JAC Motors x incompetência nacional

set 16, 2011 by     146 Comentários    Postado em: Economia

Guido Mantega, ministro da Fazenda, com os colegas Fernando Pimentel e Aloizio Mercadante
O “trio” desenvolvimentista

A decisão de aumento de IPI para carro importados tem apenas um destino e um resultado: criar barreiras de entrada para a JAC Motors e proteger a incompetente indústria automobilística nacional.

Em junho deste ano Marco Bahe falou do preço abusivo que o carro era vendido no Brasil, em função da lucratividade das empresas brasileiras do setor, fazendo com que o automóvel aqui custasse muito mais do que em países como o Mexico. Nosso articulista Rodolfo Araújo também falou disso. O carro brasileiro é o mais caro do mundo.

Pode-se falar que não devemos incentivar o transporte individual, mas na prática não é isso que ocorre. Montou-se uma equação de ganhos abusivos de montadoras de um lado, e falso incentivo de outro, financiando em até 60 meses, fazendo a festa dos bancos. Carro caro e crédito em abundância para fazer a festa da indústria.

Em um capitalismo saudável, para combater a farra da incompetência nacional, abre-se a possibilidade da patuléia comprar carros importados.

Aí entra a eficiente JAC Motors, que mesmo com toda desconfiança pelo fato de ser chinesa, consegue vender carros melhores e mais baratos, dando 6 anos de garantia.

E mais…decide abrir uma montadora no Brasil.

Mas eis que o Governo resolve não apenas inviabilizar a importação da JAC Motors, como também impedir que a empresa se instale no Brasil, pois o Decreto prevê que se o carro não tiver 65% de peças fabricadas aqui, o IPI aumenta. Qualquer montadora que comece a produzir inevitavelmente precisa importar peças, pois é impossível conseguir tantos fornecedores nacionais ao mesmo tempo para a fabricação de um veículo. A medida do Governo não apenas desincentiva a concorrência como impede a criação de empregos no país.

Divulgação

E o aumento não é pequeno. Um automóvel da JAC Motors que custa R$ 39.700,00 vai para R$ 49.270,00. Um Crysler de R$ 60 mil vai para quase R$ 80.000,00.

Criando barreiras de entrada como essa, na prática o Governo incentiva a incompetência nacional e joga a conta para a população, que mais uma vez será tungada. Nem o já conhecido protecionismo americano foi capaz de tamanho absurdo. Nem mesmo gerar empregos uma montadora chinesa pode mais por aqui.

Não estou dizendo que os carros da JAC Motors são maravilhosos, mas apenas que a relação custo x benefício aparenta ser muito mais vantajosa do que os carros fabricados no Brasil.

Este país está se especializando em financiar e incentivar a indústria incompetente. Perdemos a década de 80 por absurdos como a reserva de informática, na decada de 90 o Governo FHC colocou dinheiro subsidiado via BNDES para privatizar e entregar a telefonia e as distribuidoras de eletricidade para grupos internacionais tecnologicamente inferiores e o Governo Lula jogou dinheiro público para incentivar fusões absurdas como a BrOi, deixando bilionários empresários como Daniel Dantas e ao mesmo tempo diminuindo a concorrência.

E a conta sempre fica para o consumidor.

E o pior que tem gente que acha que isso é ser “desenvolvimentista”.

Dilma já estreia “bem” no capitalismo tupiniquim.

146 Comentários + Add Comentário

  • linha branca tbm vai entrar no mesmo esquema…
    quase certo disto; vide a compra da carrier pela Chinesa Mideia…

    • Pierre, entendo sua preocupação, no entanto temo que ver que a China é uma pedra no sapato de todos os país do mundo, fazer o que com a china, tudo é made in china, isto às custas do trabalho escravo praticado por aquele pais. O problema não é de fácil solução> Qual a sua sugestão para que empresas nacionais não continuasse fechando suas portas em ritmo acelerado, o desemprego se agravando, nos EUA a situação é grave, tudo hoje é made in chiha, incrível.

      • Eu prefiro uma carroça nacional (fiat.ford.chevrolet.vw) um a carro xing-ling paraguaio fabricado na china.
        Produto chines de boa qualidade eu ainda não conheci.
        É o barato que sai muito mais caro.

        • Estou com meu J3 beirando os 7000 KM. Não deu nenhum problema até o momento.

          Quando fiquei sem bateria, em virtude de ter esquecido a luz acesa, em 20minutos tinha um cara da assistência dando carga.

        • E você acha que os fabricantes bonzinhos da Ford, Fiata, VW e etc irão manter seus preços como estão. Tadinho de você.

        • Hey Amigo.. ACORDA! Fiat, VW, Ford, GM, são multinacionais também! Grande parte do lucro vai para a matriz fora do Brasil. A diferença é que elas estão a mais tempo instaladas aqui e já têm suas montadoras, o que não significa que são nacionais.
          Até quando vamos ficar de olhos fechados para a realidade? EESSE PAÍS É UMA PIADA! Que livre mercado é esse em que não se tem livre mercado? Isso é Brasil e o povo brasileiro sem informação.

        • Boa tarde John

          Salvo engano, a Apple, a empresa sensação da atualidade, utiliza produtos chineses em seus equipamentos da moda. Se não são produzidos, são montados. Com relação ao J3, prefiro comprá-lo do que pagar absurdos R$ por carros que custam caro e oferecem pouco.
          [ ]‘s
          Marcelo Jr.

        • O iphone é fabricado na china. Não é um produto de qualidade?

        • Tenho um J3 esta com mais de 11000Km até hj esta tudo ok com ele, anda bem, econômico, confortável e não tenho o que reclamar do carro, se as industrias não se adequarem a situação global “imposta” pela china, tudo vai ser chinês, e o resto do mundo vai fechar todas as industrias, um pais como brasil que coloca mais de 30% de imposto em um carro, depois temos que pagar mais impostos do mesmo carro por mais de 15 anos ? deste jeito o Brasil sempre vai ficar como pais de 3º mundo, o governo não tem atitude de mudar por medo da grandes multinacionais ir embora ou quanto pagam para o governo manter estes altos índices de impostos e regras implantados ?
          É só olhamos a nossa volta e veja quantas “tralhas chinesas” tem na sua casa ?

        • KKKKK John vc esta falando asneira pq essas marcas que vc falou vendem tanta porcaria a peso de outra, vc diz que o barato sai caro , mas nem imagina o tanto de lucro que ganham vendendo carroças como gol,palio, uno, celta, etc e vc acha que ta comprando carro de qualidade… faça me o favor… carro de qualidade superior no brasil é os carros acima de 60 mil que vendem aqui que não deveriam valer mais que 40mil….

    • No Brasil o carro (corolla) custa US$ 37.636,00, na Argentina US$ 21.658,00 e nos EUA US$ 15.450,00.

      Outro exemplo de causar revolta: o Jetta é vendido no México por R$ 32,5 mil. No Brasil esse carro custa R$ 65,7 mil.

      Por que essa diferença? Vários dirigentes foram ouvidos com o objetivo de esclarecer o “fenômeno”. Alguns “explicaram”, mas não justificaram. Outros se negaram a falar do assunto.

      Quer mais? O Gol I-Motion com airbags e ABS fabricado no Brasil é vendido no Chile por R$ 29 mil. Aqui custa R$ 46 mil.

      O Corolla não é exceção. O Kia Soul, fabricado na Coréia, custa US$ 18 mil no Paraguai e US$ 33 mil no Brasil. Não há imposto que justifique tamanha diferença de preço.

      Trecho copiado do blog O mundo em movimento:
      http://omundoemmovimento.blog.uol.com.br/

      • O motivo pra essas coisas acontecerem se chama falta de informação do consumidor e de uma efetiva concorrência. As montadoras que estão aqui vão se amoldando aos preços das 4 maiores (claro, como todos, buscam lucro). E quando os importados começavam a incomodar, vem o (des)governo e aniquila, de uma hora pra outra, a concorrência estrangeira. Alguém acha que o brasileiro terá carros mais baratos depois dessa medida?

      • Agora todo mundo reclama que o carro é caro mas também reclama que o número de carros na rua é absurdo, cresce a cada dia e o trânsito está impossível.

        Acho que transporte individual tem que ser desestimulado e carro tem que ser caro pra comprar e pra manter.

        Temos que lutar por transporte público de qualidade, como na Europa, onde as pessoas mesmo com condições de comprar um carro preferem usar o transporte público. Na Holanda, por exemplo, o primeiro ministro costuma ir de bicicleta para o trabalho.

