Carro do Jornal do Commercio estaciona em vaga de deficiente

fev 3, 2011 by     133 Comentários    Postado em: Atualidades

“Ah, esses moralistas… Não há nada que empeste mais do que um desinfetante!”
Mário Quintana

O cara chega no estacionamento e vislumbra aquela vaguinha que parece ter caído do céu. Muitíssimo bem localizada, pertinho da entrada. E os outros carros indo procurar a 10 ou 20 metros mais adiante. Manés!, pensa, afinal, o mundo é dos ‘expertos’. Peraí, mas tem uma marca bem grande dizendo que é vaga reservada a pessoas com deficiência ou idosos! Só que o ‘experto’ aperta o botão de foda-se para os velhinhos e aleijados. O mundo é dele!

Cena muito comum em shoppings e ruas do país.

Pena que, no caso acima, o protagonista seja alguém que vive com o dedo em riste para apontar o defeito dos outros.

133 Comentários + Add Comentário

  • Cadê a Atitude Cidadã, Jornal do Comércio?

    • Até agora nem perguntou se o rapaz não foi obrigado a colocar o carro ali pelos repórteres que, muitas vezes, não querem andar um pouco para fazer suas reportagens. Motorista faz o que lhe mandam fazer e, se não fizer, são entregues de bandeja e podem até perder o emprego!

      • pois bem marcelo vc acertou na mosca trabalhei por mais de 4 anos no sjcc como motorista, e posso te falar com toda sinceridade por muitas vezes fui obrigado a fazer barbeiragens no transito avançar sinal,contra mão,subir calçada etc. isso lá é normal e ai do motorista que se negar a fazer os pedidos desses hipócritas do jc principalmente os fotógrafos e jornalistas do jc são os mais arrogante,s totalmente diferente do pessoal da tv e do radio que são bem mais educados.

      • Este cara deve ser mais um espertinho que arranja desculpas “furadas” para tudo de mal que assola este país.

    • EH PQ ESSE MOTORISTA EH DEFICIENTE MENTAL POR ISSO ELE ESTACIONOU LA

  • Quem garante que ele não é deficiente? Com certeza, é, pelo menos, retardado mental… Ou vai ver o cara usa óculos e acha que é deficiente por causa disso…

  • No Plaza isso é mais que normal.Os deficientes de educação e respeito com o próximo estacionam em todas as vagas para idosos e cadeirantes.O shopping deveria cobrar 10 reais em quem ocupa a vaga sem preencher o requisito da idade ou da saude.
    E aí é que vemos que no bairro onde o Plaza fica e atende a população de bairros vizinhos o pessoal não tem educação e descaradamente estaciona em vaga reservada para outras pessoas , sem vergonha nenhuma.Conclui-se o que se sabe há muito tempo, educação não está relacionada com dinheiro, nem roupa, nem modelo de carro.Padrão de classe média, mas educação, cidadania zero…

    • “educação não está relacionada com dinheiro, nem roupa, nem modelo de carro”

      Exatamente!

  • “Engraçado”, isso não saiu no Blog do Jamildo, por que será?

    É uma afronta contra os Portadores de Necessidades Especiais. Quem nunca passou um dia sequer com um cadeirante, por exemplo, não tem noção do que é a limitação de acessar prédios comerciais, por exemplo.

    Vamos acompanhar no site do Detran se a multa vem ou não …

    http://www.detran.pe.gov.br

    PEL – 0918

    Já tem uma lá:
    Agente Autuador: DER – LOMBADA
    Lote: 0305537873 Ag.Autuador: 117200 Serie: Q Auto: 000949152-5 Infracao: 7455-0 TRANSITAR EM VELOCIDADE SUPERIOR À MÁXIMA PData: 29/11/2010 10:39:27 Local: RODOVIA PE-15 KM 9.40-sentido Olinda PAULISTA – Amparo Legal: Art. 218, Inc. I Velocidade da via: 0040 Aferida: 0048 Considerada: 041 Equipamento: DERPE1635 Data Afericao: 06/07/2010

    • Essa lombada é a que muitos “dançam” em Paulista pois é a única que tem o limite de 40km/h enquanto as outras tem limite de 60km/h. O carro passou a 52km/h, resultado de uma inocência que muitos cometem pois naqueles tipos de lombada o sensor fica um pouco depois das mesmas. A conversa de 500 metros antes ou depois é balela. O motorista atento verá que alguns metros após a lombada há 2 retângulos levemente riscados na pista. Pois é, são os sensores. Aquilo que gera multa.Normalmente como as pessoas aceleram ´logo após passar da lombada e muitos são multados ali. Portanto, nada demais essa multa! O chorô é livre para satisfazer “revolucionários” que acham que são mais “expertos” por fazer críticas sem fundamento ao jornal em função de erros de seus motoristas! A única obrigação do jornal é pagar a multa . Nunca vi nenhum dono de blog “progressista” ou “revolucionário” escrever nada se retratando quando comete infração de trânsito. Tem coisas que só acontecem no Brasil!

  • É o que podemos chamar de “Deficiente Ético”

    • Assinale a alternativa correta: “Deficiente ético” é:
      a) o carro, que se deixou estacionar;
      b) o motorista que estacionou o carro;
      c) o jornalista que foi fazer a matéria e não olhou onde o carro seria estacionado;
      d) o dono da budega (JCPM), que, lá do escritório, não viu essa barbaridade.

      • E tu acha que o “dono da budega” tá se lichando pra isso?

        • vc conhece ele?
          imagina q fotografam o carro de Raboni numa situação dessas, vc ia se sentir a vontade pra dizer “ah, e Pierre tá se lixando pra isso”?

      • Bom comentário Gisonaldo.

