Impeachment começa a tomar consistência

set 15, 2015 by     67 Comentários    Postado em: Economia

Fui cara-pintada no impeachment de Collor. Lembro muito bem que o movimento começou a se construir muito antes das grandes manifestações de rua. Eu e vários amigos de movimento estudantil (incluindo Pierre, que seria eleito presidente do Diretório Central dos Estudantes da UFPE durante o processo) passamos intermináveis noites reunidos discutindo o que fazer para mobilizar mais gente. O então presidente da UNE, Lindbergh Farias, havia sido antes presidente do DCE aqui da Paraíba. Era nosso amigo. Cansamos de ir a reuniões nacionais em São Paulo, Brasília e Rio – dois dias de ônibus pra ir, dois de reunião e dois pra voltar; era mais tempo na estrada que de encontro, uma desgraça. O clima político foi esquentando, as denúncias foram se acumulando e o impeachment se materializou numa peça assinada pelo presidente da Associação Brasileira de Imprensa, Barbosa Lima Sobrinho, e pelo presidente da OAB, Marcelo Lavenere, até ser votado no Congresso Nacional. Assistimos à votação junto a milhares de pessoas num telão instalado em plena esquina da avenida Guararapes com Dantas Barreto, no centrão do Recife. A peça da ABI junto com a OAB foi fundamental para o desfecho.

Lembrei disso hoje quando vi a notícia de que os juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior (o da ponta esquerda e o da ponta direita na imagem acima, respectivamente) terão encontro nesta semana em São Paulo para redigir pedido de impeachment da presidente Dilma. Trata-se um encontro que eu imaginava improvável. Hélio Bicudo é fundador do PT. Miguel Reale foi ministro de FHC, tucano de carteirinha. Juntos, podem construir uma peça jurídica poderosa e dar o verniz legal que falta aos outros 10 pedidos de impeachment já protocolados na Câmara por partidos nanicos e figuras de pouca representatividade.

É importante ressaltar que o impeachment é um processo totalmente político. Tanto que Collor foi posteriormente absolvido no Supremo Tribunal Federal, que considerou não haver materialidade para comprovar corrupção. Mas o Congresso julgou que o então presidente não tinha condições políticas de continuar no cargo.

No caso de Dilma, ela não está sendo acusada de corrupção – apesar de muita gente achar que deveria. O petista Helio Bicudo e o tucano Miguel Reale recorrem às “pedaladas fiscais”, às denúncias da operação Operação Lava Jato e à compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras para acusar a presidente de crime de responsabilidade.

Soma-se a eles o também jurista Ives Gandra Martins (o que está no meio da imagem acima). Ele elaborou um parecer afirmando que há elementos jurídicos para que seja proposto e admitido o processo de impeachment de Dilma. E aponta que os crimes culposos de imperícia, omissão e negligência estão caracterizados na conduta de Dilma, tanto quando foi presidente do Conselho da Petrobras, quanto agora como presidente da República.

É fato que as ruas não estão tomadas de gente neste momento na mesma proporção e mesma frequência, tão pouco têm por trás as estruturas do movimento estudantil e sindical, como na época de Collor. Acho mesmo que a presença da extrema direita nas manifestações afasta pessoas moderadas (como eu), que querem a saída de Dilma mas não estão dispostas a se misturar com idiotas e coxinhas – que, apesar de serem minoria nas manifestações, estão conduzindo-as politicamente.

Porém, todavia, entretanto… uma possível aceitação de um pedido formal de impeachment pela Câmara pode ser o estopim de novas manifestações gigantescas, que abafem esses radicais.

Dilma disse hoje que resistirá “a processos não democráticos”. Não sei se a Coração Valente e os companheiros pegarão em armas, como disse o presidente da CUT – como se houvesse um pingo de democracia em tal ameaça. Se for na disputa política, duvido que os 6% dispostos a morrer afogados pela presidente sejam capazes de salvá-la.

