A destruição no interior de Pernambuco é gigantesca

jun 21, 2010 by     57 Comentários    Postado em: Atualidades

Como vocês sabem, não estou em Pernambuco neste momento, mas fiquei impressionado com a destruição que se seguiu às chuvas que castigaram o Estado desde quinta-feira. As imagens de algumas cidades é horrível. Das que vi, Palmares e Barreiros foram as piores.

Mesmo que culpem governos pelas tragédias, neste caso pouco poderia ser feito. E justiça seja feita, em alguns municípios brasileiros, como por exemplo Recife, já se avançou muito em relação ao que acontecia anos atrás.

Mas a tragédia no interior mostra o lado ainda mais cruel, que é o da impossibilidade de ajuda rápida do Poder Público para minimizar a tragédia. O Governo Federal está tomando algumas medidas emergenciais, como a liberação do FGTS, mas isso é muito pouco.

Além da infra-estrutura pública, como escolas e estradas destruídas, temos também as perdas pessoais.

Mas o pior de tudo são as perdas humanas. Essas são irreparáveis. Apesar de em número muito menor do que tragédias passadas, a perda de qualquer vida é algo que não se pode aceitar.

Para amenizar a dor e o sofrimento destas famílias, dezenas de campanhas estão sendo feitas por algumas instituições sérias. Apenas esperar a ajuda do Governo é condenar o povo destas cidades a mais desamparo.

Essa é a hora da ajuda da população. Até porque o melhor seria que nada fosse feito pelos Governos, porque a roubalheira que segue o movimento de calamidade pública em algumas prefeituras é coisa de envergonhar até Odorico Paraguaçu.

Em algumas cidades, logo que a água baixou, o cenário era desolador. Parecia uma cidade que acabou de sair de uma guerra.

O vídeo acima foi feito por um internauta de Palmares, que colocou as imagens no You Tube.

57 Comentários + Add Comentário

  • É triste a situação de alguns municípios do interior. Mas será que os respectivos prefeitos vão suspender/cancelar as festas juninas nesses locais em ano eleitoral??? Aposto que não. Será dinheiro público investido em festa, quando as pessoas precisam de cuidados (médicos etc.). Isso sem falar da grande irresponsabilidade, do ponto de vista da saúde pública, que é juntar um amontoado de gente doente, em razão das enchentes, pra “brincar” o São João. Ê mundo veio…

  • E que tal a boataria que viçejou em Palmares, acerca duma ruptura de barragem, a qual iria destruir a cidade?

    Tudo isso supostamente seria para que bandidos pudessem ter o caminho aberto para saquear os estabelecimentos.

  • “vicejou”

  • Quem tá acompanhando de perto diz que a situação é desoladora. Acho que não é nem o momento de achar culpados, até mesmo pq se a gente for fazer uma leitura profunda, cada um de nós, seja governante ou cidadão, temos um pedaço de culpa por estarmos vivendo num meio ambiente tão conturbado.

    Minha ficha caiu hoje, após chegar do trabalho, quando duas meninas vieram na porta da minha casa pedindo donativos para as vítimas de enchentes. Perguntei pq elas estavam fazendo isso, se era o colégio delas q estavam estimulando, e elas, sem graça, disseram que moravam aqui em Recife mas eram natural de Barreiros e q as pessoas lá estavam precisando (uma das cidades mais destruídas pelas chuvas). E logo me veio na cabeça: que porra eu estou fazendo pra ajudar? nada! crianças vindo na minha casa, fazendo a parte delas, me dando lição de solidariedade

    Na verdade levei uma bela tapa de luva um “acorda” e agora estou mobilizando ajudas. Vamos multiplicar a solidariedade.

  • Minha esposa é de Barreiros e a cidade está mudada, espero que possa voltar a ser a mesma o quanto antes, mas essa cheia foi diferente, levou pontes, acabou o comércio e derrubou casas, a cheia de 2000 não fez isso.

    Apenas discordo de Pierre quando diz que não é hora de encontrar culpados, pois sempre que ia para barreiros perguntava para a minha esposa quando ia chegar alguém lá pra resolver esse problema de enchente, pois com qualquer chuva o rio cobria a ponte.

    O que pode parecer novidade para alguns, me parece um tragédia anunciada, isso era esperado, sempre acontecia e vai continuar acontecendo se não for feito nada, apenas sinto que agora é muito tarde.