        Jajá sai numa das provas aqui da Sra. Malícia ou no ENEM…

  • Mais preocupante que vagas para deficientes é uma instituição que tem por obrigação zelar e fiscalizar pela moralidade pública, encher seus quadros com CARGOS COMISSIONADOS. Ontem saiu no Diário Oficial mais uma nomeação para cargo de tal natureza. E a pessoa é a amiga do novo rei. O negócio é o seguinte: Tá se aposentando da policia? Não tem o que fazer em casa? Entende de controles ou contabilidade? Não. Não entendo nada. Tá ótimo é vc mesmo que eu quero para SER O MEU CONTROLADOR. Olha este aqui é outro macaco velho que está aqui dentro há quatro anos ele vai te mostrar quem é quem. E assim paga-se mais de 10 mil reais para um aposentado.

    Em tempo em tal instituição tem dezenas de servidores concursados e qualificados para tais cargos.

    Mas uma vez tem gente com mediocridade mental. Faz sentido. Afinal seu vernáculo e postura é típica de burgomestre de província.

  • Os que “vivem com o dedo em riste” são os piores.
    Essa é o retrato do falso moralismo do JC.

    Para nossa sorte, sabemos que ninguém mais os lêem. No máximo vê-se as capas… Extra, extra: Vende-se capas de jornais.

  • A atitude do “nobre” motorista está bem compatível com a “qualidade” do jornal.

  • Só posso acusar se o rapaz não for mesmo deficiente, de alguma forma.

    Preciso de mais fatos para saber se é algo irregular ou não.

    E essa cobrança de moral do JORNAL DO COMÉRCIO?!

    Meu deus, é descarado.

    O JC é Deus para saber aonde tá cada um dos seus?!

    Errado tá o motorista que dá uma de esperto e não toda a instituição.

    Quer dizer que se eu pegar um carro da UNESCO e estacionar aí, vocês, espertinhos da onda, vão dizer que a UNESCO não presta?!

    AFf.

    • Tec parece nao saber ler direito.
      Terá algum tipo de deficiencia?
      Precisa voltar pras aulinhas de interpretação de textos.

      • Onde estarão Tic (Alexsandro) e Toc (Krishnamurti) para ajudar Tec a entender que o texto critica o motorista do carro e nao o jornal?

        • Se no lugar de neurônio, teu cérbro tiver amora, aí sim é compreensível que não tenhas enxergado o esforço do senhor Bahé por uma assessoria reitoreana.

        • Com saudades? Certos tipos de carência não posso resolver!

    • Quer dizer que se um piloto derruba o avião por imprudência ou imperícia a companhia aérea não tem culpa nenhuma? E o motorista de ônibus que queima as paradas? Quem quiser que vá se queixar diretamente a ele…

      Já ouviu falar em responsabilidade solidária entre empregado e empregador? A Jurisprudência define assim:

      “Os empregadores são indireta e solidariamente responsáveis pelos atos praticados por seus empregados e prepostos, ainda que estes ajam com abuso de suas funções”

      • Respondi mais abaixo, no repeteco pra emanuel, pois concordo com ele.

      • A responsabilidade é solidária, mas a tentativa de enfiar a faca no jornal foi obviamente, solitária. “O protagonista seja alguém que vive com o dedo em riste…”. Que eu saiba, motorista de carro de jornal não tem esse poder todo. A foto acima mostra uma transgressão social, mas caiu do céu para os ressentidos darem uma facadinha de vingança, sem esquecer de capitalizar uns pontinhos com a futura majestade.

      • Bahe,

        O motorista do JC errou, mas isso nao quer dizer que essa seja uma pratica rotineira do jornal.

        Eu tambem nao gosto do JC, mas nao eh por aih.

        Deixa de ser cri-cri, macho!

      • Tanta discussão, para nada.

        Bahe e Pierre, continuem a mostrar os erros, vcs estão de parabéns.

        Agora arrumem argumentos mais forte para desmacarar o Jornal do Commercio e o resto da imprenssa pernambucana.

    • Ah, e para usar a vaga especial, o veículo deve exibir adesivo emitido pelo órgão competente, como determina o Código Nacional de Trânsito…

    • Apesar do nome (ô vontade de fazer um trocadinho), o senhor LACOSTA mandou bem. Foi Pelé que incentivou o filho a traficar drogas? Pode até ser responsável, afinal, é pai… Agora, obviamente que não incentivou. O senhor Paes Mendonça pode até ser “Vladimir Putim” com o futuro reitor, mas o conterrâneo de Marcelo Deda não deve incentivar e concordar com isso.

      • Mas o pai pode castigar o filho que xinga a professora. E o JC, fará algo?

  • Isso e’ uma pegadinha para o programa do Silvio santos, heheheheheheheh.

  • A denuncia é relevante e pertinente.
    Vejamos como se posicionará a Direção do Jornal.

    Entretanto, parece que o Marco Bahé confunde, por desatenção ou excesso dela…., o motorista com o jornal.

    “Pena que, no caso acima, o protagonista seja alguém que vive com o dedo em riste para apontar o defeito dos outros.”

    Ora, quem vive com o dedo em riste é o jornal e não seu empregado.
    Imaginemos que o Motorista tome umas e outras e atropele alguem com o carro do JC. Pode acontecer. Acontece, infelizmente, todos os dias, inclusive com veiculos de empresas.

    Se punir o empregado infrator, demonstrar claramente que não compactua com esse tipo de atitude, e assumir a responsabilidade civil ou administrativa que lhe cabe, tudo bem. Não se poderá aí condenar à Entidade.

    Mas se a Empresa vier com um papo de “não sabia” ou “meu motorista não é uma pessoa comum” ou ainda “ele é um bom companheiro” ou pior: “Isso é coisa desses blogueiros governistas que não aceitam o sucesso do JC, e bla, bla, bla….” aí a coisa ficará ruim para o Jornal.

