Arena PE: o problema está apenas começando

ago 14, 2015 by     7 Comentários    Postado em: Economia

Na hora do almoço acessei a internet e fiquei surpreso com uma operação da Polícia Federal  para investigação do superfaturamento na Arena Pernambuco. Ainda não estou sabendo de maiores detalhes, porque nem a própria polícia divulgou.

Independente de detalhes ainda não divulgados, devemos começar com a pergunta correta: alguém tinha dúvidas que a construção deste estádio estava comprometida?

Falamos disso anos atrás e a resposta está aí. Em artigo de junho de 2013 o Acerto de Contas alertava para o problema.

E tem mais…o problema deste estádio não se esgota nos aspectos formais de contratação, mas na impossibilidade de viabilização financeira.

O contrato é algo inexequível, onde o Estado gastará quase três vezes o seu valor, apenas para manter. Do ponto de vista econômico o melhor seria doar para algum clube, pagando apenas a obra e se livrando do problema.

Difícil será alguém aceitar.

Para quem não sabe, o estádio se ergueu com uma engenharia financeira complexa que apenas se viabilizaria se várias etapas acontecessem, mas que na prática se mostraram inviáveis, já que o projeto apresenta um erro de nascença: é longe e não leva em consideração os costumes do torcedor, que sempre assistiu aos jogos perto de casa.

Para piorar, não há mobilidade alguma para se chegar lá. E como a violência nos estádios é algo que parece impossível de se resolver, não é de se estranhar que os jogos fiquem vazios, à exceção do Sport que está em um bom momento na Série A.

A Odebrecht construiu o estádio com um empréstimo vai BNDES com o Estado como garantidor. Mas a parte pior é o contrato de utilização, que obriga o Estado a pagar mais de R$ 4 milhões por mês, quando a receita não cobrir os custos, isto é…sempre.

A Polícia Federal fala que em três meses encerraria o inquérito, mas como disse, este é um problema de 30 anos.

7 Comentários + Add Comentário

  • ^^^^
    Pierre elogiando o Sport ?

    Fico até lisonjeado, pois ele chegou a dizer certa vez que torcedor do Sport é mais chato que flanelinha.

    ~~~~
    Outra coisa … Tava na cara que tinha Boi na Linha nesta obra.
    Danado vai ser saber que teve toco para Eduardo Campos e companhia. Vamos aguardar …

  • É fraude e corrupção pra tudo quanto é lado.

    A pergunta que não quer calar: quanto será que Duduzão levou nessa?

  • Estádios padrão Noruega num país padrão Nigéria.

  • Enquanto isso, escolas e hospitais caindo aos pedaços. Isso é Brasil.

  • Como é bom voltar a um post sobre o tema para rir da cara dos otários!! Pernambucanos com um elefantão no meio do mato em SLM!! Cadê a tal Cidade da Copa ? Quando inventaram esse engodo o falecido ex presidente da FPF disse que era o melhor projeto entre as 12 cidades. KKKKKKKKKK Agradeçam a PSBistas e Petistas!!!

  • A Juventus construiu um estádio do mesmo porte em Turim, na mesma época, e foi metade do preço. Isso já diz tudo.

  • Muito dinheiro gasto, um dos maiores roubos do país. Agora não sabem o que fazer com esse prejuízo mensal. E ainda há muitos torcedores iludidos. Pão e circo para a população… https://www.youtube.com/watch?v=iq4vqfGxqv0

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

fevereiro 2020
S T Q Q S S D
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).