67 Comentários + Add Comentário

  • Os três maiores nomes do Direito brasileiro.

    A coisa tá ficando feia para os marginais petistas.

    • Nota-se que uma boa parte do povo brasileiro está fula com a incompetência do atual governo e com os desmando e corrupção do partido que o domina.

      Os ânimos exaltados e expressões raivosas são freqüentes.

      Alguns, ante qualquer mostra de indignação, condenam qualquer afirmação pois atribuída ao “ódio”.

      Ora, a raiva é uma reação natural ante a injustiça: “sem indignação e sem raiva, não se faz justiça, aliás, a raiva é a mãe da justiça” (Francisco Daudt).

      Portanto, desconfie de quem diz que a raiva é feia, que é um mal em si: esse está é querendo calar a sua boca, querendo que você se submeta às injustiças.

      Não se deixe enganar: as atitudes deles são suspeitas!

    • Acho que é um comentário descompensado. Hélio Bicudo, Ives Gandra e Miguel Reale Jr. os “três maiores nomes do Direito brasileiro” é ser muito amigo dos referidos.

      Uma correção interessante ao post é deixar claro que trata-se de Miguel Reale Jr. e não ‘O’ Miguel Reale (este aí um dos maiores nomes do direito brasileiro).

    • “Os três maiores nomes do Direito brasileiro”…só se for na sua cabeça!

      Correção ao texto: Bicudo não é fundador do PT! Há mais de dez anos que mudou de lado, tendo votado, inclusive, em Aécio, na última eleição.

      Sugiro a leitura das manifestações dos seus filhos sobre este seu ato. Puro rancor!

      Os argumentos deste pedido de “impeachment” não têm base constitucional, embora elaborado por juristas.

      Trata-se de uma peça político-partidária.

      Outros juristas, de reconhecida competência, já se manifestaram contra a legalidade do “impeachment”.

  • Alguns adendos ao texto:

    - Existem fartos elementos jurídicos que podem ensejar a instauração de um processo político de impeachment, todavia, não há consenso acerca da possibilidade de a presidente vir a ser enquadrada por atos ocorridos no primeiro mandato. Há quem sustente uma desvinculação.

    - Para quem taxa a movimentação de golpista, será que na época de Collor as acusações eram tão gritantes ou não era golpismo quando o PT se encontrava na oposição?

    - A depender do caminho trilhado, há possibilidade da chapa vir a ser cassada pelo TSE (existem consistentes indícios de abuso de poder político e econômico além de recebimento de valores desviados da petrobras), e assim, serem convocadas novas eleições, ou um processo de impeachment com a saída da presidente e a assunção de seu vice, o qual, não esconde o desejo de sentar naquela cadeira e sabe melhor do que nós, como excelente constitucionalista que é, ser apenas questão de tempo que isso ocorra.

  • Miguel Reale é não apenas um dos maiores juristas brasileiros de todos os tempos, mas um dos maiores intelectuais brasileiros. Se esses “figurões” do mundo intelectual estão chancelando um processo de impeachment, quem ficará contra?

  • Três monstros da Ciência Jurídica. Resumindo: fudeu, PT!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • O que está faltando para um impeachment é nada mais, nada menos do que uma oposição que faça com que os estudantes se unam e saiam às ruas em prol de um objetivo comum. Mas não, somado com a pobre oposição desse país e um corpo estudantil ainda dominado por esquerdistas (que ainda acham que o PT é de esquerda hahaha), isso não ganha tamanho nenhum. É esperar que isso dê certo, dilma é um peso morto no governo

  • As Forças Armadas brasileiras tem que ficar atentas.

    Se o PT se sentir realmente ameaçado de perder o poder, pode ser que convoquem o exército de Stedile (MST), os exércitos venezuelanos e bolivianos e as FARC para garantirem o poder do PT no Brasil.

