De Zero esse Marco não tem nada…

jun 18, 2015 by     15 Comentários    Postado em: Atualidades

A única notícia realmente boa que li nos últimos dias foi o lançamento do site pernambucano de jornalismo independente Marco Zero… Time de primeira, em todos aspectos: Lula Pinto, Laércio Portela, Carolina Monteiro, Samarone Lima, Inês Campelo, Sérgio Miguel e Inácio França. Vou dizer a vocês, não tem redação nesse país com uma equipe qualificada como essa.

Lula eu conheço desde os tempos do movimento estudantil secundarista. Hoje é doutor (ou está finalizando o doutorado, não sei ao certo) em Sociologia, além de jornalista com carreira irretocável; Laércio Portela, pelo amor de Deus! Era o editor de política do Diario de Pernambuco quando o Diario era o Diario. Foi assessor de Lula (o Luis Inácio) nas duas campanhas presidenciais. Conhece tudo do ramo; Carol Monteiro tem um dos textos mais charmosos que eu conheço. Enveredou pela web e pelo jornalismo cultural, mas podia ter escolhido qualquer coisa pois o talento ali transborda; Samarone dispensa maiores apresentações. Li quase todos os seus livros e era leitor secão do seu blog, o Estuário. É um monstro; Inês Campelo é uma retratista de luxo, só vendo; Sérgio Miguel é o estrategista nato. Tem cara de seminarista, mas de besta não tem nada; E Inácio França… Ah, o França. Fez o que quis no jornalismo. Esse é doido de verdade, possuidor de alguma psicopatologia ainda não desvendada pela ciência. Consumidor voraz de livros, uma inteligência rara. E ainda é gago por derradeiro, pois o limitado sistema vocal humano não acompanha a velocidade do seu pensamento.

Quem me conhece sabe que não sou muito de elogiar. Capricorniano com ascendente em capricórnio, sou mais pra realista esperançoso – termo que aprendi com o mestre Ariano Suassuna pra designar aqueles que não querem ser pessimistas mas acham que o pragmatismo tem o seu valor. Só que, no caso do Marco Zero, nem eu tenho como botar gosto ruim. Vida longa!

PS: ia esquecendo, para ler basta acessar www.marcozero.org

15 Comentários + Add Comentário

  • VIXEEEE. Pelo visto mais um lixo esquerdoso por aí. Pior ainda se for receber “”"patrocínio”"” estatal para sobreviver.

    • Deixa de ser trouxa, cara, e procura saber das coisas. O Marco Zero pretende sobreviver de doações individuais, da venda de produtos e do oferecimento de cursos. O plano é ter zero dinheiro de propaganda e zero dinheiro de governos. Investiga um pouco pra tu descobrir que quase 100% do dinheiro da propaganda estatal em Pernambuco (e no Brasil) vai para conglomerados da mídia comercial. No nosso estado, são 100 milhoes por ano. No país, contamos na casa dos bilhões esse dinheiro. Mais de 60% para televisão, esse veículo historicamente identificado com a extrema esquerda brasileira, não é isso?

  • Tem tudo para ser sucesso! Estou na torcida!

  • Mais um jornaleco chapa branca mamador de tetinha.

  • Um bracinho do PCdoB (leia – se Luciana Santos) e do PT. Bom combate, “Corações valentes” !

  • A liberdade de expressão é algo sagrado. Quanto mais sites e blogs na internet livre, melhor.
    Agora, convenhamos, tem um pessoal aqui que assiste muita televisão e/ou ler muita revista veja ao ponto de… “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma…” Joseph Pulitze

    • A liberdade de expressão é algo sagrado. Quanto mais sites e blogs na internet livre, melhor, mas sites como Brasil 247, pragmatismo político, carta capital, diário do centro do mundo e outros, que recebem dinheiro das estatais para serem defensores do governo federal, não melhoram nada, ludibriam o (e)leitor. Agora, convenhamos, tem um pessoal aqui que lê muito esses sites ao ponto de… “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma…” Joseph Pulitze

      • Fico estupefato pela criatividade das olivetes (os seguidores do Olavo de Carvalho de QI baixo, conforme ele mesmo, Olavo, denominou). Os caras estão viciados em copiar e colar. eehehhe. São as ovelhinhas do pastor Olavo.

