Agradecimentos à Comunidade da UFPE

abr 27, 2011 by     73 Comentários    Postado em: Economia

Por Pierre Lucena

Ontem tivemos a eleição para Reitor da UFPE, e como muitos já sabem, fiquei em segundo lugar na disputa, com pouco mais de 5.500 votos (aproximadamente 30% no cálculo da paridade).

Queria agradecer toda a confiança depositada pela Comunidade Universitária nesta jornada. Foram meses de debates intensos na UFPE, e acredito que o Movimento Nova UFPE cumpriu seu papel com grande êxito, que era debater os problemas reais da Universidade.

Tenham certeza que não é fácil para um Professor de fora da estrutura de poder da Reitoria, sair candidato a Reitor e conseguir abrir o debate de forma tão aberta e franca, trazendo à tona relações arcaicas de poder que estão em vigor na UFPE há décadas.

Só para ilustrar a descomunal desproporção em que fui à eleição, não tive o apoio de nenhum dos 12 Diretores de Centro, tive o apoio de apenas um Chefe de Departamento (de 80) e de dois Coordenadores de Curso (de 160). Para quem está de frente, é um processo muito desgastante, com calúnias e boatarias sendo lançadas por estruturas de poder que defendem a permanência do status quo a todo custo.

Para termos uma ideia do jogo, tenho cópia de vários emails enviados por coordenadores  de curso ou professores aos alunos, um dia antes da eleição, me chamando de irresponsável, privatista, aventureiro e por aí vai. São atitudes que jamais se esperariam dentro de um ambiente acadêmico. Esses fatos por si só não foram responsáveis pelo resultado final, mas denigre o espaço de discussão, tornando-o maniqueísta.

Mas tudo isso é muito menor do que a satisfação de levantar a poeira da UFPE, buscar e convencer as pessoas de forma independente, sem ter absolutamente nada a oferecer, a não ser o compromisso de mudança. Durante este tempo, muita gente espontaneamente se agregou à campanha, a grande maioria estudantes e técnicos, que viveram comigo esta batalha contra uma máquina gigantesca. Outro fato interessante, é que quando nossa candidatura cresceu, todos saíram da Reitoria para o debate e para a campanha, mostrando que nem tudo vem assim tão fácil.

Queria parabenizar os professores Amaro e Anísio pela vitória na eleição, e o Professor Gilson, que apesar de todas as adversidades, manteve firme sua candidatura, e se mostrou uma pessoa extremamente ética e decente durante toda esta campanha. Inclusive ontem mesmo fiz questão de ligar para o atual Reitor e o novo Reitor eleito para dizer da satisfação por este pleito, e para desejar sorte na administração afinal, antes de tudo, sou professor da casa, e quero melhorias no nosso ambiente de trabalho.

Agradeço ao Núcleo do Movimento, que se desdobrou para que pudéssemos fazer campanha em todos os lugares. Apesar de sermos um grupo com pouco mais de vinte pessoas, a garra com que lutaram foi essencial para esta votação expressiva, em tão pouco tempo de articulação. O envolvimento pessoal que todos tiveram comigo e com a candidatura foi emocionante. Para não esquecer ninguém, o agradecimento vai a todos em nome do Professor Heitor Scalambrini, que é o coordenador do Movimento, e ao meu vice, Professor José Roberto.

Deixo aqui os agradecimentos especiais aos alunos de Administração e do CCSA, que se envolveram muito na campanha. Foi emocionante ver o CCSA todo verde ontem no dia da eleição, além das declarações espontâneas pela rede. Também foi ótimo saber por muitos alunos de outros centros que votaram em mim porque tiveram referências positivas sobre meu trabalho à frente da Coordenação do Curso.

Não poderia deixar de agradecer aos técnicos da UFPE. Confesso que cheguei a me surpreender com a expressiva votação no segmento, em torno de 40%, apesar de toda a pressão exercida pelas chefias. São pessoas que estão muito comprometidas com a Instituição, e que nunca são ouvidas. Conheci muitos que se tornaram verdadeiros amigos, e que pude contar em todos os momentos.

Apesar da disputa desigual, conseguimos vitórias importantes, seja em segmentos, ou mesmo em todo o Centro, como no CCSA, Hospital das Clínicas, CIN, CFCH, Faculdade de Direito e NTI (cuja urna estava na Biblioteca).

Não se faz democracia sem oposição. Para a gestão, nada mais motivador do que a cobrança justa por melhorias no ambiente.

