaridades pra ver que eles não acreditam em Deus.”
Disse que só quem não acredita em Deus é capaz de cometer crimes. Disse que ateus são “pessoas do mal”, “bandidos”, “estupradores”, “assassinos”. Disse que a culpa da violência e da corrupção do nosso país é dos ateus.
“Quem é ateu pode desligar a televisão, ou mudar de canal pois eu não faço questão nenhuma de que assistam o meu programa.”

Estes declarações foram coletadas pelo blog Ateus do Brasil, mas não são nem as piores.

“Esse é o garoto que foi fuzilado. Então, Márcio Campos (repórter), é inadmissível, você também que é muito católico, não é possível, isso é ausência de Deus, porque nada justifica um crime como esse, não Márcio?”
(Márcio) “É, a ausência de Deus causa o quê Datena? O individualismo, o egoísmo, a ganância… claro!
(Datena diz), tudo isso.”
“Só pode ser coisa de gente que não tem Deus no coração, de gente que é aliada do capeta, só pode ser ser.”
“Esses crimes só podem ter uma explicação: ausência de Deus no coração.”
“Eu fiz a pergunta: você acredita em Deus? E tem 325 pessoas que não acreditam. Vocês que não acreditam, se quiserem assistir outro canal, não tem problema nenhum, não faço questão nenhuma que ateu assista meu programa, nenhuma…não precisa nem votar, de ateu não preciso no meu programa.”
“… quem não acredita em Deus não precisa me assistir não gente, quem é ateu não precisa me assistir não. Mas, se eu fizer uma pesquisa aqui, se você acredita em Deus ou não, é capaz de aparecer gente que não acredita em Deus. Porque não é possível, cada caso que eu vejo aqui, é gente que não tem limite, é gente que já esqueceu que Deus existe, que Deus fez o mundo e coordena o mundo, é gente que acredita no inferno…”
“…porque o sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites, é por isso que a gente vê esses crimes aí.”

E a palhaçada ainda segue – leia mais no link – com um Datena costumeiramente raivoso, agressivo e completamente desligado da realidade.

Quem conhece a figura e seu programa sabe da qualidade (sic) do mesmo, sensacionalismo, sangue, baixaria, desgraça humana, completo e absoluto desrespeito pelos direitos e humanos e pela dignidade humana, enfim, algo que nenhum país decente deveria permitir em horário nobre – na verdade, em horário nenhum – especialmente em se tratando de programa veiculado por uma concessão pública que, em tese, deveria ter também função social e, logicamente, não se encontra acima da lei.

A revolta de blogueiros – ateus ou não – pouco sensibilizaram o homem que costuma comemorar episódios de violência contra movimentos sociais e que não hesita em defender a brutalidade social como resposta a tudo.

Em 17 de agosto, Datena comentou, ao vivo em seu show, o pedido [de direito de resposta] da ATEA e, mais uma vez, insultou os ateus. Em resposta a isto, o blog Bule Voador comentou que precisava de “Alguém [que] ensine lógica para ele, por favor”. O blog Bule Voador também postou excertos do código legal brasileiro, e dicas de um advogado, com o objetivo de ajudar os internautas a abrirem processos contra o apresentador.

As reações às declarações de Datena continuaram, o Twitter se mobilizou, através da tag #CalaBocaDatena, vídeos fora gravados, posts foram feitos….

O público encontrou uma forma equivalente de reagir ao festival de preconceitos em horário nobre na TV. O blog Sedentário e Hiperativo postou um video de Pablo Villaça, editor do site Cinema em Cena, criticando a atitude de Datena e seus comentários ofensivos contra os ateus. Robson Fernando também postou uma série de respostas em vídeo no Youtube, com internautas criticando o Datena, e que podem ser encontrados aqui, aqui e aqui.
O usuário do Youtube DanielFragaBR postou um vídeo aconselhando os ateus individuais que se sentiram ofendidos pelo discurso de ódio a como processar o Datena.

Até que, finalmente, o Ministério Público Federal entrou em cena e cumpriu seu dever.