        Sobre o financiamento público para meios de comunicação, sou estritamente contrário, sejam eles blogs, sites, revistas, jornalecos, jornalões e, sobretudo, emissoras de tv seja de esquerda, de direita, de centro, liberal ou conservadores. Existe um mal reinante aqui no Brasil, todos os parasitas estão de olho no dinheiro público. Ressalto: no dinheiro que é arrancado, através de impostos, de quem produz algo de útil nesse país.

        E mais, a existência de um site/blog não inibe a existência de outro. Ou seja, a disponibilidade/oferta de site/blogs é praticamente ilimitada. Assim, se eu não gostar de determinado site, simplesmente não entro. Não preciso ficar com raiva só pelo fato da sua existência. Agora, convenhamos, aqueles que têm raiva da existência de algum site são os verdadeiros comunistas dessa província. Alias, o cidadão acima não passa de um ovelha comunista com completa ausência de criatividade para escrever um mero comentário em um blog. eheheheheh

        Ah, ainda mais um ponto, esse lance de “pragmatismo político” que foi citado. Quem quiser ofertar e/ou ler esse tipo de conteúdo que o faça. Quem não quiser, não faça. O que não se pode é cercear a liberdade de expressão (ou de leitura) de quem quer que seja.

        • O site é meia-boca e os componentes parecem ser seguidores de Gramsci.

          Mas as matérias, se bem garimpadas, podem conter um ou outro ponto interessante.

          A oferta de informação é muito grande e se destacar é difícil, exige um bom trabalho por um bom tempo.

          Quanto ao Olavo, ele não precisa de ajuda para se defender e faz sucesso na mídia

          Isso deve chatear os manés da esgotosfera

          Enquanto isso, vale rir um pouco: https://www.youtube.com/watch?v=DyadUIO4kr4

        • Prezado, Olavo é muito fraquinho. O que esperar de alguém que escreve um livro com o seguinte título: “O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota”. Pior, o que esperar dos leitores?? ehehehheh Mas, o próprio Olavo já os definiu bem:

          “Aparentemente, não tenho alunos nem leitores: tenho seguidores, devotos, fiéis, militantes e cultores idolátricos. Todos iletrados e de baixíssimo QI.”

  • Interessante esse povo que fica criticando sem ler, que fica supondo coisas ou sendo maria-vai-com-as-outras. O pessoal é competente, leiam os textos, se não gostar critique, deixe de acessar, o que seja, mas ao menos leia antes.

    • Pior que foi isso mesmo que eu fiz. Li este post, achei maneiro, visitei a página, e lá me deparei que os jornalistas independentes são na verdade um grupo com ideologia definida e homogênea a se julgar por quase totalidade de textos lá publicados. No mais, vou seguir o teu conselho, deixei já de acessar. Não me espanto de ver notícias em breve de eles estarem sendo financiados de alguma forma pelo governo federal.

  • Alguns dos participantes parecem ligados ao que ainda se chama de “esquerda” e isso é tão preocupante quanto se fosse ligado à “direita” mas o fato é que não existe gente inteiramente desligada.

    O problema é o tamanho dessa ligação pois os esquerdóides que se guiam pela cartilha de Gramsci não prezam pela ética jornalística e a verdade pode adquirir muitas faces, todas do lado deles, especialmente quando os custos são arcados pelo dinheiro público.

    Contudo, espero que façam um bom trabalho pois tudo que é bem feito merece prosperar.

    E nem demanda, obrigatoriamente, a participação do Estado.

    Extrai essa parte de um texto sobre o Recife Antigo:

    “…precisamos qualificar o Judiciário. Não adianta termos uma legislação moderna como o Estatuto da Cidade e termos juízes que não sabem nada de Planejamento e geografia urbana. Precisamos qualificar o Judiciário para evitar os abusos que se verificam em todas as grandes regiões metropolitanas do país”, completa Ermínia Maricato”.

    Qualificar juízes é uma proposta interessante mas fazer isso sem que suspendam o exercício da magistratura é mais complicado.

  • Esse é o pernambuco247.org?

  • “Quando o Diario era o Diario” faz teeeeeeeeeeempo.

    Um verdadeiro release de agencias de noticias.

    Nem o famoso “ClassiLider” de outrora hoje em dia nao serve de nada.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

outubro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).