O Movimento Nova UFPE continua, pois hoje 30% da Universidade apostou nas nossas propostas, e querem uma oposição propositiva, que cobre tudo aquilo que foi prometido na campanha.

Não podemos nunca nos abater quando acreditamos nas nossas ideias e no nosso potencial.

A coragem de lutar pelo que acreditamos é o maior exemplo que podemos deixar a nossos alunos.

Um grande abraço a todos

Pierre Lucena

73 Comentários + Add Comentário

  • Venho aqui dizer o quão orgulhoso estou em ter participado desse movimento tão importante para a UFPE. Confesso que participar dele me fez querer, de fato, que melhorias aconteçam na Universidade. Por muito tempo fiquei totalmente alheio ao que acontecei, sem me importar com o que Reitor A ou B fazia nem com o Movimento Estudantil. Hoje percebo como é importante a participação de TODOS para que as coisas mudem por lá. Espero que na próxima eleição o movimento tenha um candidato a reitor, seja Pierre seja alguém tão comprometido quanto ele.

  • Está de parabéns, Pierre Lucena Raboni!!!!!

  • Parabéns, Pierre.

    Não temos dúvida de que vc cumpriu bem seu papel

  • O placar de 60% a 30% me lembrou as duas eleições de Lula.

    • Você se refere as 3 (três) primeiras para Presidente?

      Ou seria as 02 últimas com o apoio de gato e cachorro?

  • Parabéns, Pierre! Acompanhei de longe, mas quero dizer que independente de vitória ou derrota, tenho certeza que você deixou muitas sementes plantadas através do seu espírito crítico-propositivo. Valeu!

  • Que orgulho de ter participado dessa campanha!

  • Parabenizo os que fazem o movimento Nova UFPE não só pela considerável votação como também por arejar o ambiente acadêmico da UFPE com propostas diferentes. Continuem a luta.

  • é isso aí, Pierre, todo vencedor é aquele que tb sabe perder, e não só em ganhar, vide o caso do ex-presidente Lula, souber perder, tentou novamente, e tornou-se o Presidente mais popular do Brasil, assim tb foi Abrahaão Lincolim entre outros.

    Bola prá frente, é soménte perseverar e esperar vim os próximos desafios, afinal de contas, a nossa vida aqui na terra é cheia de desafios, quer que seja na área profissional, social, financeira, etc, e se é assim, então, vamos prá frente.

    Abs

    • Há a vitória eleitoral e a vitória política.

      Embora não tenha conquistado a primeira, não tenho dúvida que o Movimento Nova UFPE e Pierre tiveram uma incontestável vitória política.

      Não é fácil enfrentar as estruturas de poder já estabelecidas. É necessário muita disposição e coragem e isso não faltou.

      O fato é que as sementes estão plantadas e não obstante a vitória eleitoral da situação, cerca de 40% da comunidade universitária (30 – Pierre e 10 – Gilson) demonstraram nas urnas sua insatisfação com o atual estado de coisas na UFPE. Decididamente não é pouco.

      Lamentei muito não estar lá no dia da eleição, já que estou em viagem. Não que fosse alterar nada, mas teria muito gosto em ter votado em Pierre e conseguido convencer mais alguns colegas.

      Parabéns, amigo Pierre, pela grande vitória política e pela bela campanha. Seu nome tornou-se forte e relevante dentro do contexto político da UFPE.

      Avante sempre!

  • Convenhamos que há “dinossauros” nas estruturas públicas. Estudei em escola federal, participei ativamente de eleições, presenciei estratégias de “convencimento” usadas por candidato. Agora, é preciso registrar que o eleitorado dessa disputa não recebe bolsa família, por exemplo. Não é um eleitorado que se possa seduzir facilmente com esmolas sociais. Então, com um placar apertado desse, 60% a 30%, atribuir a derrota apenas às “arcaicas relações de poder” é minimizar a vitória do novo reitor e “marinizar” os 30% recebidos. Candidatos costumam receber votos por dois motivos decisivos, simpatia e “lado”. Se proposta vencesse eleição, seria impossivel diferenciar os candidatos. Era só prometer o “céu”. A questão é mais profunda.

    • Gisonaldo agora se superou com a assertiva : “Se proposta vencesse eleição, seria impossivel diferenciar os candidatos. Era só prometer o “céu” “. Pensei que ele fosse somente um imbecil, mas estou vendo que é praticamente um autista, sem ofensa aos autistas .