    Temos sim que culpar as autoridades, as pessoas das cidades e nós mesmos por fazer de conta que isso não podia acontecer. Se isso não for falado agora, vai cair no esquecimento e mais uma vez nada vai ser feito, já que nem Jarbas, nem Eduardo fizeram nada para evitar isso e duvido que isso seja mencionado na campanha desse ano já que os dois foram ausentes em relação a isso.

    • Por sinal também estou juntando roupas e outras coisas para levar para barreiros, pois devo estar indo essa semana lá com minha esposa e meus sogros. O meu email é ozieljose@gmail.com, quem tiver alguma coisa pode entrar em contato comigo.

  • Vale o repúdio também a certos comentaristas deste blog que aproveitaram a tragédia para fazer proselitismo político.

    • Também cabe o repúdio àquele (s) que chama (m) de “proselitismo político” o fato de alguém atentar para a responsabilidade do Poder Público numa hora de calamidade. Ninguém pode ser culpado por uma tragédia de tal magnitude, é claro, mas cabe aos governantes prestar socorro aos que necessitam de amparo. Ou será que é pertinente festejar (com o dinheiro público) onde tem tanta gente sofrendo e precisando de ajuda? Mantidos os festejos, caracterizada estará, na minha opinião, a conduta irresponsável daqueles que têm a obrigação (não faculdade) de cuidar das populações afetadas.

      • Partindo de quem partiu, e com os argumentos que foram usados, não passa do mais puro proselitismo político, Barbosa.

        • Proselitismo político em nome de quem? Devo votar em Eduardo Campos.

          Nem todos brasileiros entendem que algumas pessoas só querem o bem da sociedade, independente de quem esteja no governo, independente de partido e independente de nome.

        • E por falar em “proselitismo politico” porque será que o Presidente Lula ainda não encontrou tempo em sua agenda para, ao menos, hipotecar solidariedade aos seus “conterrâneos”?
          Aos “amnésicos” é bom lembrar que logo após o terremoto do Chile, nosso solidário presidente aportou em solo chileno quase que imediatamente após os abalos, levando pessoalmente oferta de algums milhoes de dólares.
          Já pelas bandas de Alagoas e Pernambuco, sua excelência demorou 7 dias para encontar tempo para cumprir sua obrigações de “gestor” e cidadão.

        • EITA! Chiquito, você poderia ter passado o São João sem ter dito mais essa besteira!!!!

          Lula chega nesta quinta (24) a Pernambuco

          http://www.diariodepernambuco.com.br/vidaurbana/nota.asp?materia=20100622170531

        • Tá vendo, pessoal? O comentário de Francisco Filho é o exemplo perfeito do lamentável proselitismo político a que eu me referi.

          Com a visita de Lula já marcada, e após TRÊS ministros visitaram o estado (Integração Nacional, Cidades e Defesa), ele tem o desplante de colocar um texto absurdo desses.

        • Martins, sei da sua “eficiência” como soldadinho da petralha, (soldadinho raso, diga-se de passagem) mas, amigo dê-se ao trabalho de no minimo interpretar o que se escreve.
          Sei que Lula virá ao local da tragédia. Ele não iria perder essa oportunidade ímpar de posar como “messias da bondade em momentos de dor”.
          Não se sabe o motivo, mas o fato é que ele demora muito para visitar esses locais.
          Tudo indica que ele não gosta muito de miséria. Lula prefere um palanque com uma claque que aplauda todas as asneira que ele diz.
          Foi assim na tragédia do Rio e está sendo assim aqui em PE.
          Passaram-se 7 dias depois da anchente e só agora ele decide fazer uam visita rapida.
          Entretanto se fosse num país vizinho, comandado por um ditadorzinho de merda, claro que o “Air Force 51″ já teria feito uma escala imediatamente após a bagaceira.

        • Controle seu ódio, Chiquito, e acima de tudo PARE de usar a tragédia para fazer campanha política.

    • Vou tentar responder de forma suave. Acredito ser de uma falta de inteligencia muito grande, não lidar com a situação como um problema público.

      Meu querido martins novas chuvas já estão chegando, o que faremos até lá? E no ano que vem o que será feito? Quando isso vai ser discutido? Pois visito barreiros mensalmente e os problemas de todas as cheias anteriores sempre persistiram.

      O duro aprendizado da tragédia vai ser em vão se não fizermos nada que remedie essa situação, eu pergunto porque as companhias aéreas se preocupam com a caixa preta? O povo morreu mesmo, não é isso?