        • Sua criatividade precisa se publicada e estampar em vários veículos de comunicação para alertar aos enganados que tudo que o Brasil precisa parar de pensar que os importados é status. Transporte público seria o maior investimento deste país e não este monte de tralhas trazidas da China que só servem para enganar o povo..

        • De acordo!!!
          Lembrando ser necessário haver equilíbrio entre transporte público de qualidade e o papel social das montadoras e revendedoras no que diz respeito aos empregos gerados.

        • Por que invés de sugerir o aumento do preço dos transportes individuais não se fala em incentivo ao transporte público através da redução de impostos, das margens de lucros e do AUMENTO DA QUALIDADE DO SERVIÇO?

          Me indigna essa postura da maioria (inclusive do governo) de resolver as coisas da forma mais “fácil”… O que é mais simples? Aumentar o preço do carro importado ou reduzir um pouco a arrecardação, estimular a inovação nas empresas nacionais e brigar com o lobby da indústria automobilística nacional? A resposta é meio óbvia…

          O Brasil e os brasileiros têm que parar de estimular a mediocridade…

        • Isso eh papo de quem tem carro. Receitar o remedio para os outros é facil, agora deixa o seu carro em casa pra ver…

    • Abaixo as tralhas vindas da China para enganar o povo!

      • Abaixo aos preços estúpidos praticados aqui no país pela Fiat, Ford, GM e VW!

    • Ola amigos, vc acha que essa Jac vai vingar???
      Ja andou nos carros dela? um pior que o outro, acabamento pessimo, o carro vibra quando acelera, varios pontos de corrosão na carroceria, chicote sem proteção, não tem gente qualificada na qualidade nem Pos venda……

      • É, meu amigo, isso é que é preconceito!!! O bom mesmo são os UNOs e GOLs da vida pelados, sem itens de segurança e sem garantia de fábrica. Mas, pra voce, o Slogan: ” voce conhece voce confia” deve valer muito pra voce, não? Amigo, possuo um J3 Turin e estou satisfeitíssimo. Além do carro ser muito bom, em relação as carroças da VW,GM,Fiat e Ford, possui um atendimento de 1ª qualidade. Eu já possui vários veículos zero quilômetros nacionais, porém esse está sendo o melhor de todos! Ah, ja estava me esquecendo… Voce acha que seu notebook, seu celular, etc, são fabricados aqui no Brasil???? Procure se informar melhor. A china produz muita coisa sem qualidade que envia para alguns países do 3º mundo, porém produz muita de boa que vai pro 1º, como EUA, e a europa. Procure se informar melhor, ok? Abraços!!!

  • Pois é…

    Como não sou economista, nem “progreçista” e muito menos capitalista liberal posso dizer minhas besteiras a vontade…

    Gostei da atitude do Governo!

    Nunca tive vergonha nem pudor de defender o protecionismo como uma atitude prudente e necessária algumas vezes.

    Sei que de uns tempos para cá “protecionismo” virou palavrão!
    O “chic” é ser globalizado, inserido no contexto do comercial mundial, e bla, bla, bla….

    Até o Presidente Lula andou reclamando em 2009 durante a crise, dessa “intervenção estatal na livre circulação de mercadorias”.

    Pois é….

    Nunca achei que a circulação fosse assim tão livre…
    ( mas quem sou eu, um mero consumidor de bigmacs com coca cola, pra duvidar de uma “verdade esatabelecida”).

    Mas é que fui criado ouvindo que capitalismo livre leve e solto era muito bom para quem tinha o capital….

    Tem nada não…. gostoso mesmo é ver os “progreçistas” se unindo a Miriam Leitão, Sardenberg, e até mesmo Reinaldo Azevedo para detonar a medida do governo!
    É isso! Ver aflorar o bom e velho liberal que está em cada um de nós….Não tem preço!!!!

    Continuo teimosamente, jurassicamente, ranzinzamente, defendendo o “ultrapassado” intervencionismo do Estado!
    Governo tem que governar!
    Quem não gostar é livre pra chiar….

    • Ainda bem que não tiraram o direito do estuprado de chiar…

      • O Governo Brasileiro estuprou os “pobres investidores chineses”?
        É esse o sentido de sua observação…????
        Tadinho dos chineses… Tão bonzinhos, Tão bobinhos….

        • Não, o governo estuprou os consumidores brasileiros.

        • Henrique,
          Não falo de consumidores, falo de cidadãos brasileiros.
          Falo do que deve ser (ou não…) o interesse de todos. Da Nação.

          A transmutação de cidadãos em consumidores pode interessar aos fornecedores de bens e serviços ( empresários, investidores) mas não me empolga!

          PS- E já lhe adianto que nem sou tão favoravel a esses xamêgos explicitos com a industria automobilistica, que vem de há muito tempo, passando inclusive pelo governo LULA e visto também agora neste.
          Mas isso a gente pode resolver depois, desde que no depois ainda haja industria por aqui….

    • So nao concordo que o carro da JAC e’ bom. O resto ta certo. Collor teve varias mazelas, mas ao menos um acerto: abrir nosso mercado ‘as importacoes.
      Daqui a pouco vao querer trazer de volta o Lada, com precinhos camaradas em nome da “velha amizade”.

      • Pessoal não se enganem !! A China não ta nem aí pro consumidor brasileiro. A JAC é um projeto ambicioso de um empresário brasileiro, antigo no mercado de automóveis, que só quer o lucro fácil vendendo carros de pessima qualidade e alias feios com designe ultrapassado. Comparem o JAC, o Cherry. LIFAN com os carros coreanos da KIA e da Hunday, esses sim de alta tecnologia.

        • Fudêncio do rego melado, pouco me importa se os carros são ou não de qualidade, o que me importa é que eles baixaram os preços dos carros que custavam, antes deles, R$40.000,00 para algo em torno de R$29.900,00. Compare o preço do Palio e do Fiesta antes e depois da JAC Motors.
          Gostei do milagre feito, não me importa o santo.

    • Emmanuel, não é questão de ser protecionista ou não. Protecionismo até seria algo bom, caso realmente incentivasse o desenvolvimento da indústria nacional. Em vez disso, criou cartéis e oligopólios, dos quais somos reféns.

      O que a indústria brasileira precisa de verdade é do choque de produtividade que os chineses trazem. Coisa que o governo, mais do que depressa, tratou de frear.

      Se as empresas brasileiras vão quebrar por causa da concorrência, paciência. O que não pode é o povo pagar a conta da ineficiência incentivada pelo governo.

      • Será que esse tal “choque de produtividade” chinês tem algo a ver com salarios e condições de trabalho quase no nivel de escravidão?
        Será que tem algo a ver com pirataria descarada?
        Tem a ver com produtos ( ao menos a imensa maioria das bugingangas) de péssima qualidade?

        A industria de Tecidos já foi…
        A de Sapatos está indo…
        Agora vai a de autos…

        ô Meu Deus… Se nem o Ingles pude aprender o que será de mim que não falo uma palavra de Mandarim?

        Tem nada não… Ficaremos plantando soja e cana e extraindo ferro para mandar para o novo imperio!
        É nossa sina, não é mesmo….?

        • Emanuel, sinto infelicidade ao ler as suas palavras… Não acredito que você realmente acha que os chineses só trazem “bugigangas” ou querem destruir as “montadoras brasileiras”. Entenda quem não existe nenhuma, repito, nenhuma montadora de carro brasileira!!!
          Espero que, um dia, você entenda que as montadoras chinesas, no mais que produzam carros baratos e “vagabundos”, fizeram as outras montadoras diminuírem os preços absurdos dos automóveis.

          Quando as coisas estavam melhorando o governo (desculpa o linguajar) fode a porra toda.

          Tomara que eu viva para ver governo parar com esse lobbysmo…

        • Esta correto Daniel.

          O Brasil já protegeu demais essas montadoras comuns que nunca se modernizaram e sempre venderam carros lixo com lucros obscenos.

          A chegada da concorrente chinesa, mesmo importada, iria criar concorrência, que ´eo que falta no mercado nacional de automóveis, iria diminuir os preços e otimizar a produção e reduzir as gigantescas margens de lucros.

          Como é que um carro saí daqui e é vendido no México por um preço inferior ao vendido aqui?

          É a farra do crédito, a falta de concorrência e o lucro absurdo das montadoras.

          O cenário estava para mudar, mas o governo já tratou de barrar.

          Ferrando o desenvolvimento nacional, o cidadão e a concorrência.