      • Severino, confesso que não entendi.

        • Como eu disse, você é um autista!

    • SEU COMENTÁRIO, GISONALDO GALINHEIRO, ESTÁ NA CONTRA MÃO DE TUDO QUE ESTÁ ACONTECENDO. VC SE POSICIONA COMO UM DEUS ,QUE SABE TUDO QUE OS OUTROS NÃO SABEM. A DIFERENÇA NÃO ESTÁ EM
      30% OU 60%, E SIM NA REALIDADE QUE ESTÁ CORROENDO A UFPE, E AS PROPOSTAS DE PIERRE SÃO VERDADEIRAMENTE A ÚNICA SALVAÇÃO DA UNIVERSIDADE. SÓ NA SUA REDUZIDA CABECINHA, ALGUEM PODE ENTRAR NUMA DISPUTA DE ELEIÇÃO SEM PROPOSTAS . A ELEIÇÃO FOI VENCIDA POR INTERESSES PRODUZIDO PELO CORPORATIVISMO DA SITUAÇÃO QUE ESTÁ NO PODER

      • Olha, aqui é um blog, não um site de relacionamento. Aqui vai ter quem critique, quem elogie, que fique neutro. Eu não critiquei o senhor Lucena, fiz apenas uma exposição do que penso. Eu não quero ganhar ponto ou simpatia do senhor Lucena, como você, por exemplo. Espero que ele não me proída de comentar. Se fizer, lamento, mas eu não vou fazer como você, não tenho vocação para babar. Se minha crítica for ácida, que o senhor Lucena responda ou releve. Ele não precisa de puxa-saco pra fazer isso. Você acha que as propostas dele são a “única salvação da Univesidade”, mas 60% dos que vivem lá, estudam lá, trabalham lá, não acham. Deve ter muita marmota na UFPE, mas o senhor Lucena não citou outros fatores para seu insucesso eleitoral. Apenas desqualificar o adversário, principalmente este obtendo 60% de apoio, tem nome: inconformismo. Se o processo foi limpo, que o perdedor busque conquistar as mesmas armas que o vencedor utilizou para “seduzir” os votantes. Pode me chamar de “Galinheiro”, eu não me importo que um imbecil utilize esse expediente. Irritado eu fico quando um puxa-saco, um babão quer uniformizar as opiniões aqui. E lembro: se é só pra elogiar, se é pra canonizar o senhor Lucena, é só dizer. Minha opção, honesta, é “criticar”. Tem centenas e dezenas pra elogiar e um ou outro gato pingado pra criticar. Impedir ou constranger alguém aqui na formulação de comentários é repetir “as relações arcaicas” que serviram de desculpa para o insucesso eleitoral. Não costumo bater boca aqui com quem escrever, apenas me acho no direito de discordar. Mas, se até Jesus perdeu a paciência com um fariseu, por que eu iria ter paciência com um imbecil?

        • Exatamente como eu disse, compara-se
          a um Deus. Talvez seja um Deus troll, ou
          o Deus das galinhas!!!! Vá cantar no seu galinheiro rapaz, Não sou puxa-saco e nem tenho motivos pra isso, apenas sou realista, coisa que vc não é.

  • A UFPE não será mais a mesma depois desta campanha. Pierre expressou a distância existente entre a Univesidade real e a Universidade da propaganda. O Movimento NOVA UFPE continua.
    Meus sinceros parabéns a este moço que teve a coragem de desnudar o rei, mostrando principalmente a comunidade universitária que outro caminho é possível.
    Que o posicionamento critico de Pierre sirva de exemplo a tod@s que fazem a UFPE.

  • Parabéns pela campanha e pela votação Pierre. O CIN e o CCSA são centros de referência, e a vitória ai se deve primeiramente ao seu trabalho e ao apoio de Silvio Meira que foi muito importante. Mas a vitória nos demais setores claramente se deve a situação precária que eles se encontram, e a uma esperança de melhora com uma possível nova gestão. Mas o Movimento Nova UFPE não pode parar Pierre, tem que continuar denunciando o que tem de errado, e principalmente cobrando atitudes e competência da admnistração atual.

