E o Planet Hemp passa por Recife

nov 9, 2012 by     28 Comentários    Postado em: Cultura

Lembro-me bem no Abril pro Rock de 1995, no antigo Circo Maluco Beleza, quando uma banda carioca subiu ao palco e começou a tocar um Hip Hop com uma pegada hardcore fortíssima. Era algo que impressionava.

Eles falaram que estariam lançando seu primeiro disco no mês seguinte.

Na hora me virei para o meu amigo Leonardo Accioly, que hoje está na OAB, e disse que aqueles caras iam estourar.

Era o Planet Hemp, uma das bandas mais importantes da história do Rock BR.

Uns 20 shows assistidos depois, curiosamente, em maio de 2005, eu e Marco Bahé fomos ao Festival Mada, em Natal, e ao fim do show do Planet Hemp, Marcelo D2 anunciou que aquele era o último show da banda.

Um longo hiato de 7 anos até a volta para uma turnê nacional da banda mais liberal do país, que mobilizou milhões de jovens ao longo de duas décadas, com uma única mensagem: a liberação da maconha.

Aliás, por falar em banda voltando e fazendo uma turnê nacional, é bom lembrar que dia 11 de janeiro passa por Recife o Barão Vermelho, que por sua consistente trajetória dispensa apresentações.

Goste-se ou não, impossível passar batido à mensagem do Planet Hemp.

Como diz a música Contexto:

Vivo na esquerda
Vivo na direita
Sei lá
A coisa certa é que tem que ser feita

28 Comentários + Add Comentário

  • Muito bom o Planet. É uma pena que acabou…

  • Será que ele continua queimando tudo até a última ponta? rsrsrsr

    Planet Hemp fez parte da minha infância.

  • Pierre, em 95 isso faz tempo, na época em que Leo Aciolly era conhecido como “Vêio de Moto”.

    (rs)

    Léo, abraços. Amanhã a galera do Contato estará no Catamarã a partir das 11 hs.

    Abraços, Caio

    • Pauta Caio, tiraste esta do fundo do baú. Vou chegar mais tarde no encontro mas chego lá.

      • Olhaí! Eu também era dessa turma do Contato-1992. Inclusive saímos juntos pra comemorar a aprovação no Vestibular, lembram, Caio e Léo? Com Marco Antônio e Rafael.

        • Na Caravan do pai de Marco Antonio.

        • E Vêio de Moto se deu bem com uma prima deles, linda, por sinal.

        • Eu acabei dormindo na casa de Marco Antônio, sem avisar ninguém lá em casa! E minha vó ligou pra minha lista telefônica todinha até me achar lá, depois do almoço! Ah, nossos 18 anos.

  • Apologistas da “marijuana” reverenciados; Carlos Marighella anistiado; Obama reeleito;

    Ê Brasil, ê mundo…

    • Depois que Battisti foi acolhido e tratado como herói no Brasil, eu não duvido de mais nada nesse mundão.

    • Obama reeleito? Nenhum problema pra mim.

      Os Republicanos hoje não são opcao nem mesmo para os centro-direita ou libertários (como eu). Não passam de conservadores idiotas dominados pela direita cristã (que porra é essa?).

      Ser anti-esquerda é completamente compreensível, mas votar nos Republicanos hoje é pura irresponsabilidade.

      • Os republicanos são o partido que ainda defendem os valores tradicionais que transformaram os EUA no que são: liberdade individual, conservadorismo social, empreendedorismo, liberalismo, liberdade de expressão. Obama representa todo o contrário a isso: é o presidente que está “latinizando” o país da pior maneira possível com estatismo, intervencionismo, assistencialismo, além de obscurantismo nos negócios de governo e desastres na diplomacia (Beghazi não me deixa mentir).

        Qual o grande pecado dos republicanos? Serem cristãos, serem conservadores, e não terem vergonha disso? É este o laicismo que querem? O laicismo que diz que se vc for ateu ou seguidor de uma crença não-cristã, ok; mas se vc for cristão praticante, não passa de um carola homofóbico? Ser partido que critica e peita o “Lady Gaga/Amy Winehouse/similares way of life”?

        Os EUA não são mais o mesmo. Se a eleição de 1980 tivesse sido em 2012, Jimmy Carter tinha vencido Ronald Reagan.

        • Os republicanos, especialmente fanáticos religiosos fundamentalistas como Romney, representam a América racista e escravagista do século XIX. Basta ver o mapa dos EUA com os Estados onde ele ganhou e comparar com o mapa da escravidão em 1860. É simplesmente idêntico.

        • Republicanos racistas. Os republicanos foram quem aboliram a escravidão. Abraham Lincoln foi o primeiro presidente republicano da história.

