Quem lamenta sou eu, presidente

fev 25, 2010 by     246 Comentários    Postado em: Economia

por Samarone Lima, do Blog Estuário
para o Acerto de Contas

Em janeiro de 2008, voltei de uma viagem a Cuba que durou um mês, que resultou em um livro (Viagem ao Crepúsculo, Editora Casa das Musas). Naquele janeiro, o presidente Lula visitou a ilha, e acompanhei a mobilização de dezenas de estudantes de Medicina brasileiros, para tentar uma audiência. Em pauta, a revalidação do diploma. O máximo que conseguiram foi falar com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Nos jornais e rádios estatais, a visita foi cercada de silêncio. Lula chegou, encontrou com o velho amigo Fidel, tirou fotos, tudo muito divertido e afável. Entre os muitos amigos cubanos, havia um ranger de dentes. Uma raiva interior confessada em palavras baixas. Lula jamais deu uma palavra sobre prisões de dissidentes, violações de direitos humanos, a absoluta falta de liberdade que impera na ilha.

Desta vez, Lula chegou a Havana no fim da agonia de Orlando Zapata Tamoyo, de 42 anos, um bombeiro hidráulico e prisioneiro de consciência. Após 85 dias em greve de fome, ele morreu. À noite, no necrotério, sua mãe, Reina, deu um breve e comovente depoimento, uma indignação dolorosa e profunda.

“Eu digo ao mundo. Esta é a minha dor. Meu filho foi torturado durante todo o período em que esteve preso. Foi assassinado”.

Depois de relatar as torturas sofridas pelo filho durante todo o período em que esteve preso (desde 2003), ela não esqueceu dos demais infelizes que ousaram levantar a voz contra o regime:

“Que exijam a liberdade dos demais presos e demais irmãos”.

O depoimento da mãe pode ser escutado no blog da única voz possível vindo de Cuba, a blogueira Yoani Sánchez (www.desdecuba/generaciony)

Forçado pelas circunstâncias a falar sobre a morte de Orlando, Lula respondeu assim:

“Lamento profundamente que uma pessoa se deixe morrer de greve de fome. Pelo amor de Deus, ninguém que queira fazer protesto peça para eu fazer greve de fome, que eu não farei mais”.

Quem lamenta sou eu, presidente. A circunstância da visita permitiria, pela primeira vez, que uma voz reconhecida mundialmente trouxesse à tona um dos maiores crimes cometidos pelo regime cubano – a perseguição implacável a qualquer voz dissidente, tratados como “mercenários financiados pelos Estados Unidos”. No mínimo, uma negociação pela libertação dos que estão com graves problemas de saúde, os mais velhos, para que possam morrer perto dos parentes.

Lamento que a vítima, um bombeiro hidráulico passe de vítima a culpado. Claro, ele “se deixou morrer” na greve de fome.

Havia uma carta dos dissidentes, que deveria ser entregue a Lula. Ele não recebeu e explicou o seguinte:

“Eu não recebi carta nenhuma. As pessoas precisam parar com o hábito de fazer cartas, guardar para si e depois dizer que mandam para os outros”.

Tristeza, decepção, indignação. É o que sinto pela morte de um preso de consciência, após a agonia de 85 dias, e pelo que diz o presidente do meu país, com palavras que passam pela vulgaridade. Um homem que tem planos de ser um estadista mundial, que pretende mediar conflitos.

Mas vai uma confissão. Essa postura de Lula não é nenhuma novidade para mim, bem como o profundo, meticuloso e inabalável silêncio de praticamente todas as pessoas esclarecidas e de esquerda no Brasil sobre a realidade cubana.

Após o lançamento do meu livro, que mostra a vida cotidiana, o sofrimento, a penúria e repressão naquela ilha, participei de vários debates. Há os defensores radicais do regime, que me apontam o dedo e dizem que não vi os avanços em saúde e educação. Há dedos em riste, acusadores, as famosas perguntas, se vi crianças nas ruas, se vi mendigos.

Em nenhum dos debates, algum defensor ardoroso perguntou ou falou sobre esta palavra que me move diariamente, e com a qual caminharei até o último dia: Liberdade.

Os cubanos não são livres. Não podem sair do país. Não podem criticar o regime na fila do pão, sob o risco de serem rapidamente presos pelos infiltrados, e condenados a 20, 30 anos de prisão, após julgamentos rápidos. Não podem escrever um artigo para publicar no Granma, pedindo respeito aos direitos humanos.

Conheci de perto a azeitada máquina repressiva cubana. A rigorosa cobrança da identidade aos jovens mulatos. Os infames “Comitês de Defesa da Revolução”, verdadeiras máquinas de vigilância e delação, instalados em todos os bairros. Escutei relatos sobre a vida nas prisões de Cuba, por uma mulher admirável, que me hospedou, enquanto juntava os trocados para visitar o filho preso, a cada 15 dias.

O que está acontecendo em Cuba é uma tragédia humana que um dia será contada. A Anistia Internacional calcula em mais de 200 presos de consciência. Não mataram, não roubaram, não desviaram dinheiro. Ousaram falar, escrever, questionar.

Orlando Zapata Tamoyo passou por uma longa agonia, e morreu às vésperas da chegada de um presidente que foi preso porque liderou operários, em busca de liberdade.

Zapata não se deixou morrer, presidente Lula.

Ele tinha a mesma fome que tenho, e que jamais saciou: de liberdade.

Samarone Lima é jornalista e publicou recentemente o livro “Viagem ao Crepúsculo”, sobre a vida em Cuba, no cinquentenário da revolução.

246 Comentários + Add Comentário

  • Abaixo a hipocrisia e a omissão, valeu Samarone.

  • Lula, de vez em quando, mostra sua verdadeira cara…

  • Q caiam todas as ditaduras ainda insistentes e resistentes, e q ñ ressurjam as de triste lembrança para todos nós.

  • Parabéns, Samarone Lima.

    Essa é a única verdade a ser dita sobre cuba e seus admiradores.

  • Essa foto, na clipagem, do bandido lulla sorrindo debochadamente é a maior baixaria que já vi desse meliante.

    Deveria estar nas capas dos jornais de todo o mundo para que vissem sua verdadeira cara suja.

    • O amigo está usando meu nickname.
      Porém, como estou percebendo que comunga do mesmo nojo que eu ao bandido cachaceiro, fique à vontade para compartilhar comigo esse nick.

  • Concordo com o autor do texto. mas como alguém diz que conheceu “de perto a azeitada máquina repressiva cubana” se ficou apenas um mês lá.

    • Pra conhecer uma um estado totalitáro, basta apenas algumas horas em seu terrtório.

    • Confio no julgamento dele. Mesmo tendo passado apenas um mês, certamente ele conhece melhor que alguém que nunca foi lá e (diz que) leu sobre o assunto.

  • Perdeu uma boa oportunidade de se colocar a favor da Democracia o nosso presidente. Mas as novas gerações lembrarão de um cara que morreu justamente para que nós soubéssemos desses absurdos, que lutou pela liberdade

  • Samarone, que seus textos possam ser utilizados em sala de aula pelos professores de História que desejem contrabalançar o silêncio e a conivência de nossos intelectuais com a ditadura cubana!

    Parabéns pela coragem!

    • É um tricolor santacruzense, la das bandas do arruda.

  • Sugiro a substituição de alguns link à direita.

  • Os editores não quiseram escrever sobre o assunto, acho que para não desagradar certo público deste blog. Mesmo assim estão de parabéns por permitirem que Samarone pudesse fala sobre a ilha e sua tirania , de forma tão clara,objetiva e sem arrodeios.

    • Zanelli,

      Não foi para não desagradar ninguém que não escrevemos. Nunca escondemos aqui nossa opinião de que Cuba vive sob um ditadura sanguinária. Mas preferimos deixar esse assunto em particular nas mãos de quem esteve recentemente na ilha e conviveu com os cubanos de verdade. Samarone me avisou que queria escrever sobre o tema e esperei por seu texto. Só isso.

  • Por onde anda os admiradores de Lula, que sempre estão aqui assiduamente. Tiraram férias, foi ?

    • Estão lá no meu post, exercitando a retórica!

      Melhor para mim, que desenferrujo a minha! :)

    • Zanalli,

      aí está o maior defeito de admiradores lulistas: fecham os olhos para esta postura (como em outros casos políticos e éticos) absurda do presidente.

      Não estão aqui, pois não têm como contra-argumentar nada. Quando não são covardes e se calam, no máximo tentam contra-argumentar apontando o dedo para seus opositores.

      Não conseguem olhar para o próprio umbigo e fazer uma reflexão crítica das ações e posturas de Lula. Dizem e sempre dirão: “Amém, Lula”.

      • *Zanelli

    • Sou um admirador de Lula, não chego a ser um defensor, mas o classifico entre os 03 melhores presidentes que já tivemos!
      Mas ele errou, e errou feio.
      Em breve ele vai sair com esta, ” esqueçam que visitei Cuba”.

      • Boa, Mauro! rs
        E ainda bem que ele está entre os 3 melhores, pois presidentes eleitos com voto do povo, só tivemos: Fernando Collor (depois assumiu Itamar Franco), FHC e Lula.

        • Ei, André.

          Tivemos vários outros eleitos diretamente entre o intervalo da Monarquia e das ditaduras (Vargas e Militar).

        • Verdade, Bahé. Estava me referindo à história recente, pois eu mesmo não tenho como julgar os presidentes eleitos da monarquia e das ditaduras.

          Abraço.

        • * entre o intervalo da Monarquia e das ditaduras

  • De fato Lula perdeu uma oportunidade preciosa de defender a liberdade. Preferiu falar coisa inócua e medrosa, criticando a forma de Orlando protestar ao mundo.

    E gostaria de lembrar que não é só Cuba que vive essa opressão tirânica: nossa querida China também é uma gigafortaleza do totalitarismo, onde milhares de pessoas são torturadas e morrem sem nosso conhecimento, onde liberdade é uma palavra proibida (a não ser que seja a liberdade dos empresários de explorar seus empregados que pouco ou nada contam com a proteção dos direitos trabalhistas).

    Lula deu um FAIL tremendo agora, mas eu gostaria de ver os mesmos direitistas que criticam Cuba criticar o regime capitalitário chinês e a ditadura militar contemporânea à nossa que elevou a Coreia do Sul ao desenvolvimento com o alto preço da supressão da liberdade.

    • Coréia do Norte e China são regimes COMUNISTAS (DE ESQUERDA).

      • China, só se for a esquerda estadunidense.

        O sistema político é sim de molde socialista, mas a política aplicada é quase completamente de direita. E daquelas direitas militares e desenvolvimentistas.

        • Caramba, que profundo desconhecimento da história da revolução chinesa. As alianças com a USSR e até com Cuba, etc.

          Dá ZERO pra esse cara..

        • Quem tá mais certa hoje é a China, mesmo fazendo todos os errados possíveis, pois, desta forma, garantem aos poucos o futuro certo :D

          Direitos humanos? Liberdade? Democracia? Ah, foda-se, apenas quero o melhor pro seu futuro. Eu não te permito sequer sonhar por que já sonho por você :P

    • Ditadura Sul Coreana? A que existiu entre os anos 60 e 80, você quer dizer?

      A única motivação convincente para uma ditadura é precisamente evitar uma pior. Durante o período militar brasileiro a oposição não era ao regime militar per se, mas ao regime militar opositor. De modo geral, nossos guerrilheiros lutavam por estabelecer sua própria ditadura à cubana aqui. E essa era precisamente a situação na coreia, com o agravante de que a metade norte já tinha, de fato, caído para a “ditadura do proletariado”.

      • Pra evitar o terror de uma ideologia, aplicam a ideologia contrária, mas com o mesmíssimo nível de terror. Interessante a filosofia…

        Seja de ultradireita, seja de ultraesquerda, ditaduras são todas terríveis. Com o diferencial que a ditadura de ultradireita tinha (talvez ainda tenha) muita utilidade pro governo estadunidense, enquanto as de ultraesquerda faziam o deleite da hoje extinta URSS.

        E sim, foi essa a ditadura a que me referi.

  • Samarone, bingo!

    Não só você, como muitos lamentam também essa postura deplorável do “cara”.

    A política externa e de diplomacia brasileira é uma vergonha. Ninguém sabe quem é que manda, se o ministro Celso Amorim ou Marco Aurélio top top Garcia.

    O fato é que o comportamento de Lula neste caso específico de Cuba mostra muito bem o quão oportunista ele é (assim como a política externa brasileira). Ele fala (ou deixa de falar) o que àqueles que estão ao redor querem ouvir (ou não). É um malabarista das palavras (e do silencio!). Meteu o pau na ONU, EUA e Europa inteira no último encontro dos líderes da américa latina. Ano passado, o tom na sede da ONU foi bem diferente. Ué, o Brasil não estava reivindicando um assento permanente no conselho de segurança da ONU??!!! Por que a sanha toda contra quando está fora de NY?

    Vai visitar o ditador “light”(só na vista dele) do Irä em Maio e, podem ter certeza, o discurso estará pronto para afagar o facínora e seu país, mas nem tanto assim, para a fita não queimar tanto assim com o mundo inteiro.

    Para Lula, a democracia parece algo relativo. Se for para seu benefício, é ótimo. No Brasil é essencial. Porém, em outros países como Cuba, Ira, Venezuela, Honduras, etc, nem tanto assim.

    Pra mim, a maior decepção política da história brasileira chama-se Luiz Inácio Lula da Silva.

    • ñ manda nenhum dos dois citados: quem dá as cartas, na verdade, é Samuel Pinheiro Guimarães…

      • Angel, esqueci desta figura maravilhosa.. Obrigado pela lembraça!

        Estamos muito bem de política externa, hein… Samuel mandando, Amorim e Garcia assossorando e Lula falando…

        Abraço

        • *lembrança

    • André,

      Agora que vc falou do Ahrmadinejad (sejá lá como se escreve), é mesmo curiosa a brandura de nosso presidente com ditadores de esquerda e a postura de galo de rinha com os supostos “imperialistas”.

      Fica parecendo que o autoritarismo e o desrespeito aos direitos humanos (tão em moda nas discussões atuais) são aceitáveis quando o país é pobre e o ditador defende ideologias simpáticas ao nosso governo.

      • Detalhe, não estou dizendo que hrmadinejad (sejá lá como se escreve) é de esquerda, mas que seu perfil se encaixa naquela idéia amorfa de “oprimido”, embora oprimido, de fato, seja o povo por ele. Mas isso é mero… detalhe. Coisa de ocidental.

      • Amanda,

        é exatamente esta a postura de nossa política externa. Ideologicamente oportunista. É um absurdo completo. Por isso que acho que a democracia, o estado de direito para o governo Lula são relativos.

