Quem é o responsável pelo tamanho da dívida pública, Lula ou Fernando Henrique?

jul 8, 2008 by     9 Comentários    Postado em: Economia

divida

Vamos utilizar o gráfico que fiz (acima), com os dados fornecidos pelo próprio Banco Central. Tem diversas formas de verificação da dívida pública, e estes dados dão uma boa medida, principalmente quando comparados no tempo.

Fernando Henrique assumiu com R$ 60 bilhões, em janeiro de 1995. Como os juros no início do Plano Real eram altíssimos, o estoque da dívida aumentou muito rapidamente.

As condições rapidamente se deterioraram, e todo o superávit primário não foi suficiente para estancar o crescimento da dívida.

Os dados se iniciam em julho de 1994, no começo do Plano Real.

Podemos verificar que existe um Pai da dúvida, este é Fernando Henrique, mas o filho, que seguiu a receita, este é Lula.

No segundo semestre de 2006, a dívida começou a aumentar mais ainda. Uma parte dela é porque o Banco Central resolveu emitir mais títulos com o intuito de aumentar suas reservas internacionais. Isso deve ser abatido.

O problema é que não observamos possibilidade de inflexão nesta curva. A situação econômica se agrava ainda mais quando pensamos que a inflação está dando alguns sinais de força, e o único instrumento que o Banco Central possui é o aumento da taxa Selic. Isso é muito pouco.

9 Comentários + Add Comentário

  • Será que a culpa é dos banqueiros? rs…

    Eu não entendo bem como funciona e quais são os tipos de dívidas que um governo faz. Ficaria grato com um esclarecimento sobre o assunto, ainda que breve.

  • Pierre, ótima iniciativa.

    Mas o aumento da Selic é realmente o único instrumento que o Banco Central possui para controlar a inflação? Ou é o único instrumento que ele utiliza?

  • Rodolfo
    Tem outros, como o compulsório e o redesconto.
    Mas o que dá para manobrar com maior frequência é a Selic.

  • Concordo com o Ednaldo, Pierre.
    Eu estudei um pouco sobre isso na cadeira de Economia Brasileira, mas até agora não entendi direito essa questão da dívida.
    De onde vem ela?
    Como ela surge e como pode-se contralá-la?

    Espero ansiosamente !!!

  • Sei que com relação a dívida externa o Brasil vai bem (pelo menos é o que eu acho), já essas outras dívidas que o governo tem é complicado de entender, seria a dívida interna?

    Mesmo sem entender bem continuo dizendo que a culpa não é nem de Lula nem FHC, pra mim continua sendo dos banqueiros (heheheheheh). É tudo culpa dos banqueiros. rs…

  • Ednaldo e Luciano

    Eu creio que a dívida pública da união é dividida em interna e externa. O tamanho da externa varia de acordo com o câmbio e é formada pela captação de recursos estrangeiros de bancos internacionais …
    Já a dívida pública interna é bem maior que a externa e é formada quando o tesouro nacional ou o banco central vende títulos para capitar recursos no mercado, e remunera esses títulos a uma taxa de juros, assim se a selic aumenta consequêntente o estoque da dívida pública também aumenta. Além de financiar o governo esses títulos servem para modificar a liquidez da economia. Assim, se o governo vende títulos diminui a liquídez da economia na medida que diminui a quantidade de dinheiro em circulação acontecendo o contrário se o governo compra os títulos. Acredito que esse mecanismo também influencia a inflação…
    Essa é a minha opinião, não sei se é o correto.

    Abs

  • Caro Edvaldo Dantas,

    Obrigado pelo o esclarecimento.

    Então pelo o que foi dito penso o seguinte. A dívida do governo aumentou muito, mas também temos que observar o seguinte: o poder para pagar essa dívida pode ter aumentado.

    Para acusarmos um governo de inresponsabilidade quando o assunto é a dívida pública interna, temos que observar se a emição de títulos foi de forma desordenada, perdendo o controle sobre a mesma e o seu poder de quita-lá. Quando um governo emite uma quantidade, sem prevê as chances de pagar aquilo que emitiu está sendo inresponsavel, independente do quanto já havia de dívida. O que já havia de dívida não pode ser despresado, mas governo é governo. Pensa no seu.

    O gráfico do Dr. Pierre trás informações até julho de 2007. Como anda a emição e pagamento dessa dívida pelo atual governo?

    Pelo o mesmo gráfico os dois governos estão pau-a-pau, Lula parece ter endividado mais um pouco. Mas… e a diminuição da dívida externa, não tem influenciado para isso?

    Bom… Não sou economista, mas é um tema interessante.

    Apesar de Lula esta andando nas nuvens e aproveitando ao máximo sua popularidade, ainda defendo o seu governo.

  • Boa noite…

    Estou cursando o 5º ano de economia no Paraná, a minha monografia é referente a dívida pública interna e externa. Farei também uma comparação entre o segundo governo do FHC e o primeiro do Lula para verificar a situação da dívida. Gostaria que se você tivesse materias que pudessem me enviar por email referente a esses assunto ficarei muito grata.
    Obrigada

  • Este gráfico é da dívida pública bruta.Só serve para desinformar e confundir .FHC entregou para LULA uma divida pública líquida em torno de 60% do PIB e com taxa selic na faixa de 24% ,ou seja, os juros estavam altíssimos para a divida pública na época.Lula por sua vez passou para Dilma na faixa 40% do PIB,com taxa selic em torno de 9%.Esta dívida nas mãos de Dilma chegou até 37% do PIB.No entanto a nossa dívida externa que é o nosso maior problema foi quase que totalmente solucionado em virtude do alongamento da dívida e do aumento de nossa capacidade de pagamento.Na era FHC as nossas exportações eram em torno de 60 bilhôes de dolares .Na saída do governo LuLA as exportações estavam na faixa de 240 bilhões de dólares, com constantes superávits e com nossas reservas em torno de 350 bilhões de dolares.Qual é a dúvida?

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

janeiro 2020
S T Q Q S S D
« mai    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).