  • Quero parabenizar os três candidatos na eleição da UFPE. Independente do resultado é sempre bom podermos contar a participação do povo nas decisões. Não estou mais na Universidade e não acompanhei a eleição para poder opinar, portanto só posso desejar uma boa gestão para Anísio e toda comunidade acadêmica.
    Mudando um pouco de assunto, gostaria de alguma informação sobre a veracidade de alguns comentários sobre a comitiva de quinze pessoas que viajou com o Prefeito João da Costa para Madri. Estou me recusando a admitir essa informação e gostaria que alguém me confirmasse.

    • Ele disse hoje que foi a única pessoa ligada à PCR que viajou. Tá na Folha de Pernambuco. De qualquer jeito, tem uma vereadora que deve pedir informações oficiais.

  • Faço das palavras de Heitor, minhas. São de pessoas como você que a universidade precisa. Apesar de não ter acompanhado fielmente toda a campanha, pude ver de perto o esforço dos que te ajudaram, te apoiaram.
    Serei sempre grata Pierre, pois graças a você não cheguei a ver o meu curso como era, e já cheguei com ele sendo o melhor.
    Obrigada por fazer os estudantes de hoje se comprometerem, de livre e expontânea vontade, com o futuro da UFPE…
    Sem pressão, sem ameaças, sem medo. Só com a esperança.

    Parabéns pela campanha, e que o Nova UFPE não pare! Precisamos de você.

  • A FDR e o Grupo Contestação, com seu espírito revolucionário e em defesa dos interesses sociais, sempre estará ao lado dos que tem coragem!
    E como Pedro Jácome falou, os alunos do CCJ desfizeram o mito de que nosso centro só olha pro próprio umbigo! Os estudantes do CCJ querem uma Nova UFPE!
    Força, Pierre!

  • Parabéns pela campanha limpa e de propostas excelentes que você fez. Como aluna de Administração, vi o seu trabalho dedicado e de sucesso na coordenação e lhe parabenizo por isso também. Saiba que foi uma honra dar o meu humilde apoio ao Movimento Nova UFPE e que espero que essa não seja sua última tentativa de fazer da instituição um lugar melhor para aqueles que nela trabalham e estudam. Conte sempre com nosso apoio!

  • Parabéns Pierre. Sua candidatura era a esperança de reais melhorias na UFPE. São atitudes como as suas que poderão fazer a diferença durante essa nova gestão.

  • Não desiste mesmo, Pierre!

    Na minha graduação não votei para Reitor, pois nunca gostei de politicagem e de promessas vazias.
    Mas ontem, saí de casa só para votar em vc!
    Como aluna do mestrado em Adm., sei o quanto foi e ainda é importante a sua gestão aqui.

    Parabéns! Não só pelo resultado expressivo, mas pela coragem e vontade de mudar.

  • Pierre,

    Não tenha dúvidas que você foi simplesmente brilhante em sua campanha.

    Você implementou discussões que jamais entrariam na pauta da UFPE, por isso acredito que seu papel foi cumprido.

    Se não foi dessa vez, acredito que você tenha um horizonte muito vasto para concorrer novamente ao cargo e obter um êxito maior.

    Gosto muito da sua postura e acredito que os 30% que votaram em você também gostam, além do mais você sai de cabeça erguida e com o sentimento de dever cumprido.

  • Parabens Pierre, a partir de agora o feudo não será o mesmo.Sua coragem e iniciativa mostrou que a universidade não pode ter donos, ela pertence a todos, é um bem público e que deve somente servir aos que precisam trabalhar e estudar.

  • PIERRE, ESTOU MUITO ORGULHOSO DE VOCE .
    PARABENS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • “Para terem idéia da desproporção, não tive o apoio de nenhum dos 12 Diretores de Centro, tive o apoio de apenas um Chefe de Departamento (de 80) e de dois Coordenadores de Curso (de 160).”

    Isso é quase inacreditável. Realmente, a visão do corpo docente é insuportavelmente corporativista. Certamente a atual gestão atendeu os interesses da maioria dos docentes e cursos, interesses corporativistas. Pouca gente para pra pensar em qualidade, nos alunos ou mesmo vislumbra quaisquer perspectiva de mudança.

    Parabéns pela tentativa Pierre, e espero que essa não seja a última tentativa. Precisamos de ideias e atitudes novas no sistema federal de ensino.

  • Parabéns Pierre!

  • Pierre

    Orgulho de ter sido aluna de um professor realmente comprometido com tudo que faz. Coerente nas suas escolhas e nos seus atos.
    Parabéns pela belíssima lição de cidadania.