      Será isso política ou atitude? Em que momento se difere política da vida dessas pessoas? como resolver? qual é a hora apropriada para isso? Pois muitas pessoas ainda estarão sofrendo com isso daqui a seis meses e a imprensa e a sociedade esquecido, e no ano que vem tem chuva de novo, mas provalvelmente voce deve estar muito tranquilo em sua casa pra se preocupar com isso.

      • Você está certíssimo, Oziel. Eu não me referi a você de jeito nenhum.

    • Cade dilma, não vem ver o seu Brasil?

      • Acho eu que ela , não se sente sensibilizada com o nordeste!

        • Pronto, lá vem o outro também fazer campanha política em cima da tragédia.

          Amigo fred, repense seus conceitos e analise o que você está fazendo.

          Só para constar: Dilma E Serra estavam com viagens marcadas ao Estado de Pernambuco. E ambos, acertadamente, cancelaram a visita devido à situação.

        • Caro Martins, Dilma não gosta do nordeste, mas se lula tiver influencia no seu governo, votarei ainda assim nela!

  • Gente,
    Lagoa dos Gatos e mais especificamente o assentamento de camponeses, que já vivem humildemente e dependentes de sua agricultura, foi também vítima das chuvas. As casas danificadas, a escola popular, que traz uma nova proposta de ensino, diferente dessa educação opressora, ocidentalizada e mercadológica, sofreram com a fúria das chuvas.
    Pois bem, quem quiser ajudar, entre em contato pelo email:
    comitelagoadosgatos@gmail.com
    A situação é séria e precisa da solidariedade de todos.
    Faço das minhas palavras a dos companheiros acima, é um momento de prestar solidariedade, compaixão e consciência política e social!

  • Só pra ratificar:
    comitelagoadosgatos@gmail.com

  • Em Palmares a situação e desoladora, parecia um cenario de guerra e essa boataria da barragem do prata ajudou pra deixar as pessoas mais nervosas do que ja estavam, estava la no domingo e mesmo depois de se confirma que era um boato ainda sim havia pessoas dessesperada.

    Sou estudante de administração da federal e estou junto com o DAAD fazendo uma campanha para arrecadação de alimentos.

    E gostaria de fazer um apelo indepedente para onde ajude, pois o pouco que vc doar ja vai ser muito pra quem não tem nada.

    Grato pela atenção.

    • Segundo informações de amigos da cidade, pessoas morreram por causa desse boato, 2 de infarto e uma pisoteada numa confusão dessa boataria.

  • Uma boa notícia é o número relativamente baixo de mortes no interior. Com uma desgraceira dessa em tantas cidades, tivemos quatro pessoas mortas. É uma desgraça, claro, nada substitui essas vidas, mas em outras ocasiões semelhantes houve muito mais vítimas.

    • Voce vive no pais de alice das maravilhas! Ou no estado ou ilha encantada!

    • Cade dilma, cade lula, cade jpls, cade dinheiro para se pagar equipamento de ajuda! Socorro, vamos pedir a ONU?

  • Cade o governo federal de dilma, até agora só a atitude do governador foi providencial, cancelado o feriado de são joao e de qualquer jogo do brasil!

    correntes, palmares, barreiros, agua preta, não tem mais cidade, acabou!
    Liberação de fgts, para região que não tem carteira assinada!

  • Campanha estadual para nos ajudar!
    A coordenação como e quem fará?

  • Forças armadas cade voces!

  • decreto lei federal e uma lei estadual para reforçar, nenhuma construção residencial ou comercial não deverá ser feita ao longo de qualquer margem de rio, só agricultura e pasto como no rio Nilo!

  • Absurdo PERAMBUCO E ALAGOAS RECEBEREM E QUANDO RECEBEREM MENOS QUE O HAITI, E CONTRIBUIMOS MUITO COM IMPOSTOS FEDERAIS, FAVOR NÃO REPASSAREM OS IMPOSTOS NA ATUAL MOMENTO!!!

  • CADE SÃO PAULO QUE VENDE MUITO PARA PERNAMBUCO!

  • 12 DIAS DE CHUVA E RIOS ASSOREADOS SEM NUNCA TEREM SIDOS AVALIADOS PELA COMPESA E SECRETARIA DE SERVIÇOS HÍDRICOS, CADE O JOAO BOSCO?

  • E VEM CHUVA DE NOVO!!!
    PRECISAMOS DE TECNOLOGIA DA HOLANDA PARA NOSSO ESTADO URGENTE!!!

  • O blog permite comentários em série da mesma pessoa como os colocados acima?

    • É desabafo, de tanta inoperancia do poder público e mau gasto do dinheiro público!