        Aguardemos sentados em nossas casas, sofás, com pipoca e guaraná o discurso de Lula no Irã. Certamente será mote para debate aqui no Blog e em bares, etc.

        O nome daquela belezinha de ditador é Mahmoud Ahmadinejad. Quase acertou! :) Quer dizer, você acertou, pois parece que o “H” tem som de “R”. Eu também não sabia soletrar e filei na internet.

        Abraço!

        • André Falcão,

          Seja rápido e responda: para qual país e/ou governante a democracia e o estado de direito são absolutos? Não basta chutar, vai ter que provar e dar nomes aos bois.

          Só a teoria é absoluta, a realidade é relativa mesmo e mutável. Principalmente quando o poder político está envolvido. Não há santos nem puros na política internacional.

          Isso é ingenuidade mesmo ou oportunismo? Esse blog tem tanto especialista que faz gosto.

        • Prezado Arthemísta,

          nem teoria é absoluta, quanto mais um país ou governante que pratique a democracia e o estado de direito em forma absoluta. Não sou bobo, nem você, nem ninguém que frequenta esse blog.

          Agora nós como cidadãos temos que ter um norte em nossa postura, politicamente falando neste caso. A minha é essa sim, da democracia e do estado de direito. Qual é a sua afinal?

          Quando líderes reconhecidos mundialmente, como Lula, derrapam feio neste sentido, temos que criticar sim. Criticar não, ter nojo, abominar.

          Engraçado que você não fez nenhum comentário sobre o mérito da questão que o artigo do jornalista levantou: a postura de Lula em Cuba. Muito interessante.

          Desculpe-me, mas não seja você oportunista com seu comentário.

        • Pois é André,

          Samarone criticou e veja a diferença entre o que ele escreveu e você.

        • A propósito, meu nome é Arthemísia e sou do sexo feminino.

        • * Correção: fez sim comentário sobre a postura de Lula. Concordando comigo e com a maioria. Ainda bem. Ah, o nome é Arthemísia e não Arthemísta.

        • Ah, e desculpe-me se não tenho o talento poético do Samarone nas palavras. Sou mais direto, preto no branco. ;)

          Prazer, Arthemísia.

    • Neste último ponto, concordo contigo André.
      Lula tornou-se uma grande decepção política (e talvez a maior) pelo fato de não ter demonstrado, ou não ter concretizado o que antes se esperava dele!
      Mas essa postura de não tomar completamente partido entre os sanguinários ditadores capitalistas ou sanguinários ditadores comunistas e terroristas, soa mais para mim como uma atitude de soberania. Mostra que, apesar dos pesares, o Brasil vem tentando governar, antes de tudo, para o Brasil, e que não quer se integrar à nenhum desses blocos monstruosos.
      Faço essas perguntas à todos:
      Será que apenas em Cuba ou na China existe ditadura? Sou brasileiro e não me sinto nem um pouquinho livre! Não me sinto cidadão, nem possuidor de direitos políticos (muitas vezes, nem possuidor de direitos civis). Que direito político eu tenho se só me resta tirar um governo que eu não gosto e colocar outro que talvez venha à gostar?
      Tenho certeza que muitos Argentinos, Sul-Africanos, Indianos, Mexicanos etc. se sentem como eu!
      Que Estado está livre, hoje em dia, para tomar seu próprio caminho? Será que os famintos e despossuídos dos países pobres africanos, asiáticos e sul-americanos gozam de liberdade?

      É necessário repensar o que é liberdade!
      Não é só Cuba que vive uma realidade desumana!
      Não vamos esquecer que quem realmente governa o mundo (Banco mundiais, Organizações Mundiais de Comércio, empresas Multinacionais etc.) não foram constituídos para trazer liberdade ao homem. Nenhum desses organismos são democráticos! Quem elege representantes nesses organismos?

      Fica aí a provocação!
      Espero que vocês comentem!

      • Concordo totalmente com vc, Otávio Augusto. O texto do Samarone é muito bom, porém acredito que a postura do presidente brasileiro seja de respeito à soberania dos países, mesmo que suas ações sejam abomináveis.
        Antes do Lula tomar algum partido, é preciso pensar sobre os interesses brasileiros. Não é interessante para o país sair em defesa de determinado bloco e prejudicar as relações com outro, principalmente num momento de economia globalizada como a atual, onde se faz necessária a diplomacia para fazer negócios.

        • Laís,

          corrija-me se minha observação sobre seu comentário esteja errada: da forma que você fala, parece então que os fins que beneficiem o Brasil justificariam os meios. Sem distinção.

          Neste caso, da soberania, uma coisa é respeitá-la, a independência de Estados. É óbvio que isso deve existir, pois caso contrário, teríamos guerras a cada semana.

          Outra coisa é representar e ter um posicionamento, como chefe de uma nação, frente a, por exemplo: Estados que esmagam dissidentes (presos de consciência!), como Cuba. O Zapatta foi preso por estar em uma manifestação contra o regime cubano. Foi condenado por isso a apenas 30 anos de cadeia. Só isso. Passou 8 até morrer. E foi torturado constantemente na cadeia. Mesmo que não fosse (pois eu não tenho como provar), o absurdo já estaria instalado.

          Ora, qual o posicionamento do Brasil e seu de líder sobre isso? Lula chegou em Cuba no dia em que o cara morreu! Entende que não tem nada com soberania? Nada!

          Então quer dizer que, digamos, em nome de supostos acordos ou interesses benéficos ao Brasil, este e seu líder devem ser omissos sobre seu posicionamento? Nossa…

          Não é Lula e seu governo que querem implementar a comissão da verdade (o que eu concordo), dentro do PDH 3 para esclarecer tudo sobre os desaparecidos da ditadura militar brasileira?

          Ora, aqui no Brasil, nosso grande líder quer descobrir a verdade de como essas pessoas desaparecidas (mortas) desapareceram, mas, já em Cuba…humm…nem tanto assim…não chame Lula para opinar sobre a ditadura de seu muy amigo Fidel e seu irmão Raul. Ele não se mete nisso. Veja que contra-senso!

          Por isso que venho dizendo o quão oportunista é nosso presidente. Ele de fato faz juz à máxima: os fins (quaisquer que sejam) justificam os meios (quaisquer que sejam). É um oportunista, malabarista das palavras e do silêncio também. Ele me envergonha!

          A mesma coisa em relação a, por exemplo, o Irã. Lula afaga (e vai afagá-lo quando for lá em Maio. Vai falar o que ele quer ouvir, mas nem tanto assim, pra não se queimar com o resto do mundo) um indivíduo que nega a existência do Holocausto, que quer de fato varrer do mapa Israel e que esmaga também qualquer voz contra seu governo, seu regime. Lula afaga em nome de que?

          Lula está, em minha opinião, muito longe de ser um estadista. Não é. O que Lula faz (e não faz) nestes exemplos é algo imoral!

          Brada pelos direitos humanos no Brasil, mas cala-se ou culpa, olhe só, o Zappata por sua morte, alegando que ele não deveria fazer greve de fome, tadinho. Fidel e Raul não têm nada a ver com isso..

          Abraço.

        • Que repetição de argumentos… E que análise maniqueísta esta tua André!
          Acho que vou repetir também!

          Não quero defender Lula, pois considero seu governo uma decepção também! Muito menos o que ele disse em Cuba!
          Quero defender aqui, mais uma vez, a postura geopolítica (que a meu ver é SOBERANA) do Brasil, perante a não-adesão do ‘bloco do bem e o bloco do mal’ que aqui se tem falado.
          O bloco do bem, de nossos prestativos amiguinhos ricos e imperialistas do norte; e o bloco do mal, o dos sanguinários ditadores comunista e terroristas (porque para muitos é a mesma coisa).
          Claro, é desumano tudo o que ocorre em Cuba, é profano e imoral o que diz Ahmadinejad etc. Mas é humano o que é praticado pelo bloco do bem? É humano o neoliberalismo? É humano a sociedade de consumo que tá destruindo o pleneta? É humano crer que estamos condenados à guerra incessante?
          Se eu fosse um “estadista”, que me preocupasse antes de tudo com o meu país, não escolheria nenhum desses lados!
          A parcialidade do Brasil é uma estratégia inteligente. Pois mediadores de conflitos não pertencem à nenhum bloco!
          E isso não é oportunismo. É mostrar que o Brasil não compra briga de ninguém. É mostrar que estamos tentando não nos converter em nenhuma das duas grandes religiões do mundo: os sádicos comportadinhos e os loucos subversivos.
          Por sinal, o mestre dos oportunismo tá aí e ninguém o acusa (ops, é até pecado falar dele aqui, é arcaico e repetitivo!).

        • Poxa, Otávio, o que eu não disse não chega nem perto de maniqueísmo.

          Acho que o povo aqui está com dificuldade de tratar do fato especificamente. Sempre tem que ter um “mas”, “porém”, etc. É aquela coisa de ver Lula como herói.

          Vamos lá e prometo que pela última vez, pois você reduziu meu comentário ao maniqueísmo ;) :

          Em algum momento classifiquei quem é bom ou mau? Em algum momento fiz elogios a “algum amiguinho imperialista do norte”? Ou amiguinho “socialista” do sul? (que por sinal, acho esse linguajar bem requentado e inadequado).

          Eu tratei do fato e da postura de Lula em relação a isso. Ponto.

          Não condenei em nenhum momento acordos meramente econômicos (exportações e importações, por exemplo) entre países como Brasil e Cuba, Brasil e Irã, mas sim contradições em relação a postura do presidente dependendo do interesse dele ou do Brasil (isso é imoral!).

          O aspecto do Brasil aderir ou não Blocos não é objeto de discussão aqui (e nem foi isso que comentei).

          A questão é: a postura de Lula. E você também ficou e está decepcionado com ele e seu governo. Ponto.

          E que bom que você, eu e muitos aqui condenaram esta postura. Não por simplesmente concordar comigo, mas por que esta é uma postura INDEFENSÁVEL.

          Abraço.

        • Desculpe-me André, sentí isso em seus argumentos! Tenho sentido isso em todos os argumentos das pessoas que não apoiam o governo Lula.
          Tá uma politicagem sem tamanhos!
          Tenho visto pessoas criticar o governo vigente em todos os aspectos, como se não houvessem alguns avanços. Ou então criticar a oposição, como se ela também não contribuísse (ou já contribuiu) para alguns avanços.
          Isso sim eu considero maniqueísmo. Lula é ruim ou Lula é bom! Isso é mal ou é bom!
          Existem grandes diferenças entre Lula e a oposição?
          Existem, na verdade, aspectos ruins e aspectos bons!
          Em minha avaliação, o governo Lula é uma decepção porque não concretizou o que se esperava dele! Simples! Ele não trouxe a mudança estrutural que muitos setores acreditava que ele iria trazer! E que eu particulamente esperava também!
          Ainda assim, eu não me arrependo em ter votado nele! Ele tem se saído, apesar dos pesares, melhor que a antiga gestão! Mas não sou boboca em crer que seu governo é uma maravilha!

          Vou só repetir mais uma vez minha opnião quanto ao que Lula afirmou em Cuba, pra ninguém também repetir que eu não estou opnando sobre esse assunto!
          “Lula Foi Muito Infeliz!”

    • André, navega contra a maré.

      “A maior decepção da politica da historia brasileira se chama Luiz Inacio Lula da Silva”

      Este é o pensamento que devemos respeitar, pois faz parte de uma minoria. Por certo uma minoria que
      se acha inteligênte.

      A maioria “burra” aprovou a maior decepção na política do pais.

      Tanto, que elegeu Dilma.

      Lula, respeitado no mundo todo a ponto de receber as maiores homenagens, no Brasil ainda tem 6%
      da população, que continuam sem exíto a o detratar. (salvo engano já diminuiu para 4%)

      Como a unanimidade é burra, estou nela.

  • Grande Samarone, bom ler esse contraponto tão crítico e preciso ao seu lado sempre poético.

  • Parabéns Samarone Lima, por romper este silêncio ensurdecedor, que machuca e incomoda àqueles que prezam a democracia e a LIBERDADE, ditaduras são a escória da humanidade, seja ela de qualquer matiz ideológico. Quanto ao Lula, esse não me surpreende nunca.

  • PERFEITO!!!!

    Para mim, o maior escândalo MORAL do governo Lula, uma nojeira internacional. Pior que dinheiro na cueca do irmão de Zé Genoíno, do toco recebido pelo burocrata dos Correios, do irmão de Lula pedindo propina, etc.

    Nem parece o presidente enfático e xerifão que queria destronar o gorila Micheleti de Honduras para por o gorila Zelaya e a comparação é inevitável, posto que Lula declarou que queria democracia, que a ONU e a OEA não podiam aceitar o novo governo, etc.

    MAIS IMPORTANTE: quem escreveu o texto! Agora eu quero ver alguém acusar Samarone de ser “filhote da ditadura”, “filiado do DEM ou PSDB”, “elite intransigente”, etc. É APENAS UM CIDADÃO INDIGNADO COM MAIS ESSA ESTUPIDEZ DO GOVERNO BRASILEIRO.

  • Há alguns argumentos que se tornaram o leitmotiv das pessoas que se opõe ao regime cubano: 1) em Cuba não se respeita os direitos humanos; 2) a pobreza de Cuba decorre da adoção do regime socialista. Sobre o primeiro, repetirei a frase lacônica do Assessor de Assuntos Internacionais Marco Aurélio Garcia: “há problemas de direitos humanos no mundo inteiro”. Nada mais elementar – basta consultar a Vikipédia: “O National Geographic Channel divulga um documentário intitulado Inside Guantanamo sobre a prisão estadunidense na ilha cubana. Ex-guarda de Guantânamo detalha crimes cometidos em prisão, incluindo o transporte dos detentos em jaulas, abuso sexual cometido por médicos, variados tipos de torturas, espancamentos brutais que deixavam o chão encharcado de sangue, desrespeito às práticas religiosas (fazer o detento comer carne de porco ou assistir profanações do Alcorão) e detenção de crianças”. Se lá mesmo em Cuba os EUA praticam tais barbaridades, como não concordar com Marco Aurélio? O segundo argumento é o da pobreza de Cuba, que decorreria diretamente da adoção do regime socialista. Então eu pergunto: e a China, por que cresce tanto? E o Haiti, tão próximo de Cuba, que nunca foi socialista e, aliás, foi dominado pelos franceses e norte-americanos? Nessa seara dos direitos humanos há muita hipocrisia. Uma conhecida minha chorou ao ver o muro de Berlim, anos atrás. Será que ela teria a mesma sensibilidade vendo o muro construído por Bush entre o México e os EUA?

    • Amanda, Zanelli, Angel e os outros que elogiaram o artigo do Samarone,

      perceberam agora meu argumento no meu primeiro post?