    Ah… como seria mais simples se todos assumissimos nossas responsabilidades, não é mesmo? Ao invés de tentar desqualificar quem acusa, quem denuncia….

    • Repito o que disse acima:

      Quer dizer que se um piloto derruba o avião por imprudência ou imperícia a companhia aérea não tem culpa nenhuma? E o motorista de ônibus que queima as paradas? Quem quiser que vá se queixar diretamente a ele…

      Já ouviu falar em responsabilidade solidária entre empregado e empregador? A Jurisprudência define assim:

      “Os empregadores são indireta e solidariamente responsáveis pelos atos praticados por seus empregados e prepostos, ainda que estes ajam com abuso de suas funções”

      • Certo, eu não disse que ele estava certo.

        Agora você não chega aqui e taxa a tam de irresponsável e falsa moralista, mas tá fazendo isso com o JC que tem um alinhamento político diferente.

        Não que eu defenda o JC, as suas matérias devem ser discutidas SIM. Mas demonizar?! Não…

        • Não, Laccosta. Não tem nada a ver com “alinhamento político”.

          Qualquer empresa é responsável pelos atos de seus funcionários em sua atividade laboral, pode ser o JC ou a Tam. Seja por ação ou omissão.

          Se o JC não cobra/orienta seus “colaboradores” sobre uma “Atitude Cidadã” (parece-me que é esse o nome do marketing social de lá, como lembrou Filipe acima), é responsável pelas consequências.

      • Prezado Bahé,

        Creio que estas a fazer confusão entre as responsabilidades….

        É obvio que a responsabilização Administrativa ( multa, se for o caso) ou Civel ( indenização, ressarcimento de prejuizo, etc) é também do empregador.
        Isso não está em questão no momento ( ao menos para mim…).

        O que vi no seu discurso foi uma condenação MORAL ao JC que faz criticas ( “dedo em riste”) e desatende normas de transito.
        Ora, Mas quem infrige normas de transito é o MOTORISTA, não a empresa.

        Merece critica o JC se não tomar providencias ( treinar, fiscalizar, punir) em relação aos malfeitos de seus empregados. Se acobertar seus erros. se tentar impedir sejam punidos pelas autoridades responsaveis.

        A coisa é tão cristalina, para mim, que ouso imaginar um pouquinho de má-vontade – me permita – de sua parte para com o Jornal.

        PS- Se acaso um motorista do Tribunal de Justiça, embriagado, em alta velocidade, atropela e mata alguem, O poder Judiciario perde a Condição moral de julgar e condenar quem assim procede?
        Simplesmente não….

        Agora, se os Juizes passam a mão na cabeça do motorista faltoso, se usam do Poder que tem para evitar que seja punido, aí sim, a INSTITUIÇÃO merece reprimenda, e poderá até ser acusada de hipocrita ou “falsa moralista” como está na moda atualmente….

        Por isso insisto: Vejamos o que dirá o JC ( se é que vai dizer algo…).

      • Bahé, cêta confundindo “responsabilidade” e “culpa”.

        Entendo que o JC tenha sua parcela de responsabilidade, é um carro da empresa e deve-se reportar à empresa. Mas não é pra chegar “com o dedo em riste”: foi o motorista que estacionou o carro ali, não Paes Mendonça ou o editor-chefe do jornal. Eles tem responsabilidade e não culpa, a menos que me convençam que eles aceitam esse tipo de prática.

        • era pra ser “cê tá” e não “cêta”, parece outra coisa…

  • A sim, isso mostra como anda bem nossa educação de “inclusão”.

    Não há mais respeito, até porque isso é o que?! Falso moralismo, né?! É feinho…

    Não é raro ver pessoas tendo atitudes de desrespeito com os outros. É cada um por si. A Lei de Gerson, tolerada e aplicada pelos cidadãos, até mesmo quando são seus representantes que usam desculpa assim: todos fazem.

    • My God…
      Esse Laccosta escorrega e tropeça em suas próprias palavras.
      Quanta incoerência pra uma pessoa só.
      Digno de dó.

    • educação de inclusão?
      Oh céus!. Porque não te calas?

    • Laccosta, acho que isso é mais questão de educação domestica. Aqui em PE poucos sabem o que isso significa! Não importa a classe social ou a grana que o cara tenha!

      • Alexsandro, para mim, a educação vai além do que se tem hoje nos colégios.

        Uma vez que a criança passa boa parte do tempo no colégio, a escola tem obrigação de ensinar ética, respeito.

        Claro que os pais tem 60% da responsabilidade de dar educação doméstica e não permiti que o filho seja mestre na Lei de Gerson.

        E o governo tem que dar o exemplo?! Acredito que SIM. Ele tem dado?! Não.

        Todos fazem… Todos fazem…

        • Laccosta, quando a mãe/pai vai a escola dar escândalo quando o filhinho tira nota baixa pois “estou pagando e a culpa e do professor” teremos um “Gersinho” formado.
          Agora quando um professor apanha do aluno e a direção da escola nada faz, também tem sua responsabilidade.Mesmo quando a escola tenta educar a maioria dos pais acham ruim. Relaxa que em alguns anos vai ser pior ainda. Há “uma tuia” de mãe/pai jovem, ansiosos e sem controle emocional, que acreditam que criar o filhinho é fazer tudo que ele quer. Há uma geração de “gersinhos” em formação. Que saudade da educação antiga, na base do “cinturão”!

        • Pois é, se da minha geração (tenho 23 anos) para os que tem dezoito já tem uma diferença escandalosa de educação e comportamento, eu imagino no futuro…

  • Esse negócio de tecnologia: câmera digital no celular, câmeras nas ruas/esquinas e etc. Não vai dá certo.