      AÇÕES PREVENTIVAS NÃO EXISTEM?

      • A oposição tambem não aparece nestas situações, a união na calaminadade cade?

  • E o inverno começou agora, hein? E o amanhã, como será???/

    • Ações do governo federal e estadual, quais são elas?
      Secretarias de governo, são inoperantes?

      Ótimo governo de eduardo nas ações de infra estrutura, mas precisamos de ações a curtíssimo prazo nestas situações, profissionalismo nas atitudes, certas secretarias tem que ser técnicas!!!

      • A oposição na politica, cade jarbas, marco maciel e cia?

  • Isto e uma alerta tambem ao povo Palmarense que deve tambem contribuir no sentido de nao jogar lixo no rio, todo lixo hospitar,lixo das casas que estao as margens do rio, lixo quew as pessoas colocam nas boeiras, nas ruas,etc,etc.As construcoes feita muito proximo à margem do rio, entao na enchente as aguas precisam do seu espaco tomado pelas pessoas ao construirem suas mansoes, sua casas, suas oficinas. Nao e culpar so o governo, e cada um de nos refletir sobre o meio ambiente(que e nossa voda, nossa tranquilidade, nosso bem estar.Gente mudamos esta mentalidade de visar so riqueza e dinheiro, avareza, aproveitar da bondade de alguns, taí, vem uma tragedia dessas e atinge a todos. porem quem sofre sao os mais carentes.Isso nao e humanidade gente! Em que mundo estamos e onde queremos chegar!Que Deus abencoe a todos que sofrem!Mari

  • Olá Gente,
    O Grupo Compare em Floresta-PE também é solidário com as enchentes de Barreiros/Palmares, está arrecadando doações .
    Pontos de recebimento de doações: Todas as empresas do grupo em Floresta/PE
    Vamos ser solidarios e fazer a nossa parte.

  • Pierre, estive ontem (quarta 23/06) em Cortês, cidade que também foi fortemente castigada pelas chuvas. Comércio em lenta retomada, centenas de desalojados, outras centenas de desabrigados. A situação, que causa forte consternação, só não é pior por conta da ampla solidariedade das pessoas da cidade e de outros locais.

  • Acho até desumanidade fazer política com uma tragédia como essa. Mas estamos esquecendo que algumas pessoas ,que agora estão defendendo esse raciocício por aqui, posando de bons moços, são os mesmos que fizeram campanha contra o José Serra quando houve as enchentes em São Paulo. Ou não ?

  • [...] Cotidiano – A destruição no interior de Pernambuco é gigantesca [...]

  • Acordei, hoje, com a notícia ‘oficial’ demagógica que “Lula botou o pé na lama em PE”

    Tá bom! Pelo visto o Brasil é ‘separado pelas chuvas’… Pois Lula em situações semelhantes deu as costas , não ‘botou o pé’ em cidades paulistas atingidas recentemente pela catástrofe das chuvas e, muito menos, na destruição pelas chuvas das cidades paraibanas. Esperaram meses (de janeiro a maio) por colchões e até hoje os paraibanos esperam recursos para total recuperação de pontes e estradas naquele estado nordestino.

  • SOU FILHA DE PALMARES E SEMPRE EXITIU ESSAS ENCHENTES AI. TA NA HORA DOS GOVERNANTES PENSAREM EM CONTRUIR VARIAS BARAGENS PARA CONTROLAR ESSE VOLUME DE AGUA…

    • Fátima, concordo plenamente com a sua opinião, sou de Palmares más já há bastante tempo me
      mudei, hoje estou em Fortaleza CE, tenho acompanhado de perto todas as informaçoes desta trajédia, tambem passei por momentos como este de enchentes em Palmares e até então ninguem por parte dos governantes tomam nehuma providencia para solução deste grave problema. Para reconstruir a cidade é preciso construir ideias como a sua.

  • Sou palmarense, e no dia da cheia tivemos que lutar contra as águas e a carestia posterior, a parte mais atingida foi o centro e os bairros de São José e São sebastião que ficam às margens do Una, os bairros mais populosos foram pouco afetados, mas a destruição nos supracitados locais foram enormes, demorará anos para a cidade se reerguer, o que não posso deixar de comentar são os pseudo-jornalistas que se utilizaram de suas concessões radiofônicas para praticarem politicagem, bem como, o ex-prefeito que utilizou-se de seus acólitos para divulgarem boatos e críticas descabidas e procurar politizar a tragédia! Mas não esquecendo as falhas dos governos municipais e estaduais. Ao post feito anteriormente a COMPESA não tem nenhuma influência no regime fluvial, mas a agência responsável pela fiscalização da construção de açudes precisa ser revista.