      Pergunto a todos, alguém aqui (em todos os comentários) defendeu as práticas americanas de tortura em Guantanamo? Alguém aqui defendeu o regime social totalitário da China? Alguém aqui fez elogios ao “muro” de Bush? Ah bom. Até porque não era o foco do debate.

      Como falei, é difícil confrontar o fato, muito mais complicado olhar para o próprio umbigo… Assim são os admiradores de olhos fechado de Lula.

      Meu argumento foi comprovado!

      • Mas até agora só se falou de Cuba, como se este país fosse o único (por ser Comunista) a não ter liberdade.
        Pra falar de opressão não precisa ir longe não. Basta sair de casa (se você mora em Recife).
        O que estamos tentando mostrar é que assim como não há liberdade no totalitarismo camuflado de socialismo em Cuba, também não há em lugar algum! Muitas vezes até nos países centrais!
        Não vamos esquecer que o totalitarismo camuflado de socialismo e o terrorismo são apenas respostas à uma situação de opressão já preexistente.
        Típico de nossa época: A causa dos males se apresentam como solução!

        • Concordo com você Marcelo de Matos!

        • Prezado Otávio,

          concordo plenamente com você no que diz respeito a de não precisar ir longe para detectarmos infrações graves aos direitos humanos. Encontramos infrações semelhantes em Recife, Havana, Caracas, New York, Pequim, Paris, Caruaru, etc. É fato.

          É aquela coisa da tentativa de argumentação “oportunista” da Arthemísia, querendo que eu provasse (bem autoritária, não!) que existe um estado democrático e de direito absoluto. É claro que isso não existe. Somos todos inteligentes aqui, você, Arthemísia (ela me achou oportunista, não bobo) e eu.

          Porém, a comparação do Brasil, Argentina, EUA a países como Cuba, China e Irã, por exemplo, sob os aspectos democráticos e de direito, em minha opinião, é completamente descabida.

          Nunca fui, nem vivi nesses três países para comentar aqui em detalhes. Mas conheço pessoas que foram a Havana, como também vivem na China.

          E, além disso, somos inteligentes, e não precisamos de muito para enxergar que tal comparação seja indevida.

          Você pode ter certeza que o Recife, com todos os seus problemas sociais, econômicos, etc é um paraíso, comparando-se a Havana e Pequim.

          O fato é: o que norteia as ações governamentais de um país: a democracia e o estado de direito? Ou o “social totalitarismo” de China e Cuba?

          Com todos os males da nossa querida Recife e lindo Brasil, eu não os trocaria por nada!

          Abraço.

        • Um exemplo simples, Otávio: este blog aqui nunca teria a chance de existir em Cuba ou China. Você e eu não teríamos vozes ou direito a opinar. Entendeu o drama? Apesar dos vários pesares de nosso país e cidade onde vivemos, nossa liberdade é bem mais concreta. É fato.

          Abraço.

        • Não seja leviano, André.

          É claro que esse blog poderia existir em Cuba. Mas haveria um filtro para que ninguém dentro da ilha pudesse acessá-lo, assim como filtram o blog da Yoani Sanches. E nós leváriamos uma cambada de pau da polícia política toda semana, como fazem com a Yonai e seu marido.

        • Desculpe, Amanda, por tamanha leviandade com a ilha de Fidel :) .

        • Sei o que você quis dizer André. E você tem toda a razão! Em Cuba, ou na China seríamos rechaçados pelo simples ato de externar nossas opniões!
          Eu quis chamar a atenção para que não incorrêssemos o erro de achar que tudo o que não diz respeito ao modelo cubano ou chinês (totalitarismo camuflado de socialismo) é liberdade! Isso é ver as coisas de maneira muito parcial. Além disso, não podemos achar que o Brasil é um exemplo. Isso é adequar o ideal a situação presente. É inviabilizar a possibilidade de se vislumbrar algo melhor! E eu creio que todos nesse blog sonham com um ‘mundo melhor’ (que romantico!).
          Discordo contigo em gênero e grau quando tu diz que Recife é um paraíso em relação à Havana e Pequim (quando o assunto é liberdade). Isso é negligênciar ou pelo menos não ter a noção exata dos nossos problemas sociais e econômicos!
          Eu não considero paraíso uma cidade onde diversos (não sei o dado, mais sei que são muitos) jovens são mortos por conta da desigualdade social e falta de perspectiva. Você se sente livre em sair de casa à noite? Sabe quantos assaltos ocorrem todos os dias? Porque eu me sinto um prisioneiro trancafiado na minha jaula aqui no Cordeiro!
          Posso te afirmar com toda certeza que Havana e Pequim não sofrem com esse tipo de problema!
          Entenda, não quero cometer a hipocrisia de considerar Havana e Pequim (ou qualquer outro ‘reino do mal’) como boas cidades. Só quero que as pessoas não tomem como um exemplo, ou um modelo ideal a se perseguir, uma situação que por vezes chega a ser semelhante!
          É bom refletirmos também: que liberdade existe fora de Cuba?
          Que liberdade política eu tenho, por exemplo, aqui no Brasil, diante desse nosso modelo de ‘democracia representativa’, que na verdade funciona mais como uma oligarquia liberal? Se minha participação política limita-se ao voto? Quem no Brasil se identifica com seu representante? Quem no Brasil participa do debate público, uma vez que o povo foi excluído deste desde a antiga república?

          Quando me referí à Argentina, Africa do Sul etc. no post anterior, quis chamar a atenção para todos os países subdesenvolvidos que, como o Brasil (pelo menos por muito tempo), nunca soube o que é soberania. Nunca teve a liberdade de trilhar os próprios caminhos. Tendo de seguir rigidamente as regras e prescrições “delicadamente sugeridas” por nossos ricos amigos do norte! Prescrições essas que sempre nos foram sugeridas como única alternativa! Único caminho histórico!
          Isso é liberdade?

          É bom refletir sobre isso também!

          Sei que estamos numa situação ‘melhorzinha’ comparado à Cuba! Mas não podemos achar que isso aqui é boml!

        • Complementando: Claro que Pequim e Havana sofrem com a violência urbana a qual nossa cidade também sofre, mas não com a mesma intensidade (proporcionalmente falando).

  • O post é bastante pertinente. Não gosto de ver ninguém morrer em vão, seja por vontade própria, seja por imposição. Não acho necessário o sacrfício da vida de ninguém por nenhuma causa, mas existem milhares de pessoas que pensam diferente de mim e eu respeito. Eu não morreria por nenhuma causa, mas é uma opinião particular, que não pode ser universalizada. Do mesmo jeito que acho que Guevara não deveria ter morrido pela suposta libertação dos povos latinoamericanos, Zapata não deveria ter morrido por sua própria libertação ou do povo cubano. Será apenas mais um mártir na lista dos direitos humanos, enquanto o mundo seguirá seu caminho sanguinário em nome da democracia, da liberdade de mercado, de Deus, seja lá do que for.

    Eu defendo o governo do presidente Lula e não me arrependo de ter votado nele. Isso não significa concordar com tudo o que sai de sua boca, pois eu não fiz pacto de vida nem de morte. Não concordo com sua postura em relação a Cuba, mas não sei o que tem isso a ver com o Irã ou com Honduras.

    Pena que uma opinião tão bem expressa como a de Samarone tenha sido seguida por comentários que desrespeitam até a memória do morto, salvo raras exceções.

  • Sugiro que Amparo Araújo, coordenadora de Direito Humanos da Prefeitura do Recife organize um protesto contra a morte de Zapata no monumento Tortura Nunca Mais, na rua da Aurora.

    • Espera deitado.

      • Amanda,

        viu como o povo foge do fato e objeto da discussão? Olha aí, o Antonio. Jesus.

        • Falam tudo, mas não falam o que pensam da posição de Lula diante da morte do cubano.

          Daqui a pouco vão colocar até receita de frango à cubana aqui, mas sobre Lula… nem um piu.

        • André Facão, responder o que?

          Não espere deitado. Pois tentar agredir o melhor presidente deste pais, com o morte
          planejada de um cidadão que nada tem a haver com Lula que era o presidente na época.
          Já pensou, Lula hospede de Cuba, passa a criticar o que ali acontece. Onde já se viu, na
          casa dos outros como convidado, você criticar o almoço ou jantar que lhe foi servido.

          Mas, para criticar Lula, tudo vale.

          Já pessou se todos os presidente se metessem na política de outro país. Isto fica para os
          Estados Unidos. Você não teve tempo de criticar as interferências americana nos paises que não fazem parte dos seus aliados e subjulgados.

          Peço retirar que O POVO (nuna demostração de preconceito) foge das dicussões.
          Só quem pode participar é a pequena elite, que hoje é minoria.

          Desculpa, se faço parte do POVO.

  • Bom seria que os que tentam associar Lula a morte por vontade própria de um preso político cubano e não braileiro, esquecem que acontece na própria Cuba, em Guatámano. Até falam em escândalo moral, como se o nosso presidente tive algo a ver com um suicida. Falam em estupidez do governo brasileiro. É para rir do comportamento desta gente.
    Em Guatámano onde existe tortura, mal tratos e e violação dos direitos humanos, não vejo ninguém tocar no assunto.

    Os que falam em estupidez, escandâlos, falem sobre os presos de Guatámano. Lula e o governo brasileiro não prendeu ninguém, nem mandou torturar como fazem os americanos.
    Onde está o escandalo, e a estupidez.
    Por certo se encontra, em que tem a desfarcatez de escrever este tipo de comentário.

    Além do mais, não é só o Brasil que mantém relações com Cuba. Para esta gente só vale relações com o Estados Unidos e os terroristas que estão no Iraque e no Afeganistão,
    matando civis indefesos.

    • E o que você acha da posição de Lula frente à morte do cubano?

    • Os americanos prendem terroristas…que são financiados por estados terroristas ( tipo Irã ) . estes terroristas não estão oficialmente vingulados como soldados a nenhum governo ou estado. Logo ficaria impossível puni-los se fossem usados os meios convencioais dos regimes democráticos. Cuba executou 17 mil dissidentes, que não cometeram nenhum crime, apenas pensaram diferente. Não tem em Guantánamo um único inocente, contra todos há indicídos de que são terroristas. 83 mil pessoas morreram tentando sair de Cuba. Tetanto sair do paraíso de ficção criado e apoiado por aliados tipo Lula. )

      • “…criado e apoiado por aliados tipo Lula”.
        Agora Lula criou o regime Cubano??

        “Não tem em Guantánamo um único inocente”
        Fala sério. O cara sabe de tudo.

        O pior terrorismo é o terrorismo de Estado.
        Os EUA são um Estado terrorista.

        Na nossa história tupiniquim, a maior vergonha recente foi os milicos, subordinados aos EUA, fazerem atrocidades covardes contra civis.

        • Carlos,
          queres dizer então que todos os presos politicos cubanos são criminosos né? então tu também sabr de tudo.

        • Eu disse isso?

  • Vou reproduzir a frase aqui de Gustavo Santos, constitucionalista que foi meu professor:

    “Quando penso na Revolução Cubana, sou um convicto socialista. Quando olho para Cuba hoje, encontro minhas convicções liberais.”

  • Acho que Lula foi coerente ao dizer que, hoje não faria mais greve de fome como fez. O que ele está muito certo. Só que os oposicionistas sem vez e derrotados, por não encontram como denegrir o seu presidente se aproveitam de um fato de uma pessoa haver morrido por greve de fome por sua total vontade, considentemente na sua visita à Cuba. O tema, vamos tirar proveito do fato e termos um orgásmo coldetivo.

    Não foi preciso frango a cubana, pois não dei um piu, dei um berro contra ests pessoas que vivem a denegrir o seu presidente. O motivo é ums só, ele deu certo e hoje é considerado o melhor presidente que o pais já teve.
    Isto incomoda esta gente.

    Agora vai a pergunta, o que acha de Guantámano, onde os direitos humaanos não são respeitados e não existe tortura e prisões ilegais.?
    Quem acha um escândalo e estupidez Lula haver dito que a pessoa não deveria tirar a sua própria vida, fica calado com relação as atrocidades perpetradas pelos governos que não tem respeito pelo o ser humano.
    Ninguém falar na sentença de morte no Estados Unidos e na Arábia Saltida,(aliado dos americanos) mas se preocupam com a sentença de Cuba e do Iran. Estes paises matam porque são governados por ditadores, os Estasos Unidos e seus aliados matam porque têm direito sobre a vida humana.

    HIPÓCRITAS……

    • A gente perguntou primeiro.

      Você disse que acha coerente o presidente ter dito que não faria greve de fome. Mas a posição dele, de não criticar a violação aos direitos humanos em Cuba, o que acha? Nossa pergunta é essa.

      Se você quer saber o que os outros acham de guantanamo etc., por que não responde primeiro? Se você não responde, ninguém é obrigado a lhe responder.

      • Os 2 violam os direitos humanos. A questão é que as polianas de vermelho entram em êxtase quando o Presidente fala mal dos EUA. Mas defendem-no quando ele se omite em relação ao caso Cubano. Se entram em transe quando ele fala dos EUA deveriam exigir que ele tivesse o mesmo discurso sobre Cuba visto que nos 2 casos temos violação dos direitos humanos!

      • Oh, Antonio, responde… Quer dizer, a sua não resposta já é a sua resposta ;) .

    • O post acima não foi escrito por mim.

      Mesmo concordando com alguns pontos, me sinto na obrigação de o negar.

  • As críticas a Cuba e à postura de Lula nesse caso são corretas. Como todo político, Lula é parcial e contraditório.

    Cuba há muito deixou de ser um exemplo e hoje é uma ditadura anacrônica, onde o poder passa de irmão para irmão e não há liberdade para nada.

    Mas é preciso analisar porque se chegou a esse ponto. Pra mim, os EUA são um dos grandes culpados, com suas inúmeras tentativas de assassinar Fidel, a invasão da Baía dos Porcos, o criminoso embargo econômico, o apoio irrestrito à Máfia de Miami, etc etc etc.

    Não é nada fácil ser democrata quando a mais poderosa potência da História (que ADORA ditadores quando é conveniente) está a 150 km de distância tentando te matar.

    Na época da revolução, Fidel não era nem propriamente um comunista. Era um nacionalista, que livrou seu país de (outro) tirano bem pior, um lambe-botas dos EUA que tornou Cuba num cassino. Só após a virulenta reação americana, ele se aproximou da URSS. O PC cubano só foi fundado seis anos depois da revolução.

    Foram os EUA que colocaram Fidel no caminho que ele seguiu. Dá pra absolver Fidel por isso? Não sei. A História dirá.

    Mas obviamente os EUA, que sustentavam Fulgencio Batista e nunca reclamavam da falta de democracia, têm sua parcela muito grande de culpa.