    Isso tudo, ou seja, a retratação da verdade factual é incompatível (ainda) com os pseudo moralistas formadores de opinião da nossa republiqueta.

    Mas, quando eles, os “formadores de opinião”, estão em cheque, logo, logo aparece seus sabujos para defender-los. A verdade é o que menos interessa…

  • Com a palavra, João Carlos Paes Mendonça.

  • Esse tipo de desrespeito é freqüente em todos os lugares, principalmente nos shopping. Em Dezembro fui ao Shopping Recife com minha mãe e meus dois filhos e passei quase 15 minutos para estacionar, pois só tinham vagas para idosos e deficientes. Resolvi parar o carro próximo a entrada da loja Renner e aguardar, nesse momento vejo um carro estacionar numa vaga de deficiente e minha surpresa em vê um casal de jovens – não tinham vinte anos- saírem do carro sem a mínima preocupação Fiquei tão indignada com a situação que assim que conseguir uma vaga fui reclamar ao vigilante e ele me encaminhou ao setor de reclamações do Shopping. Após uma longa espera para ser atendida, fui informada que nada poderia ser feito pela administração, só cabendo alguma punição por parte da CTTU. Mesmo discordando desse procedimento, pedir para eles ligarem para a CTTU e chamarem uma viatura para fazer a ocorrência já que eu estava com a placa do carro e até poderia acompanhá-los ao local. A administração do Shopping se negou a ligar e falou que isso é uma questão de consciência de cada um. Moral da historia: Sentir-me uma idiota por ter passado tanto tempo aguardando uma vaga quando poderia ter estacionado imediatamente já que não teria punição alguma e dizer que não adianta eu ter consciência e levar uma banana de quem não tem pudor, punição ou pelo menos uma reclamação da administração.

    • Esse casal foi buscar a avó que estava fazendo compra no shopping.

    • Prezada Catarina,
      Então quer dizer que você só não estaciona na vaga de deficiente porque pensava que havia punição se estacionasse?
      Creio que você deve se orgulhar por não estacionar porque respeita o direito dos outros e não por medo de punição, embora acredite que muitos deixariam de fazer isso se recebessem pesadas multas. Não multinhas irrisórias de 50 ou 100 reais.
      Multas de mil a cinco mil reais. Ai eu queria ver se algum espertinho iria querer desrespeitar a norma.

  • Quer saber a atitude do JC em relação a isso tudo? Silêncio completo…

  • Bom, suponhamos que o carro esteja efetivamente ocupando uma vaga reservada, mas, pelo tom excessivamente indignado do senhor Bahé, percebe-se que a “carga” de indignação tem a ver com a pouca simpatia que o JC tem pelo candidato a reitor.

  • E se o motorista do carro do JC tiver 60 anos?

    • ESTARÁ ERRADO TAMBÉM!

      A NÃO SER QUE SEJA “C A D E I R A N T E”.

  • Em resumo:

    Este assunto merece um Editorial na próxima edição do JC.

  • O motorista errou e muito, inadmissível nos tempos atuais e logo de um empregado de empresa de comunicação.

    A empresa deveria se pronunciar a respeito, ainda que fosse para pedir desculpas pelo ato do empregado.

    Agora, vamos deixar de satanizar um dos maiores empresários do Nordeste, um cara que – com seus defeitos, defeitos que todos têm – matém o emprego de milhares de pessoas e que não cansa de investir. Poderia gozar o dinheiro no que quisesse, mas continua investindo no nordeste.

    É um ato solitário de um empregado até mal orientado, mas ato isolado, não é característica.

    ALIÁS, pensando melhor, tem furão e ilegal maior que a imprensa e os jornalistas?

    Puna-se o motorista, a empresa se explique, a empresa treine seus funcionários melhor e pronto. O resto, é somente isso, resto. OU SERÁ QUE A IMPRENSA DEVE FICAR CALADA PARA TUDO, PARA EVITAR SER ACUSADA, COMO AGORA, PELOS ATOS DE SEUS EMPREGADOS?

    Continue o JC a apontar as falhas, idem para o Acerto de Contas e pronto.

    Escrever que “o protagonista seja alguém que vive com o dedo em riste para apontar o defeito dos outros” é forçar a barra demais.

    A próxima, por favor.

  • Estacionamento absolutamente correto. Aliás, deviam criar mais vagas para deficientes: para o ZH, Correio do Povo, O Sul, Diário Gaúcho… Para que não haja briga.

  • Marco Bahé sabe do que está falando.
    Estes comentaristas bajuladores do JC, não conhecem nada de bastidores.
    Prisão de cunhado de dono de jornal, prisão de irmão de manda-chuva de outro jornal por sonegação fiscal….NADA divulgado na honrosa imprensa pernambucana.
    Todo jornalista com um mínimo de experiência sabe que há acordo de cavalheiros entre os donos da mídia, Pernambuco inclusive, de que se algo ruim envolver alguém da mídia, inclusive parentes, vigora o SILÊNCIO. Assim, se não saiu no jornal, nunca aconteceu.
    Avante Bahé! Eles passarão, tu passarinho!

    • Melhor comentário.
      Vamos acordar. Quem quiser ser súdito dos donos dessa republiqueta que seja, eu não sou!!!

      Laccosta e Alexsandro vão ganhar uma pagina abraçados na coluna social do jornalzinho.

      • É pow, meu salário quem paga é o JC…

        • Eu não disse isso.
          Foi uma brincadeira.
          Abraço.

  • De fato, há jurisprudência nesse sentido: “Os empregadores são indireta e solidariamente responsáveis pelos atos praticados por seus empregados e prepostos, ainda que estes ajam com abuso de suas funções”.