  • Fico muito orgulhoso em saber que fiz parte do Movimento Nova UFPE nestas eleições, e que com certeza continuaremos buscando o melhor para a Universidade.
    A máquina do poder é injusta com as minorias e ainda massacram com invenções, falsos boatos e agressões. É muito difícil de competir com isto. E agora vendo o resultado, todas as repercussões, só tenho a Parabenizar Pierre pela sua determinação e força de vontade de construir uma Universidade melhor!
    Gostaria também de agradecer pela convivência de Nova UFPE com todos os companheiros, sem iguais.
    Pra minha sorte, muitos agora são amigos. E por mais sorte ainda, Pierre pode não ter sido desta vez eleito Reitor, mas continua meu Coordenador!!
    Pierre, Heitor, José Roberto, e todos os demais do Nova UFPE, vocês são vitoriosos!
    Pierre, o texto está uma primazia! Fidedigno retrato, de emocionar! Parabéns!

  • Pierre, parabéns pela campanha justa e aspiradora. Foi uma honra ter você como representante dos meus ideais na comunidade acadêmica.

  • O ponto levantado por Pierre no tocante ao não apoio dos Chefes de Departamentos e Coordenadores do Cursos é bastante interessante. Na Faculdade de Direito, por exemplo, mesmo a Diretoria ter caminhado ao lado do candidato da situação, houve uma expressiva votação do corpo discente para Pierre. Isso só ratifica que o espiríto de mundança, de novidade, contaminou positivamente os alunos, que souberam desvincular a melhoria da estrutura física da Faculdade de Direito do Recife com um candidatura a Reitoria de uma Universidade. Parabéns, Pierre!
    Obs: Parabéns, Grupo Contestação!

  • Parabéns, Pierre, pela expressiva votação. A teoricamente simples proposta de não partidarizar a UFPE já é bastante louvável. 30% é uma votação que merece respeito. Tudo por uma UFPE melhor.

    Depois do descanso, quero ver o blog movimentando novamente as discussões políticas municipal, estadual e federal. A começar pelos aeroportos…..já estão privatizando….

    Abraço!

  • O meio acadêmico é uma lástima politico institucional.
    Parabéns Pierre!

  • Jurásssico, e um tantinho autoritário que sou, acho muito “democratismo” essa moda de eleição pra diretor de escola, faculdade e reitor.
    Até os alunos, “clientes” transitórios por natureza das instituições, tem direito a voto.
    Sei não… sei não….

    Bobagem….

    Como diz o Ricardo Kotscho: Vida que segue….

    • Acho complicado o voto do aluno ter o mesmo peso do voto dos professores e funcionários.

  • Parabéns, Pierre.

    Os alunos de Administração são testemunhas do que se é capaz de fazer com esforço, boa vontade e boas idéias. Realmente não consigo entender as pessoas que tanto reclamam de tudo naquela universidade (segurança, iluminação, estrutura precária, bibliotecas com livros se desfazendo) e continuam votando nas mesmas pessoas. Esses, se reclamarem, poderemos dizer: e de quem é a culpa, se não sua que votou no igual?

    Digo o mesmo dos que se abstiveram do voto. Quem não votou, não pode reclamar.

    Senti orgulho de vestir aquela camisa verde ontem, nem tinha aula e fui lá, junto com alguns amigos e votamos.

    Agora é ser oposição e fiscalizar, cobrar a nova gestão. Enquanto isso, bola para frente! Sabendo que os alunos de Administração vão sempre apoiar você.

  • Pierre, fiz isso antes e faço questão de fazer de novo por aqui: meus parabéns e muito obrigado por essa campanha honrada. Por ter lutado com coragem e humildade contra o “gigante” favorecido pela máquina.

    Tenho fé, quase uma certeza, de que teremos você como o líder da oposição na UFPE, aquele que vai encabeçar essa mais que prezável parcela da comunidade universitária nos próximos quatro anos, cobrando o que Anísio prometeu, exigindo uma UFPE ao menos menos feudal.

    Tive a honra de te prestigiar e te ajudar à minha maneira nessa campanha, inclusive, na última hora, rebatendo no meu blog a baixaria à la José Serra que a gestão fake e golpista do DCE promoveu contra você na véspera. Desde já eu peço até desculpas se eu não ajudei o suficiente, se eu não me esforcei o máximo que pudia.