O Ministério Público Federal ingressou com ação civil pública para que o programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes de Televisão, se retrate de declarações consideradas preconceituosas contra ateus. Segundo o MPF, no dia 27 de julho, por 50 minutos, o apresentador José Luiz Datena e o repórter Márcio Campos, durante reportagem sobre um crime, fizeram comentários preconceituosos sobre pessoas ateias.
Segundo o MPF, o apresentador e o repórter relacionaram os crimes a pessoas que não acreditam em Deus. “TV aberta é concessão pública e não pode ser usada para disseminar preconceito”, diz o MPF.

Pena que o MPF se manifeste tão raramente em casos claros de abuso, em que concessões públicas são usadas para jogo político, pressão, apoio ilegal a candidatos e por aí vai… Mas, querendo ou não, não deixa de ser uma vitória! O MPF mostrou que existe e o Datena aprendeu que tudo tem limite, ou pelo menos deveria aprender.

Disseminar preconceitos é o que mais fazem nossas concessões públicas… Vejam quantas negra(o)s tem papel principal em novelas e quantas são escravas, prostitutas… Nas novelas a favela parece um paraíso, as os personagens principais costumam todos morar em mansões. Vejam nossos jornais, a clara criminalização dos pobres, dos excluídos, o uso político e político-partidário dos canais de TV em prol de grupos, de empresas, de grupos específicos de interesse e pressão.

Tudo na mais santa e completa ilegalidade.

Para o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão Jefferson Aparecido Dias, autor da ação, ao veicular as declarações preconceituosas contra pessoas que não compartilham o mesmo modo de pensar do apresentador, a emissora descumpriu a finalidade educativa e informativa, com respeito aos valores éticos e sociais da pessoa, prestou um desserviço para a comunicação social, uma vez que encoraja a atuação de grupos radicais de perseguição de minorias, podendo, inclusive, aumentar a intolerância e a violência contra os ateus.

“Evidentemente,  houve atitudes extremamente preconceituosas uma vez que as declarações do apresentador e do repórter ofenderam a honra e a imagem das pessoas ateias. O apresentador e o repórter ironizaram, inferiorizaram, imputaram crimes, ‘responsabilizaram’ os ateus por todas as ‘desgraças do mundo’”, afirma o procurador.

Mas, ao menos, desta vez, nossa pressão funcionou. Difícil saber qual foi o real papel da rede, mas é de se esperar que tenha tido alguma influência, dada a repercussão e o alcance da revolta.

Pena que a “pena” proposta pelo MPF seja ínfima, muito aquém de uma punição à altura do crime, de promover o preconceito.

O Ministério Público Federal apresentou pedido de liminar para que o programa seja obrigado a exibir quadro com retratação das declarações ofensivas às pessoas ateias e esclarecimentos à população sobre diversidade religiosa e da liberdade de consciência e de crença no Brasil. O MPF quer que o quadro tenha o dobro do tempo usado para exibição das mensagens ofensivas.

Mas é fato, mesmo 5 minutos de uma peça sobre direitos humanos e tolerância em um programa como o do Datena, já é algo impressionante.

_______________________

Link original da postagem:
http://tsavkko.blogspot.com/2010/12/mpf-processa-datena-por-preconceito.html

_______________________

* Raphael Tsavkko é jornalista e blogueiro, mestrando em Comunicação (Cásper Líbero) e bacharel em Relações Internacionais (PUCSP).

______________________

Sobre o caso Datena, leia também, aqui no Acerto de Contas, o artigo de Robson Fernando: “Caso Datena, ateus e omissão da mídia e dos grupos de direitos humanos“.

27 Comentários + Add Comentário

  • louvável a atitude do MPF! só falta fazer o mesmo com a Globo e seu nojento Zorra Total e todos seus “humorísticos” que vivem se baseando em piadas homofóbicas pra ganhar audiência!

  • Gostaria do número do processo para acompanhar, seria possível??

    Parabéns pelo post.

    Jájá aparece alguém dizendo que o MPF deveria ir atrás de coisas mais importantes e blábláblá.

    Não sabem que o MPF é dividido e quem ingressou com a ação é justamente o mpf que cuida da questão da violência contra os direitos humanos e preconceitos em geral.

    Portanto, o MPF não abandonou nada em benefício dessa ação.

    Datena doido de pedra. Não sei como um cara que acredita em “deus”, trata seus profissionais da maneira como ele o faz, gritando, reclamando, agredindo verbalmente. Gente hipócrita.

  • Enquanto isso em Pernambuco….