    Ocorre que o que os tribunais querem dizer é que as empresas deverão arcar com os danos causados por seus funcionários, afinal eles estão a serviço delas. Ocorre que, a partir daí, chegar a esdrúxula conclusão de que a empresa é responsável por todo e qualquer ato do funcionário é simplesmente absurdo.

    Acredito que o Blog fez muito bem em divulgar a foto. Realmente, é revoltante o fato de serem desrespeitadas as vagas para deficientes. Por outro lado, a conduta de um jornalista sensato seria aguardar um pronunciamento do Jornal do Commercio a respeito da conduta do seu preposto e, somente depois, emitir uma opinião. O pré-juglamento realizado neste post dá a idéia de que, de fato, o problema do autor é com o alinhamento político do JC.

  • Algumas observações lógicas e justas, sem ARROUBOS ou conotação PESSOAL:

    Analisemos a infração, com ISENÇÂO:

    Artigo 181 do CTB (Código de Transito Brasileiro) Inciso XVII:
    “Estacionar o veículo em desacordo com a regulamentação – VAGA PORTADOR DE NECESSIDADES ESPECIAIS”
    Infração: LEVE
    Penalidade: MULTA
    Medida Administrativa: REMOÇÂO DO VEÌCULO
    Infrator: O CONDUTOR
    Orgão Competente: MUNICÌPIO

    1-A quem compete a FISCALIZAÇÂO e adoção das medidas pertinentes: PCR/CTTU
    2-Onde estava a CTTU: em local incerto e não sabido
    3-Se tivessemos um orgão de transito eficiente, certamente o veículo seria multado e o motorista infrator identificado, sendo-lhe imputadas as penalidades previstas no código, tais como pagamento da multa e pontuação na CNH.

    Portanto é justo anotar que, em tese, a empresa não tem responsabilidade direta sobre as infrações cometidas por um funcionário.
    Obviamente depois desse palpitante flagrante, o motorista será punido mesmo não tendo sido flagrado pelo orgão dito competente.

    Igualmente óbvio que há na matéria um leve toque de pessoalidade.

    • Lembrando que indepentemente do “julgamento aqui deflagrado” será facultado ao motorista infrator, a ampla defesa e ao contraditório, conforme dispositivo constitucional.

    • É óbvio que nem o mais eficiente órgão de trânsito do mundo não pode estar em todos os estacionamentos ao mesmo tempo.

      Num caso desses, alguém teria que fazer a denúncia à CTTU, depois cobrar bom atendimento.

      • Ignorem o “não” do comentário acima, please…. é a pressa!

  • “Pena que, no caso acima, o protagonista seja alguém que vive com o dedo em riste para apontar o defeito dos outros”

    Pois é. Tudo a ver com o post anterior sobre exploração dos trabalhadores. Para o Bahé o mesmo cara dirige, faz a reportagem, edita a matéria e assina como comentarista. Quem sabe o cara não tava tão estressado com a exploração que sofre ? Falar é fácil!

  • O blog tá certíssimo.

    Assim como tava certíssimo quando mostrava foto dos motoristas dos desembargadores do TJRN parados em local proibido.

    Quando os motoristas dos desembargadores param em local proibido, isso pega mal pra Justiça.

    Quando os motoristas do Sistema JCPM param em local proibido, isso pega mal para a empresa.

    Simples assim.

    • Vixe! Escrevi TJRN porque estou lidando profissionalmente com aquele tribunal. Claro que quis dizer TJPE!!!

  • Por falar em simplicidade…
    Bonito é aquele dito do Quintana, lá em cima.
    MAS ELE SÓ SE APLICA AOS OUTROS, não é mesmo?!
    Este, aqui, eu acho mais bonitinho: “O INFERNO SÃO OS OUTROS”.
    Não me entendem mal. Admiro o trabalho dos “meninos” deste blog.
    Parabéns pelo seu trabalho, Bahé. É importante a PLURALIDADE de PAUTAS. Mas… Moralismo é pauta agora de quem??
    A questão é muito simples, não posso deixar de concordar: o motorista errou!!! Que tal ser demitido??? Não, não. Neste caso, seria mais um coitado vítima do “lobo-mau-de-dedo-em-riste”.

  • Mas será que os amigos Bahé, Raboni e Lucena nunca cometeram suas infraçõezinhas no trânsito? Atire a primeira pedra quem puder!

    • Eu já cometi várias, principalmente por esquecer de trocar o cartão da zona azul. Mas, graças a Deus, nenhuma por estacionar na vaga do deficiente…

      • martins, relacione as suas infrações agora.

        • Nem me lembro mais!

          Ano passado, levei uma multa por avanço de sinal.

          Mas também nunca coloquei o carro em vaga de deficiente.

        • Bom, quando eu tinha minha “permissão” a perdi por passar num sinal vermelho. Fiz auto-escola novamente e paguei a multa. . Não exigiram que eu me retratasse em algum jornal!

      • Marco Bahé feito vc escreveu, quem aponta também tem o dedo podre.
        pior que estacionar numa vaga de deficiente fisico, é botar as vidas das pessoas em risco feito vc botou ao ter a habilitação presa por dirigir embriagado. boa sorte da proxima vez

        • OLHA SÓ PRA ISSO!!!!

        • Minha habilitação está em dia, só vence em 2012, amigo. Você está enganado!

  • Tão óbvia quanto a impropriedade de o carro estar estacionado ali é a tentativa de colocar o jornal, o dono do jornal na querela. Não importa se o blog é de política, economia, reitoria… A questão é de “descontar’ iras pessoais.