    Nos próximos quatro anos estaremos aí cobrando da reitoria uma UFPE decente. Uma cobrança que dessa vez vai transcender este Acerto de Contas e vai retumbar pela Federal toda.

    Você foi o melhor candidato, sem sombra de dúvidas. E não digo simplesmente por sermos colegas. Você foi o único que teve a consideração de ouvir seus eleitores e os indecidos na internet, a investir verdadeiramente em redes sociais, a fazer videochats na internet mostrando propostas (pena que o Cover It Live só suporta 50 pessoas a assistir o vídeo). Ao meu ver, muito melhor do que invadir e interromper aulas tal como o candidato vitorioso fez. Também foi o melhor no sentido de fazer uma campanha pautada na retidão, na denúncia de problemas estruturais, nunca partindo pra acusações pessoais e pra baixaria.

    Novamente meus parabéns e muito obrigado por tudo, Pierre. A luta por uma NOVA UFPE só começou agora!

    Abração

  • Parabéns Pierre!!

    Sua campanha foi um exemplo!

  • Parabéns pela campanha e principalmente pela coragem e determinação de ser uma alternativa na UFPE.

  • Parabéns Pierre, eu votei no senhor…
    Eu vou estudar em Winnypeg.

  • Uma pena vc ter perdido, mas bola pra frente e avante nessa oposição séria e comprometida com uma universidade melhor. Parabéns pela ética!!!

  • Parabéns Pierre, não só pela expressiva votação, mas também pela coragem e determinação durante a campanha.

  • Pierre,

    Quando apertei a sua mão no dia 25 no subsolo da Casa de Tobia, eu tinha certeza da sua vitória, pois meu ambiente de convivência limita-se, infelizmente, à FDR e ao HC.

    No entanto, após ler as duas últimas postagens daqui, percebi o quanto fui ingênuo em acreditar que toda a UFPE possuia a mesma liberdade de pensamento e expressão. O princípio constitucional da IMPESSOALIDADE é mero objeto de decoração nas paredes dos currais eleitorais. Uma pena.

    Sabemos que você não vai desistir, e nem deixaremos de te apoiar.

    Infelizmente estarei graduado até o fim desta gestão, mas os alunos de hoje, retornarão à casa como os docentes de amanhã.

  • Pierre, agora eu não entendi, pelos números da eleição, você venceu em dois centros, CIN e CCSA. Mas muito apertado no CCSA:

    CIN (Pierre 64%, Anisio 31% e Gilson 5%)
    CCSA (Pierre 42%, Anisio 41% e Gilson 17%)

    E mais:

    No segmento docente Anisio perdeu apenas no CAV (Gilson 60%)
    No segmento tecnico Anisio perdeu no CCSA (Pierre 36%), CIN (Pierre 81%), CAV (Gilson 48%), HC (Pierre 60%)
    No segmento aluno Anisio perdeu no CCSA (Pierre 72%), CIN (Pierre 74%), CAV (Gilson 49%), CCJ (Pierre 62%), CFCH (Pierre 53%)

    Ou seja, você perdeu muitos votos entre técnicos e docentes do CCSA, há algum tipo de rivalidade ai?

    • Oi Danilo
      Entre os tecnicos do CCSA eu ganhei. Entre os professores é que o resultado foi ruim. Já era esperado, afinal lá tem 2 pró-reitores de Amaro.
      Aí na paridade distorce o resultado. Mas entre os alunos eu tive 75% e técnicos fiquei em primeiro e Anisio em terceiro.
      No caso do voto docente do CCSA, uma parte é explicada pela minha atuação na Coordenação.

  • É uma pena constatar que a lei de Gerson ainda está presente , até mesmo no meio acadêmico .
    O medo de alguns em perder as ¨boquinhas¨ adquiridas por tempo de desserviço , sim desserviço , foi marcante nesta eleição.
    É a prova que nossa sociedade está contaminada , ainda mais triste quando isso ocorre dentro de uma universidade , onde excelência e ética deveriam ser a principal busca .
    De qualquer forma Pierre nos orgulha em ser uma força que luta contra esse modelo antigo e corrompido .

    PARABENS PIERRE !!!!

  • Lá se vai o conserto do elevador do CFCH…

    Fiquei impressionada com a quantidade de cabo eleitoral do candidato vencedor. Parecia eleição pra prefeito, governador. Esse povo fez militância gratuita? Não sabia que eleição para Magníficos era tão disputada.

    Parabéns pela candidatura Pierre.

