Colocações dos Estados segundo dados do Ideb 2005

abr 26, 2007 by     34 Comentários    Postado em: Atualidades, Educação

As tabelas que seguem apresentam as colocações dos Estados de acordo com os dados do Ideb 2005. Para cada tabela, selecionamos os cinco piores colocados e os cinco melhores, inserindo a colocação de Pernambuco, que obteve um dos piores índices, estando em último colocado na 2º Fase do Ensino Fundamental (5º a 8º séries).

Piores índices para 1º Fase do Ensino Fundamental:

1º a 4º séries

Índices
R. Grande do Norte 2,552
Piauí 2,568
Bahia 2,594
Pará 2,768
Alagoas 2,875
Pernambuco (19º colocado) 3,088

Melhores índices para 1º Fase:

1º a 4º séries

Índices

Paraná 4,979
Minas Gerais 4,890
São Paulo 4,492
Distrito Federal 4,444
Santa Catarina 4,288

Piores índices para 2º Fase do Ensino Fundamental:

5º a 8º séries

Índices
Pernambuco 2,354
Alagoas 2,481
Paraíba 2,529
R. Grande do Norte 2,576
Piauí 2,643

Melhores índices para 2º fase:

5º a 8º séries

Índices
Santa Catarina 4,078
São Paulo 3,792
Minas Gerais 3,578
Espírito Santo 3,540
R. Grande do Sul 3,513

Notamos que os Estados do Nordeste estão classificados entre os piores índices do Ensino Fundamental no País. Pernambuco está em 19º colocado na 1º fase (1º a 4º séries) e em último na 2º fase (5º a 8º séries).

Os Estados do Sul e Sudeste obtiveram os melhores indicadores. Paraná tem o melhor índice na 1º fase e Santa Catarina na 2º fase. Há uma regularidade notável entre os Estados do Sudeste, como São Paulo, Minas e Espírito Santo. O Distrito Federal também se destacou na 1º fase do Ensino Fundamental.

Mas, é visível que nenhum Estado obteve média acima de 5,0 no Ensino Fundamental.

Piores índices para o Ensino Médio:

Ensino Médio

Índices
Amazonas 2,275
Piauí 2,316
Mato Grosso 2,582
R. Grande do Norte 2,615
Paraíba 2,633
Pernambuco (20º colocado) 2,687

Melhores índices para o Ensino Médio:

Ensino Médio

Índices
Santa Catarina 3,481
Minas Gerais 3,445
R. Grande do Sul 3,444
Paraná 3,291
São Paulo 3,287

Para o Ensino Médio os resultados do Ideb também se mostraram semelhantes aos do Ensino Fundamental. O surgimento da Região Norte entre as piores colocações caracteriza o ensino na Região Norte e Nordeste como os piores do País. O Mato Grosso também apareceu entre os piores índices.

Também no Ensino Médio nenhum Estado obteve média superior a 5,0.

Pernambuco obteve colocação ainda pior para o Ensino Médio do que para a 1º fase do Ensino Fundamental.

34 Comentários + Add Comentário

  • O camarada que é pobre, estudante de escola pública, aí no nordeste e consegue vencer é um GRANDE herói mesmo. Porque estudar na rede pública de ensino não ensina nada. Eu via o pessoal saindo do ensino médio sem conseguir interpretar dissertações de linguagem bem fácil. E as desigualdades regionais vão se aprofundando.

  • A prova de que a educação em Pernambuco sempre esteve e está no fundo do poço está aí. O estado teve a pior performance nos indicadores nacionais do MEC.
    O ex-governador Jarbas Vasconcelos e Mendonça Filho, que ficaram 8 anos mamando no Poder, deveriam ser investigados para sabermos o que fizeram com o dinheiro da educação e com nossas crianças.
    A educação básica é a mais importante para um povo, pois é o alicerce para o futuro do estudante, mas está aí a porcaria de educação a que nossos filhos estão submetidos.
    Que vergonha! Venham a público pedir desculpas, Jarbas e Mendonça. Vocês deveriam se envergonhar e se retirar da política já, agora mesmo, para o bem dos nossos jovens, para o bem do nosso povo, isso sim!

    annamariacardozo@hotmail.com

  • Sou piauiense e gostaria de obter a classificação geral dos municipios do Piaui mais precisamente da minha cidade Piracuruca.