    Aguardamos há 5 anos pra saber se Denny Oliveira vai preso ou não.

    • Não foi, senão já saberíamos.

  • pessoas como datena, cardinot torcem profundamente que nenhuma política acabe com a violência ou eles ficariam desempregados

  • Bobagem o que Datena disse ( nenhuma novidade nisso….)!

    Bobagem a intenção do MPF de forçar ( por via judicial) um retratação.

    O que o aloprado apresentador fez foi apenas exercer a critica, com seu peculiar comedimento e bom senso…hehehe

    PS- Só assisto Datena nas enchentes… Aí ele é imbativel!!!!
    Não por acaso o Macaco Simão já carimbou o Datena como o “Galvão Bueno da enchentes”.

    PS- 2 – Periga o Datena pedir pro MPF pra forçar o Macaco Simão se retratar. Ou mesmo o Galvão Bueno, pela comparação “preconceituosa” e “discriminatória”.
    Aí, meu jesuscristinho…..

    • É deixa eles fazerem o que quiser. Essa país é uma esculhambação mesmo né?? Piada ¬¬.

      O que importa aqui, entendo eu, é mais a mensagem do que a punição envolvida. A mensagem de que a televisão não é local para ficar emitindo opiniões preconceituosas e estimuladores de segregação e violência.

      Quer opinar assim??? ok, mas aguente as consequências e não reclame de quem vier e cobrar depois.

  • Seria legal se também fizessem isso quando ele diz que os Direitos Humanos deveriam ser desrespeitados

  • Que o Datena é um “descompensado”, tudo bem! Mas, agora é crime um católico pregar as leis de DEUS, seguindo as doutrinas da sua Igreja? Vai me dizer que bandido acredita em DEUS? quanto aos ateus que ridicularizam os cristãos, o que diz o MPF? HIPÓCRITAS FARISEUS!!!!!!!!!

    • E os padres católicos comedores de criancinhas???? estes não acreditam nesse tal de deus??? E as milhões de mortes ocasionadas por causa de crenças religiosas?? seus atores tb não acreditavam em seus deuseS?????

      Por que os ateus, que são justamente aqueles que se livraram desse tipo de controle social arcaico responsável por tantas mortes, chamada religião, os responsáveis pelos crimes????

      Não meu caro, não existe pesquisa e não existe nenhum dado capaz de informar a proporção de ateus e religiosos que cometem crimes.

      Quando algum ateu cometer os atos que o Datena cometou, só que perante os religiosos em geral, você poderá agir da mesma forma que o MPF (com as devidas ressalvas). No entanto, não confunda liberdade de crença e pensamento com possibilidade de delinquir. O liame é muito subjetivo e tênue, mas é possível verificá-lo.

      Vocês pode dizer “Deus” existe (isso me incomoda, mas incômodo não é consequência de delito), e EU posso, e afirmo, que “Deus” não existe, e você não pode me impedir de tal.

      A diferença reside no fato de Datena afirmar que os ateus são criminosos por característica O.o LOL. Eu não digo aqui que TODO cristão é comedor de criancinhas, caso fizesse estaria cometendo calúnia, contra uns poderia caber exceção da verdade, contra outros, não.

      Vá rezar e pedir conselhos às vozes do além.

    • Ele tem direito de pregar as leis do deus que ele quiser. Problema dele. Agora generalizar, dizer que quem comete crime, não acredita em deus, é uma grande falta de conhecimento mesmo. Então todo ateu é criminoso? A criminalidade não tem nada a ver com o ateísmo, e, sim, com a religião, em alguns casos. Vai dizer que a Inquisição foi justa, em nome de um deus? Religiosos fanáticos cometem graves crimes em nome de um deus. Homens-bomba, por exemplo, aterrorizam multidões, satisfeitos, pois sabem que fazendo aquilo em nome de deus estará no paraíso. Se em algum momento nós ateus ridicularimos os cristãos é porque temos o direito de nos manifestarmos contra um padre pedófilo, um pastor ladrão… Mas afinal, o que nós ateus temos a ver com criminosos?

      • Se em algum momento nós ateus ridicularizamos os cristãos é porque temos o direito de nos manifestarmos contra um padre pedófilo, um pastor ladrão… Mas afinal, o que nós ateus temos a ver com criminosos?