          As medidas protecionistas podem ser necessárias, no caso da produção de veículos já não se justifica mais justamente porque as empresas que se instalaram aqui servem para manter as de fora na ativa, sem precisar gastar um puto em inovação.

        • A mão de obra barata não é o único fator que faz dos produtos chineses serem mais competitivos. Tem fatores como tributação e qualificação nos quais ela, em relação ao Brasil, se sobressai.

        • Estou com o Daniel e o Laccosta. O trabalho escravo na China é a mesma muleta de sempre, assim como foram os impostos no passado. A mão-de-obra representa uma parcela muito pequena no custo destes produtos.

          Quando brigamos pela proteção de uma indústria, somos nós que pagamos. Cada um de nós paga um pouco mais caro por produtos que protegem a indústria de calçados, a de tecidos, a de televisores, computadores e, agora, de automóveis. Somando tudo, a conta é gigantesca – além de garantir nosso lugar entre os países atrasados.

          Você não precisa aprender Mandarim, porque a China não está nem aí para o Brasil. Ela nem sabe que existimos e, a continuar assim, continuará sem saber.

    • Cadê o botão de curtir nos comentários do Acerto de Contas (me refiro ao comentário de emanuel rego lima das 21h21 do dia 16/09).

      Para mim, ou a livre circulação é de pessoas e mercadorias, ou não tem livre circulação de nada.

    • Protecionismo de quem cara pálida? Das multinacionais estrangeiras (Ford, Fiat, GM, VW)?
      Será que nosso povo é tão tapado que não sabe que não temos uma marca nacional de carro? As montadoras aqui mandam o bruto do lucro para a matriz. ACORDEM!
      Enfim, realmente disse suas besteiras à vontade.
      Mas… como diaria Voltaire, não concordo com nada que você disse, mas vou morrer lutando pelo seu direito de dizer.

    • Emanuel, você é mesmo ignorante. Veja a Usina termoelétrica de Candiota-RS, obra do PAC. PROJETO E CONSTRUÇÃO 100% CHINÊS. ATÉ OS FAXINEIROS DA OBRA ERAM CHINESES!

      Essa medida de aumento do IPI é Lobby da Fiat, GM, VW e Ford para continuar engordando os bolsos sem se preocupar com a concorrência externa.

      PESQUISE ANTES DE DEFENDER MEDIDAS ABSURDAS COMO ESTA!

  • Também sou da linha que defende um Estado forte. Mas defendo um Estado forte com o objetivo de garantir uma distribuição de renda mais equânime.

    O que ocorreu é um verdadeiro absurdo.

    O IPI serve para proteger a indústria nacional, mas ao mesmo tempo não se cria obrigações para que essas empresas aprimorem seus serviços e produtos.

    O problema não está só nos carros, não. Até produtos que não são fabricados no país, e que nem previsão de instalação de indústrias existe, tb são tarifados.

    Já desisti de me revoltar. Não vou ficar hipertenso por causa desses bostas petistas, psdbistas etcistas.

  • Em um capitalismo saudável, …

    Tem certeza de que isso existe, Pierre?

    • Existe não Robson. Saudável mesmo só existe o socialismo vegano-senciocêntrico, onde todo mundo come hamburger de soja com tofu e na sexta-feira vai na Non Stop pra dançar Joy Division e Depeche Mode.

      • Capitalismo bom o de Pierre é o da Angola,milhares de paises do norte da Africa,Paraguay…

        É cada um que nos vemos. Pierre volta para a turma de Raul Jungmman e Jarbas por favor

        • Ai ai….ainda bem que minha paciência é grande…
          Próximo

        • Isso ai…

          Xd

        • Essa medida é fruto da reivindicação das centrais sindicais que viram uma onda iminente de desemprego gerado pela importação de veículos.

          Um carro DE LUXO importado Chines, por exemplo, tem o mesmo valor de um carro comum aqui no Brasil.

          Só que ele chega totalmente pronto, o único emprego que ele gera é do vendedor da concessionária.

          Isso além de tirar milhares de empregos no Brasil, ainda seria uma “contribuição” do Brasil a super-exploração de trabalho na China.

          O choro é livre

        • E para finalizar essa reportagem pelega…

          “as multinacionais que tem montadoras aqui, e são responsáveis por 93 % das importações, não pagarão o novo imposto.”

        • E sobre socialismo Pierre. Fala da Social-Democracia que veio da segunda internacional e se consideram socialistas?Governo ruim o deles não é?

        • E para não falar que sou um cara que só analisa um dos lados.
          Isso é uma coisa muito séria para ser tratada de forma simplista.
          Lembrem-se da reserva de mercado da informática, que somente atrasou e encareceu o mercado, provocando uma estagnação e retrocesso de uma tecnologia fundamental para o país.

          Fechar o mercado para uma indústria “reprodutora” como a automobilística tem que ser acompanhado de uma política industrial que force investimentos em pesquisa e tecnologia, provocando inovações e barateamento dos automóveis. Isso vale principalmente agora, quando está havendo uma transformação nesta área, na tentativa de produzir carros com fontes de energia variadas.

          Fechar o mercado para que as montadoras continuem produzindo suas carroças nocivas ao meio ambiente, caras e obsoletas é contribuir para aumentar os lucros das companhias e a exploração dos trabalhadores e compradores.

          A medida é boa,mas tem de ser vista de forma mais global

        • Quando os coreanos tomaram essa mesma medida para proteger sua indústria e seus empregos (e tomaram muito mais vezes do que nós), ninguém reclamou.

          Aí quando o Brasil toma essa medida há quem não entenda o caráter estratégico dela, sobretudo em tempos de crise…

        • A única Coreia que tomou medidas assim foi a do Norte.

        • Se controle Daniel.
          Que obsessão.

          Parece Martins…

      • Pra quem não quer pensar além da zona de conforto, vale xingar como menino. É quase uma regra entre os reacionários.

  • Curti demais, #votecollor (não é pra votar nele não viu?)

  • Hyundai Veloster nos EUA U$ 17.500,00

    Hyundai Veloster no Chile R$ 34.000,00 (sim em reais mesmo)

    Hyundai Veloster no Brasil R$ 65.000,00

    Isso o modelo mais básico o Veloster GLS MT

    Uma delícia eim?

    • Sendo o capitalismo nosso sistema. Por que não deixar as regras de mercado isentas do dedão governamental?
      Quantos incentivos fiscais já foram dados e nem por isso o preço do produto baixou.
      Aumentar imposto para proteção de GM,Volks,Ford etc. é uma piada.
      Manda eles aprimorarem seus produtos e venderem mais baratos.
      Já ouviram falar em interesses ocultos?

  • O Pierre que é professor pode relatar com mais precisão esse fato, mas até onde eu saiba, TODOS os paises razoavelmente organizados e que não tenham vocação para NÃO ser colonia, exercem em uma ou outra area economica o protecionismo em maior ou menor grau.
    É trivial…
    Assim como é trivial o discurso bonito, insinuante, dos “portos abertos”.
    Resta saber a quem interessa….

    • Há protecionismos e protecionismos.

      Há protecionismos que são necessários de modo a não prejudicar a geração de empregos e o desenvolvimento industrial no país, que a longo prazo rendem bons frutos a todos.

      Há protecionismos que descaradamente só servem para proteger carteis e produtores incompetentes, cuja conta é paga pelo consumidor e que no fim de tudo não gera mais emprego nem nada que faça a troca valer a pena. A aberração sendo discutida é claramente um exemplo desse tipo.

      Para ver o nível do debate do país: se não concordar em fechar absolutamente o país a tudo, você é colonista lacaio do imperialismo que quer abrir todo o mercado (todinho) porque é um crente fiel da mão invisível. É quase que um Estados Unidos ao contrário, em que qualquer coisa contrária ao mercado 100% livre é tachada de totalitarismo socialista.

      • Pois é. Alguns brasileiros têm liberalismofobia.

    • Tá difícil, hem Emenual? ¬¬

  • Não vejo problema nenhum de os carros no Brasil serem os mais caros. O brasileiro é o povo que detém uma das maiores rendas do mundo, então nada mais justo do que vender os carros mais caros no Brasil. Está na hora de o brasileiro ajudar um pouquinho o mundo, distribuindo um pouco sua imensa riqueza acumulada desde o governo Lula com os mais necessitados.

    O próprio Lula já está dando o bom exemplo, proferindo suas aulas e ensinando em todos os países como crescer de forma equilibrada e sustentável, utilizando o Brasil como modelo.

    Os europeus e americanos, coitados… estão passando fome. Não podem pagar tão caro por um veículo.