    O exército brasileiro tem que ficar de olhos nas fronteiras prontos para qualquer tentativa de invasão desses guerrilhas paramilitares de esquerda.

    Vai saber o que o PT está planejando para se manter no poder. Em se tratando de PT, tudo é possível.

  • Lula vai reforçar o pacto com o diabo para Dilma se manter no poder. O diabo está exigindo uma renovação do contrato.

  • Se fosse um documento pró-Dilma, quem assinaria: Fernandinho Beira-Mar, Cesare Battisti, os líderes do PCC, os presidiários brasileiros, os assaltantes de bancos, os traficantes de armas, as máfias russa e chinesa e os líderes do Estado Islâmico.

  • Tanto a OAB como a ABI são e sempre foram órgãos esquerdistas, mas gostam de se disfarçar de direitistas. Esse pessoal é esquerdista até a alma, SEMPRE foram pró-PT, tentam disfarçar mas não enganam ninguém.

  • Se ainda restava alguma mínima dúvida quanto à legitimidade e à constitucionalidade (legalidade) de um impeachment, essa dúvida foi completamente dissipada. Com três assinaturas deste porte (Reale Júnior, Bicudo e Ives Gandra) fica até difícil se posicionar contra. Foi, de fato, a punhalada fulminante no rastejante e moribundo PT.

  • Espero que esse lixo de PT afunde no inferno para sempre e leve junto Dilma, Lula, Zé Dirceu, Foro de São Paulo, Fidel Castro, Maduro e Evo Morales. Que essa bosta de comunismo não se levante do túmulo mais nunca na história.

  • Bahé, vê o nível dos comentaristas que tu atraiu. ehehehehhe
    Em tempo, também quero o impeachment, mas não dá para conversar com esse pessoal acéfalo que acredita que só existe corrupção no petismo. ahahahahha

    • Já no Facebook tô sendo esculhambado pelos petistas, Carlos. Hahahahahahaha. Os nervos estão à flor da pele.

      • Uma luz no fim do tunel.

        Bom ler suas coisiderações, Bahé, no inicio da manhã, pois já basta a desgraça que estamos mergulhados.

        Bom dia pra você.

        • Valeu, Dalto. Abração.

    • Carlos…

      Henrique nao falou hora nenhuma em Corrupção. Apenas enumerou a corja! Tu quem já assimilou…

      Já eu assimilei: atraso, ditadura, falta de vergonha na cara, hipocrisia, etc….

      • Felipe, meu caro, não escrevi em relação ao comentário do “Henrique”. Na verdade nem mesmo o tinha lido. Portanto, tu partiste de uma premissa equivocada. Sinto muito.

        Em tempo, eu simplesmente falei o que acredito: a corrupção do Brasil não é petista. Ela é endêmica e abrange sobretudo a política em todos os seus partidos. Vou mais longe, a grande raiz da corrupção na política dar-se nas eleições que são baseadas no dinheiro e na compra de votos. Portanto, o sistema político está comprometido na sua raiz: nas eleições. Sem eleições limpas (sem dinheiro) jamais combateremos a corrupção na política.

        Como vemos, isso é um assunto complexo e envolve muitas variáveis. Não é como ódio que se constrói um país melhor, mas com inteligência e sabedoria.

  • Só as feras do Direito. Espero que destruam o petismo sem pena.

  • É processo político-jurídico, Bahé.
    São necessários fundamentos jurídicos, inclusive para configurar os crimes previstos no art. 85 da CF e na Lei 1079/1950. Não fosse assim, o trabalho dos juristas citados seria absolutamente irrelevante.
    Mas é claro, se não houver ambiente político que propicie isso, não prospera, pois a avaliação do Congresso, especialmente da Câmara, que autoriza a abertura do processo, é eminentemente política.
    No caso de Collor, ele foi condenado por crimes de responsabilidade no Senado e absolvido no STF em relação às principais acusações, não exatamente por falta de provas, mas pela ilicitude das mesmas, assim consideradas pelo Supremo.