  • Agora é seguir enfrente, com a cabeça erguida! Excelente apoio!

  • Pierre,
    Infelizmente, como ex-aluna da UFPE (FDR) não tenho direito a voto, mas se pudesse, com certeza teria votado em vc. A UFPE precisa de pessoas como vc, dispostas a trabalhar, em transformar aquele lugar num verdadeiro centro de conhecimentos, ao invés de ficar olhando pro passado.

  • Depois que eu lí o texto do Bahé, sobre o lado obscuro dessa eleição, sinceramente não perdesse nada Pierre.

    Muito pelo contrário, se tú ganhas a eleição eles moveriam montanhas para inviabilizar tua gestão.

    Eita petezinho com fome de gafanhoto esse.

  • Parabéns, Pierre.

    Senti muito não ter contribuido mais com o resultado, mas estou satisfeito em perceber o tamanho da movimentação que sua candidatura gerou.

    Acredito que sua trajetória política será longa e bem sucedida.

    Alguém com o seu talento e coragem não pode parar por aqui.

    Sucesso.

  • Parabéns por toda campanha Pierre!
    Sou do CFCH e acompanhei “de fora” muitas situações de tentativa de descaracterizar sua candidatura.Apesar de todas adversidades acima citadas a votação foi muito boa!
    Não desista do seu projeto, e continue a caminhada.

  • Pierre,

    Valeu por sua demonstração de amor pela UFPE;
    A mobilização de grandes amigos e seus familiares neste seu projeto;
    Sua capacidade de convencimento das suas propsotas;
    Sua consciência tranquila.

    FELICIDADES. Vamos em frente.

  • Pierre, mais uma vez o parabenizo por ter de forma democrática incitado o debate.

    Muito discuti com meus colegas essa inércia a-crítica do voto “mandado”.

    Bom trabalho nos próximos anos e uma oposição propositiva e democrática!

    abraços

  • Pierre,

    Foi uma caminhada longa, desgastante, às vezes, cruel, mas
    grafiticante essa que fizemos liderada por ti do fim do ano passado até a eleição de ontem.

    Às vezes confesso que foi difícil ter de aturar pessoas que passaram semestres e mais semestres a reclamar de falta de apoio, de infra-estrutura precária, etc, e depois vê-los cair de corpo e alma na candidatura da situação; às vezes foi insuportável ter de ficar desmentindo boatos a teu respeito inventados praticamente todos os dias por aqueles que disfarçam incompetência com insultos. Se para nós, que participamos só como apoiadores do movimento, imagino
    como deve ter sido para ti, alvo de tudo isso.

    Mas a despeito de toda boataria e patrulha ideológica foi muito prazeroso ver a forma entusiasmada com que muitos
    colegas de curso abraçaram esse movimento e passaram a acreditar, sim, que nós podemos mudar nossa universidade.
    Muitos, como eu, estavam passando por um período de desilusão com a universidade e com o curso em si, que não atendia às nossas demandas. Provavelmente esse sentimento persistirá e as demandas continuarão a ser ignoradas, mas a tua campanha nos mostrou que existem pessoas dentro da UFPE que pensam diferente, que pensam em nós, estudantes, e que desejam uma universidade melhor.

    Segunda-feira falei com alguns colegas para irmos de verde no dia seguinte, e, de fato, boa parte dos que foram às aulas na terça-feira estavam vestindo verde, na esperança de construir um ambiente de estudo e convivência melhor.

    Não há patrulha ideológica, intimidação, calúnias, boatos ou falta de escrúpulos que supere a sensação de ter vislumbrado na tua candidatura alguém realmente interessado em resolver os nossos problemas, que não olha para os estudantes apenas como massa de manobra em época de eleição. Com o NovaUFPE passamos a acreditar que é possível, e que merecemos, uma universidade melhor. E é com esse sentimento que nós acompanharemos o novo reitorado e cobraremos daqueles que ficaram ao lado dele durante esse processo.

    Muito obrigado!

  • [...] e apreciação a Pierre Lucena, bravo candidato a reitor da UFPE que obteve 30% dos votos, feito nos comentários do blog Acerto de [...]

  • Parabéns Pierre.

  • Nós (e a UFPE) é que devíamos te agradecer pela iniciativa corajosa. Estou muito feliz por ter participado do Movimento. Abraços.