  • Isto é o resultado de uma falta de compromisso do poder publico em investir na educação e principalmento no professor, mola mestre da educação; resultado de um disparidade de valores salariais , onde nopssos deputados aprovam seus gordos salários em contrapartida relutam em aprovar um miserável salário que está ai o FUNDEB.

  • Gostei do resultado do Espirito Santo, fruto de um trabalho serio, orquestrado pelo Governador Paulo Hartung, e pelo que vemos vai melhorar ainda muito, com diversos investimentos na area da educaçao anunciados recentemente e que a medio prazo surtira efeitos valiosos a todos os capixabas. Se continuar assim, em breve estaremos competindo com paises de primeiro mundo. Parabens ES!!!

  • eu sou de Pernambuco. Sei que o estado tem o pior salário do país para a educação e as escolas não têm infra-estrutura nenhuma. É vergonhoso a situação do estado de Pernambuco, mas saliento que não é apenas em Pernambuco que a educação se encontra precária, infelizmente é no Brasil geral, pois enqunato a educação não for levada a sério por nossos governantes, não adianta nada professor reciclar-se, gastar muitas vezes o que não tem pra dar uma “aula diferente” etc, se às escolas não é oferecida uma boa qualidade de trabalho para professores e alunos. Li o jornal e vi que apesar de ruim ( notas do IDEB) a única escola que quase chegou a média estabelecida pelo MEC: 5,5, foi a ESCOLA DE APLICAÇÃO PROFESSORA IVONITA ALVES GUERRA com 5,4. Mesmo na mais difícil situação, parabéns aos professores e alunos dessa escola que em meio as dificuldades enfrentadas por meio da educação estão tentando fazer um bom trabalho. Acredito que um dia chegaremos lá, pois como pernambucano, acredito nesse meu estado.

  • A Educação Brasileira está cada vez mais precaria e se o governo só tentar melhorar colocando na LDB leis que não são cumpridas a educação vai se tornar cada vez pior, para se ter uma idéia existem pessoas que nao tem nem o ensino fundamental completo e dá aula para o ensino medio. Como pode isso? Ensinar o que ela nem aprendeu. Isso é um absurdo! Se o que está no PNE nao for cumprido “nós” (professores) acabaremos desistindo dessa profissão cada vez mais, muitos já desistitam e outros vão pelo mesmo caminho já que os salários são péssimos e com isso os professores têm que trabalhar mais de um período para conseguir se mantêr (ou mantêr a família) e nao têm tempo para estar se aperfeiçoando, beneficiando não só a si mas também os alunos, sendo estes os mais beneficiados. Bom, só tenho 19 anos e sei que dar aula não é a melhor profissão!

  • Gostaria de saber o ideb 2005 (1ª e 2ª fase) da Escola Municipal Professor Humberto Gama, em Currais Novos-RN.
    atenciosamente,
    Josias Ivo de ousa,
    Diretor.

  • Gostaria de receber os resultados da avaliação do IDEB das escolas da rede estadual do Rio de Janeiro

  • sabemos que o problema da educação, no Brasil, não é só uma questão financeira ( políticas publicas) mas trata-se tambem de erro no processo de seleção dos professores, pois existem profissionais que envegonham , que fazem da educação ” um bico” e que não entendem nada de didática.

  • gostaria de receber por e-mail o resultado da avaliação do ibed da escola germano rodrigues de carvalho localizada no municipio de são desidério-ba.

    • Boa noite!
      Em 2008 solicitei o envio por e-mail do resultado do ideb do Municipio de São Desidério e infelizmente não obtive resposta. Venho outra vez solicitar o resultado do IDEB só que desta vez não somente do municipio de São Desidério,mas também de Barreiras.
      Obrigada pela atenção

  • A situação da educação no Brasil é mesmo um absurdo! acredito que não só o apoio financeiro é o problema, mas também a falta de conscientizaçao por parte de muitos que se dizem “educadores”, e que não valorizam a si próprio, por não fazerem de suas práticas em sala de aula um instrumento valioso para que sejam realmente reconhecidos como peça indispensável na engrenagem que nos levará ao desenvolvimento.