  • Três gigantes do mundo jurídico, verdadeiros estudiosos do Direito, principalmente o Miguel Reale. Qualquer um destes 3 daria um banho naqueles advogadozinhos petistas de merda que ocupam o STF.

  • O pior é que quanto mais Dilma abre pra direita e pro capital, mais o cerco se fecha contra ela. Só por ter permitido se fazer refém por essa gente ela já merecia cair. O PT achou que dava pra fazer uma revolução na base do conchavo e assistencialismo. Esqueceu do mais importante: politizar o cidadão pra que ele próprio se tornar agente da mudança, não enfgolir qualquer discurso fajuto da mídia.

    É triste, mas esse governo é indefensável. Na situação que está, é de se pensar se o melhor não seria cair mesmo. Antes ver um governo de direita por em prática os pacotes de maldades e prejudicar o trabalhador do que um que se diz de esquerda. Se houvesse uma oposição minimamente responsável (mesmo que de direita), muita gente apoiaria o impeachment. Mas passar pelo trauma de uma ruptura pra jogar o País no colo da elite mais suja e entreguista do mundo, não dá.

    Dá um aperto só de pensar em entregar oficialmente o País a essa corja do PMDB, tucanos, DEM, tão (ou mais) corruptos quanto o PT, com o agravante que nunca deram a mínima pro povo, conviveram muita tranquilamente durante décadas com o fato de que uma parcela grande da população literalmente passava fome. Oficialmente por que são eles que estão governando na base da chantagem, mas ainda não tão com a caneta nas mãos. Quando tiverem, adeus.

    A tal Agenda Brasil é só uma mostra do que essa direita escrota entende por política pública: retalhar o País entre meia dúzia de grupos de interesse com a desculpa de “desenvolvimento”. Tá serto. A mídia, claro, vai pintar tudo com as mais belas cores possíveis. E a classe média vai continuar sofrendo gritando contra a CORRUPSAUM, sem nem desconfiar do peso dos juros da dívida pra beneficiar banqueiro, de como ricos têm sua vida facilitada pela nossa estrutura tributária, do absurdo que as empresas gringas remetem de lucro pras matrizes sem deixar um tostão por aqui e por aí vai…É triste.

    • Este texto do Felipe deve ser ironia. Não é possível que um indivíduo no pleno gozo de suas faculdades mentais acredite realmente que o PT pensa nos mais pobres. Nunca antes na história os bancos registraram lucros tão obscenos quanto no governo Lula. Itaú e Bradesco que o digam. Banqueiros e empreiteiras são os maiores amigos de Lula. Enquanto isso, o povão tomando soro no chão de corredor de hospital público e levando bala de traficante em favela. É essa a “igualdade” que o PT quer.

      • Procura na tua coleção de Veja aquela capa de 1997, do menino que dá graças a Deus que não precisa comer calango, talvez você lembre como eram as coisas 20 anos atrás. Muita coisa mudou de lá pra cá, por exemplo, Veja não tem mais interesse de publicar capas como aquela e crianças passando fome agora são exceções. Vencemos a fome. FOME, cara, FOME. Nem eu nem você sabe o que é isso. Há vinte anos tinha gente morrendo de FOME nesse país, com aval da turma que está pra voltar ao poder.

        Se você quer ser contra o PT, criticar, não faz mais que sua obrigação. Mas negar os avanços, por favor, cegueira ideológica tem limite.

        • Menino comendo calango, em 1997 ? Camarada, vamos parar com essa história de que o governo federal abandonou o NE ! O governo federal sempre mandou muito dinheiro para cá, e vc sabe que os políticos locais ‘deram conta’, dai surge a tal ‘industria da seca´ Em 1953, Luiz Gonzaga fez a música Vozes da Seca, já denunciava isso. Como dizer que tem gente passando fome no NE ? Como ? Vê se já faltou dinheiro para as festas da padroeira nesses interiores ! Serra Talhada fez a dela agora, só com caches foi 1 milhão de reais para 4 dias de shows.