  • Acho que quando eu for renovar minha carteira vou no JC. Que eu saiba, é o DETRAN o responsável por avaliar os cidadãos quanto a habilidade no volante e conhecimento sobre leis de trânsito e direção defensiva. Mas, pelo exposto aqui, o JC é quem deve educar o motorista.
    Deve ser assim : ” motoristazinho, quando vc pegar o carrinho não pare nas vaguinhas dos vovozinhos. Quer seu lanchinho agora ?”

    Mais um exemplo de : “duas patas rium, quatro patas bom”.

    • Quando é um “motoristazinho” do “Tribunal de Justicinha”, Alexsandro, você é tão benevolentezinho assim?

      • ????????????????????????

        • As interrogações são pra mim?

      • Quando é um “motoristazinho” do “TJcinha” que comete uma INFRAÇÃO DE TRÂNSITO eu vou culpar quem ? A autoridade máxima do “TJcinha” ?

        Uma coisa é discutir a apropriação de vagas em vias públicas por membros do “TJcinha”, outra coisa é infração de trânsito, onde a responsabilidade é do condutor! Bola fora Quitéria!

        • Bola fora sua. Perguntei sobre os posts onde o blog mostrava carrões de desembargadores estacionados em local proibido.

          Sempre revoltadinho, você ia logo em cima.

          Agora, fica todo mansinho.

        • Será que tem rabo preso?

  • Marco Bahé feito vc escreveu, quem aponta também tem o dedo podre.
    pior que estacionar numa vaga de deficiente fisico, é botar as vidas das pessoas em risco feito vc botou ao ter a habilitação presa por dirigir embriagado.

    • Será que vão cortar esse comentário ?

    • Ui, Marco Bahé foi pego na Lei Seca? auhauhauhauhauhauhauh!

      Tá andando de táxi é? Ou contratou um motorista? Será que ele tá utilizando o transporte público de primeiro mundo da Região Metropolitana do Recife?

    • Você está má informada, Liliane. Estou com minha habilitação no bolso e em dia. Só preciso renová-la em 2012.

      • “má” ou “mal”?

        • Tem razão, Dalto. No caso, é “mal informada”. Mas poderia dizer também que trollar desse jeito (mentindo e desinformando) é “má-fé”.

  • O problema aqui é que no Brasil o cara se acha mais inteligente ou mais “experto” por criticar EUA, Globo e meios de imprensa. Os jornais de PE são jornalecos ? São! Disso não tenho duvida. Mas não é por isso que devemos ser injustos. A césar o que é de césar. Que tem a ver uma melada do motorista com a “ideologia” do jornal ? Por que a pessoa que bateu a foto não denunciou o fato a CTTU ? Uma vez denunciado e a CTTU multando o veículo, 2 opções sobrariam para o jornal : Pagar a multa ou em 30 dias indicar o condutor para que ele pagasse. Só isso. O mesmo vale para a multa q

  • O problema aqui é que no Brasil o cara se acha mais inteligente ou mais “experto” por criticar EUA, Globo e meios de imprensa. Os jornais de PE são jornalecos ? São! Disso não tenho duvida. Mas não é por isso que devemos ser injustos. A césar o que é de césar. Que tem a ver uma melada do motorista com a “ideologia” do jornal ? Por que a pessoa que bateu a foto não denunciou o fato a CTTU ? Uma vez denunciado e a CTTU multando o veículo, 2 opções sobrariam para o jornal : Pagar a multa ou em 30 dias indicar o condutor para que ele pagasse. Só isso. O mesmo vale para a multa que o veículo já tem.
    Será que algum blogueiro “progressita” ou “revolucionário” mostra em seu blog e se retrata das meladas que cometem no trânsito ? Até hoje não vi nenhum. E querem o que do jornal ? Que eles façam uma matéria de 5 páginas se retratando por uma merda de um de seus motoristas ?

    • São os iluminados viram a luz através de de Stalin, de Fidel, de Gramsci, de Marilena Chauí e de Emir Sader!

      Malditos estadunidenses, imperialistas ianques!!

      Abaixo ao monopólio da TV Globo, da revista Veja e da mídia golpista!!

      • Essa turma pensa que está nos tempos de guerra fria. Não passam um dia sem falar em Stalin.

        • Eh, martins, e sua turma tambem pensa estar na guerra fria né? Qualquer um que seja contra o PT é viúva da ditadura, é filhote da ARENA, dentre outras expressões que leio por aqui.

          A ditadura acabou há 25 anos e não passam um dia sequer sem falar dela, criam comissões, tenta revogar a lei da anistia, etc.

  • JCPM não vai dormir hoje com a “repercussão” desse flagra.
    Já Bahé vai dormir com mais essa “vingança” computada.

    • Se aqui fosse Facebook, eu clicaria em LIKE, ehehe.

  • “Que tem a ver uma melada do motorista com a “ideologia” do jornal ?” [2]

    JURO que até agora não consegui entender esse julgamento moral de Marco Bahé em virtude da infração de trânsito cometida pelo motorista do JC.

    A última resposta do Emanuel rego lima, no comentário de 03/02/2011 às 12:33 foi tão contundente que Bahé nem se deu ao trabalho de responder. Parabéns, Emanuel! Para mim, também é muito cristalino. E o Bahé finge que não entende… Uma coisa é responsabilidade civil, administrativa da empresa e outra é julga-la do ponto de vista moral por uma infração de trânsito de um preposto, até porque o “dedo em riste”, na melhor das hipoteses é o reporter ou o editor (mesmo que estejam apenas cumprindo determinações do dono do jornal). O motorista não tem nada a ver com o posicionamento político do jornal!

    Aliás, ressalto que TODOS OS DIAS milhares de motoristas mal-educados fazem isso utilizando carros de suas empresas – quando não o fazem com carros oficiais (que é muito pior) – e ninguém bate foto, posta em blog e depois relaciona isso com a atividade da empresa a que o automóvel pertence.