  • Na escola onde sou diretor ESCOLA MUNICIPAL PAULO FREIRE, em Palmas-TO., encaramos a Educação com ética, responsabilidade, garra, compromisso com a qualidade da Educação, estou aguardando nosso resultado do ideb 2007.

  • Apesar dos pesares tenho muita fé que a educação melhore no nosso país,pois sou diretra adjunta de uma escola estadual do agreste e oa escola passou por uma reforma agora e es´ta muito bonita,recebemos material para os alunos,temos cursos profissionais de agropecuária e informática,e estou muito feliz com a chegada do fundeb. Graças a Deus iremos ter um dinheiro a mais,pior seria se nem esse eu tivesse para sustentar a minha família.gosto muito de trabalhar aqui. sou educadora e faço o maximo para ver os nossos alunos aprendendo, debatendo e se profissionalizando e esse o futuro que eu quero para os meus estudantes.

  • A situação da Educação no Brasil chegou ao fundo do poço. Entra governo e sai governo e nenhuma atitude é traçada em prol da melhoria da educação. Sugiro aqui duas coisas simples a curto prazo: 1º Volorizar especialmente o professor do ensino básico de 1ª a 4ª Série, (Selecionando sem critérios políticos e capacitando de verdade)
    2º valorizar o salário, pois no Nordeste boa parte desses professores,
    recebem salário de fome. Isso que dizer que vão trabalhar já com a cara de fome, consequentimente não tem rendimento, nem a valorização da sociedade. (Depois é só cobrar o desempenho desses mestres e ver o resultado )

  • gostaria de receber o resultado da avaliação do IDEB 2007 da escola infantil Pequeno Mario, da cidade de José da Penha, rn.
    Atenciosamente:
    Vizolañdia Moura
    Diretora

  • Estamos de parabéns!
    A ESCOLA MUNICIPAL PAULO FREIRE em Palmas-TO., obteve 4,9 no IDEB 2007.
    em 2005 3,8, crescemos 1,1 e atingimos a meta de 2013.
    Somos comprometidos, temos garra, temos bom salário e queremos educação com qualidade.

  • ME MANDA POR I MAIL O RESULTADO
    DA PROVINHA BRASIL 2007. AGRADEÇO!
    A DIRETORA

  • Sou estudante de História na UFPE e atualmente estou estagiando numa escola pública do Recife. Para mim não é novidade muito do que vejo pois fui aluno da rede pública. No entanto, também fui aluno da rede privada e a diferença é gritante.
    São vários os problemas que levam a situação a chegar a esse ponto. Em 1° lugar os professores de Pernambuco tem o PIOR salário do país! Não chega nem a dois salários! É um absurdo! Só isso já ocasiona baixa-estima, desestimulo, além de ter necessariamente uma tripla jornada diária, o que causa grande desgaste além de não poder propocionar com isso mais qualidade no preparo das aulas para seus alunos. E acredito que isso seja proposital, pois assim fica mais fácil de os políticos manipularem o povo.
    Nessa mesma escola, por exemplo, faltam profissionais que façam um acompanhamento fora da sala de aula. Coordenadora do SOE, psicólogas, auxiliares de disciplina, ou seja, fica muito difícil de fazer um acompanhamento daquele aluno faltoso ou que apresenta dificuldades no aprendizado.
    Além disso, existem as familias desestruturadas, já analfabetas e, por isso não valorizam o estudo. Então, não havendo acompanhamento de profissionais da escola, a tedência é de abandono mesmo. Enquanto a educação não deixar de ser prioridade de campanha dos políticos e passar para prioridade dos eleitos, a situação nunca irá mudar na educação.
    Mas, o maior problema em minha opinião é o da distribuição de renda do país. E isso é muito difícil de resolver! O Brasil tem a segunda pior distribuição de renda do mundo! No entanto é a décima economia mundial. Ora cidadãos, enquanto não distribuirmos melhor esta renda, continuaremos gastando muito em segurança pública, privada, muros. Continuaremos a ver o aumento de favelas, dos problemas de educação, enfim continuaremos a ter todos esses problemas sociais.