    Já o brasileiro, não… Esse aí está rindo à toa. Depois de Lula, todo mundo no Brasil pode ter um BMW ou Mercedes na garagem. Agora, como o brasileiro é um povo muito simples, humilde, despretensioso e modesto não querem se exibir demais para o mundo.

    Tem gente até que anda de ônibus no Brasil mas podia estar na sua Mercedes, mas por uma questão de humildade e também para não humilhar a Europa e os EUA, muitos brasileiros se fingem de pobres.

    Além disso, o brasileiro, por ser um dos povos mais cultos do planeta não dá muito valor a bens materiais, sobretudo a riqueza, carro, ostentação ou exibicionismo.

    Tenho orgulho de viver nesse país onde a população é riquíssima, mas ao mesmo tempo dá um exemplo para todo o mundo de como viver de forma simples, humilde, em harmonia com o meio ambiente e a ecologia e dando valor à cultura, à educação e as coisas mais simples da vida.

    • E viva a ironia!

    • kkkkk

    • Bravo!!!!!! O Brasil é exatamente o reflexo de um governo corrupto, misturado com uma sociedade completamente alienada E BURRA, desprovida de cultura……..Sergio Cunha expôs isso muito bem!
      Todos os dias me pergunto se num país como o Brasil, a democracia é boa. Como pode elegerem um candidato como Tiririca??? Pra mim as pessoas que votaram nele e em alguns outros, não deveriam ter o direito de votar pra nada, nem pra síndico de prédio.

    • não acredito que li estas baboseira toda vc é louco ????
      retardado mental ????
      vc deve ter nascido sem cerebro !!!

  • E quem paga a conta? Quem mais perde com isso? Agora que as montadoras brasileiras não tem ninguem para incomodar, alem do aumento do preço dos importados, os nacionais tbm aumentarão. Quem perde? O consumidor, claro.

  • Deus, desde os ‘patronos tempos’ do Brasil Colônia é sempre a mesma história; os incompetentes (porém, amigos da corte) de um lado e o verdadeiro desenvolvimento de outro; do lado mais fraco da corda…

    Causa-me náuseas assistir impotente conchavos imorais feitos pelas grandes montadoras que almejam (e logram grande êxito) COMPRAR a classe política tupiniquim…

    Assistindo a isso tudo, pasmo, num misto entre espanto e indignação, recordo-me de ‘saudosa’ montadora “GURGEL”, sufocada na década de 80 pelas mesmas ‘força$ ocullta$’ que hoje ainda perduram.

    O problema é que nem todo índio desta maloca percebe que isso é problema histórico, crônico e que, muito embora venha eivado de odores de política econômica para contrabalancear a questionável ‘Balança Comercial’ brasileira, é, na verdade, e, no máximo, outra ardil confabulação entre “as grandes” e os “caciques”…

    Pobre daquele índio que respirar aliviado julgando-se bem aventurado por não ter sua carroça nacional sido inclusa na tal política de abusos. Mal sabe ele, pobre indígena, que isto corrobora para uma letárgica mantença da baixa e porca qualidade de nossas carroças. Ora pois, senão vejam, os carros da tal xing-ling, JAC, já vinham com tudo de série. Tudo. Já, os da “Terra de Santa Cruz”, caso se deseje todos aqueles opcionais (lá, é de série. cá, opcional…) tem-se de pagar vários milhares de ‘Réis’… Pobre de tu, índio mal afortunado, que não percebes neste golpe dos caciques mais um grilhão que o faz prender-se ao solo e do retrocesso, do atraso, da colônia, da maldita colônia…

    Será que um dia iremos acordar desta “Matrix” e perceber que o ‘mundinho’ que nos acerca é na verdade outro e iremos começar a nos mobilizar e trilhar novos, verdadeiramente novos caminhos?! Ou será que dormiremos eternamente em “berço esplêndido”?!

    Faça-me o favor! :/

    • Parabéns! Seu texto foi esplendido! (para não falar foda!!)

      • Muito bom o comentário, mas esqueceu o outro lado da moeda. Porque temos empresas improdutivas? Por que o Estado as protege?

        Porque pagamos muitos impostos para manter um estado ineficiente, logo eles se assustam quando a eficiência quer entrar nesta província…

  • Essa foi foda, e o pior é que a gente já tava vendo um movimento ai no sentido de barateamento dos carros por causa da concorrência chinesa. Agora vamo animar ai galera, a gente vai comprar carro pelado a 40 conto, mas fazer o que neh? é o país da copa.

    • A classe média merece. Afinal, foi ela quem elegeu a gangue que está pilhando o país.

      Que a classe média pague por cada centavo da cumplicidade que teve com o governo.

      • Ah, me desculpe sr. Matarazzo. Posso comer caviar em vossa mansão e bater um papo com o Paulo Afrodescendente pra conseguir uma boquinha no PSDB?

  • Tb acho o aumento do imposto algo tosco… E o protecionismo, algo que neste caso, nitidamente não o brasileiro, mas sim fábricas e montadoras que na verdade possuem sedes no exterior.

    Mas caberia dar uma olhada nos vídeos mostrando Crash Test de veículos da JAC Motors antes de defender o produto ou a empresa.

    http://www.youtube.com/watch?v=9Y7870WCCJE

    • Então, se o carro não é seguro para os critérios do país, que se faça as devidas exigências antes dele entrar no país.

      Da mesma forma, o FOX é vendido com air-bag para a argentina e aqui é opcional.

      Nada justifica, nada justifica.

      E CADÊ O CRASH TEST DO UNO MILLE? Aquela porcaria encosta num poste a 5 kms/h e amassa todo?

      E do gol, celta? Cadê? Eu nunca vi…

      Nunca vi crash test comentando sobre nossas carroças…

      • Detalhe que o vídeo não diz porra nenhuma.

        Mas vi uma reportagem do SPORTV que falava sobre a segurança dos carros chineses, sem citar marcas…

        • Na verdade, o video mostra muita coisa… Vê quem quer.

        • No quesito qualidade pode ser até que o JAC deixe a desejar (isso, daqui a alguns meses saberemos).

          Mas os nossos não são nenhuma maravilha. Comprei um Chevrolet Classic 0km em 2009 e, com menos de 1.000 km rodados, tive que trocar o corpo borboleta – uma peça que deveria durar bastante. Uma mangueira, que fica debaixo do tanque de combustível, também não aguentou muito tempo e tive que trocá-la pra não vazar gasolina.

          Em suma, os testes de qualidade das montadoras nacionais estão bem longe do ideal.

          O negócio é botar o carro no mercado o quanto antes para as metas de lucros serem alcançadas. Depois, corrige-se o que errou. Ou não.

    • Não entendi, era para o carro ficar inteiro? compra um tanque. Onde tá dizendo que o teste foi ruim?

      • Um Crash test que apareceu no SPORTV mostrava que os carros chineses não eram bem construídos, aí o bloco do motor invadia a cabine e matava os passageiros.

        No vídeo aí de cima, não aconteceu isso e me pareceu tudo ok…

        • A verdade é que esse teste foi perfeito!

          O carro deve amassar o máximo possível por fora para reduzir o impacto dentro. Os bancos não descolaram e os cintos de segurança e airbags funcionaram bem.

        • Segundo o rapaz lá em cima, vê quem quer…

          Bom, eu não vi nada…

          No teste do SPORTV o motor esmagava os passageiros… Neste, pareceu tudo normal…

  • Não acho que seja protecionismo. Seria, se as montadoras brasileiras produzissem automóveis e não carroças!!!!!

  • Esta certo

  • Pierre,
    Eu só não entendi pq essa medida impede a abertura de fabricas no Brasil. Pq tanto a JAC quanto a Cherry, ambas Chinesas, estão com a pedra fundamental de suas fábricas no Brasil lançadas, e não vi noticia de recuo dos chineses…

    • Flavio
      Porque para não ter aumento de IPI, os carros fabricados aqui precisam ter no mínimo 65% dos componentes fabricados aqui. Isso na prática inviabiliza porque não se consegue ter tantos fornecedores nacionais no curto prazo. É preciso importar peças no primeiro momento.
      Vou dizer mais, até a fábrica da Fiat aqui em Pernambuco pode correr risco, porque esta foi pensada pela facilidade de importação de peças para iniciar.