    • Se a compesa retira agua dos rios para vender a população, como ela não fiscaliza barreiros, barragens e assoreamento dos rios e ações preventivas não existem?
      Agua é ouro azul, sem ela, sem vida!

  • Parabens SENHOR PRESIDENTE LUIZ INACIO LULA DA SILVA,pelo seu empenho,dedicacao,sineridade,honestidade,sensibilidade e competancia; nao somente neste momento mas desde o inicio de seu mandato. O povo brasileiro o escolheu, isto e certo e de fato. O nosso pais e imenso, e o senhor atende a todos com muito carinho respeitando as necessidade mais urgentes.Nao sei se diante de tanta tragedia e tanta crise um outro presidente teria tanto empenho como o senhor.DEUS lhe dara siguramente a direcao para agir diante desses desafios que todos nos estamos enfrentando. Muito obrigado por haver portado nosso pais sobre controle apesar dos pesares.E ter demonstrado sua capacidade e forza .Sou filha de PalmarePE e estou sofrendo junto com meus conterraneos, apesar de no momento nao estar presente.Que Deus abencoe nosso Planeta.E ilumine a mente dos que so criticam e especulam.

  • Neste caso o fato de os políticos não terem culpa é verdade, porém observo também o que chamarei de “ignorância” e desprezo aos trabalhos de geógrafos quando se permite construir e reconstruir cidades como Primavera na beira de um rio por onde passa uma cachoeira, afinal, não é a primeira vez que isso ocorre lá, estive em Primavera logo após a ultima cheia, e nela so não houve tal agressividade, mas culpar a natureza… não! a cachoeira está Linda!
    Hoje, só peço que lembrem-se de que os esforços não são necessários para Barreiros e Palmares, tantas outras cidades estão em caos, e esquecidas…
    quando a como pode-se resolver, estou cansado e prefiro nem mesmo comentar, surgirão milhares de planos de governo miraculosamente pensados para isso, espero que um deles seja posto em prática.

  • Pierre,

    Também recebi relatos fidedignos da morosidade e burocracia na distribuição dos donativos. Não faltam donativos, mas alguns agentes públicos lá estão dificultando a distribuição, pois precisam “registrar” as entregas, leia-se tirar fotos para campanha política.

    Outro relato ainda mais absurdo, é que o hospital de campanha que seria instalado em Palmares, a princípio foi rejeitado por agentes da cidade, alegando que não precisavam, pois na cidade havia dois hospitais atendendo a população. Na verdade são dois hospitais particulares, em péssimas condições, que fazem o atendimento precariamente para cobrar ao SUS posteriormente.

    Ou seja, não há escrúpulo nem mesmo em meio a uma tragédia.
    Achamos absurdo que comerciantes se aproveitem da situação para cobrar preços abusivos em itens de primeira necessidade (o mercadinho do prefeito de Palmares cobra R$ 26,00 o Kg da charque), imagine então agentes públicos agindo com partidarismo?!

  • Olha, discordo quando você diz que “o governo pouco poderia ter feito”. Estive em Palmares, e o comentário que eu escutei nas ruas que me chamou a atenção é de que existe um projeto de barragens de contenção, que foi feito após a cheia de 2000, e que, se tivesse sido cumprido, minimizaria (muito) esta tragédia.
    Não sei se de fato existiu a promessa destas barragens, ou até o projeto, mas escutei o mesmo comentário por parte de algumas pessoas. Fiz uma pequena busca na internet, e encontrei citações a barragens de contenção como um meio de evitar este tipo de tragédia. Curiosamente, não vi esta citação na tv, em reportagens do tipo “entenda a tragédia”. Não entendi o porque da omissão desta informação.
    Porém, concordo que a hora é de AJUDAR as pessoas. A mídia não está mostrando tudo, a situação é pior. Estou falando de FOME, DOENÇAS. Muita gente está precisando da nossa ajuda.

  • Ei vcs tão se esquecendo de uma cidade q fik no meio depois de palmares Água Preta q esta plenamente destruida e acaba isso é sim inresponsabilidade publica essas águas ñ foram só da chuva e sim das barragem q estão cheia e esse pessoal q neim utilizam tanto essas barragem acaba sofrendo muito nas epocas de chuvas eu axo q isso tudo é falta de uma boa adiministração sou de Água Preta mas tou atualmente aqui em Recife

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

março 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).