    • A culpa é sempre dos EUA!!! auhahuahuauhauhauh!! É de um simplismo intelectual que chega me deixa emocionado.

      Vcs, esquedistas, são mesmo muito esforçados quando tentam justificar as ditaduras e mortes que seus companheiros causam pelo mundo.

      A única filosofia que vale neste caso é “pimenta do c* dos outros é refresco”.

      Eu poderia pedir para que os esquerdopatas admiradores de Fidel ficassem calados quando se discute a ditadura cubana, mas é melhor vcs escreverem mesmo. É divertido, morro de rir com esses malabarismos retóricos para justificar o injustificável.

      • Se você não quer se depara com opnião contrária a sua, porque está participando de um blog de discussões!
        Toda opnião, mesmo que pareça arcaica (pelo menos pra você), ajuda a contribuir como a verdade!

        Agora você, que já sabe o que se passa, se é o detentor da verdade, porque não sai da discussão?

        Não sou o tipo de esquerdista de que você fala, mas abomino esse tipo de postura anti-dialógica!

      • Algum dia você criticou as ditaduras assassinas que os EUA apoiaram mundo afora, caríssimo e educadíssimo Danilo?

        Vamos lembrar só algumas: Stroessner, Pinochet, Reza Pahlevi, Ferdinand Marcos, Saddam Hussein, Videla/Galtieri, Papa Doc, Medici, Batista, Arábia Saudita, Coreia do Sul, Musharraf etc etc.

        Esse é nosso grande mal. Criticamos os “outros” e esquecemos dos “nossos”.

        Negar a culpa dos EUA na gênese e implantação das ditaduras acima é tão errado quanto fechar os olhos para o que acontece em Cuba.

        • Boa análise Martins.

          Só querem ver um lado e esquecem quem mais viola os direitos humanos.

      • Danilo, Fidel Castro existe devido a Fulgencio Batista, ditador de Cuba a serviço dos Estados
        Unidos, que deseja tornar a ilha um prostíbulo. Fidel fez uma revolução com a finalidade de
        libertar o seu pais do julgo americano, que usava uma pequena ilha em seu proveito.
        Apesar do vergonhoso bloqueio, e a falta de dinheiro, Cuba se superou em saúde, educação
        e esportes. Em saúde é referência mundial.

        O Estados Unidos nada tem de democrático. Recentemente por interesse destruiram o Iraque e
        agora estão em plena campanha para acabar com o Irã. Porque os americanos nunca foram contra o Xá Reza Palezi? O erro do Irã, pais milenar, foi vir a ser comandado pelos os itatolás.

        A culpa é sempre dos Estados Unidos que vivem se metendo na política de outros paises, com
        intuito de os sufocar e tirar proveito. Ainda bem, que o Brasil no atual governo se impoes e não
        deixou continuarmios sendo vassalos. Outros paises da America do Sul seguiram o mesmo caminho, e com isto o Continente melhorou em todos os sentidos.

    • Concordo, Martins.
      Mesmo assim, espero que Lula se retrate do que disse.

      Sobre os reaças de plantão, as viuvas da ditadura, a ditadura brasileira de 1964. O único front deles é Cuba já que aquela cascata de dizer que o PT inventou a corrupção não cola mais.

      Para finalizar, mesmo os EUA impondo um embargo criminoso, isso não justifica as atrocidades, torturas infames e covardias que acontecem lá.

      Por falar em tortura e covardia. Nossos milicos de 1964 não deixam Cuba para trás nesse ponto.

    • Eu queria um Guevara para o Hawaii hoje. Guarde as proporções temporais e verá hoje no Hawaii o que talvez fosse Cuba hoje sem Guevara, Fidel e povo fudido que os seguiu como uma mudança possível…: um falso estado estadunidense. Ilegal, e com alguma peculiaridade para encher de saliva potenciais turistas, com vontade de passar uma lua de mel num lugar “exótico” porém english speaker.

      Na verdade o Guevara que eu queria era outra coisa. Essa foi uma comparação infeliz e um péssimo jeito de iniciar um comentário. hehe

      Lulinha me arrepia às vezes quando me pego assistindo ao noticiário. Considero uma ótima distração, emocionante às vezes (não estou sendo irônico). Eu torci para que ele se referisse aos presos cubanos. Sua declaração talvez tivesse um bom peso nesse assunto, na parte que lhe cabia o latifúndio. Apenas lamentei a posição por ele tomada, e continuei vivendo.

      O atual estado das coisas no Brasil existe pela decisão dos nossos administradores. A rua que eu ando, e eu poder andar nessa rua não foram, prioritariamente, decisões minhas. Nem me importo realmente com isso. Tenho a crença de que minha vida correrá tranqüilamente enquanto for um universitário pertencente à classe média. Não me sinto subjugado em ter meu computador estadunidense, nem os outros eletrodomésticos de corporações multinacionais que compõem o meu lar.

      O que me incomoda (um pouco apenas, é verdade), é a preocupação no sistema representativo daqui ou de qualquer lugar do mundo telenoticiado. A rua da minha casa é esburacada, não tem asfalto, chove e enche de poça, por vezes tem assalto etc. A culpa é sempre do prefeito, é o que falam sempre os meus vizinhos ou qualquer outro morador do bairro.

      Beleza, a um nível consideravel, a culpa é realmente dele. Assim como se carregarmos um pouco mais a lógica piramidal, veremos que a culpa são dos “donos do mundo”, seja lá quem sejam.

      Eu posso culpar ‘os grandões’ tanto pelos buracos da minha rua como pelos ‘prisioneiros de consciência’ ou pela destruição da amazônia. Posso me transformar num grande palpiteiro do mundo sem nunca tirar meus glúteos do chão.

      O problema é que não estamos exercendo política (posso chamar de administração?) no que há por perto de nossos narizes, por que a representatividade sempre nos inocenta a culpa. A representatividade torna a maior parte da humanidade num reclamador, que é a água do cimento da situação global, do macro ao micro.

      Eu não me excluo dessa crítica, OK? Já perdi uma hora lendo comentário por comentário deste post até este do Martins, e ao menos meia hora escrevendo este.

      Ao menos tomo pra mim, no meu dia-a-dia coisas como montar um projeto comunitário para calçamento alternativo da rua, não andar de carro e sempre dizer a todos o motivo disso, policiar o machismo gritante da namorada seus pais e suas amigas, convencer a mãe a não ter ‘empregada’ e ajudar nas coisas da casa, ir na câmara ‘exercer minha democracia’ o pouco possível, e tentar passar as coisas úteis que ‘aprendo’ na universidade para os ‘leigos’ sem apenas parecer curiosidades, para chegarem mais próximos da ‘libertação’.

      Ah claro, no mais eu vivo minha vida com os benefícios que me dá a representatividade e todo esse modelo infeliz de ricos e pobres ao qual eu estou confortável no meio. Sou feliz, por enquanto. Mas não deixo de tentar melhorar as coisas como posso e sem me importar severamente com meus líderes, mesmo radicalmente paulatino. Amém.

      (tomara que alguém leia e comente isso…, que texto grande eu fiz!)

  • Alguns dos DEMOCRATAS (quem quiser que vista a carapuca) que estao criticando Lula sao os mesmos que estariam felizes da vida se Serra ou FHC fossem o presidente do Brasil e tomasse a mesma posicao.
    Eu votei em Lula, mas como a Arthemisia, nao concordo com tudo que Lula faz, escreve ou fala. O que muito diferente de nao concordar com nada que venha do Lula.

    • Alguém falou em democratas, FHC ou Serra? A questão discutido é de âmbito internacional, não tem nada a ver com política partidária. Sempre a mesma tática de desviar o assunto. Ou então admitem com ressalvas, como tentou, fracassadamente o aspone Martins, ao, vejam, só, dizer que é tudo culpa do grande satã, os EUA.

      Por que não comentam sobre o MÉRITO da questão.

      Enfim, basta refletir, pensar e responder à seguinte pergunta:

      Lula agiu certo ao MAIS UMA VEZ se omitir diante da violação de direitos humanos da ditadura cubana?

      Basta dizer SIM ou NÃO sem arrodeios.

      “Direitos humanos” é a expressão mais elástica do atual cenário político mundial. Muda conforme a conveniência. Quando é para condenar os EUA em Guantanamo Bay, logo aparecem as críticas. Quando é para se falar em Cuba, Venezuela, Irão, China, Coréia do Norte, etc, todos se calam. É tudo tão relativo né? Na verdade, todos, incluindo os EUA, estão cometendo barbaridades. Custa algua coisa admitir quandoos crimes dos próprios compadres?

      • Danilo,
        pelo amor de JASPION!
        DEMOCRATAS nao e’ o ex-pfl nao, estou me referindo a algo maior, entende?????
        Alias, voce acredita quea turma do ex-pfl agora sao DEMOCRATAS??? acho que voce acredita sim. Entao…………………………………….

  • Ah, gostaria também de ouvir opinião a respeito deste assunto da voz esquedista oficial do blog: André Raboni. Vai admitir a conivência de Lula com ditadores sanguinários, adotar a tese maluca do aspone Martins ou escrever um texto ininteligível, cheio de malabarismos retóricos? Talvez peça uma ajudinha aos intelectuais de plan ão (e também grandes malabaristas retóricos) Andrei Barros e ao Pablo Holmes e ja ja sairá um texto enorme e intrincadíssimo para tentar justificar o injustificável.

  • Esqueci de dizer: muito bom o artigo do Samarone.
    Lúcido, preciso e honesto.

  • Lula nunca foi, não é, nem nunca será socialista/comunista. A única coisa que Lula fez com (muita) maestria foi, simplesmente, fingir. É um grande neo-liberal disfarçado de socialista. É um Rockefeller disfarçado de Che Guevara. Defende, ajuda e protege banqueiros e empresários mas quando a coisa aperta (popularidade cai) é para o povão que ele apela. Mas é sempre aquela coisa: o povo tem o político que merece. O que os políticos brasileiros aprontam com o povo é até pouco para o nível de ignorância da população.

  • Eu acho que a culpa é do Velho do Saco. Sabe aquele velho que pega criancinhas na rua? A culpa pode ser dele ou da Mulher do Algodão, que aparece em banheiros femininos.

    Culpa do quê, não sei. Mas já que estão dizendo que a culpa é dos EUA, para não respoderem nossa pergunta simples, eu acho que a gente pode incluir outras figuras folclóricas na roda!

    • Você quer ouvir opnião alheia, ou quer ouvir o que você que você acha?

      • * Você quer ouvir opnião alheia, ou quer ouvir o que você acha?

        • Quero ler o que as pessoas pensam sobre essa postura infame do estadista do ano:

          “Lamento profundamente que uma pessoa se deixe morrer de greve de fome. Pelo amor de Deus, ninguém que queira fazer protesto peça para eu fazer greve de fome, que eu não farei mais”.

        • Mas as pessoas estão falando, o problema é que ela não estão dizendo o que você quer que elas digam! E uma assunto vai puxando outros! É assim que funciona uma discussão!
          Eu acho que essa tua exigência é mais uma postura anti-dialógica!

        • Aham…

        • Otávio Augusto, o “Aham” é a forma de responder quando a pessoa se acha acuada.

        • Não, a forma de responder quando se está acuado é dizer tudo, menos responder o que foi perguntado. A propósito, quando você vai dizer o que acha da posição em ser conivente com o desrespeito aos direitos humanos em Cuba, em especial nesse caso do Orlando?

          Já sei! Vocë vai responder: Aham…

        • Oh, Antonio….responde, homem. Que coisa!

  • Samarone owneou as viuvas de Stálin!

    • Pedro, tu vai ter que explicar, pois os petistas não irão entender… Alguns reaças também.

      De qualquer forma, muito boa a piada.

  • Que posso acrescentar? Só o elogio: o texto é extremamente contudente. Parabéns!

  • Liberdade? Qual? A mesma de Yoani – financiada pelos EUA – Sanchez? Que piada!

    tsavkko.blogspot.com

    • Dizer o que sobre um comentário desse. Tem gente que tb acusa a blogueira de fazer jogo duplo. Na verdade , segundo estes asnos, ela seria agente da inteligência cubana. Resumindo ditadura de esquerda pode. Outra qualquer, que não queira salvar a humanidade é condenada. Vejam o caso do suposto gospe de Honduras, onde já ocorreram eleições diretas. O Governo brasileiro ainda não reconheceu o novo governo hondurenho, mas o governo cubano tem total apoio do governo brasileiro. Nenhuma ditadura presta, embora as esquerdas tenham algumas ditaduras pra chamar de sua. E quem falar contra esta ditaduras, é chamado de agente da CIA. A blogueira cubana ganhou 10 prêmios internacionais , os democratas de cuba impediram que ela fosse atender aos convites, ou seja, ela está em uma prisão. Será que estes dez prêmios foram facilitados pelos agentes da CIA? Rapahel deve achar que sim. Fazer o que? aqui ele pode e deve divergir, em Cuba seria preso.

  • Sobre Lula

    1) O melhor presidente da história do Brasil, já o milicos da ditadura foram os melhores da estória do Brazil;
    2) Lula é o estadista do ano, segundo o Real Instituto de Assuntos Internacionais do Reino Unido;
    3) Lula é “El hombre que asombra al mundo”, segundo Zapatero;
    4) Uma das cem personalidades mais importantes do mundo ibero-americano em 2009, segundo El Pais;
    5) ‘homem do ano 2009′ pelo jornal francês ‘Le Monde’;
    6) “This is the man”, segundo Barack Obama.

    Agora essa de Cuba, foi uma lastima. Vamos aguardar a sua o desfecho dessa episódio… Não nos apressemos para julgar de forma definitiva.

    • Lula é amigo pessoal de Fidel há mais de 30 anos. Alguém foi enganado , e só descobriu agora. Isto é bom , sempre há tempo pra acordar.

      • Se Lula “é amigo pessoal de Fidel há mais de 30 anos”, então podemos presumir que ele deva interceder em prol dos direitos humanos em Cuba?

        Você tem razão, Zanelli, assim como eu depositamos muito esperança em Lula.

        Esse é o problema. Todos vemos Lula como um heroi.

        Como ele se esquivou de se meter no problema interno cubano. Então achamos um absurdo. Por que??

        Porque todos nós esperamos sempre mais de Lula. Mais até do que seja politicamente possível…

        Vamos aguardar o desfecho…

        • Faltou incluir que Lula é “é um analfabeto, não sabe falar, é grosseiro e cafona ao falar”, segundo Caetano Veloso. :)

        • O próprio Caetano já negou ter dito isso, Amanda.

        • Poxa, Amanda, você se baseia por Caetano Veloso??

          Eu pensei que você lia El Pais, Le Monde, The Economist, Chatham House…

        • Não, eu leio Caetano Veloso.