        • E quem tá falando de verba, cidadão? To falando de política pública, tratar o problema como prioridade. Os resultados são nítidos. A fome diminuiu no Brasil graças às políticas sociais dos últimos 12 anos. Quem diz isso é a ONU. Se isso não é um avanço, não sei mais o que é.

          Como presumo que não fosse o pessoal da Avenida Boa Viagem que passava fome, mas sim os mais pobres, então isso é uma prova que – ao contrário do que o outro disse lá em cima – houve sim preocupação com os mais pobres nos últimos doze anos.

          Reconhecer isso não é absolver o PT de todos os erros cometidos. Será que é difícil entender isso?

        • Se vc acredita nesses dados mentirosos, não posso fazer nada, sou do interior, minha familia é la do meio da caatinga, conheço todo tipo de gente do interior, inclusive os ‘que passam fome’. Vc ta muito por fora da cultura da vagabundagem…

        • Cara, ainda não entendi o que você quis dizer. Você fala que antes as pessoas não passavam fome, logo o problema nunca existiu, é isso? Ou admite que havia sim fome, mas que ela continua existindo, então o PT não fez nada?

          Até onde sei, por diversas fontes, a fome, a consequente destrunição e a não menos consequente mortalidade infantil foram problemas que assolaram o Brasil durante décadas (pra não dizer séculos) e, se não foram erradicados, foram combatidos na última década, com resultados expressivos. Eu realmente pensava que isso era ponto comum, mas se você tem outros dados, por favor, traz aí pro debate.

          Também tenho parentes no interior. Felizmente nunca passaram fome, mas a mortalidade infantil era um problema sim. Perdi alguns primos que moravam nos sítios em Altinho por conta de doenças facilmente tratáveis. Isso não ocorre mais. Independente de que partido idealizou as políticas que permitiram o avanço, é algo a ser comemorado.

          Aqui na capital também conhecia gente que, se não passava fome, tinha dia que só tinha arroz com ovo pra comer (algo que, espero, você nunca tenha passado. Eu sou abençoado, pois nunca cheguei nem perto disso). Minha família ajudou diversas vezes essas pessoas. Depois que o governo passou a dar “esmola” essas pessoas passaram a se alimentar direito, sem depender do favor de ninguém (a não ser que você considere transferência de renda um favor). Isso eu também considero algo que a sociedade brasileira, do mais rico ao mais pobre deveria comemorar, mas vai saber, né? Talvez mais importante que isso seja ensinar a pescar…

        • Apenas sou contras as mentiras desses políticos. Só isso. Sou apartidário. E também descrente com a maioria do povo brasileiro, que ta degradado moralmente, e que tem como identidade cultural, o famoso jeitinho, praticado em todas as classes sociais. Faliu.

    • Sublime discurso!

    • Ou seja, por esse raciocínio, seria melhor a assunção de um governo de direita para aplicar os ajustes necessários. Dessa forma, o PT voltaria com o discurso eleitoral de crítica aos ajustes? É por aí o raciocínio?

      • Na verdade seria melhor que “os ajustes necessários” não fossem esses que estão sendo implantados. Em vez de cortar gastos sociais, tolher direitos e aumentar impostos, o certo seria taxar grandes fortunas; tributar renda e patrimônio, não consumo; aumentar os tributos sobre o lucro dos bancos e das grandes empresas, sobretudo as estrangeiras que remetem fortunas pra suas matrizes; combater a sonegação; renegociar as condições de pagamento da dívida. Resumindo, fazer os ricos pagarem pela crise, não o trabalhador. Ou pelo menos equilibrar um pouco essa conta, já que não daria para fazer tudo isso por falta de condições políticas, que ao menos o Governo sinalizasse algo nesse sentido.