  • pra quem nao sabe:
    La China produz e monta grandes equipamentos e de grande porte milhonarios para setores que nao sao(ou eram) comuns. Por isso o companheiro fala de bugingangas. Nao subestime a tecnologia e capacidade chinesa.
    Sds

  • O jac só não é pior em qualidade que o antigo lada !!

    pense numa bosta de carro …

    • 100% de propaganda….e o povo brasileiro acha o maximo…certissimo meu caro Giancarlo….so um adendo…: a lataria do lada era bem mais forte do que a pessima qualidade do jac

    • O JAC faz um carro “nacional” de 40 mil reais ser magicamente vendido a R$29.900,00. Isso que importa.

  • O protecionismo exacerbado.

    A decisão do governo em taxar veículos importados para fortalecer as montadoras nacionais é grosseira. Não só com as montadoras estrangeiras, mas principalmente com o consumidor e contribuinte brasileiro.

    Para efeito de comparação, o Hyundai Veloster nos Estados Unidos custa US$ 17.500,00. Transferindo para o Real, a uma taxa de câmbio de R$ 1,70 o dólar, o carro custa apenas R$ 29.750,00. Enquanto no Chile o mesmo veículo é vendido por R$ 34.000,00. Já no Brasil, nós, que somos uma nação ‘desenvolvida’, pagaremos R$ 65.000,00 pelo mesmo veículo.

    Não bastasse as taxas de financiamento que são absurdas, nos deparamos com veículos pouco qualificados. Quando uma montadora vem de fora e oferece veículos mais acessíveis, como a Jac Motors, que vende um veículo de qualidade por R$ 39.700,00, vem o governo e decide taxá-lo a ponto de inviabilizar a combra de um veículo desses, por quase R$ 50 mil.

    Outros automóveis de qualidade, que antes custavam, o que já era caro, R$ 60 mil, vão para quase R$ 80 mil por conta da decisão do governo.

    Em vez de o governo cobrar das montadoras brasileiras uma melhoria na qualidade dos veículos fabricados aqui, decide impor barreiras para prejudicar o mercado internacional, e consequentemente inviabilizar que os brasileiros tenham veículos de qualidade.

    Na década de 90, o Brasil se desfez de um mal imposto pela Ditadura Militar, que foi a Lei do Similar Nacional, uma medida altamente protecionista que prejudicava o consumidor. O governo Collor reabriu o mercado e fez com que veículos de melhor qualidade pudessem ser comercializados no país.

    Agora o governo faz o caminho inverso, restringe a entrada de veículos estrangeiros e fortalece as montadoras brasileiras, que oferecem os veículos mais caros do planeta com a menor qualidade possível.

    Enquanto o Brasil continuar com esse pensamento minúsculo, jamais conseguiremos nos tornar uma nação desenvolvida.

    É uma vergonha!

    http://www.edmarlyra.com/2011/09/o-protecionismo-exacerbado.html

  • Incrivel como só agora se descobre – e se denuncia – que governos fizeram e fazem acordos espurios com as montadoras para prejudicar os consumidores.
    ( e aqui um parentesis, repetindo o que já disse lá em cima: Se pensarmos que há diferenças em “consumidores” e “cidadãos” a coisa muda de figura…Governo não tem que decidir pensando em consumidores. Deve agir no interesse dos cidadãos. Um tosco exemplo: Para os “consumidores” a melhor coisa do mundo seria tributação zero em todos os produtos e serviços. Para os cidadãos seria um desatre!!!!.)

    Mas, repetindo, o bom mesmo nessa polemica é ver como de repente há muitos mais pontos em comum entre diversos “progreçistas” e as “Mirians”, os “Sardenbergs”, os “Reinados Azevedos” da vida…
    Liberalismo é isso aí….
    E que vença “o melhor”….

    PS- Repito: Acredito que o governo deva “jogar duro” também com as montadoras aqui instaladas ( alias, assumindo mais uma vez minha face autoritária, acredito que o governo existe é pra jogar duro mesmo, com todos que detenham poder economico. Não gosto de “governos bonzinhos”. Há quem goste, eu sei…).
    Mas pra jogar duro com montadoras aqui instaladas é preciso – por obvio – que elas estejam aqui instaladas…hehehe

    ( e para que não fiquem a pensar que sou um nacionalista/xenofobo, não me interessa de onde venham as fabricas. Contanto que aceitem os nossos termos e condições, que melhor atendam os Brasileiros e não simplesmente os “consumidores”…)

    • Emanuel
      Eu não tenho vergonha de dizer que sou liberal.
      Ser conservador é manter as coisas do jeito que estão.
      Há uma inversão de valores nos conceitos aqui no Brasil.

      • Concordo plenamente, Pierre.

      • Não entendi a aparente contraposição entre Liberal e conservador.

        Até onde eu saiba são conceitos de aplicação em areas distintas…

        O conservadorismo segundo penso, é conceito de natureza politica, e não está diretamente vinculado (seja convalidando, seja se contrapondo) ao liberalismo.

        De minha parte, não tenho nenhuma vergonha de me considerar favoravel ao intervencionismo ( aqui sim, um conceito apto a se contrapor ao liberalismo), vez que não acredito na “mão invisivel do mercado” como instrumento de regulação.

        Por isso mesmo estranhei quando o Lula foi aplaudidissimo ao criticar às medidas protecionistas tomadas pelo EUA e pela europa após a crise de 2008.
        Ora, na minha concepção intervencionista os paises tem mais é que se proteger mesmo, quando acharem que isso atende seus interesses.
        Sei que o “neo-liberalismo” (execrado pelos progressistas de todos os generos) tem como uma das principais bandeiras a mais ampla liberdade na circulação de mercadorias ( de pessoas, não, né…hehehe????).
        Quem achá-la boa, bonita, útil, que a empunhe sem qualquer vergonha ( como fazem os jornalistas acima citados e vc agora).
        Mas não é minha bandeira. Nunca foi!

        O que não dá é pra ser liberal aos sabados e domingos e intervencionista durante a semana.

        • Concordo com tudo que você disse, mas você está errado quando pensa que essa medida do governo foi protecionista, esta medida foi sim corporativista, e o cidadão vai ser sim prejudicado, já que isso impede o investimento dessas montadoras chinesas no Brasil. Essa medida é vergonhosa e atende a interesses de empresários que não estão preocupados com investimento em inovação e melhoria de seus produtos.

        • Tá difícil, hem Emanuel? ¬¬

        • “Thumbs up” pro comentário de Laurindo… Ele resumiu bem… Se Rego Lima não entender agora, é por falta de vontade…

  • Falou em carro é esse estardalhaço aqui… Engraçado, se tivesse sido mais uma obscenidade cometida pelo governo contra a educação não haveria tenta reação.

  • Nossas prioridades estão um pouco invertidas… Por isso acontecem tantas barbaridades aqui no Brasil.

  • Ao invés de colocar todas as moedas nessas medidas automáticas de curto prazo (taxação, câmbio), seria mais interessante criar condições para aumentar a competitividade da indústria nacional, como melhorias na infraestrutura e revisão das legislações trabalhista e tributária. A entrada de produtos importados é benéfica para todos, pois torna o mercado mais competitivo, forçando as indústrias daqui a melhorarem os seus produtos e a absorver as tecnologias de fora. Essa medida, a meu ver, só beneficia o próprio governo, engordando ainda mais os cofres públicos.

  • O governo brasileiro protege, mais uma vez, a ineficiência dos empresários canavieiros e/ou cafeicultores de hoje.

    Mas o pior é que grande parte da sociedade é pautada por “ganhar muito e trabalhar pouco”. Aquele velho sonho de viver uma vida nababesca sem trabalhar ou trabalhando o mínimo possível.

    Tudo isso torna o Brasil um país caro, ineficiente e pouco produtivo. Sobretudo dentro do aparelho estatal para onde escoa o suor da parte do Brasil produtivo.

    Os chineses com sua cultura de trabalhar muito, com foco, determinação e eficiência são personas non grata por aqui. O que esperar de um lugar que tem mais faculdades de direito que todo o resto do mundo junto?

  • Entendendo o Capitalismo Mundial:

    -> Capitalismo Ideal: Você tem duas vacas. Vende uma e compra um touro. Eles se multiplicam, e a economia cresce. Você vende o rebanho e aposenta-se, rico!

    -> Capitalismo Americano: Você tem duas vacas. Vende uma e força a outra a produzir leite de quatro vacas. Fica surpreso quando ela morre. Então você invade um país árabe dizendo que eles ameaçam a democracia mundial porque têm armas de destruição em massa, e rouba as vacas deles.

    -> Capitalismo Francês: Você tem duas vacas. Elas entram em greve porque querem três.