        Ser ateu é simplesmente ter opinião formada, agir pela razão, não pela fé. Ter um raciocínio lógico. Não acreditar em seres imaginários, tais como: deuses, fadas, papai noel…

  • André Raboni, meu caro, eu na verdade queria era o número do processo e a vara para a qual foi distribuído o feito ;) .

    Mas só em dar uma lida na petição já fiquei impressionado ;) com a coesão textual da peça vestibular.

    Abçs.

  • Eu concordo com o processo contra o Datena. Entretanto, muitos sites ateus que já entrei também mostram total desrespeito a várias religiões, taxando muitas vezes os fiéis como loucos ou como pessoas insensatas que acreditam em contos de fadas.

    Eu não sou ateu, embora não seja nenhum religioso fanático. Mas creio que ainda há um caminho longo para o entendimento, de ambos os lados.

    • Tem que saber se quaisquer das coisas faladas são crimes ViniGodoy.

      De outro lado, perceba que VOCÊ entrou no site deles. Ou seja, eles não veicularam em locais de acesso público nenhum tipo de incriminação ou coisa parecida.

      Diferente do que ocorreu com o LCP e a Mayara Petruso, além do Próprio Datena.

      Abçs.

  • Não tô em aí com Deus e nem com os ateus!!
    Mas esses caras deviam se preocupar em processar quem rouba dinheiro da saúde,por exemplo.
    Não acredito em Deus e sinceramente,o que o Datena disse não me afetou nem um pouco.

    • É???? quer dizer que a Procuradoria dos Direitos Humanos agora tem competência para processar crimes do colarinho branco????

      Tivesse lido os comentários antes de postar (não falo nem em conhecimento, porque quem não trabalha na área não tem obrigação de saber), saberia que o MPF é subdividido por competências em determinadas áreas. ¬¬

  • “Pelo ‘Sim’ ou pelo ‘Não’. Uma ‘reza’ pra DEUS e outra ‘reza’ pro CÃO”

    • Como se existisse um “Deus” e um “cão”.

      sugiro assistir aos vídeos deste tópico:

      http://acertodecontas.blog.br/cultura/a-historia-de-satanas/

      Não que devas seguir os ensinamentos do vídeo e pronto, mas apenas dê chances a si mesma de conhecer novas possibilidades.

      • Eu sou ATEU, companheiro.

        • Ok, então ;) . Então somos mesmo “companheiros” hauhuahuhhua.

          Abçs.

  • O que o Datena disse não deixa em parte de ser verdade. Mas ném todos que são ateus, são pessoas más que praticam a violência , isso eu sei porque conheço pessoas que não acredita em Deus, e são ótimas pessoas. Com certeza a maioria da violência está relacionada a falta de amor á Deus e ao próximo, porque se você tem amor e respeito por Deus você também tem respeito e amor ao seu próximo e com certeza você se preoculpa com o seu próximo. Há e mais tem muita gente que acredita em Deus mas mesmo assim praticam a maldade, e acho que mesmo acreditando em Deus eles não para, para pensar se a atitude dele, se agrada a Deus ou não. Tem essa também será que o Deus que ele acredita é o memos Deus , que pede para toda humanidade amar e respeitar o próximo , e fazer o bem?

  • HIPOCRISIA ATEIA!

    a maioria dos blogs ateus disvirtuam, denigrem e ridicilarizam desrespeitando a crença alheia.
    Mas ao tomarem do próprio veneno parece que não aprovaram o sabor, agora esperneiam…buá…buá! tão falando mal de mim! he…he…he…!
    Aprendam a respeitar a crença dos outros para os outros respeitarem as crenças de voces.
    não aprenderam isso, pois não são cristão: quem fere com a espada perecerá por ela.
    Não se preocupem pois a maioria dos crentes pesam que ateus são como papai noel, pura invenção ou muito dificieis de serem encontrados no dia a dia.
    Voces deveriam é agradecer ao Datena por ter lembrado que voces existem.
    E antes que eu me esqueça:

    Feliz Natal para todos!

    • se os blogs ateus ridicularizam A CRENÇA ; NAO AS PESSOAS , o que o daantena disse é que todo o ateu é um pisicopata em potencial . aprenda a respeitar a crença dos outros??????se eu chegar numa igreja evangelica e dizer que sou umbadista alguem vai me respeitar ??/ ein??

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

novembro 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).