        Imagino que com seu questionamento você quis saber se eu concordo com aquela velha máxima que “a direita sabe arrumar a casa”. Não, não concordo. A forma que a direita encontra pra “arrumar” as coisas tende a beneficiar apenas ela própria. O preço pra quem tá na base costuma ser bem alto. É dar migalhas nos períodos de bonança e recolher essas mesmas migalhas com juros e correção nos períodos de crise.

        Por isso é tão triste ver um governo que se diz de esquerda agir como esse vem agindo. Seria mais “confortável” fazer a crítica a essas medidas se partissem de um governo de direita. O problema é que, com um governo de direita, muito provavelmente os “ajustes” não parariam por aí. Basta ver a tentativa de passar aquele PL da Terceirização. Transformar todo trabalhador de carteira assinada em um potencial pejotinha a título de “flexibilizar as relações trabalhistas, diminuir os custos de contratação e dinamizar o mercado” (tá serto). É assim que a direita gosta de arrumar a casa.

  • não tem um texto teu que não ofenda quem não é de esquerda.

    deixe de discurso de odio jovem.

  • Esse impeachment pode ser o tiro que sai pela culatra. Se Dilma cair, a direita pode assumir o controle do país e arrumar a economia e as finanças públicas, afinal, temos 3 anos até 2018.

    Isso daria munição (e tempo) para o filho da puta do Lula chegar em 2018 com o velho discurso coitadista, se fazendo de vítima da direita golpista e da “elite malvada”.

    O povo brasileiro, além de ser otário e ignorante, tem memória curta. Vão acreditar mais uma vez nas mentiras do PT e Lula volta triunfante como se fosse o salvador do Brasil.

    CONCLUSÃO: é melhor deixar Dilma servindo de saco de porrada até 2018 e o povão se convencer que o PT é a própria encarnação do satanás. O povo tem que sofrer mais até entender definitivamente que comunismo é obra do demônio. E a oposição tem que vigiar com mais cuidado as eleições de 2018 para não deixar a Smartmatic fraudar tudo de novo em favor do PT.

  • Isso porque os três juristas têm total legitimidade pra expressar anseios populares… Só no mundo dos privilegiados mesmo…
    Bahé, não faça coro com os “eminentes”, nenhum projeto que não envolva entidades populares e classistas pode ser legítimo nesse país.

  • Idiota e coxinha é a puta que te pariu.

    • Kkkkkkkkkkkkkk
      Lembro quando o AC não tinha dessas… Os tempos mudaram…

    • kkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Marco Bahé, tu provocastes!!! “….idiotas e coxinha…” . Aguenta os xingamentos que virão! kkkkkkkkkkkkkkk

    • hahahahahahahahaha
      Calma, Chico.

  • Quanto a saída de Collor, esqueceu de falar da campanha que a Globo e a turma do PIG fez contra ele. Embora mesmo absolvido pelo STF, acredito que que ele não era inocente não, fez muitas loucuras no governo dele. E o STF nessa época já era um órgão tão corrompido quanto o de hoje. Ministros indicados, etc…… Não acredito mais nesse órgão.

  • Por mais que se critique os donos do Acerto de Contas, uma coisa ninguém pode negar: este blog é um dos poucos que permite o amplo debate dando voz aos que querem criticar o governo do PT, coisa rara hoje em dia.

    Às vezes Pierre tem uns surtos de esquerdismo, mas quando ele retorna à normalidade, suas análises de economia são muito pertinentes.

    O Acerto de Contas é, sem a menor dúvida, um dos melhores “points” do mundo virtual.

  • Quantos aos outros não sei, mas faltou comentar que Hélio Bicudo não diz nada com nada faz tempo!

    Quando disse que o Minha Casa Minha Vida é inventado e só favorece filiado de partido, já notei que ele perdeu o bom senso!