          Os democratas sim, eram os escravagistas seccionistas e tinham fortes ligações com a ku klux klan, e o líder dos confederados era Jefferson Davis, o democrata derrotado por Lincoln nas eleições presidenciais de 1860.

        • Leo, eu sempre fui um republicano (sim, posso votar nos EUA) e simplesmente nao posso concordar com NADA do que voce esta falando.

          Sarah Palin, Rush Limbaugh e Karl Rove representam os republicanos que aboliram a escravidão e fundaram a America? Voce esta maluco? Aquelas eram ideiais ALTAMENTE PROGRESSISTAS, onde está o conservadorismo ?

          W Bush VETOU as pesquisas federais com celulas tronco durante seu governo. Imagina quanto tempo perdido isso causou a humanidade? E é interessante ter citado Reagan. Que fez um EXCELENTE trabalho no plano economico, mas plantou justamente essa semente cristã no seio do partido. Anos depois, apos o fracasso de Bush Sr. E o OTIMO governo Clinton (unica critica? Comeu a secretaria! Pateticos) a unica alternativa foi apelar para esse discurso ridiculo de conservadorismo/cristianismo e o resultado são os neo-cons que afundaram a America na decada passada.

          A historia do partido republicano é muito interessante e por vezes bonita, e esses palhaços estão acabando com o GOP.

        • Leo Tertius Decimus, o que você fala é uma realidade de 160 anos atrás. Hoje mudou tudo. E dá uma olhadinha nos mapas: estados escravagistas/escravos onde Romney ganhou pra vc confirmar o que eu disse.

        • O Tertius é tétrico.

  • Só vai dar noiado e zumbi. O pior é que se fizer o show no maracanã não vai ter espaço pra tanto noiado.

    Pelo menos, a vantagem é que hoje em dia eles não precisam mais pedir a legalização das drogas nas músicas, já tá tudo liberado nesse país mesmo. Dá até pra distribuir uma erva e um pozinho no show pra galera delirar geral.

  • Putz !

  • O problema com o Planet Hemp é que qualquer crítica a eles acaba rotulada como conservadorismo. E como o discurso de legalização está na moda há tempo, isso contribui para dar imunidade a Marcelo D2 e companheiros. Enquanto eles forem protegidos das próprias letras, tudo bem, mas se você gasta alguns minutos para prestar atenção ao que a platéia estará cantando no show amanhã, fica difícil levar os caras a sério, sem contar que muitas vezes passam dos limites do aceitável.Lá vai:

    “Fazendo a cabeça”

    (…) 1, 2, 3, pra vocês levar um tiro
    Eu tenho pena de você, otário
    Se cruzar comigo a erva não é perigosa,
    Mas eu ofereço perigo
    Se eu te pego te dou um sacode depois te jogo no lixo
    Planet hemp, mermão “é o bicho, é o bicho”
    Tem gente fazendo a tua cabeça e te jogando no buraco
    Com preconceito, não dê mole, tome cuidado,
    Pense duas vezes pra não acabar ajoelhado. (…)
    Ouça planet hemp pra depois cê não se fuder.
    Falo, falo, falo, falo e você vai ter que me escutar,
    Porque maconha, meu irmão não pode lhe prejudicar,
    Não pode te prejudicar então é bom cê se ligar
    Cuidado vacilão, porque senão vou te apagar
    Porque da onde eu vim eu sei o gatilho é a lei
    Então não se esqueça, fazendo a sua cabeça ! (…)

    “Porcos fardados”

    Porcos da lei são todos marginais (…)
    Faça um favor pra humanidade “pow, pow” policial
    Os porcos fingem querer te ajudar
    Mas se você ficar de cotas eles vão te matar
    Não tem integridade
    São uns covardes matam sem piedade (Pow Pow Pow Pow)
    Porcos fardados seus dias estão contados
    Eu disse, Porcos fardados seus dias estão contados
    Porcos fardados seus dias estão contados
    Eu disse, Porcos fardados seus dias estão contados (…)
    Eles se acham os tais
    Estão querendo é mais filhos-da-puta
    Abusam da lei e nos vêem como marginais
    E fantasma na favela não é marginal
    Ele tem código de honra não é como policial
    Ser subornado é comum
    Vendem a sua honestidade para qualquer um,
    Vestem farda para conseguir propina
    Beijar os pés do superior essa será a sua sina
    Isso se não encontrar com a morte na esquina
    Pra terminar eu queira falar
    Hoje você me caça amanhã eu vou te caçar (…)

    “Puta disfarçada”