        • Caetano não negou o que disse:

          “O cantor e compositor Caetano Veloso explicou, em carta encaminhada ao jornal O Estado de S. Paulo, suas declarações sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista publicada na quinta-feira, Caetano se referiu ao presidente com expressões como “analfabeto”, “cafona” e “grosseiro” ao anunciar preferência pela eventual candidatura da senadora Marina Silva (PV-AC) à Presidência. “Sonia Racy (a autora da entrevista) sabe que eu ressaltei essa diferença entre Lula e Marina para explicar por que eu dizia que ela é também um fenômeno tipo Obama (presidente dos EUA, Barack Obama). Marina é Lula – a biografia – e é Obama – a cor escura e o modo elegante e correto de falar e escrever.”"

          http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,em-artigo-caetano-veloso-explica-fala-sobre-lula,464007,0.htm

        • Desça mais um pouquinho, Amanda, e você verá que Caetano fala em “armação”, “sensacionalismo”, “manchete armada para criar briga”, “intenção sensacionalista”…..

          Já na carta publicada na edição de hoje, o cantor mencionou “armação” e “sensacionalismo” . “O que mais me impressiona é as pessoas reagirem diante da manchete do jornal, tal como ela foi armada para criar briga, sem sequer parecerem ter lido o trecho da entrevista de onde ela foi tirada. É um país de analfabetos? A intenção sensacionalista da edição tem êxito inconteste com os leitores”, afirmou.

        • Quer dizer, ele chama Lula de analfabeto, goressiro, cafona ao falar, e o jornal é s sensacionalista?

          Se ele tivesse dito, eu nunca chamei Lula de nada disso, aí tudo bem. Eu acreditaria. Mas ele dizer que Lula é analfabeto, grosseiro, cafona e náo sabe falar, isso ele não negou. Ao contrário, ele reafirmou que o objetivo dele era mostrar que ela tem coisas boas de Lula (uma história de sucesso), sem as coisas ruins, pois, como Obama, ela quis estudar, mesmo sendo analfabeta até a adolescência.

        • Martins e Amanda, Caetano Veloso comparado com algumas instituições internacionais é, assim como eu, desprezível.

          As instituições são maiores que os homens isoladamente, lógico. Porque uma instituição é um somatório de homens.

          Logo instituições sérias tem mais, muito mais, credibilidade que um homens isoladamente.

        • Claro que não. Caetano Veloso é uma pessoa que nào tem rabo preso com ninguém. Ele pode, assim como eu e você, abrir a boca e falar sinceramente.

          E as tais Instituições, cheias de interesses finaceiros seríssimos por trás de cada palavra. Você acha que eles vão chegar e dizer: “Toma, analfabeto idiota! Toma uma plaquinha de mico de circo e faz umas macacadinhas pra gente! E da próxima vez que for xingar os brancos de olhos azuis, enfia essa plaquinha nas orelhas, seu cafona grosseiro!”

        • Amanda, estou estupefato.
          As instituições são maiores que os homens, Amanda!! Sobretudo os homens volúveis, pre-conceituosos, e os que não são fiés a verdade.

          Eu sozinho sou limitado, mas eu e você, por exemplo, podemos contruir mais. Imagina, eu, você, e os comentaristas-pensadores aqui deste blog? imagine várias pessoas cooperando com idéias, pensamentos e trabalho: isso é uma instituição.

          Imagine um conjunto de pessoas sérias, honestas, honrosas e trabalhadores. O resultado é uma instituição honesta, produtiva e que colhe resultados expressivos.

          Não se limite a ver o mundo apenas olhando para o Brasil. Lembre-se que dentro da web, você é uma cidadã global.

          Abraço.

        • “Imagine um conjunto de pessoas sérias, honestas, honrosas e trabalhadores. O resultado é uma instituição honesta, produtiva e que colhe resultados expressivos.”

          Igual ao Fórum Econômico Mundial?

        • É isso, Carlos. Muito de nós víamos Lula como heroí. Uma visão um tanto romântica e ingênua. Mas era a tal da esperança que muito de nós realmente acreditávamos.
          Faz tempo que não o vejo mais assim.

          Analiso Lula como um indivíduo, que é político, que foi eleito pelo povo. De forma objetiva, pragmática. O governo deve tem acertos? É óbvio que tem. Vários. Como também defeitos.

          Porém, o que abomino hoje em sua figura é sua postura em termos políticos e éticos. Este é o foco do debate trazido pelo artigo do jornalista.

          Desculpem a expressão, mas Lula, do alto da sua força popular, de sua história de vida, de sua identificação com o povo, um indivíduo simbolicamente muito poderoso, jogou completamente a m… no ventilador em termos éticos e políticos. Em todos os níveis. Por ação e principalmente por completa omissão. O cara que deveria servir de exemplo, é o maior legitimador disto tudo.

          E os que o vêem como herói, simplesmente fogem de questionamentos, digamos, inquestionáveis, como esse caso de sua postura em Cuba.

          Este é o grande drama, em minha opinião. Esqueçam a oposição, esqueçam o Serra e PSDB, esqueçam o DEM, esqueçam os EUA. Discutam o fato, opinem sobre ele sem apontar dedo a ninguém. Façam uma avaliação crítica, pelo amor de Deus. É difícil fazer isso para quem o enxerga como herói. E aí é que mora o perigo.

          Muitos, como você pode ver em diversos comentários aqui, ainda enxergam o presidente como um herói, um salvador da pátria e do mundo. E não conseguem ver nada além de cinco palmos de seus lindos narizes.

          Abraço!

        • * Comentário sobre a sua primeira observação ao que Zanelli falou.

  • Não gosto de argumentar com hipóteses, mas neste caso eu acho que cabe: Lula e o PT existiriam em Cuba, se tornariam atores da política nacional cubana, como o fizeram aqui no Brasil, mesmo enfrentanto o ocaso de uma ditadura?

  • fidel, evo morales e hugo chavez, não gostam do Brasil, querem sempre usar a capacidade produtiva para instalar a ditadura!

  • Já respondi. Só que a resposta não lhe interessou.
    O nosso presidente, sempre teve uma posição de não se entromenter na política dos outros paises. È por este motivo que ele é reSpeiado no mundo todo e convidado para participar de consciliações.

    Postura INFAME é uma brasileira ficar contra o seu presidente, e tentar o denegrir, se aproveitado de um fato em que ele nada tem a haver. Lula é amigo de Fidel a mais de 30 anos, mas não lhe dá o dreito de se menter na política de Cuba, como Fidel não deve NÃO se meter no governo brasileiro.
    Amizade é pessoal e não institucional como deseja.

    AI ESTÁ A RESPOSTA. AGUARDO O A SUA COM RELAÇÃO A GUANTAMANO. Faça a sua defesa se tem capacidade de ser parcial.
    Não me venha dizer que o assunto era outro, você está condenando Lula por ele não se meter na política dos diretos humanos de Cuba, da mesma forma ele não se mete na dos Estados Undos, Arabia Saudita, Irã e muitos outros paises.

    A derrocada desta gente, esta os deixando a cada dia mais
    raivosos.

    • Eu acho guantanamo um lixo! Uma mancha negríssima na história americana, assim como financiamentpo de ditaduras all around the world, incluindo a do finado Saddam.

      Agora, essa conversa de que Lula não se mete em assuntos de outros países é balela, né? Ele mete o bedelho em tudo. Agora mesmo quer que a Inglaterra dê as falklands para a Argentina, quando os nativos das Falklands não querem saber de nada com a Argentina. O presidente Lula, aquele que critica os loiros de olhos azuis, tem a língua bem azeitada para dar chicotada em quem lhe interessa, mas usa a mesma astúcia para defender os bandidos que admira e dizer que o cubano se deixou matar, transformando a vítima em culpada de sua própria vitimação.

  • A hipocrisia desta gente chegar a ser ridícula.

    Nada falam dos direitos humanos das vitimas das ditaduras de direita na American do Sul, onde milhares de pessoas foram torturadas ou morreram só porque divergiam do regime..

    Consideram aqueles que tveram a coragem de lutarem contra um regime ditatorial e cruel como TERRORISTAS.

    Faço um exemplo fácil. Os palestinos para esta gente são terroristas, mas os israelenses que recentemente atacaram e mataram milhares de civis em Hebron são heróis.

    Para esta gente, os Estados Udos tem direito a ter bomba atômica (já usaram no Japão) os seus aliados Israel, Paquistão e India podem ter, só que é crime o Irã ter uma bomba. O motivo é um só, Israel deseja dominar o Oriente Médio e quem se rebela contra isto, passa a ser atacado.

    Ninguém fala da carniificina na Coreia e no Vietinam feita pelos os americanos. Ainda bem que foram derrotados.

    ONDE ANDAM OS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS,

    OU SERÁ SIMPLES HIPOCRISIA.

    • Antonio, é óbvio que as ditaduras de direita cometeram crimes como as de esquerda. Isso é fato. Indiscutível. O erro está em usar as ditaduras de esquerda para justificar as de esquerda. Sem sentido. Como é sem sentido algumas pessoas entrarem em transe quando o Lula critica as ditaduras de direita ao mesmo tempo que se omite em relação as de esquerda. Sabemos que os EUA matam. Sabemos que Cuba mata. Fato. Agora, por que o presidente se omite em relação a segunda ?

      • em usar as ditaduras de direita para justificar as de esquerda

      • Bingo, Alexsandro! Relaxa, que com este indivíduo, não adianta o debate. Você o questiona sobre uma coisa específica, ele responde com outra completamente diferente. Igualzinho a nosso presidente, Lula.

        Abraço.

      • Danilo, Fidel Castro existe devido a Fulgencio Batista, ditador de Cuba a serviço dos Estados
        Unidos, que deseja tornar a ilha um prostíbulo. Fidel fez uma revolução com a finalidade de
        libertar o seu pais do julgo americano, que usava uma pequena ilha em seu proveito.
        Apesar do vergonhoso bloqueio, e a falta de dinheiro, Cuba se superou em saúde, educação
        e esportes. Em saúde é referência mundial.

        O Estados Unidos nada tem de democrático. Recentemente por interesse destruiram o Iraque e
        agora estão em plena campanha para acabar com o Irã. Porque os americanos nunca foram contra o Xá Reza Palezi? O erro do Irã, pais milenar, foi vir a ser comandado pelos os itatolás.

        A culpa é sempre dos Estados Unidos que vivem se metendo na política de outros paises.
        intuito de os sufocar e tirar proveito. Ainda bem, que o Brasil no atual governo se impoes e não
        deixou continuarmios sendo vassalos. Outros paises da America do Sul seguiram o mesmo caminho, e com isto o Continente melhorou em todos os sentidos.

  • “Lamento que uma pessoa se deixe fazer greve de fome.”

    É realmente lamentável que um ser humano destrua a sua vida
    (dizem que pertece a Deus) por motivos de divergencia política.

    Acredito que a palavra LAMENTÁVEL deve ser usada por todas as religiões do mundo. Nenhua é a favor do sucidio, e greve de fome é um sucidio premeditado.

    Portanto Lula LAMETOU o que foi uma atitude correta. Mas desejavam que ele hospedado em um pais, e neste pais fizesse uma declaração contra o seu anfritião. Ai sim seria lamentável o seu comportamento, mostraria intromissão, derespeito e até falta de educação.

    Lula como estadista, vem tendo um comportamento de não intromissão em outros paises, que alias faz parte da diplomacia brasileira, mesmo antes da posse dele.

    MAI UMA RESPOSTA. Caso deseje mais estarei pronto.

  • Esse cara é praticamente um analfabeto. Como escreve mal. Só quem o entende é o povo “formado” pelo Senai.

    Estou louco ou tem uma meia dúzia dizendo que o vagabundo lulla não se mete em política externa de outros países? É isso mesmo ou vou ter que fazer um curso no senai para entender o certo?

    E o que esse infeliz faz até hoje em Honduras é o quê, senão se intrometer em assuntos que não lhe dizem respeito?

    • Disse pouco, mas disse tudo, Pátria, Brasil!
      Não vale a pena debater com ignorantes. O Antonio superou todas as nossas expectativas. Deixa ele falar sozinho.

      Esse cara não dura 5 minutos em um debate com argumentos, fatos. Independente do que Lula fizer ou deixar de fazer, ele sempre concordará com o presidente. Mais um que não consegue olhar para o próprio umbigo.

      Abraço.

      • Disse pouco e disse menos ainda!!

    • Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, RA defensor dos fracos e oprimidos.
      Agora manda o link para o post do blog do diabo em o satanas faz uma apaixonada defesa de Hitler.

      • Esse aí é um dos ídolos de lulla.

        Um quiz rapidinho para você:

        QUAL ÍDOLO DE LULA DISSE :”Quem vota e como vota não conta nada; quem conta os votos é que realmente importa”?
        OS ARQUICRIMINOSOS CULPADOS POR MAIS DE 200 MILHÕES DE HOMICÍDIOS:
        1º) STALIN
        2º) LENIN
        3º) MARX
        4º) MAO
        5º) FIDEL

        OU O PAULO FEIRE, PROFESSOR
        DA UNIVERSIDADE DE DAR ES SALAAM( fábrica de genocidas africanos)
        E MENTOR DE
        YOWERI MUSEVINI (genocida de Uganda – 2 milhões de assassinatos)
        LAURENT KABILA( genocida do Congo – 5 milhões de assassinatos)???

        • E e’ pêto??????

  • Quem não coloca o nome mostra que lhe falta coragem e medo de fazer agresões e ser idetificado.

    Sou analfabeto, sou do PT este é o motivo de escreve tão mal.

    Só que você entendeu o que escrevi ,por este motivo veio com este tipo de agressão. Caso não tivesse entendido, nada diria.

    Mandar ler Reynaldo Azevedo o seu blog de esgoto, mostra o nível de leitura.

    Agradeço a sua análise sobre a minha pessoa, ocorre como sendo do PT não estudei e sou manipulado pelo governo de Hitler.

    BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

    • Que você não estudou e que, portanto, é do PT, eu já sabia.

      O que eu não sabia era que eu tinha entendido o seu comentário. Desculpa aí o fato de eu não conhecer a mim mesmo. Desculpe, também, eu me nivelar por cima, lendo Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes.

      Enquanto você rumina um capinzinho novo, fala aí: eu perguntei sobre a intromissão do vagabundo em Honduras. A isenção só vale para criminosos da mesma ideologia delle??

      • O leitor acima que se esconde, está bem servido, ler, Reynaldo Azevedo e Augusto Nunes.
        Ambos são pagos pela Veja com o intuito de destruir um mito.