    Seria bom o blog investigar até aonde vai a influência dos Irmãos Koch… só uma sugestão…

  • Lamentável, Bahé. respeito suas convicções, mas seu raciocínio tem muitas lacunas. Bicudo é movido pela mágoa, os próprios filhos dele desaprovam a ação do pai e reafirmaram que não compactuam com o golpe; Ives Gandra e Reale Jr (“grandes juristas”) atiram nos próprios pés ao se colocarem (direta e indiretamente) a serviço do PSDB. nenhum dos três tem isenção bastante para emitir pareceres confiáveis. apenas servem cegamente ao patrão, o que hoje, aliás, se tornou moda. além disso, acho que você está assistindo demais ao Jornal Nacional. ademais, Dilma não é Collor. Lamentável repito.

  • Realmente, Collor é um patife cheirador e nisso a Dilma difere bastante dele.

    E ela é burra, incompetente (técnica e politicamente) e arrogante.

    Assemelham-se por serem, ambos, inadequados para ocupar a presidência.

    E por permitirem descarada corrupção.

    Um foi impeachado e a outra merece o mesmo caminho

  • Não sei se alguém notou, mas o blog não publica um “pio” quanto a gestão do PSB no estado… porque será? Nem um post sobre a situação da BR 101 no trecho urbano, aonde a população tapa os buracos de pá!

    Será que se perguntarem a Paulo Câmara se ele é a favor da CPMF rateada pelos estados, ele vai gaguejar? E aí? O blog é petista ou demotucano? Ops… é PSB mesmo…

    • Nem vou tão longe nesse tipo de acusação. O pessoal do AdC tem muito crédito, sempre tiveram uma postura independente, mas esse silêncio em relação à gestão do PSB tá soando estranho sim. O que é uma pena, visto que com a imprensa que a gente tem, um dos poucos lugares pra se discutir abertamente a situação de PE e do Recife era o AdC.

      Um tema que seria legal ver um cara como Pierre abordando é a dívida de Pernambuco. Não sei se houve outro estado em que a dívida cresceu tanto em tão pouco tempo (de acordo com dados do Tesouro, a dívida era de 4 bilhões em 2006 e pulou pra DEZ BILHÕES em 2015). E até onde me lembro das notícias, muito dessa dívida foi contraída lá fora, ou seja, em dólar. Uma análise mais aprofundada dessa questão talvez ajudasse a explicar o atual momento econômico que estamos vivendo.

      • *4 bilhões em 2010.

        Em cinco anos contraímos 6 bilhões em dívidas.

      • Você tem dados sobra a dívida? Estava querendo escrever sobre isso mas não achei.

    • Não acredito na parcialidade ou na “indignação seletiva” do blog.

      A situação nacional do Brasil está tão complexa, que termina nos fazendo esquecer das problemas locais e regionais.

      • Engraçado é que na época de João da Costa, ninguém se esquecia dos problemas locais e regionais. Agora na duplinha Paulo Câmara e Geraldo Júlio, vulgo Bob Construtor, tá tudo as maravilhas.

        Eu reitero: Qual a opinião de Paulo Câmara quanto a CPMF rateada para os estados? Qual a posição dele? Contra ou a favor?

        • Tudo lixo, inclusive um petista que no face dele reclamou da mobilidade, dizendo que o atual não faz nada. 12 anos de prefeitura petista, tem moral pra reclamar de que ? Dá licença…tudo farinha do mesmo saco.

        • Concordo Andrade.

          Petista só sabe fazer merda, reclamar e jogar a culpa de tudo nos outros. Daqui a 100 anos os petistas ainda estarão jogando a culpa em FHC, na CIA e no “capitalismo opressor”.

