Sindicato denuncia veto à campanha

jul 25, 2007 by     1 Comentário     Postado em: Atualidades, Política

Foto: Gustavo Bettini/Folha PE 
Antônio Jordão, vice-presidente do Simepe, diz que empresas
se recusaram a veicular outdoor anti-Eduardo

da Folha PE

O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) afirmou ontem que não se intimidará diante da ameaça do PSB de processá-lo judicialmente no caso do uso da logomarca de campanha do governador Eduardo Campos e ainda prometeu reforçar as ofensivas para o movimento de protesto contra o piso salarial da classe. O vice-presidente do Simepe, Antônio Jordão, não só voltou a destacar a postura de censura do partido do governador, como engrossou o veto do Governo aos protestos, levantando a possibilidade de o Palácio do Campo das Princesas ter interferido diretamente no cancelamento de uma campanha publicitária de outdoor, agendada pelo sindicato desde o início do mês.

A propaganda que traria o “É”, acompanhado de asas e com o slogan “A esperança foi embora”, seria veiculada em 27 outdoors e deveria ter chegado às ruas desde a semana passada. No entanto, segundo denunciou Jordão, a empresa contratada rescindiu o contrato na última sexta-feira alegando que “não tinha como colocar outdoors nas ruas contra o governador”. “A empresa saiu de uma isenção comercial para uma posição clara em prol do governador. Isso depois de já ter recebido o dinheiro do pagamento antecipado”, denunciou o vice-presidente, informando que o contrato estava orçado em R$ 13 mil. O Sindicato preferiu não revelar qual divulgadora cancelou o acordo.

simepe-campanha.jpg

Diante do acontecido, o Simepe já antecipou que entrará com uma ação judicial contra o grupo. Paralelamente, busca um novo contrato para veicular a campanha publicitária vetada. Ainda segundo Jordão, o sindicato também enfrentou dificuldades junto às empresas de propaganda de ônibus, o chamado outbus. “Gostaríamos de entender a relação do Governo com essas empresas de ônibus, porque todas elas se negaram a exibir nossa propaganda”, ironizou o sindicalista. Além da campanha de outdoor, os médicos devem anunciar hoje outros métodos para ampliar o movimento. Já estão nas ruas adesivos, camisas, panfletos e bottons. O chefe da Casa Civil, Ricardo Leitão, foi procurado para comentar as acusações, mas encontrava-se em audiência e, até o fechamento desta edição, não retornou aos contatos da reportagem.

1 Comentário + Add Comentário

  • O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) afirmou ontem que não se intimidará diante da ameaça do PSB de processá-lo judicialmente no caso do uso da logomarca de campanha do governador Eduardo Campos..

    ameaça totalmente infudada, visto que o uso da marca na campanha do sindicato é apenas uma paródia, e, como tal, trata-se de um fair-use, e é portanto assegurado pela atual legislação de propriedade intelectual..

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

junho 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).