        Não falarm em Paulo Henrique Amorim, Edaurdo Magalhães, Luiz Nassif, só para citar este, que fazem jornalismo, criticando o govenro e os elogiando. Alguém já leu nos blogs da dupla da Veja algo que positivo sobre o brasil e seus atuais governantes? Obvio que não. Eles não fazem jornalismo,
        mas política contra o governo. Será que não apareceu nenhum assunto que podesse ser
        elogiado por ambos. Caso façam elogios ao governo do PT, poderão perder o emprego, pois
        foram contratado com outra finalidade. Criticar, mentir e tentar destruir o atual momento brasileiro.

    • Antônio, Cuba é o último front da direita contra Lula.
      Eles vão ter que se agarrar a isso com uns e dentes.

      Sobre o regime cubano, realmente trata-se de um regime totalitário, arbitrário e covarde. Assim como já tivemos. Cuba não privatizou a covardia.

      Nós tivemos um governo tão covarde e sanguinário quanto o Cubano, onde os milicos torturavam e matavam covardemente os civis. E pior, usavam a estrutura estatal, assim como em Cuba também.

      Portanto, os nossos ex-torturadores não tem moral alguma para falar de Cuba. Reaça, Brasil. Esse pensamento se estende também aos apoiadores do nosso regime milico-covarde.

      • Carlos, eles não têm o que falar. Se apegam e requetam assuntos. Assim vão vivendo na
        esperança de uma dia voltarem ao poder.

    • BRASIL, UM PAIS DE TOLLOS.

      consertei pra você, antonio!

  • Vejo que incomodo.

    Caso fosse despercebido não seria citado.

    ANDRÉ FALCAO, agradeço ser chamado de iginorante.

    Mais um título para mim. Analfabeto e iginorante.

    As agressões são sempre de quem não tem argumentos.

    Observem que nenhum teve a coragem de debater o que escrevi. Só agrediram.

    Como já disse a Pierre e Bahé, observe que as agressões partem sempre dos oposiconistas. Lula: ´é ladrão, assassino, eu sou ignorante, analfabeto e outros nomes mais impublicáveis.
    Motivo, desespero e falta de argumetação

    Dentro da minha ignorância e analfabetismo, o que escrevo é entendido pelos os oposcionistas desesperados.

    BRASIL, UM PAÍS DE TODOS

    • O duro é ver q a pessoa lê Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes e acredita q isso o eleva…

      • Na verdade tem muita gente que gostaria de dizer:

        BraZil, UM PAÍS DE ALGUNS.
        Ou então: “Pátria, BraZil!”

        • Carlos, o Brasil sempre foi, continua sendo e por muito tempo será o país de alguns. No momento, é o país de alguns sindicalistas que chegaram ao poder. Sacou ? O “povo povo” continua fora. Já o “povo sindicalista” gostou da carne e não quer largar o osso! Ilusão é achar que aqueles que vivem em condições haitianas estão no poder!

        • Alexsandro, o Brasil já foi mais desigual. Hoje com Lula está melhor. Precisamos debater esse ponto? Acredito que não.

          Sobre os sindicalistas, tens razão. Muitos gostam é de poder. Veja o caso daqui de Recife.
          A prefeitura do PT na gestão JPLS. Uma lástima.

          Agora, é mentiroso o discuso da Globo, Veja, FSP. Tal discurso que afirma que o PT inventou a corrupção. É verdadeirp engodo.

          É uma mentira sem tamanho afirmar que o corruptômetro acusa um crescimento da corrupção. Existe mais exposição, mais combate.

          Só uma mente tola acredita que a corrupção se acaba apertando num botão. Ou simplesmente fazendo uma Lei.

          O Brasil está menos corrupto. Desde do governo FHC que vem sendo implantado um política contra a corrupção. Lula vem dando continuidade. Agora, isso é um processo lento.

          O milicos de 1964 são desonestos, mentirosos e covardes. Seguiam ordens de Washington e vem com essa cascata de nacionalismo.

          Para esses caras, o nome do nosso país é Brazil. Pátria Brazil.

        • Carlos, discordo quando falas que há mais combate à corrupção. Na realidade continuamos com a velha prática de pegar algum bode expiatório. Quantos Arrudas não temos pelo Brasil afora ?

    • Correção: não é “iGInorante” e sim, “iGnorante”. Decora aí, pra não fazer feio nos comentários do blog. ;)

      • Lhe devo uma desculpa. Só passado algum tempo vi que você de forma muito elegante me corrigiu.

        Meus sinceros agradecimentos. O que você deseja de um eleitor do PT. Estou me esforçando.

        Agradeço.

    • TOLOS!

  • Na minha humilde opinião, acho que o Lula se meteu em Honduras pq foi uma crise que começou durante o atual governo brasileiro.
    Outra coisa é fazer críticas e tomar partidos em ralação a ditaduras consolidades e que representam um mercado potencial para o Brasil. Mesmo que seus regimes internos sejam bárbaros, qualquer presidente leva em consideração, primeiramente, os interesses econômicos do seu país.
    Lula é igual a qualquer político. Não é nenhum salvador mundial.

    • Oxente, e não é não???? Que foi que mudou agora?
      Vocês podiam, ao menos, entrar em consenso sobre o que é esse crápula.
      Até uns dias atrás era o COMPRADO estadista global ou o cara ou o ruminante que queria a terra quadrada.
      Agora é igual a qualquer político? Que bosta esse cara é finalmente? Tô começando a achar que anticristo, que é sinônimo de enganador, é o mais adequado.

      • Pátria, você acredita mesmo nesses “títulos” que dão ao presidente lá fora? Você acha que os europeus são mesmo provincianos a esse ponto? Acha que os caras do Fórum Econômico Mundial estão mesmo encantados com o presidente Lula? Acha que essa conversa de “estadista do ano”, “o cara” e coisas do tipo sào sérias?

        Entào você é mais ingênuo do que os meninos lá da creche da Federal.

        Se Lula é a anta de Diogo Mainardi, é também o bobo da corte da Europa. O mico de circo que eles afagam para fazer gracinhas e dar plaquinhas com títulos bonitinhos.

        Lula está fazendo um ótimo governo no Brasil? Claro que está! E eu acho o governo dele entre Bom e Ótimo! Mas não sou cega, nem usuária de haxixe!

        Eu quero ver se a velharada do Fórum Econômico Mundial vai chamar Lula para ir ajudar a resolver os problemas deles! Quero ver são Lula sendo chamado para dar pitaco na economia europeia! Na época da crise ele dava pitaco de enxerido! Aí todo mundo aplaudia e lhe dava capas de jornais! O bobo da corte europeia estampado em todos os jornalões: “Lula fala mal dos brancos de olhos azuis! Que homem de coragem! Que estadista!”

        Agora, vai ver se os homens de olhos azuis, que enchem Lula de títulos pomposos, vêm chamá-lo para fazer outra coisa na europa que não seja espetáculo midiático.

        Lula vai ser presidente do Banco Mundial!!! Jura? Deus do céu!!! :)

        • Obrigado por dizer aquilo que eu gostaria, mas meu coração não aguenta mais certas emoções, como por exemplo, desenhar uma bola para fazer alguém entender o que é a letra “O”.

  • Vem ai uma execelente oportunidade dos oposicionistas do blog, solcitarem à Hilary Clinton informações com relação aos 33 civis mortos no Afeganistão por tropas americanas. Ela deverá estar no Brasil no inicio de março.

    Caso os editores do blog coloquem o assunto na pauta, será uma ótima oportunidade deles se manifestarem.

    Alerto os defensores dos direitos humanos.

    BRASIL, UM PAÍS DE TODOS.

    • QUANTOS, meu nobre? Isso tudo???? É bem parecido com os 100.000 mortos em Cuba, que não são nem terroristas…
      Se eu fosse ela, diria o óbvio: bandido tem que morrer e ainda devia pagar a bala.

      E quanto a Honduras? Ainda não comentaste.

  • Que houve em Honduras?

    Será sobre o golpe militar que distituiu um presidente eleito constitucionalmente?

    Não sabia dos 100 mil mortos em Cuba. Para mim v. passou uma informação que um ignorante não poderia ter conhecimento. Gostaria de saber de onde tirou os 100 mil mortos. Em qual site de busca que desejo também acessar.
    Diga o site. Não chute, pois o iginorante analfabeto gosta de pesquisar.

    Grande Patria Brasil.
    Ainda bem que reconhece que o Brasil é uma grande pátria.
    Isto se chama patriotismo.

    BRASI, UUM PAIS DE TODOS.

    ET. caso tenha alguma palavra errada, peço desculpas, mas acho que você vai enteder o escrevi.

    • Sua ingenuidade é comovente.
      Também não sabe de nada, né?
      Nasceste ontem, foi?

    • Dando uma gugolada rápida não achei nenhuma fonte muito decisiva, mas acho que você pode dar uma olhada aqui:
      http://users.erols.com/mwhite28/warstat6.htm#Cuba59

      O número 100 mil inclui cerca de 25 mil mortes diretas, e 85 mil por pessoas morrendo afogadas tentando fugir da ilha.

      Um número interessante que ele cita é o publicado pelo próprio serviço de informação cubano, em 1963:

      2875 execuções com julgamento
      4245 execuções *sem* julgamento

      Comparar com o número de desaparecidos durante os 25 anos de regime militar brasileiro: de 150 a 300 pessoas. Isso com o Brasil tendo uma população 10 vezes maior, na época (a diferença quase dobrou desde então, hoje somos 17 vezes maiores)

      • Correção: o número que teria sido publicado pelo serviço de informação cubano. Eu queria ter achado algum artigo oficial, de algum .edu ou .gov, mas não achei.

  • Lula não é Deus, nem é o Diabo. Não é todo bom, nem é todo mal.

    • Vai nessa…
      Quando começar a explodir traques de massa por aqui ou então o beiçola meter suas tropas na Amazônia, aí você verá quão próximo do capeta esse cara está.

    • O importante é que voce (e demais alienados) acreitem nisso..Marcelo.

      Parabens Samarone seu texto é perfeito e inteligente, talvez acima da capacidade de reflexao de alguns…

  • Vejam, continua com agressões. Lula é um CRÁPULA, diz um, outra diz que os titulos que Lula recebe la fora não tem valor, falta dizer que foram comprados.

    Realmente eu não sei de nada e além de ignorante e analfabeto, sou ingenuo. CERTO.

    Aceito todos os títulos que me dão.

    Fico até feliz em ser considerando desta forma por algumas pessoas, pois vejo que represento alguma coisa.
    O motivo é que não têm argumentos, foram derrotado nas últimas eleições e vaão ser novamente. O desespero já os atingiu.

    Falta é assunto para falar deste governo ai se apegam a tudo que a mídia explora para terem um orgásmo. Até se vangloriam de ler os dois esgotos da Veja, Reynaldo Azevedo e Augusto Nunes.

    Um intitula de Patria Brasil, com vergonha de declinar o seu nome. Todos que omitem os seus nomes, são exatamente os que agem com mais agressividade.,Existe exerção de alguns e algumas que são agressivos, mas são não tão covardes como os que omitem.

    No meu analfabetismo e ignorancia, como todos que são do PT, fico a espera da eleição de 2010, para ouvir tudo isto que ouço hoje novamente.

    BRASIL, UM PAÍS DE TODOS.

    ET. caso tenha algumas palavras erradas, peço desculpas, e se possivel ajude a um analfabeto.

    • É mesmo. Lula foi o primeiro presidente que consegue fazer perdedores acharem que são vencedores. Palmas para ele!

  • Achou ruim? Come menos. Ou “menas”, como vocês gostam de falar.
    Pode ficar certo de quem espera ansiosamente pelas eleições desse ano são os cidadãos de bem desse pobre país, que foi tomado de assalto por essa quadrilha que você tanto defende e deve fazer parte.
    Com a Graça de Deus vocês serão varridos para o lugar de onde nunca deveriam ter saído: o lixo. E, apesar de saber que toda a quadrilha trabalhará incansavelmente para “tocar o terror” no próximo governo, espero que nunca mais tenhamos que conviver com tanta “gente” podre como petistas.

    • Esse seu amigo Antonio só não relincha de modesto que é.

      Petralha típico!

      • Pedro T., você não consegue manter o nível? Não conseguem se comportar como um cavalheiro? Isso é difícil?

        Patria Brazil, cabe ao povo decidir os governantes, isso numa Democracia, claro.
        Seja quem for o vencedor, devemos simplesmente aceitar de forma civilizada.

        Se Serra ganhar, o Brasil pode avançar em algumas direções, já que o PT é uma esquerda burocrática, conforme pensamento de Bresser Pereira, que eu concordo.

        Mesmo assim, eu acredito mais na postura honesta e honrosa de Dilma Rousseff. Isso sem falar na competência. A mulher é um trator.

        O melhor de tudo é que Dilma não é petista de carteirinha. Não faz parte de frescura de tendência… Ela não é da seita petista.

        • Vá catar coquinho na praia, rapaz! Se não gostou não leia. Ponto.

          Os donos do blog, que poderiam ter censurado meu comentário ou tecido algum juízo de valor, não o fizeram, não será você quem o fará.

        • Eu já fiz.
          Nem todos os homens são cavalheiros.
          Você é a prova disso.

    • BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

  • Da série perguntar não arranca pedaço:

    Por onde anda o Andrei Barros Correia para dizer que os petistas tem poluções noturnas sonhando com o uniforme da Adidas – e o verde-oliva – do Fidel Castro?

    • Adidas ou Nike ? Como os socialistas gostam de socializar o “fumo com cerol”. Mas para eles é Adidas, Ford, Coca-cola, Mc Donalds, Chanel, Armani e etc….. Férias : Paris, Nova Iorque etc…..
      Mas a culpa é sempre e EXCLUSIVA dos EUA!

      • Que comentário sem sentido.

        A visão do atraso deixa muita gente cega.

        O que que tem a ver socialismo, com marcas fomaosas.
        Há, entendi, socialista deve se vestir no brexô, viajar para Munguaçu. Certo!

        Varias marcas citadas não são americanas, porque “exclusiva” dos Estados Unidos.

        BRASIL, UM PAIS DE TODOS.
        (Este slogan se presta para quem escreveu acima, tentado fazer discriminação)

        • A questão é : Se socialista critica tanto o “imperialismo de brancos de olhos azuis” por que utiliza os produtos deste mesmo sistema ?
          Deveriam, por exemplo, se alimentarem com aquilo que o MST produz já que eles estão fazendo a “reforma agrária”, não ? Deveriam se vestir com roupas importadas de Cuba. E utilizarem medicamentos produzidos na Coreia do Norte, Cuba ou China. A questão é a cara de pau de Fidel de usar essas marcas enquanto a grande parte da população precisa ficar costurando o sapato!
          Agora, sei que o Brasil tem melhorado nos últimos anos. Mas isso não é mérito exclusivo deste governo. Vá estudar as taxas de mortalidade infantil, por exemplo, e verás que ela vem reduzindo há pelo menos 25 anos. E não 8 como vcs crerem fazer crer.
          Repito o que disse acima. O Brasil sempre foi, continua sendo e será por um bom tempo o país de alguns. O “povo povo” continua de fora. Agora o “povo sindicalista” não vai largar o osso nem tão cedo.
          Engraçado como vc gosta de querer desqualificar quem diverge de vc. depois vem chorar moderação no blog.
          Engraçado que eu, mesmo atrasado, nunca desquelifiquei vc por seu pensamento. Apenas contesto ou discuto. Mas vc prefere me chamar de atrasado. É uma pena que uma pessoa tão moderna não possa conviver com pensamentos diferentes do seu.