  • No início de 2015, o advogado Ives Gandra já havia elaborado um parecer indicando os fundamentos jurídicos que pudessem lastrear o processo de impeachment da presidente Dilma:

    http://www.conjur.com.br/2015-fev-02/elementos-juridicos-impeachment-dilma-ives-gandra

    Para quem tiver interesse em ler o parecer:

    http://s.conjur.com.br/dl/parecer-ives-gandra-impeachment.pdf

  • No início de 2015, o advogado Ives Gandra já havia elaborado um parecer indicando os fundamentos jurídicos que pudessem lastrear o processo de impeachment da presidente Dilma:

    http://www.conjur.com.br/2015-fev-02/elementos-juridicos-impeachment-dilma-ives-gandra

  • Um provável Impeachment é somente a confirmação que vivemos em uma República das Bananas, e que a nossa democracia precisa ainda evoluir muito.

    Com a queda de Dilma, chegaremos a um número em que metade dos presidentes eleitos, pós ditadura, foram depostos. Sem contar, que se falava em Impeachment sempre que possível, nos mandatos de FHC e Lula.

    Agora como uma presidente que foi eleita com ampla maioria no congresso, perde completamente essa maioria alguns meses depois, sem nenhum fato novo? Ou vão dizer que PMDB, PTB, PDT, etc, não sabiam da barca que estavam entrando, ou que o ano de 2015 seria dificílimo?!?

    Os caras ajudam a eleger uma candidata tão ruim quanto Dilma… e depois fingem que foi um engano, e se juntam para tirá-la como se não fosse nada demais e sem consequências políticas para ninguém?!?

    Quando é que vão parar para resolver o verdadeiro problema, que é essa zorra partidária que nós temos atualmente. E que possibilita eleger presidentes tão fracos?

    Essa banalização do Impeachment é muito perigosa!

  • O post se refere a algo relacionado ao PT mas logo aparecem os manés vermelhos para desviarem o foco para o PSB. Os manés vermelhos só “esquecem” que os dois partidecos de esquerda estiveram juntos por muito tempo, criando em conjunto as bases para falência do Estado. Mas como Dudu Precatórios conseguiu passar a perna em Lula Sacrossanto, os lambe bolas da cúpula estrelada agora ficam de mimimi contra o partideco “É 40″. E “nóis” , reaças coxinhas, de camarote, vendo os ratos esquerdistas abandonando o barco. Se matando pelo botes!

  • O PT cavou a própria cova.

    Nos anos 90, Lula fundou junto com Fidel Castro e Hugo Chávez o Foro de São Paulo para estabelecer o comunismo na América Latina. Lula chegou ao poder no Brasil em 2003, começou um processo sistemático de aparelhamento do Estado, comprando o Congresso com o mensalão e colocando seus advogados dentro do STF.

    As empresas estatais, a Petrobras e o BNDES foram pilhados e os bilhões saqueados ao longo de mais de uma década foram usados para financiar e sustentar regimes comunistas, genocidas e ditatoriais na América Latina e na África. Os recursos dessas empresas sempre foram usados para construir o projeto de poder eterno do PT.

    O PT se aliou com o que havia de pior em termos de criminalidade, terroristas e narcotraficantes (FARC, PCC etc).

    Hoje, o país está falido e os russos e chineses, sócios do PT, estão comprando tudo a preço de banana.

    Essa foi a grande obra do PT para o Brasil.

    E o principal responsável por essa bagaceira toda (Lula) ainda tem a cara de pau de pagar de vítima da “elite malvada”.

  • O governo Dilma é totalmente ILEGÍTIMO, uma fraude total. A relação entre o PT e a SMARTMATIC tem que ser investigada.

  • A OAB e a ABI sempre foram órgãos a serviço do esquerdismo e do PT. Essa pseudo-neutralidade política só engana otário.

    OAB, ABI, UNE, CUT, STF, TSE… são todos tentáculos do PT.

  • Bem… Como era de se esperar, Geraldo Júlio, oposição ao governo do PT já soltou que apóia a volta da CPMF…

    É… quando o sinto aperta as coisas se misturam!

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

agosto 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).