    Ei menina, o que você tem na cabeça,
    só quer se maquiar e usar roupas de etiqueta.
    Parece uma boneca toda fantasiada,
    mas quando eu olho por dentro eu não vejo nada.
    Você só pensa besteira e fala coisas banais,
    conversar com você não me trás nada de mais,
    mas eu já disse que te odeio e se não disse
    Puta… veja como estou, enxugue os olhos,
    seque suas lágrimas, eu não quero ver
    você chorando assim.
    Você é uma Puta Disfarçada e não serve para mim
    Eu disse Puta disfarçada…
    Cada novo problema gera outro de novo,
    já estou de saco cheio,
    você gosta de brincar com o sentimento alheio,
    sentimento aliás coisa que você nem tem,
    você é tão puta que não consegue gostar de ninguém.
    A sua vida gira em torno de bens materias
    felizmente nós não temos os mesmos ideais,
    então não adianta querer me enganar
    porque eu logo lhe conheço pelo jeito de falar.
    Você não está lidando com nenhum otário,
    o seu padrão de beleza está no poder bancário.
    Você é uma puta disfarçada e eu um pobre operário.
    Eu disse Puta disfarçada…
    E.. lá vai você de novo com seu cara mais novo,
    milhões e milhões são enganados por você
    Mas eu só quero a sua buceta..
    ou brincar com suas tetas,
    eu nunca tentaria ferir você
    mas você fudeu minha alma
    agora eu vou te fuder..
    Você é uma puta disfarçada e vai se arrepender.
    Eu quero-la encontrar caminhando pela rua
    Delirando, resvalando, sem saber por onde vai
    Correria ela, passaria adiante
    Pararia em sua frente, esperando ela chegar
    Esticaria a minha perna só pra ver ela tropeçar
    Didarida didiridarida (2x)
    É cambaleado, vem tombando lá do alto
    Eu disse puta disfarçada, vai com os dentes no asfalto

  • O maior desafio para uma banda (na minha humilde opinião), seja ela grande ou pequena, é se manter fiel à proposta inicial que motivou os integrantes a se juntarem para formar o conjunto, a energia inicial da banda.

    As três maiores sumidades musicais existentes hoje são: os Rolling Stones, o U2 e Madonna. Coincidentemente ou não, também são os que mais faturam. Os três ainda conseguem inovar, atraindo um público eminentemente jovem para seus shows sem cair em mesmices, repetecos sem-graça ou flashbacks. E olhe que no caso dos Rolling Stones já é uma turma de vovôs, a maioria na faixa dos 70 anos. Cativar um público jovem nessa idade não é tarefa fácil (ainda mais com a intensa concorrência atual das Lady Gagas, Rihannas, Adeles e Beyonces da vida).

    Um show dos Stones ainda é coisa de arrepiar, mesmo para o público mais jovem que no mundo todo assiste os Stones e se encanta. Gostaria de saber o que o septuagenário Mick Jagger toma pra ficar com aquele pique de menino nos palcos. Nem o lendário Paul McCartney, apesar da boa forma física, consegue apresentar uma performance tão calistênica, enérgica e contagiante.

    Vamos ver se o Planet Hemp ainda consegue manter sua antiga vitalidade com a força das temáticas sempre controversas como a maconha.

    Uma coisa é certa: para a maioria das bandas comuns (que não tem o poder divino de uma Rolling Stones) o tempo é o pior dos inimigos.

  • Anônimo, houve quem criticasse o suposto caráter subversivo do grupo:

    http://variacoespara4.blogspot.com.br/2012/11/os-caes-ladram-mas-caixa-registradora.html

  • PLANET HEMP ESTA PARA HISTÓRIA DO ROCK NACIONAL, ASSIM COMO RESTART ESTA PARA O POP (INCONGRUENTES NA PROPOSTA E NO ESTILO MUSICAL) Declaro isso pois, não estamos falando de estilos que aceitam monossílabos como música esse público é altamente crítico e prima pela qualidade musical e criatividade, seja qual for a classe social o pessoal que curte rock é muio esclarecido e contestador. Para mais ver cometário acima de ” Ánonimo”

  • Estou lá, com certeza.

    E aos conservadores de plantão eu desejo que cresçam e pensem além do legalismo puro e da moralidade padronizada.

  • xô maconheiros, xô !!!

  • Planet Hemp, bem vindos novaMENTE.

  • Oxente! Esse é o Marcelo D2, que disse que o Gabriel Pensador era um “otário”, pq se vendeu à mídia (tinha ido ao Faustão)? Ok …

    Sai daí B Negão … Esse D2 é paraguaio.

  • Prego e Otario esse D2

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

setembro 2018
S T Q Q S S D
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).