        • Alexsandro, deixa esse cara falar sozinho. Não vale a pena.

          Abraço.

    • Petista para ele tem de anda de chinelo de feira.

      Este é o pensamento desta gente do atraso e que usam a discriminação como arma.

      Desejam criar uma casta no Brasil. Os de dreita, com direito a usar grifes de marcas e os petistas sandalias e roupas de brexô.

      Não aceitam que o pais tenha mudado. hoje é:

      BRASIL É UM PAIS DE TODOS.

      • Mas os petistas não chiam quando os outros usam grife ? Por uma questão de principios ( que não têm mesmo) deveriam não utilizar essas coisas tão logo tenham a chance! Mas obviamente o fazem. E depois ainda têm a cara de pau de dizer que estão sendo discriminados!

  • EDITORIAL DO ESTADAO – 26 DE FEV DE 2010

    Do lado dos perpetradores

    São de um cinismo deslavado os comentários do presidente Lula sobre a morte do ativista cubano Orlando Zapata Tamayo, ocorrida horas antes de sua quarta visita à ilha desde que assumiu o governo. Tamayo, um pedreiro de 42 anos, foi um dos 75 dissidentes condenados em 2003 a até 28 anos de prisão. Inicialmente, a sua pena foi fixada em 3 anos. Depois, elevada a 25 anos e 6 meses por delitos como “desacato”, “desordem pública” e “resistência”. Embora não fosse um membro destacado do movimento de direitos humanos em Cuba, a Anistia Internacional o incluiu na sua lista de “prisioneiros de consciência” ? vítimas adotadas pela organização por terem sido detidas apenas por suas ideias. Em dezembro, Tamayo iniciou a greve de fome por melhores condições para os 200 presos políticos do regime, da qual morreria 85 dias depois.

    Lula conseguiu superar o ditador Raúl Castro em matéria de cinismo e escárnio. Este disse que Tamayo “foi levado aos nossos melhores hospitais”. Na realidade, só na semana passada, já semi-inconsciente, transferiram-no do presídio de segurança máxima de Camaguey para Havana. E só na segunda-feira foi hospitalizado. O desfecho foi tudo menos uma surpresa para os seus algozes. Dias antes, autoridades espanholas haviam manifestado a sua preocupação com a situação de Tamayo, numa reunião sobre direitos humanos com enviados de Cuba. Ele morreu porque o deixaram morrer. Poderiam, mas não quiseram, alimentá-lo por via endovenosa. “Foi um assassínio com roupagem judicial”, resumiu Elizardo Sánchez, líder da ilegal, mas tolerada, Comissão Cubana de Direitos Humanos.

    Já Lula como que culpou Tamayo por sua morte. Quando finalmente concordou em falar do assunto, sem disfarçar a irritação, o autointitulado condutor da “hiperdemocracia” brasileira e promulgador recente do Programa Nacional de Direitos Humanos, disse lamentar profundamente “que uma pessoa se deixe morrer por uma greve de fome”, lembrando que se opunha a esse tipo de protesto a que já tinha recorrido (quando, ainda sindicalista, foi preso pelo regime militar). Nenhuma palavra, portanto, sobre o que levou o dissidente a essa atitude temerária: nada sobre o seu encarceramento por delito de opinião, nada sobre as condições a que são submetidos os opositores do regime, nada sobre o fato de ser Cuba o único país das Américas com presos políticos. Nenhum gesto de desaprovação à violência de uma tirania.

    Pensando bem, por que haveria ele de turvar a sua fraternal amizade com os compañeros Fidel e Raúl, aborrecendo-os com esses detalhes? Ao seu lado, Raúl acabara de pedir aos jornalistas que “os deixassem tranquilos, desenvolvendo normalmente nossas atividades”. Lula atendia ao pedido. Afinal, como observara o seu assessor internacional Marco Aurélio Garcia, “há problemas de direitos humanos no mundo inteiro”. Mas Lula ainda chamou de mentirosos os 50 presos políticos que lhe escreveram no domingo para alertá-lo da gravidade do estado de saúde de Tamayo e para pedir que intercedesse pela libertação deles todos. Quem sabe imaginaram, ingenuamente ou em desespero de causa, que o brasileiro pudesse ser “a voz em defesa da proteção da vida aos cubanos”, como diria o religioso Dagoberto Valdés, um dos poucos opositores da ditadura ainda em liberdade na ilha.

    Lula negou ter recebido a correspondência. “As pessoas precisam parar com o hábito de fazer cartas, guardarem para si e depois dizerem que mandaram para os outros”, reclamou. E, com um toque de requinte no próprio cinismo, concluiu: “Se essas pessoas tivessem falado comigo antes, eu teria pedido para ele parar a greve e quem sabe teria evitado que ele morresse.” À parte a falta de solidariedade humana elementar que as suas palavras escancararam ele disse que pode ser acusado de tudo, menos disso, a coincidência da visita de Lula com a tragédia de Tamayo o deixou exposto aos olhos do mundo e não exatamente da forma que tanto o envaidece.

    A morte de um “prisioneiro de consciência”, a afirmação de sua mãe de que ele foi torturado e o surto repressivo que se seguiu com a detenção de dezenas de cubanos para impedir que comparecessem ao enterro do dissidente no seu vilarejo natal transformam um episódio já de si sórdido em um escândalo internacional. Dele, Lula participa pela confraternização com os perpetradores de um crime continuado que já dura 51 anos.

    • Resumindo: Lula é uma farsa como líder mundial! Um oportunista! Um omisso! Uma vergonha para mim!

      Aguardem a visita dele ao Irã!!

      • Se é uma farsa reclame a que lhe deu o título.

    • PALMAS, PALMAS, ESTE É O VERDADEIRO BRASILEIRO.

      FORA LULA. FORA O PT.

      ESTÃO DESESPERADOS.

      O BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

      • Lula visitou Israel. pais de um governo assassino. SILENCO TOTAL.

        Lula vai ao Irã fechar assuntos comercias.
        É UM VERGONHA.

        É MUITA HIPOCRISIA.

        BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

    • Vamos repercutir.

      Vejam que transcreve um editorial de um jornal que é frontamente contra o governo.

      O o jornal escreve, o que não representa o pensamento da maioria dos brasileiros.

      Este são os que realmente são manipulados pela mídia, que vem perdendo força e já foi derrotada por duas vezes.
      Lutam para evitarem a terceira derrota.

      • Vc diz que o jornal é contra o governo. Isto não diz absolutamente nada sobre o conteúdo do editorial. Que tal vc comentar sobre o que está escrito no editorial?

        • Não é o jornal que tem interesses políticos. É o dono do jornal!!

          Ou vocês acham que o dono do jornal é um Cavaleiro Jedi?? Um homem altruista??

          Os donos da imprensa brasileira têm interesses políticos. Eles gostam do nosso dinheiro, em outras palavras, eles gostam que o Estado compre propaganda pagando com dinheiro público.

          A internet está quebando os barões da mídia…

          Sobre o editorial, a idéia é derrubar quem não transfere dinheiro para eles e colocar quem no lugar quem transfere. Simples.

    • Ainda bem que o Estadao nunca ajudou a implantar nenhuma ditadura no Brasil.

      • Escreve, escreve, escreve e nada sobre o conteúdo do editorial.

  • Alexsandro, o Brasil já foi mais desigual. Hoje com Lula está melhor. Precisamos debater esse ponto? Acredito que não.

    Sobre os sindicalistas, tens razão. Muitos gostam é de poder. Veja o caso daqui de Recife. A prefeitura do PT na gestão JPLS. Uma lástima. Os sindicalistas locais usaram a política não para fazer “luta de classes”, mas para mudar de classe.

    O sindicalismo é uma podridão, com honrosas exceções.
    São sindicalistas que não querem dignidade para os colegas, querem apenas virar patrão. Mudar de classe social e se tornar opressor. São como os antigos Capitão do Mato.

    Agora, é mentiroso o discuso da Globo, Veja, FSP. Tal discurso que afirma que o PT inventou a corrupção. É verdadeiro engodo.

    É uma mentira sem tamanho afirmar que o corruptômetro acusa crescimento. Existe apenas mais exposição, mais combate.

    Só uma mente tola acredita que a corrupção se acaba apertando num botão. Ou simplesmente fazendo uma Lei.

    O Brasil está menos corrupto. Desde do governo FHC que vem sendo implantado um política contra a corrupção. Lula vem dando continuidade. Agora, isso é um processo lento.

    O milicos de 1964 são desonestos, mentirosos e covardes. Seguiam ordens de Washington e vem com essa cascata de nacionalismo.

    Para esses caras, o nome do nosso país é Brazil. Pátria Brazil.

    • CARLOS, esta gente está em estado de desespero e estão apelando para tudo.

      Não adianta. Hoje repentem a frase de Herr Bonhanuse.

      “Vamos acabar com esta raça por 30 anos”

      Você tentou mostrar a um leitor do blog que a igualdade no Brasil melhorou, depois de haver lido o texto onde ele prega DISCRIMINAÇÃO.

      Para eles, não sendo de direita ou não fazendo parte da elite, se deve chamar de RAÇA.

      Esta é a teoria de Herr Bonhausse, que foi varido da política brasileiro, por ser elitista e racista.

      • Não sabia que exigir coerencia de socialista era discriminação! Essa é nova. Antonio e seus conceitos. Para vc o conceito de moderação, por exemplo, seria cortar todo pensamento divergente do seu, não ?
        Acho que seria mais produtivo discutir formas do capitalismo atual gerar menos desigualdade a se iludir com um sistema que falhou nesse objetivo. Sacou ?
        Agora, ficar chorando contra um sistema e depois, quando se consegue, usar dele não tem cabimento. Fazer a população de Cuba “remendar” um sapato por 30 anos, sapato esse que vai de pai para filho, e aparecer em fotos oficiais vestindo adidas é o quê ? Não seria discriminação ? Ou seria hipocricisia ? Ou seria a socialização do socialismo e a particularização do capitalismo ?

        • A população de Cuba remendar o sapato não é culpa do governo, mas dos Estados Unidos que boicotam o pais, porque perdeu de o explorar com protituição, jogo. Antes de Fidel, os americanos faziam de Cuba um bordel.

          Porque não cita que em em Cuba não existe analfabeto.
          Porque não diz que toda população tem direito a assistência a saúde de graça.
          Porque não diz que um pais com uma população pequena compete nos esportes com as grande potências.

          Com ocorreu o boicote, o governo resolver usar a sua arrecadação para o social.

          Obvio com 50 anos de boicote, qual seria o pais que teria uma vida normal e uma economia forte.

          Em vez de remendar os sapatos como diz, estaria usando Adidas, pois não seria necessário pagar escola ou assistência médica.

          NÃO ESTOU DEFENDENDO CUBA, SÓ
          DIZENDO A VERDADE QUE PODE SER COMPROVADA.

          BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

        • Antonio, não estou negando a culpa dos EUA. Mas Fidel e cia. têm culpa no cartório, também! Agora, é fácil dizer que todos os benefícios são méritos dele e tudo de ruim é culpa EXCLUSIVA dos EUA. Isso te lembra alguém ?

  • Ah, eu mesmo não entendi por que estou deseperado. Falo de Fidel e tu vens me dizer que estou desesperado com a eleição de Dilma ? Vai entender ?

    • Desesperado.

      Alias não citei ninguém, porque lhe coube a carapuça?

      Com relação a Fidel, leia o que escrevi no post anterior.
      Volto a dizer não defendo Fidel, vou em sua defesa quando tentar uma a manipulação dos americanos com relação ao pais. Ler criticas inveridicas, não me faz ficar a calado.

      Porque Cuba?
      A Arábia Saudita, tem mais presos politicos do que Cuba e as execuções lá são sumárias. SILENCIO TOTAL.
      Além disto tudo, existe discriminação com relação as mulheres. Onde andam as mulheres do blog para se fanifestarem.

      Falei da prisão cladestina de Guntámano, e SILENCIO.

      • Ah, então os presos da Arábia justica os presos cubanos ?

        • Não justifica, mas você não fala. Só vale presos em Cuba.

        • Se o post é sobre Cuba por que eu comentaria sobre a Arábia ?

  • Quanto ao BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

    De alguma forma ele realmente é de todos. Os prejuízos realmente é de todos. Não é à toa que impostos aumentam todos os anos. Agora, os benefícios………………….

  • Os imposto cairam neste governo em relação ao anterior.
    Vá no site do Ministério do Planejamento e leia para não dizer besteira.

    Os beneficios, cito alguns:

    Aumento do Salário minimo.
    Correção da tabela do Imposto de Renda. (menos imposto)
    Prouni
    Bolsa Família
    Minha Casa Minha Vida
    Correção do aumento dos aposentados, da inflação.
    Inclusão social de 35% da DeE para a C.
    Aumento do emprego com as obras do PAC.

    Este é o prejuízo que todos teve com o diinheiro da arrecadação usado para a melhoria de vida da população.

    BRASIL, UM PAÍS DE TODOS.

  • Salvo engano Lula nos próximos dias deverá fazer uma visita ao Irã. Vai com missão diplomática para aumentar o comercio entre os dois paises e consequentemente as exportações brasileiras.
    Vários grandes empresários vão o acompanhar.
    Lula fará o que o vários presidente fizeram.

    O Brasil vai deixar de vender a um mercado promissor, só porque os americanos não gostam do Irâ. Passou o tempo em que o Brasil só fazia dizer sim, sim senhor.
    Lula visitou o Paquistão, Israel e a India, todos têm bomba atômica. (até o dia de hoje, quemusou foram os americanos no Japão).
    Não pode vistar um pais que enrriquece uránio para uso medicinal como o Brasil.
    Alardeaim ao mundo que estão fazendo a bomba atomica. Caso tivessem estariam se protegendo contra Israel, que é alimentado financeiramento e com armamento americano, com uso recente na Faixa de Gaza. (ninguém do blog criticou)

    No dia que Lula for ao Irã para aumentar as receitas do pais, os oposicionistas do blog e a mídia passarão a o criticar, vão deixar de lado Cuba. Será um novo assunto.