    -> Capitalismo Canadense: Você tem duas vacas. Usa o modelo do capitalismo americano. As vacas morrem. Você acusa o protecionismo brasileiro e adota medidas protecionistas para ter as três vacas do capitalismo francês.

    -> Capitalismo Japonês: Você tem duas vacas. Redesenha-as para que tenham um décimo do tamanho de uma vaca normal e produz 20 vezes mais leite. Depois cria desenhinhos de vacas chamados Vaquimon e os vende para o mundo inteiro.

    -> Capitalismo Italiano: Você tem duas vacas. Uma você mata, quando tenta forçar ela e fabricar queijo diretamente da teta e com a outra você resolve experimentar salame de vaca. Vende o salame de vaca para todo o mundo e fica rico.

    -> Capitalismo Britânico: Você tem duas vacas. As duas são loucas.

    -> Capitalismo Holandês: Você tem duas vacas. Elas vivem juntas, não gostam de touros e tudo bem.

    -> Capitalismo Alemão: Você tem duas vacas. Elas produzem leite regularmente, segundo padrões de quantidade e horário previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa. Mas o que você queria mesmo era criar porcos.

    -> Capitalismo Russo: Você tem duas vacas. Conta-as e vê que tem cinco. Conta de novo e vê que tem 42. Conta de novo e vê que tem 12 vacas. Você para de contar e abre outra garrafa de vodca.(Essa campanha é patrocinada pela Reversal Russa. “Na União Soviética, 2 vacas tem VOCÊ !!”)

    -> Capitalismo Suíço: Você tem 500 vacas, mas nenhuma é sua. Você cobra para guardar a vaca dos outros.

    -> Capitalismo Espanhol: Você tem muito orgulho de ter duas vacas.

    -> Capitalismo Polonês: Você tem duas vacas. Seu time perde, você bebe, briga com as duas e as mata.

    -> Capitalismo Português: Você tem duas vacas. E reclama porque seu rebanho não cresce…

    -> Capitalismo Chinês: Você tem duas vacas e 300 pessoas tirando leite delas. Você se gaba de ter pleno emprego e alta produtividade. E prende o ativista que divulgou os números.

    -> Capitalismo Hindu: Você tem duas vacas. Ai de quem tocar nelas.

    -> Capitalismo Mexicano: Você tem duas vacas, sobe em uma e vai para os EUA.

    -> Capitalismo Etíope: Você não tem duas vacas.

    -> Capitalismo Sul-Coreano: Você tinha duas vacas, com a divisão das Coreias, você passou a ter apenas uma. Então os Americanos doam 3 mil vacas para você fazer inveja no seu vizinho do norte.

    -> Capitalismo Porto-Riquenho: Você não tem duas vacas, mas é cidadão estadunidense.

    -> Capitalismo Palestino: Você tem duas vacas. Os judeus as tomam e te dão uma codorna pra você criar na faixa de gaza.

    -> Capitalismo Judeu: Você tem duas vacas. Vende uma, recebe o dinheiro e não a entrega. Quando o comprador vai reclamar, você o chama de anti-semitista, nazista e continua com a vaca.

    -> Capitalismo Iraquiano: Você tinha duas vacas. Com a invasão dos EUA você perde uma. Então troca sua única vaca por um carro bomba e mata aqueles filhos da puta.

    -> Capitalismo Gaúcho: Você tem duas vacas. As vende e compra carne de vaca argentina.

    -> Capitalismo Argentino: Você tem duas vacas. Você se esforça para ensinar as vacas mugirem em inglês. As vacas morrem. Você vende uma delas para os gaúchos, e a outra você faz um churrasco de final de ano pros diretores do FMI.

    -> Capitalismo Brasileiro: Você tem duas vacas. Uma delas é roubada. O governo cria a CCPV- Contribuição Compulsória pela Posse de Vaca. Um fiscal vem e te autua, porque embora você tenha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo número de vacas presumidas e não pelo de vacas reais. A Receita Federal, por meio de dados também presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro e botões, presumia que você tivesse 200 vacas e você vende a vaca restante para pagar as multas e os acréscimos legais e ainda adere ao programa do governo chamado REFIS para parcelar o restante da dívida com atualização da TR mais juros por 120 meses.

    • Fonte: http://desciclopedia.ws/wiki/Capitalismo
      Mas, essa brincadeira já rodou por e-mail…

      • Capitalismo Pernambucano: é o maior do mundo, tanto em linha reta, quanto em termos de consumo.

        uhauhauhuha

        • Carrilho, você me deu uma ideia.

          Capitalismo Pernambucano:

          Você tem dos shoppings, um é seu e o outro também. Em seguida o PT estimula trocar todas as praças públicas arborizadas por shoppings. Todos do mesmo dono. Tudo isso porque o PT defende os trabalhadores.

          Em seguida, a população se convence que o ar refrigerado é melhor que ar natural. Quem precisa de uma árvore?

          Assim, surge um partido chamado Partido dos Vassalos dos Capitalistas (PVC), que recebe dinheiro do povo, mas trabalha para os capitalistas locais.

          Esse partido tinha um sujeito do bigodão, os caras usavam camisetas vermelhas, se diziam a serviço dos trabalhadores, mas gostavam mesmo era de bajular a turma do Country Club.

  • Nossa, quanta besteira.

    1° que a a medida da Dilma tem cara isso sim de lobby das montadoras nacionais.

    2° A Jac é ainda incipiente, mas foi graças a ela que a Ford, por exemplo, resolveu equipar um de seus carros com ABS/airbag a preços promocionais (que ainda assim, são absurdos) pareando com o do chinês. Antes, o carro custava uns 5 mil a mais.

    3° A indústria de autos nacionais é patética, sé produzimos gambiarras, carrinhos fuleiros, depenados e inseguros, com pouquíssimas exceções. Com o aumento desse imposto, diminuirá a concorrência, e as montadoras nacionais ficarão acomodadas com projetos antiquados e lucros altíssimos. Em breve, nenhum mercado externo aceitará carros Made in Brazil.

    Enfim, poderia aqui reunir mais 3 ou 4 argumentos contra essa “proteção” do governo à indústria de carros nacional, e são raros os defensores dessa medida, mas o fato é que a tal desindustrialização do país é total mérito do Governo.

    O aumento de imposto só serve para aumentar em algumas linhas o discurso dos sindicalistas.

  • É SIMPLES ASSIM: AO INVÉS DE AUMENTAR OS IMPOSTOS DO IMPORTADO, O GOVERNO DEVIA DIMINUIR OS IMPOSTOS DO CARRO MONTADO NO BRASIL.

    • Felipe,
      Para efeito do que se critica na decisão do governo seria trocar seis por meia duzia.
      Ou seja, continuaria havendo uma proteção aos veiculos aqui fabricados ( ou nos paises do acordo automotivo), que estariam em vantagem en relação aos de fora. Estes ultimos continuariam “prejudicados” da mesma forma em relação ao preço final a ser ofertado.

      E por falar em acordo automotivo ( mercosul + mexico) ele proprio já representa uma proteção aos paises signatários.

      É simples: No mundo onde impera a “lei de Murici, cada um cuida de si”
      O resto é conversa bonita que nos acostumamos a ouvir desde quando o primeiro buana aportou nesse paraiso tropical.
      Todos os paises que se prezam praticam protecionismo em menor ou maior grau.
      Os mais espertos espalham que protecionismo é coisa feia.
      Alguns outros ainda acreditam….

      PS- Isso não quer dizer que a industria aqui instalada fica livre e solta pra deitar e rolar.
      Já disse e repito quantas vezes for necessário: DEFENDO UM GOVERNO INTERVENCIONISTA.
      Mas, até para poder intervir, tem que haver o setor que sofrerá intervenção,né…?
      Nos texteis o Governo pouco pode intervir.
      Nos calçados idem…
      Na linha Branca Também…
      Vai o setor automobilistico. Logo logo os gerentes da Petrobras terão olhimhos puxados.
      Tudo em nome da sacrossanta “competitividade” e da não mesnos sacralizada “inovação tecnologica”.
      Belas palavras….
      ( E, cá pra nós, o Brasil é bem grandinho pra ter medo de cara feia, não é não? Ou será que ainda é pra ter????)