    Parafraseando meu amigo martins: Bahé, quanto ódio no coração!!

    Basta alguém citar o nome JC ou JCPM, ou simplesmente postar um simples texto que também foi publicado “do lado de lá” que o pessoal aqui começa a se coçar e ranger os dentes de raiva.

    CALMA GALERA!

  • em tem mais:

    Consultei a placa no dentran
    Multa por alta velocidade também..
    ai vai o link…

    http://www.detran.pe.gov.br/index.php?option=com_search_placa&placa=pel9018

    kkk

    ÓRGÃO AUTUANTE (Competência): DER – PE
    GRUPO: DER
    Agente Autuador: DER – LOMBADA
    Cota: ÚNICA Vencimento: 27/01/2011 Valor(R$): 85,13
    Lote: 0305358766 Ag.Autuador: 117200 Serie: Q Auto: 000930608-6 Infracao: 7455-0 TRANSITAR EM VELOCIDADE SUPERIOR À MÁXIMA PData: 24/10/2010 12:16:23 Local: RODOVIA PE-15 KM 9.40-sentido Abreu e Lima PAULISTA – Amparo Legal: Art. 218, Inc. I Velocidade da via: 0040 Aferida: 0052 Considerada: 045 Equipamento: DERPE1636 Data Afericao: 06/07/2010

    • A multa não foi por “alta velocidade”. A multa foi por ter passado acima (52km/h) do permitido na lombada eletrônica (40km/H).
      Essa lombada fica em Paulista e muitos caem nela pois das três que tem na PE-15 é a única cujo limite é de 40km/h. As outras são de 60Km/h. Além disso, ele passou 12km/h acima do permitido. Nada do outro mundo. Além disso, o motorista mais atento, verá que existe um retãngulo riscado na pista poucos metros após a lombada. Aquilo é o sensor. Vc só leva a multa, se passar acima da velocidade permitida ali. Algo que muitos motoristas fazem pois aceleram logo após passar a lombada. Má fé do DETRAN para lucrar em cima de motoristas desavidados ou desatentos. E pela velocidade do veículo do JC, 52 km/h, foi isso que aconteceu!

      • Ixe,”além disso” ficou cheio de “além disso”!

      • Alexsandro,
        Conforme leis e artigos onde a velocidade permitida é 40 km/h, há uma margem de tolerância de 20% (art.218 CBT) e soma de margem de erro do aparelho de 7 km/h (item 4.2.4 da Portaria n° 115 INMETRO de 29.06.1998), ou seja até 54 km/h é permitido, cabendo desta forma pedido de nulidade da multa.

        • Que Alexsandro é jornalista está na cara (basta ver a quantidade assustadora de lugares comuns que existe na cabecinha limitada do rapaz). Só não dá pra saber qual o nome verdadeiro por tras desse pseudonimo.

          Agora, a pergunta que não quer calar: ALEXSANDRO É O MOTORISTA DESSE VEÍCULO?????????????????????

        • Pedro, tudo que eu disse está na cópia que o amigo aí acima fez do site do Detran. Leia com atenção e verás os dados. O local onde fica os sensores sei pois um amigo que trabalha em auto escola me “explicou” o que eram os retângulos riscados na pista. E pela PE-15 passo diariamente. Além disso, não sou jornalista meu caro. Agora, para quem não tem argumentos é melhor classificar sumariamente pessoas, notícias e meios de imprensa como pertencentes ao “grupo inimigo malvado que conspira contra mim que sou bonzinho 24 horas por dia”.

  • Eita, já já alguns babões vão fazer um mutirão pra redigirem uma defesa administrativa contra a multa do carro de titio JCPM…

    • Kantur não sabe separar uma coisa de outra.

      É uma pena.

      Cegueira tem tratamento, HOPE nele…

      • A babada ao titio JCPM aqui tem sido mais que explícita.

        Cego é quem não vê ou quem não quer ver…

        Se derem um chute no ovo dele, quebrarão os dentes de alguns comentaristas daqui…

        Só falta vocês decidirem quem fica com o esquerdo e quem fica com o direito…

        • Kantur, acho que se você acompanhasse mais o blog saberia que muitos aqui não estão defendendo o JCPM, tão sendo contra a atitude de taxar uma empresa de falsa moralista porque um de seus integrantes foi “deficiente ético”.

          Mas você não sabe separar isso. Ou gosta, ou não gosta.

          Acho que você não está acostumado com independência…

      • Esquenta não Laccosta. É só mais uma vítima do “quatro patas bom, duas patas ruim” praticado em nossas escolas e “universidades” por “educadores revolucionários”.

        • E digo mais: ALEXSANDRO TRABALHO NO JC!!!!

          O rapaz vem sempre com a mesma ladainha contra qualquer um que ouse criticar a imprensa. E aqui o rapaz está fazendo uma defesa completamente imbecil do jornal de Paes Mendonça.

          Nem disfarçar esse jornalista sabe!

        • Pedro, vc que está fazendo uma acusação imbecil ao jornal. Que o jornal tem a ver com a barbeiragem do motorista ? Se eu trabalhasse em jornal, seria mais um liso com inveja do JCPM. Ah, e não venha dizer que sou ele ou parente dele. Não sou. Sabe o que eu faço com os jornalecos de PE? Leio os 2. Ainda tem 2 lixos mas meu cachorro se recusou a usá-los. Fui educado o suficiente para sacar os quanto os caras são parciais. Vejo novelas e BBB e sei que tudo é ficção . Agora se a educação fornecida a população faz com que ela acreditem nessas coisas e deixem de ciudar de suas vidas sem entender que isso é entretenimento não posso fazer nada. Mas também não fico me achando mais inteligente , revolucionário ou “experto” que ninguém por criticar EUA, Globo e Veja. Não precisamos de governozinhos , revolucionariozinhos ou conselhozinhos nos enchendo o saco dizendo o que presta e o que não presta. Não precisamos de revolucionarizinhos que , por inveja ou sei lá o que, elegem seus inimigos responsáveis por suas frustrações e passam a criticar por criticar esses “inimigos”.