    Para quem não sabe, o Brasil sempre fez política diplomática sem discriminação. Só o atual governo é quem tem de discriminar e só manter relações com os paises que a mídia local deseja, por ordem dos Estados Unidos.

    Este governo cresceu diplomáticamente e hoje o Brasil é respeitado no mundo todo. O que deveria ser orgulho para todos nós.

    Ainda desejam a diplomacia proviciana de respeito aos mais fortes economicamente. Acabou gente, e se acostumem.

    Cegos!

  • Cabe ao povo escolher os governantes, isso numa Democracia, claro. Seja quem for o vencedor, devemos simplesmente aceitar de forma civilizada.

    Se Serra ganhar, o Brasil pode avançar em algumas direções, já que o PT é uma esquerda burocrática, conforme pensamento de Bresser Pereira, que eu concordo.

    Mesmo assim, eu acredito mais na postura honesta e honrosa de Dilma Rousseff. Isso sem falar na competência. A mulher é um trator.

    O melhor de tudo é que Dilma não é petista de carteirinha. Não faz parte desse frescura de tendência… Ela não é da seita petista.

  • Excelente texto. Ratifico completamente a opinão da Samarone. Ela conseguiu por em palavras, muito bem escritas, toda a indignação e vergonha que senti com a declaração de nosso presidente, que teve a oportunidade de defender tudo pelo qual ele declara que lutou a vida inteira e preferiu desperdiçar ao ficar indiferente. Não tenho o talento para a escrita como a autora deste post, mas faço minhas todas as palavras dela.

  • Fico impressionado com algumas, poucas, pessoas que tratam a questão de Cuba, seu “regime” como ação, como sistema adotado por prazer de seus líderes e não como consequência de um embargo econômico que dura décadas.

    Por sinismo ou conveniência é fácil criticar os que lá estão. Citam a menina do blog. Por que não milhares, milhões não estão se manifestando contra?

    A maioria dos grandes países do mundo não conseguiu suprir pra sua população, seu povo, o que o pobre e precário sistema (bloqueado/embargado economicamente) de Cuba consegue a duras penas.

    Sempre existirão “falsos mártires” que querem demonizar o “regime”. Mas a “culpa” é de quem mesmo?

    As pessoas, intelectuais, escritores, se preocupam demais com Cuba, com o Haiti, mas não se manifestam pra resolver graves feridas sociais que se encontram vizinhas as nossas casas na cidade do Recife. Isso sim é pra envergonhar a gente, essa postura e esse silêncio dos hipócritas que criam teses e mais teses sobre a vida dos outros e não se enxerga com as centenas de problemas graves que temos pra solucionar aqui.

    Sugestão: Gastem menos energia lá e cuidem mais daqui, haja localmente, Pernambuco/Brasil agradecem.

  • Fico impressionado com algumas, poucas, pessoas que tratam a questão de Cuba, seu “regime” como ação, como sistema adotado por prazer de seus líderes e não como consequência de um embargo econômico que dura décadas.

    Por sinismo ou conveniência é fácil criticar os que lá estão. Citam a menina do blog. Por que não milhares, milhões não estão se manifestando contra?

    A maioria dos grandes países do mundo não conseguiu suprir pra sua população, seu povo, o que o pobre e precário sistema (bloqueado/embargado economicamente) de Cuba consegue a duras penas.

    Sempre existirão “falsos mártires” que querem demonizar o “regime”. Mas a “culpa” é de quem mesmo?

    As pessoas, intelectuais, escritores, se preocupam demais com Cuba, com o Haiti, mas não se manifestam pra resolver graves feridas sociais que se encontram vizinhas as nossas casas na cidade do Recife. Isso sim é pra envergonhar a gente, essa postura e esse silêncio dos hipócritas que criam teses e mais teses sobre a vida dos outros e não se enxerga com as centenas de problemas graves que temos pra solucionar aqui.

    Sugestão: Gastem menos energia lá e cuidem mais daqui, haja localmente, Pernambuco/Brasil agradecem.

    ….
    boteco-socialista.blogspot.com

  • Leo Bulhões Xavier, cuidado, elea não aceitam que Cuba é o reflexo do embargo economico do Estados Unidos.

    • Vá dizer isso para os cubanos que morrem tentando chegar no grande Satã!

  • DATAFOLHA.

    O grande Satã brasileiro está levando a sua candidata á vitória, mesmo com os factódes da semana: Eletronet e Pimentel, além é claro, da tentativa de colocar no colo de Lula o sucidio de um cubano.

    De 14% baixou para 4% a diferênça entre Serra e Dilma.

  • Tira as mãos do chão, ruminante.

    • As mãos? Você não quer dizer as patas?

      • É isso aí.

  • Mais agreções. Sem ter resposta, partem para agredir.

    Sabia que o assunto não iria lhes interessar.

    Pesquisas passou a ser o flagelo desta gente.

    O ruminante com patas e tudo mora no BRASIL, UM PAIS DE TODOS.

    • Ô ruminante:

      Não sei ao certo em que “post” deste fim de semana no Acerto de Contas – creio que foi num daqueles sobre o Secretário das Cidades Humberto Costa, “A face do destruidor” – havia um comentário seu, escrito num arremedo de português (como de praxe), dizendo que os divegentes de sua opinião são “gente que anda comendo cocô de cigano”.

      É muita cara-de-pau você falar em agressões, viu?

      Agora, volte pro capim!

  • O rapaz não entendeu o que acontece com quem come cocô de cigano.

    Passas a saber o futuro, como muitos do blog.

    Isto não se cracteriza como agressão.

    Quanto ao arremedo de português, é devido a minha ignorancia. O que vale é que você entendeu e tanto entendeu que respondeu. No próximo ano devo entrar no PROUNI e por certo vou melhorar o meu português.

    Deculpa, mas o ruminante, vai comer a sua ração de campim e não vou considerar como agressão.

    • Pelo teu nível de burrice, só se for na FAUPE.

      Bom apetite!!!

  • Mai agressão.

    Já me acostumei.

    O desespero e a falta de argumentos gerá esta tipo de gente.

  • Essa história de socialismo-comunismo é só para o povão, mesmo! Já para os alto coma andantes, é um luxo só!

    Vejam a entrevista do decorador da família Castro, procurem no Youtube por:

    MARIA ELVIRA LIVE CON EL DECORADOR DE RAUL Y MARIELA

    • Armando, o “povo povão” ,como bem disse o presidente Lula, vota com estômago. Já entre o “povo” de classe média há alguns que acham que o socialismo vai mudar o mundo, mesmo usufruindo tudo que o capitalismo oferece. É para esses que candidatos apoiados por empreiteiras se vestem de vermelho e se dizem do povo!

  • “candidatos apoiados por empreteiras se vestem de vermelho”

    Esta foi uma declaração que todas as obras tocadas no pais são realizadas pelo Foverno Frderal e por isto se vesem de vermelho.

    As obras dos governos estaduais se vestem de que, ou não existem?

    Isto é que chama de infeliz comentário e sem conteúdo.

    • Então conteúdo é ficar repetindo slogans do governo federal ?

  • O interesante é que o blog vermelho mesmo não emitiu uma única opinião sobre o caso. Seria muito bom que os “progressistas” dessem a cara a bater. Mas, desaparecem nas horas decisivas, assim como fez lulla, estela e outros integrantes do bando em muitos momentos de “eu não sabia de nada”.

  • As pessoas são muito rézeis em seus comentários. Que sejam petistas, peessedebistas, pmdebistas, demoniados, tanto faz, uma coisa nada tem a ver com a outra. Lula não é o PT.

    Parei de ter alucinações quanto a isso, acontece no Brasil o que aconteceu na venezuela no início do governo chávez. O mesmo resolveu algumas questões que desagradavam o povo e todos pagaram pau pra ele, agora estão colhendo os frutos.

  • Samarone Lima. Você perdeu uma oportunidade de fazer também um livro sobre o que acontece em Guatamano. Estava perto da ilha e não se deu ao trabalho de ao menos procurar saber como os americanos
    mantem presas e torturam pessoas inocentes e sem direito a um advogado.

    Não justifica a morte deste baluarte contra o seus pais, que optou morrer de fome, afim de se tornar martir
    e perpetuar o seu nome para ser usado pela Cia e dá oportunidade a jornalistas da sua qualidade tentar ganhar dinheiro em cima de um suicidio.

    O pais vive há mais de 50 anos com um boicote tremendo dos Estados Unidos, com a finalidade de tentar
    implantar na ilha o que eles chamam de democracia, mas ao seu modo. Com subserviência e respeito ao que os Estados Unidos desejam,. Como é lindo uma pequena ilha, ser tão mal tratada e sobreviver, mesmo com pouco recursos, conseguir dar casa, educação e saúde grátis a sua população.

    Samarone, você estando em Cuba, tinha farto material para escrever um livro sobre as conquistas de um povo, boicoitado pelos os americanos, como se fossem uma ameaça a sua soberania.

    Ir a Cuba para fazer um livro com relação a morte de uma pessoa (só uma) me parece que você foi a exemplo da blogueira Yaoni Marques, também subvencionado pela CIA como ela.

    Lula era Presidente do Brasil, e nossa diplomacia, sempre foi de não interferir nos problemas de outros paises. Isto fica para os Estados Unidos, que usa este tipo de ação para subjulgar os paises mais fraco.
    Ainda bem que com o atual governo, o Brasil se libertou deste julgo e hoje é respeitado.

    Samarone, volte a Cuba e faça uma outra matéria sobre a qualidade de vida da sua população, que não
    é melhor,devido ao boicote dos americanos.

    Existem outros paises, onde os direitos humanos são transgredidos de forma violenta, principalmente contra as mulheres. Arábia Saudita que toda mídia cal, é uma deles, sem citar muitos outros.

    Mesmo com Samarone, Cuba continuara sendo o que é, Lula conseguiu ser o melhor presidente do Brasil e elegeu Dilma. Olhe ai um tema Samanore, para você escrever um livro. Acho difícl que o escreva.

  • Como esteve tratando de desrespeito aos direitos humanos em Cuba, senti falta de um comentário de Samarone sobre os direitos humanos em Guantánamo…Tem que uma no prego e outra na ferradura…

  • O sonho do Pt é ser uma “Ditadura” progressista, com uma economia de mercado ‘quase” aberta com muitos miseráveis e ignorantes dependentes das “blosas misérias” dando, consequentemente, lastro para se perpetuarem no poder.

  • Concordo com quase tudo, menos no seguinte:
    Esse velhaco, cachaceiro, mentiroso, bandido desgraçado não é mais presidente de nada. É ex-presidente. E se esse fosse um país sério, seria presidiário, até o fim de sua triste existência.

  • Caramba! Estão dizendo que o Lula acabou com a sua credibilidade polótoca porque não defendeu os dissidentes cubanos? Foi isso mesmo que escutei? srsrsrsr

    Então o que dizer de quando o “grande estadista” FHC dava loas ao sanguinário Alberto Fugimori? Não eram amiguinhos? Assim, o grande estadista e intelectual brasileiro (não é ironia, eu concordo!) também teria manchado a sua credibilidade? Não! Nem um nem outro.

    • *política

  • Caro Orlando Zapata Tamoyo,
    In-memoria, Meus sentimentos!

    Quando o sujeito é jovem, passa coco na cabeça e é bonito. Quando estudante, e todo estudante da minha época tinha uma deficiência psicológica de ser do contra em tudo; sem mesmo saber do que. E eu igual a todos os jovem… que passam merda na cabeça, comecei minha vida adorando, e me filiando no vermelho, o tal TIRANO: FIDEL CASTRO, era meu ídolo. Quando, através da leitura, comecei a avaliar o desajuste familiar. Quando sua filha era exilada por conta das torturas, sua irmã JOANITA, também era exilada… então, cheguei a conclusão? que um pilantra dessa qualidade que não agrada nem mesmo a família? não pode e não deve ser mito de nada! acho, sua pena deveria ser igual a SADAN RUSSEHEN, CADAFI, os BOUCHES pai e filho. O tirano Fidel Castro, que hoje as emissoras de televisão passa a miséria daquele povo, sem guarida, sem voz, sem cidadania, só com o apoio do país tropical (os devotos de quem não presta), este tirano, deveria ser pendurado pelo ovos… na situação atual, até a morte. E servir-se de exemplo para o irmão e os demais. Que, nação não tem dono! a nação é do povo, e povo é soberano em suas atitudes.

  • Eu quero dizer primeiramente a Pierre Lucena que eu acredito na interdiscliplinaridade e que meu campo é a história e não querendo menosprezar o seu entendimento, o país Cubano é um dos que tem a população mais politizada do Mundo, e o sistema politico de Cuba deveria servir de modelo DEMOCRATICO a nós, uma vez que não existe convenção alguma sobre um modelo democratico, sendo este um modelo em que o povo participe das decisões.

    http://www.youtube.com/watch?v=jsN2k7cXiUk

    O documentário pra quem quiser se informar melhor e tbm pq não quero me alongar muito.

  • Cuba vive uma situação crítica – num mundo globalmente neoliberal encontrou uma solução (parcial – agravada pelo embargo americano) para a desigualdade por meio da diminuição da liberdade individual.

    Mas acho que Cuba se tornou um fetiche, tanto para os que são contras quanto para os que a defendem. Não entendo porque tanta indignação com os crimes estatais em Cuba quando vivemos numa falsa democracia, num mundinho de merda em quem manda é quem tem dinheiro. Ou vocês acham que o nosso voto vale alguma coisa. Eu moro em Campo Grande e vejo a pobreza de muito perto, conheço as crianças que tem como prescrição dos seus destinos o crack e a violência.

    Esses jovens recifenses NÃO são livres, mas triste de quem crê que esses, diferentemente dos cubanos, o são.

  • Se eu chegar aqui e disser assim,

    “A ditadura brasileira prendia, torturava e matava, mas e daí? Pelo menos a criminalidade era baixa e o ensino público era melhor, apesar dos detratores e terroristas subvencionados por Moscou”,

    o que é que os defensores do regime dos Castro irão pensar de mim?

    E em quê eu seria diferente deles?

    Hein?

  • Eu so posso responder dizendo que isso é mentira, ou m,e colocando melhor não é a totalidade da verdade, mais assista o documentario que postei a cima, poste aqui suas criticas depois dele e ai conversaremos.

  • Cuba é o unico lugar onde qualque rum pode se candidatar nas ELEÎÇÔES livres e chegar a assumir sem precisar de muito dinheiro pra isso, continuo inssistindo pra que vejam o documentário.

  • Vo dormir que isso n leva a lugar nenhum mais saibam que o retrato de Cuba é uma fantasia dos EUA

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

outubro 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).