  • Essa barreira não atinge apenas os chineses… Alemães (audi, BMW Mercedes) e sul coreanos (hyundai) também serão afetados… No meu sentir, a medida foi escrita pelas mãos da ANFAVEA, preocupada com os preços competitivos dos importados…… Defender uma industria que nos empurra carros com o dobro do preço que pratica nos EUA é um absurdo (é só conferir nos sites das montadoras). O governo abriu as pernas. Já há um imposto de importação de +/- 35%. E como participam apenas com 5% do mercado, a tese de proteger empregos não se sustenta. A medida, na verdade, garante os lucros das montadoras antigas, as doações aos políticos vendidos e o aumento no já mais caro automóvel do mundo. É vergonhoso.

  • Os estados unidos utilizam cotas de importação de modo a evitar o sucateamento da industria nacional, mas permitindo, ao mesmo tempo, que os preços sejam mantidos dentro de um patamar internacional… O ministro manteiga acha pouco o brasileiro pagar pelo carro mais caro do mundo??? E quer proteger isso??? Brincadeira… O consumidor está, será e continuará a ser lesado… E com a ajuda governamental…

  • E uma coisa importantíssima aos ultranacionalistas… A proteção imediata de uma indústria incompetente não garante a manutenção dos empregos… No longo prazo, os produtos ruins e caros deixarão de ser comprados. O brasil tem empresas excelentes… A vale do rio doce é atua internacionalmente porque é competente. A petrobrás é internacional porque é excelente. A proteção exarcebada apenas permite que a incompetência perdure. A medida protecionista em questão tem apenas o objetivo de garantir os lucros das antigas montadoras em detrimento do consumidor nacional.

  • Se depender do mercado sozinho e sem regulaçao do governo, a China seria a fabrica do mundo e o Brasil seria a fazenda/mina. O governo tem que tomar medidas para proteger e estimular nossa industria.
    Nao se pode jogar limpo com a China, pois ela nao joga limpo com os outros paises: cambio controlado e excessivamente desvalorizado, salarios ridiculos e ausencia de direitos do trabalhador e de politica ambiental.

  • Muitos falam que essa medida irá acabar com o emprego dos trabalhadores da ind. de autos, certo? Mas tenho uma visão diferente… Com a vinda das montadoras chinesas haverá o barateamento dos carros, coisa indiscutível. Com carros mais baratos, o cidadão poderá comprar a TV de LED que tava querendo ou poderá pagar a faculdade do filho… entende a renda “extra” gerará empregos em outros setores. Isso poderia até aumentar a poupança interna.

  • O ponto é exatamente este … Proteção e benefícios a uma industria incompetente.

  • Chamo atenção, novamente, a um fato importante: não foram apenas os chineses impactados pela medida. Alemães (Audi, Bmw, Mercedes), ingleses (Landrover), sulcoreanos (hyundai) etc, tiveram seus preços afetados de uma hora pra outra. Cai por terra a questão do trabalho “escravo” na china. Ademais, pagamos o dobro pelo carro nacional, nem por isso os trabalhadores brasileiros do setor automobilísticos são melhor remunerados que os americanos…

  • Vocês têm certeza de que a indústria automobilística “brasileira” (Volks+Fiat+GM+Ford) é incompetente? Sei não viu… quem consegue fazer o que eles conseguiram não pode ser taxado de incompetente…

    Se vcs quiserem enxergar, temos esse tipo de decisão acontecendo em muitos outros setores da economia. Isso não é exceção.

    Enquanto isso, a maioria fica mais preocupada com problemas mais importantes como o pq o Sport n ganha de lanterna ou se o Náutico n morre na praia de novo, ou se o Santa consegue ganhar do Alecrim…

  • Desde quando a concorrência é algo ruim?
    Por favor né pessoas, a concorrência só é algo ruim quando os produtos/ Marcas são fracas, não confiam em seu próprio produto que tem e por isso se sentem ameaçados com produtos novos. Claro que o prejudicado nisso é o povo, não aqueles que tem muito, mas os que tem pouco, aqueles que ainda sonham em comprar carros…Claro que eles ainda poderão…mas terão poder de escolha? claro que não o governo está tirando isso dele…
    Como um Sr. de um comentário falou… O governo está certo por que carros devem ser caros e tem que ser para poucos…assim incentivaria o uso do transporte coletivo…..fala sério este senhor não estava nem aí sobre o transporte coletivo e sim sobre o transito que para ele iria diminuir.
    O aumento dos preços irá acontecer mas por acaso os transportes coletivos já estão em um nivel tão bom que dê para substituir o conforto do carro por um trem?

  • É melhor mesmo a Jac montadora chinesa ficar bem longe Brasil , do que adianta criar 6 duzia de emprego e a industria naciaonal quebrar e demitir milhoes de trabalhadores que produzem carros com conteudo quase 100% nacional.!!!

    • O melhor é que a margem de lucro caia pras “nacionais”. (Cabe lembrar que se não é a Gurgel, logo não é nacional…)

      • Primeiro que esta indústria q vos fala não emprega milhões de trabalhadores, aliás cada vez mais a robotização delas esta substituindo máquina por homem. E isso é a tendência mundial!
        A concorrência entre elas é que deveria ser saudável, pois isso só traria benefícios!

  • É por essas e outras que eu tenho vergonha de ser brasileiro, é por isso que os americanos falam que somos o povo mais rico do mundo, pagamos tudo por 3 vezes mais caro do que o resto do planeta paga e anda tem gente pra defender êêê Brasilzão cheio de gente otária, depois reclama quando os argentinos nos chamam de makakitos, não tem nada a ver com racismo, é porque somos selvagens, não sabemos lutar pelos nossos direitos.

    • É isso mesmo chico! Concordo com vc!

  • Na Alemanha 1 VW Golf está por 3.200 Euros…

    Que tal?

    • Bobagem.

    • Em Portugal, um Kia Picanto custa cerca de 22 mil reais.
      Em Pindorama, um Kia Picanto custa cerca de 35 mil reais.

      • Olha, eu falei que os impostos basicos no brasil são muito altos, não falei? Um Kia Picanto vendido na europa paga imposto 20%, aqui impostos nacionais mais imposto importação desparam o preço a uns 50% a mais.

        Mas o problema dos chineses é que eles fazem dumping, vendendo carro completo ganhando nada, ou perdendo dinero mesmo se for considerado o mesmo carro produzido com mão de obra brasilera, e isso não dá porqué acaba destruindo o mercado.[não estou falando das concessionarias, eles ganham]

        Ainda por cima nehum carro chines foi testado nos Crash Test europeu, um, o QQ, se revelou mortal, mesmo com os airbags.

        Então, o governo defende a industria e o emprego nacional e faz bem, deveria mandar por airbags e abs em TODOS os nacionais, mesmo nos carros populares, acho uma locura que um carro qualquer em 2011 ainda pode vir sem ar quente.

        Abraço.

        • Detalhe que na Europa a questão dos AirBags é obrigatória e não opcional.

          Sobre defender a indústria e o emprego nacional… Pq?! E a que custo?!

  • Eu sou Italiano e moro no Brasil.
    Meu portugués não é bom bastante para dizer tudo que eu penso, mas acho que carro está caro no Brasil porqué os impostos basicos já são muito altos. não acho que montadoras que produzem carros aqui para exportar ganhem mais dinero com os carros vendidos aqui. Na Italia por exemplo, o equivalente do IPI vale 20%, aqui os impostos mesmo nos carros nacionais são locos. Uma vez eu li que a suma dos impostos chega a 37%.

    Mas como podem os chineses mesmo com impostos tão altos ter um preço tão barato, e carro completo. A resposta é ESTRATEGIA ou seja, ganhar quase nada para entrar no mercado, isso chama-se DUMPING, e acho bom que o governo parou com isso DE VEZ.. Mas no mesmo tempo deveria ser mandatorio baixar os impostos sore os carros nacionais, liberar diesel por carros de passeio, o está na hora que todos os carros zero mesmo os populares venham com abs e aribag de serie no minimo. quenen na europa.

  • EU TENHO UM J3 E O CARRO É MUITO BOM……CUMPRE O QUE PROMETE….BEM ACABADO….COMPLETO…..ABS…..BANCO DE COURO…ANDA MUITO BEM…E ECONOMICO…..CORRAM PARA COMPRAR MAIS BARATO ENQUANTO AINDA TEM ESTOQUE!!!…

    • Tá louco, comprar um carro da JAC faz vc ficar mais pobre, se prepare para essa maldição. Se livre dessa carroça o mais rápido possível, antes que vc vá pra uma favela.

  • Isso… vamos defender o governo… e vamos pagando o preço de uma Cherokee por um gol pelado.

  • Se a medida estimular a JAC a montar uma fábrica no Brasil, terá valido a pena.