  • O que um chute na bunda dado pelo JC em Bahé e Pierre não faz.Esquece JCPM abilolado!

    • Mais um lambe-botas…

      • Tem um negócio bom pra tu lamber….

  • Gostei muito, tanto do texto quanto do flagante.
    KKKkkkk
    Muito bom!!

  • Fico estarrecido com os serviçais do “homi” JCPM. Tudo bem que tem que defender o ganha pão, e daí fazerem defendendo o patrão.
    Mas fazer isso como se fosse um gesto de “inteligência crítica”, aí já é demais! Isso é falta de vergonha na cara e ausência de dignidade!

    • Ah, era o JCPM que dirigia o carro ? Se for, tudo bem. Se não, te digo: inveja é phoda!

  • É impressionante como a educação (domestica também) no Brasil é ridícula. A prova está aí: “comentaristas” dizendo que eu trabalho no referido jornal. KKKKKK. Não trabalho, caras pálidas! Como eu disse num de meus comentários, acho o JC um jorlaneco (o DP também).
    Entretanto, pergunto novamente : O que tem a ver a melada de um motorista com a “ideologia” do jornal ? Isso é querer forçar a barra para se achar “experto” e “revolucionário” sem ao mesmo analisar a situação. O que os “revolucionariozinhos” de plantão querem ? Que o jornal faça uma matéria de capa e repostagens de 50 páginas pela atitude incoerente do motorista? Por acaso Bahé e cia postam aqui quando fazem merda no trânsito? Quem nunca fez? E quando se faz merda no trânsito (e tem a “infelicidade” de ser pego) como se paga? Com multas e pontos na habilitação! Ninguém paga suas divídas com DETRAN se retratando ou emitindo uma “nota” em capa de jornal ! Essa é novidade!

    • Sem contar Alexsandro, que estão demonizando o JC por usar vaga de deficiente.

      Mas defendem com unhas e dentes o partido dos trabalhadores quando vários de seus integrantes do alto escalão, os manda-chuvas, a chefe de gabinete estão ligados a escândalos de corrupção.

      Como é que é isso, hein?! Hoje, vocês dizem que o JC é do cão pq um dos seus funcionários utilizou uma vaga de deficiente.

      Ontem vocês defendiam os seus, não os demonizavam, bipolarizavam a discussão política, só para defender o suposto partido dos trabalhadores.

      Ah, é pq para isso o discurso do “todos fazem” tem algum efeito positivo nas cabeças ocas… Duplipensamento meu fio?!

  • Ou então, no submundo obscuro do JC malvado, seu dono, toda manhã, faz uma reunião com funcionários e diz:
    “Eu sou o cão. Vcs trabalham para mim. Ocupem as vagas desses velhos rabugentos e desses aleijados. Atropelem crianças catarrentas e cães sarnentos. Caguem no Capibaribe. Mijem no calcadão de BV. Eu sou mal e vivo conspirando pela destruição da humanidade. Agora vão e começem o trabalho. Fiquem tranquilos pois se algum blog progressista e revolucionário pegar vcs por aí vou pagar Alexsandro e Laccosta para defender vcs.”

    Pois é. Só sendo um “Duas patas ruim. Quatro patas bom” para acreditar num negócio desses.

  • Não tô acreditando que o desrespeito para com as normas chegou a um nível tão alto a ponto de as pessoas virem até aqui xingar quem fez a denúncia.

    É o cúmulo da inversão de valores. Fodam-se os motivos que levram o denunciante a fazer a denúncia. O que interessa é que a denúncia não é caluniosa. Foi comprovada.

    Agora se querem defender o errado, vão pro afeganistão defender talibã.

    • Ressalvadas as devidas proporções. Sem comparar talibã/afeganistão com funcionário do JC/vaga de idoso. ;)

  • não tenho carro, mas se foeu chegasse e visse esata situação, estacionaria o meu carro na frente do dele e nao ia nem me importar com o tempo, deixaria ele tirar o carro dele por cima, arrastar o meu até conseguir sair, ou esperar os dois carros de cada lado sairem para ele tentar sair pelas laterais. e eu ainda ficaria perto pra ele perguntar se o carro era meu, dai eu diria, nao nao, nao tenho carro.

  • Prá q tanta celeuma? O motorista deste carro pode ter sido o repórter esportivo André Luiz Cabral, da Rádio Jornal, q É portador de necessidades especiais…Qto a DEFICIÊNCIA ÉTICA, só se for pelo fato dele, há alguns dias, no ar, ter chamado o SPORT de “time do mangue”. Aí Pierre e Bahé vão acabar concordando, hehehehe

  • o cara recebeu uma suspensão por causa dessa palhaçada desse blog, voçes não sabem o que passar 12 hs dentro desse sol escaudante e ficam tirando maior onda, quase que o rapaz perde o emprego seus filho da puta.

    • Foda-se ele.

    • “voçes”, “hs”, “escaudante”, “seus filho da puta.”
      Bom, ñ deve ser jornalista, nem xeleléu qualificado de JCPM. Em td caso, minha mãe ñ é igual à sua…

      • uhauhuahuaha, OWNED.

  • Existe o Deficiente Físico, prejudicado por um Bando de “DEFICIENTES CÍVICOS”.
    Este tipo de gente deveria ir para o PAREDÃO.
    E o pelotão só acertar nas pernas. Aí então estes pulhas poderiam utilizar das vagas com propriedade e justiça.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

outubro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).