  • Parabéns Pierre, mesmo não fazendo mais parte da UFPE, acompanhei a eleição e torci por você, acompanho seu blog há algum tempo e conheço seu compromisso com uma universidade digna e eficaz. Fiquei sabendo de algumas manobras estratégicas que fizeram contra você e confesso que não me surpreendi porque fui bolsista durante alguns anos na UFPE e presenciei de desvio de dinheiro na cara de todo mundo até comitê de campanha pra reitor dentro de biblioteca, mas isto é outra estória. Mesmo não concordando com alguns pontos de vista seus, ainda acho que seria a melhor opção para a UFPE.

  • Pierre,

    Parabéns pelo seu trabalho, pela sua campanha, e por todo o envolvimento com a universidade federal de pernambuco. Precisamos mudar; isto é um fato.

    Lembre-se sempre disto: você agora tem números. Dados concretos. Você agora sabe exatamente onde ganhou, onde perdeu, quem votou em você, quem é a favor das mudanças, ou não. Agora você pode trabalhar de uma forma mais direcionada, menos velada. Até então haviam as especulações ou interferências dos centros. É preciso trabalhar melhor os números para que você possa jogar com eles em seu favor.

    É preciso motivar, transformar. Os centros vencedores em sua campanha não foram ao acaso. São centros que tentam trabalhar, da melhor maneira possível, de forma independente, porque não precisam do apoio da reitoria (que muitas vezes torna-se, apenas, um grande empecilho). É preciso “quebrar” paradigmas. Quebrar com o preconceito e descrença. Esse discurso de privatização (entre outros) é um discurso antigo, passado, e sem nenhuma fundamentação por parte de partidos políticos.

    É preciso olhar pro futuro. É preciso investir no futuro. Vamos tornar os centros visíveis, modelos de negócio, de pesquisa, de referência para outras instituições.

    Parabéns. Não baixe sua guarda. Continue seu trabalho. Essa foi apenas uma batalha, não a guerra.

    André.

  • O jogo sujo é que foi revoltante, como alguns flagras que foram presenciados.

    Mas, Pierre realmente está de parabéns!

  • Grande Pierre..fizemos matérias juntos na PUC Rio qdo vc fez o doutorado. Desde aquela época, quando o conheci vi q se tratava de um cara íntegro e de princípios. É de gente assim q não só a universidade, mas o país precisa. Gente que queira acabar com o status quo, gente que fale palavras como “pragmatismo”, “objetividade” e “eficiência” sem que reacionários o olhem como um ET…

    Não é questão de ser “privatista”. A questão é que no Brasil reina o senso comum que diz que a coisa pública é sinônimo de burocracia, lentidão, servidores despreparados e demotivados e ponto. E ai daquele que disser o contrário.

    Ora, a coisa pública tem que servir à população. Tem que ser eficiente sim. Servidores devem ser avaliados sim. Deve haver processos de gestão em que se consiga efetivamente premiar os bons e punir os maus servidores. No Brasil urge modernizar a gestão e agilizar processos burocráticos.

    O que vc relata infelizmente pode ser extrapolado para o resto do país. Reacionários que não admitem largar o osso e se servem do país há décadas.

    Parabéns pela sua coragem. Devagar a gente chega lá e acaba com essa “hipnose” coletiva.

    Grande abraço pra vc!

  • É verdade. Escutei muito absurdos ao seu respeito: compararam você a Collor, disseram que você defendia a privatização do HC e que pretendia fechar o curso de secretariado, caso fosse eleito.
    Absurdos!
    Falei a todos que vieram com esse tipo de conversa que conhecia o seu trabalho de perto, pois você é o coordenador do meu curso. Nós, alunos de ADM, sabemos de sua dedicação e sinceridade em cada uma daquelas propostas.
    Parabéns pela campanha.

  • Parabéns, Pierre.

  • Fiquei desapontada com a postura de muitos ali, inclusive com tantas injustas acusações levantadas contra você. Eu não esperava isso vindo de professores e alunos de uma universidade como esta.
    Porém, espero que mesmo assim você não deixe de focar no bem geral e continue fazendo teu bom trabalho, logo você conquistará melhores espaços.

  • Parabéns Pierre.

  • Pierre,
    Parabéns pela belíssima campanha e pela coragem de lutar por uma mudanças em toda estrutura arcaica da UFPE.
    Quem te conhece sabe o quanto você é capaz.
    Força para continuar, estaremos sempre apoiando este movimento!

    Forte abraço.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

novembro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).