  • Qual competencia que os chineses tem? Com trabalho escravo é facil produzir carro barato . O salario minimo na china é 350 reais em media . Por isso esses carros são baratos não tem nada haver com competencia chinesa ate pq o povo chines é o mais mentiroso do mundo é so vc negociar com qualquer vendedor chines ou mesmo com contrato fechado com fabricas eles fazem o absurdo de cancelar contratos milionarios quando recebem uma proposta melhor . E a JAC não quer fabrica no brasil eles sabem que o custo de produção de um carro aqui no brasil não compensaria.

  • Um golf na europa não custa 3200 euros, só se for velho, batido e enferrujado.

    • €24.819,53 é o preço do Golf em Portugal.
      Fonte: Site da VW em Portugal.

  • Quem já era roubado pelo Governo agora será roubado por políticos em sociedade com as montadoras nacionais … e quem comprou de boa fé um carro importado agora tem um mico nas mãos.

  • O fato é o seguinte: Mais aumento de impostos!
    Consequência disto: Ruim para todos nós cidadãos!
    Solução: Protestar contra essa carga tributária que a maior do mundo!
    O problema: É cultural! O brasileiro só gosta de sair às ruas para dançar!

  • Tenho que concordar com o Felipe bem acima quando ele fala da marca JAC. Possuo o J3 e tenho quase 10mil km rodados… Nunca tive nenhum problema, o carro cumpre o que promete, fora que o Custo x Benefício desse carro, nenhum concorrente aqui no Brasil conseguiu alcançar. Esse imposto é apenas uma maneira de incentivar a competitividade de maneira errada, pois muitas peças de outros fabricantes de carros são importadas, o que só vai piorar a situação do consumidor que terá que pagar muito mais caro para ter a peça que precisa, ou até mesmo comprar um carro COMPLETO por um preço realmente JUSTO!!

  • Belos comentários prós e contras, estou em Rio Claro SP., com longa vivência na industria, atuando por 27 anos na area de treinamentos pelo SENAI/SP; acompanhei todo o desenrolar da unica fabrica BRASILEIRA, ‘GURGEL”, em que um visionário e patriota, buscou desenvolver veiculos unicamente com componentes gerados e aqui produzidos, desenvolveu inclusive os dispositivos que formaram a linha de montagem, totalmente inedito e sem a minima cópia dos sistemas existentes desde FORD.
    Que luta, buscava o aprimoramento de seu pessoal e dos produtos dioturnamente, temos conhecimento que alguns veiculos ainda em uso na Amazonia e outros recantos que já ultrapassaram 400.000 km somente com manutenções corriqueiras e substituições de componentes pelo desgastes normais, pneus, amortecedores, etc., quando em desenvolvimento do BR cujo motor com 2 cilindros, totalmente desenvolvido pela “GURGEL” e muitos rodando até a presente data sem problemas relevantes, conjuntamente se desenvolvia o carro eletrico cuja ideia de compensar a crise do petroleo na época, bateu de frente com o pro alcool, e os mesmos politicos que desde aquela época manipulam os ditames de quem vai, arrancar o dinheiro do cidadão brasileiro, e se não mete a mão no bolso diretamente o gooverno desvia dos impostos para beneficiar seus comparsas.
    Pronto, pressão de todos os lados, boicotes, imposições fiscais indevidas, todas as formas de travar o desenvolvimento desta que seria a autentica empresa totalmente brasileira, ainda na época a Wks, estava produzindo o FOX, para os EUA, com 34 componentes a mais do que o produzido para o mercado interno e com o preço de $ 2.500,00 menor do vendido aqui, A FILOSOFIA ERA OS TROUXAS DOS BRASILEIROS PAGAM A DIFERENÇA, COMO TEM PAGO NOS PEDAGIOS QUE ADMINISTRAM EMRESAS ESPANHOLAS, PRINCIPALMENTE O SEM PARAR, QUE NA EUROPA QUEM ADERE NÃO PAGA A MENSALIDADE SOMENTE PAGA O USO NA RODOVIA, POIS A S DESPESAS DE MANUTENÇÃO OS BRASILEIROS PAGAM, E MUITO MAIS SAI DOS NOSSO BOLSOS SUBSIDIANDO A CORJA QUE MANIPULAM EM BENEFICIO PRÓPRIO.
    EM VEZ DE INCENTIVOS PARA A GURGEL, APRIMORAR SEUS PRODUTOS GENUINAMENTE BRASILEIRO, NÃO, CORTARAM A CABEÇA DE 1.700 FUNCIONARIOS QUE ATÉ HOJE SOFREM COM AS DECISÕES TOMADAS PARA NÃO INTERFERIR NO PRO ALCOOL E MAIS DE 5.000 PROFISSIONAIS INDIRETOS QUE PRODUZIAM PARA GURGEL.

  • impostos abusivos no brasil. isso sim tem que acabar, ai vamos ter opção de qual carro queremos comprar, e não esperar vir carros de outros paises. Brasil uma vergonha…………………

  • O mercado Brasileiro é uma vergoha! Os politicos fazem de tudo para prejudicar os Brasileiros, ! Viva a Jac motors, eu quero que venha muito mais, de tudo quanto é prduto da china! intrumentos , eletronicos e carros! O Brasil é o que cobra imposto mais caro do mundo quando se fala de importados ai que eles dificultam mais ainda! Dai o Brasileiro não consegue nem comprar o importado nem o nacional! E uma porcaria de carro aqui pelado sem nada , custa um valor absurdo! Enquanto em outros paises , carros com direção hidraulica e ar- condicionado são muito facio de ter!

    Eu tenho vergonha do Brasil! Vergonhaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! bando de incompetentes, que nos roubam na cara lisa! E vivem prejudicando os pobres trabalhadores!

    Que Deus faça a justiça ! Quem poderá fujir da justiça de Deus?

  • Colocação perfeita, objetiva e clara.
    Comentou a pura realidade.
    Só cabe expor a solução para essa questão: Simplesmente não comprar. Meu carro é 2007 e me atende bem. Me recuso a comprar um 2012 e financiar esse sistema corrupto e incompetente.
    Abraços

  • A JAC Motors da Imbiribeira, Recife/PE, vendeu um carro J3 para minha família, recebeu os valores, não entregou o carro e não devolveu o dinheiro. Para qualquer ser humano que cruze meu caminho, eu aconselho: ANDE DE ÔNIBUS, COMPRE UMA BICICLETA, DÊ TODO O SEU DINHEIRO EM FINANCIAMENTO DE VEÍCULO DE QUALQUER, MAS QUALQUER EMPRESA MESMO, MAS JAMAIS, EM TEMPO ALGUM, DÊ SEU DINHEIRO PARA A JAC MOTORS. Somos consumidores insatisfeitos e estamos no prejuízo há um ano. FALE COM O PRESIDENTE??? Cadê o tal Presidente??? Cadê a pessoa que vai se dignar a devolver o dinheiro a uma mãe de família, dinheiro este que não pertence a essa empresa??

    Jac Motors foi a grande decepção que tivemos, principalmente porque o dono, que deveria repreender a conduta ilegal dos seus funcionários, não faz. Absurdo total! Indignidade!!!

    O meu veículo é financiado, claro…sou trabalhadora, não pego dinheiro de ninguém, pago pelo que compro e, graças a Deus, não tive a infelicidade que minha mãe teve. Pois eu prefiro dar metade do meu salário a um financiamento a receber um carro de graça dessa empresa. Eles deveriam agir corretamente é com ela, que comprou, não levou e ainda teve que dar seu dinheiro justo, suado, trabalhado dignamente para uma empresa como essa. Jac, para mim, nunca…NUNCA MESMO!!!

  • Olá
    Você está em qualquer tipo de dificuldade financeira, precisa de um empréstimo para limpar seu dept, você é um homem de negócios ou a mulher que pretende expandir a sua empresa ou você precisa de um empréstimo pessoal, oferecemos todo o tipo de contacto loan.kindly-nos através de email:famousrolandloans@gmail.com

    FORMULÁRIO DE PEDIDO DE EMPRÉSTIMO

    NAME ……………
    PAÍS…
    ESTADO…
    NÚMERO DE TELEFONE…
    AGE ………………
    SEX ……………
    RENDA MENSAL…
    DURAÇÃO DO EMPRÉSTIMO…
    Necessário
    MONTANTE DO EMPRÉSTIMO NECESSÁRIO…
    FINALIDADE DO EMPRÉSTIMO…
    STATUS…

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

setembro 2018
S T Q Q S S D
« mai    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).