  • Gostaria de receber através do e-mail o resultado das avaliações do IDEB da 4ª série, dos anos de 2005 e 2007, da Escola Municipal Dom Pedro I, que se localiza ca cidade de Joinville-SC.
    Agradeço antecipadamente
    Diretora.

  • Por gentileza, poderão me enviar por e-mail, o resultado do IDEB 2005 e 2007, do Colégio Estadual de Souto Soares no Estado da Bahia.

    obrigada.

  • Emília
    Salvador, 06/11/08
    Gostaria de recebrer por e-mail, o rsultado IDEB 2005 2008, do Colégio Estadual Senhor do Bonfim/Ensino Médio-Salvador-Ba.
    No aguardo a solicitação,Grata,
    Emília

  • OLÁ, GOSTARIAMOS DE RECER AS INFORMAÇÃO DO IDEB NOS ANOS 2007 E 2008 DO cOLÉGIO DONA LEONOR CALMON CÓDIGO 76080,
    ATENCIOSAMENTE,
    EQUIPE GESTORA

  • Necessitamos receber informações sobre a classificação do IDEB dos anos de 2005 2006 e 2007 do Colégio Estadual Dona leonor Calmon, código 76080. e-mail ceica82@oi.com.br.

    Salvador-BA

    Obrigada

    Professora Mª da Conceição Freire Santos

  • Gostaria de saber se o resutado do ideb de 2005, os dados são do ano de 2005 ou de 2004. e se houve resuldado do ideb em 2004 e qual a nota do municipio de são josé de ubá, estado do rio de janeiro em 2004.
    Desde já agradeço.

  • IDEB 6,0 2009
    A nossa escola está empenhada em oferecer educação com qualidade em 2005 o IDEB foi 3,8 e 2007 4,9 e como meta para 2009 é de atingir acima de 6,0. Estamos trabalhando muito e esperamos atingir o nosso objetivo.

    Albeny Tavares Corado – Diretor
    Escola Municipal Paulo Freire
    Palmas TO

  • O Amazonas tem melhorado bastante no seu ideb, porém necessitamos avaliar a qualidade do ensino. A melhoria da qualidade do professor tendo em vista o dificil acesso as informações e a dificuldade de manter o profissional distante de tudo e de todos além do mais, baixos salarios e ainda manter a qualidade de ensino nos mais distantes municipios da Amazonia. Há necessidade de acompanhamento in loco de tecnicos que orientem para a melhoria da educação.
    Manaus-Am

  • Gostaria de saber o IDEB 2003 ou 2004 das escolas municipais de São João da Barra.
    Obrigado

  • Conseguimos IDEB 6,1 em 2009
    Como afirmei anteriormente em 07/04/2009 a nossa escola estava empenhada em oferecer educação com qualidade em 2005 o IDEB foi 3,8 e 2007 4,9 agora em 2009 atingimos 6,1. Nossa equipe de coordenadores e professores estão de parabéns. A escola está de parabéns. Estamos trabalhando muito e esperamos melhorar ainda mais nossos índices.
    Albeny Tavares Corado – Diretor
    Escola Municipal Paulo Freire
    Palmas TO

  • Falta atualizar IDEB 2009.

  • A Escola Municipal Paulo Freire está/continua muito comprometida em oferecer educação com qualidade, estamos crescendo a cada ano e o IDEB mostra isso, em 2005 foi de 3,8 em 2007 cresceu para 4,9 em 2009 cresceu muito e conseguimos 6,1. Temos como meta da nossa escola obter nota igual ou superior a 7,4 em 2011.
    Palmas -TO. 09 de Fevereiro de 2011.

  • Eu acho vergonhoso alguém ainda colocar a culpa dos péssimos resultados na educação nos professores.

  • A Escola Municipal Paulo Freire tinha uma meta para 2011 que era alcançar o IDEB 7,4 conseguimos superá-la, a nossa nota foi de 7,6 em 2011. Estamos de parabéns fizemos um excelente trabalho. A segunda melhor nota de Palmas , do Estado do Tocantins e uma das melhores do Brasil (escola pública).
    Albeny T Corado

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação às punições de corruptos...

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia


  • “O homem de bem é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu.”
    Nelson Rodrigues.

ARQUIVO

setembro 2014
S T Q Q S S D
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).