Aula sem professores e falta de respeito: o dia a dia na UFPE

mar 27, 2012 by     40 Comentários    Postado em: Educação

professor

No semestre passado escrevi um texto no Acerto de Contas que deixou alguns professores do Departamento de Ciências Contábeis revoltados.

Denunciava ali a falta de compromisso de algumas pessoas com a Instituição e principalmente com os alunos. Falei também que o Departamento nunca começava as aulas no dia certo. Sempre apresentava um problema diferente.

Isso doeu em muita gente, talvez porque a carapuça tenha servido.

E novamente isso volta a acontecer no curso de Administração, desta vez com três turmas ligadas à Faculdade de Direito e duas ao Departamento de Psicologia.

Hoje está fazendo exatamente um mês que começaram as aulas, e até agora ninguém deu o ar da graça por ali.

NINGUÉM!

aluno_na_lousa-estamos-sem-aula

Já recorri à Pró-Reitora, que deve ter dado uma dura, já que no outro dia os dois departamentos estavam dando explicações, mas o fato é que até agora os alunos estão sem aula. Aliás, preciso ser justo e reconhecer que ela sempre se empenhou em resolver estes problemas.

A justificativa dos departamentos é que estão realizando concurso para professor agora, e esta semana estariam assinando contrato.

As aulas acabaram em dezembro. Tiveram 3 meses para fazer um concurso para professor substituto, que não tem muita burocracia. Mas deixaram, para variar, para o início das aulas.

E por que diabos outro professor não assume o lugar e depois o Departamento compensa as faltas, se organizando internamente?

No meu Departamento tivemos um problema com a licença de um professor, que por motivos de saúde não está podendo comparecer. Nos organizamos internamente e outro professor está cobrindo o horário. Com isso, os alunos não se prejudicam.

Essa desorganização de contratações temporárias acontece todos os semestres e ninguém faz nada.

É uma vergonha.

O problema é que a Universidade se acostumou com essa bagunça institucional. Todo mundo na universidade acha isso normal, e o senso de responsabilidade parece que não dá as caras por lá.

E isso acontece com quase todos os cursos da Universidade. O Coordenador não pode fazer nada, porque nesta estrutura matricial bizarra, os chefes dos departamentos é que são responsáveis pelos docentes, mas a execução dos trabalhos fica a cargo dos cursos.

No fim, um fica responsável por passar a mão na cabeça do faltoso, ou da falta de professor, e o coordenador é que sofre as consequências. A cada dia fica mais difícil trabalhar na gestão da UFPE.

Na semana retrasada o Departamento de Direito me enviou uma provável contratada para duas cadeiras.

Esta em apareceu por lá dizendo que dava aula na Unicap em um dia a noite, e precisaria dar aulas aos sábados na UFPE para compensar este choque de horário.

Disse a ela que no meu curso ninguém dá aula de sábado e que o aluno não pode ser a vítima da falta de organização institucional.

Disseram que esta semana o professor aparecia, e agora passaram para a semana que vem.

São coisas que parece só acontecer a UFPE.

Pior ainda é o caso das disciplinas onde os professores só aparecem às vezes. Isso é uma minoria, mas acaba parecendo uma maioria, já que a Instituição fecha os olhos para este absurdo. No fundo mancham a imagens dos que são responsáveis, porque parece que são todos gatos do mesmo balaio.

E os Coordenadores e Chefes que ficam vigilantes, cobrando a presença, são vistos como pessoas a serem afastadas a todo custo pelo sistema.

Este se alimenta dele mesmo, apenas para manter o status quo.

A falta de respeito com os alunos é de envergonhar.

E depois ficam se perguntando os motivos para os estudantes falarem da falta de compromissos de muitos.

Se olharem para o umbigo vão enxergar o tamanho do corporativismo que leva a situações como esta.

40 Comentários + Add Comentário

  • E no final, quem paga o pato? Nós estudantes, que teremos de abdicar aos nossos sábados ou a parte de nossas férias para completarmos a carga horária da disciplina.

    • Quem – também – paga o pato é quem tenta levar a UFPE a sério, punindo os professores irresponsáveis. Ganha a confiança dos alunos e o ódio de grande parte do corpo docente.

      Infelizmente, o voto dos professores vale mais (até onde eu sei).

  • No 1o período ficamos 2 meses sem professor pois dependíamos do departamento de Direito.
    No 2o período ficamos 45 dias sem professor de contabilidade e depois mandaram 2 mestrandos para dar as aulas. ABSURDO!!!
    Ainda bem que me formei período passado.
    Boa sorte aos que ficaram!

  • O que está acontecendo na UFPE é um absurso, os alunos não podem ser prejudicados pela tamanha desogarnização dos centros que mandam os professores. Houve tempo para realização de concursos, porque deixam pra fazer com 1 mês de atraso? Pois é, os estudantes estão sem aula a um mês, a reitoria tem que tomar uma posição urgente quanto a isto pois até agora não estão mostrando a seriedade necessária.

  • Ótimo post! Estou estudando na UFPE a exatamente um mês, e durante esse tempo so tivemos 3 das 5 cadeiras da grade curricular. O professor André Regis em decisão com Pierre esta preenchendo os horarios vagos com sua disciplina para adianta-la e se possivel ceder algumas aulas para os professores de Introdução a Administração e Psicologia I não terem suas disciplinas tão atrasadas. Mas o que mais revolta é o descaso com os alunos por parte do Departamento de Psicologia, nossa turma já havia sido informada por vários alunos de outros cursos que professores de psicologia tem fama de faltosos e muitos disseram: Vocês só terão aula de psicologia depois de um mês de falta, SEMPRE É ASSIM. Infelizmente tivemos essa comprovação, um verdadeiro descaso, que se repete.

  • Vergonha, descaso e absurdo.

  • Pois é, as pessoas falam tão bem da UFPE que quem entra, entra cheio de boas expectativas. O calouro, que mal entra, e se depara com essa quantidade de problemas logo pensa, “por que ninguém me disse que era assim?”. Esse semestre os calouros de administração estão sem aula de duas disciplinas (Introdução a Administração e Psiclogia 1), existe justificativa? Sim. Foram adotadas medidas provisórias? Sim. Mas sabe-se também que não há uma justificativa plausível para que estejamos a um mês sem professor de psicologia, já que não é segredo que o que não falta no departamento de Psicologia é professor. Mais uma prova do descaso ao aluno.

    • É verdade, recebemos essa informação de que não falta professor de psicologia no departamento, e eles não se organizam para mandar um. Se quer por professor novo façam seus concursos nas férias.

      • Professor de Psicologia sair do seu aconhego para dar aula em outro departamenbto NUNCA!! kkk Pense num Departamento em q o feudo é mantido…é o de Psicologia.

  • Estou no primeiro período de Licenciatura em geografia, e lá ainda não temos professor de Libras e pra minha surpresa nos colocaram pra fazer uma disciplina que seria “eletiva” como “obrigatória” foi o caso de Int. a Filosofia para preencher um outro horário que estava vago.

    • Por favor,seria muito bom transformarmos essas reivindicações em ações para tentar melhorar a nossa universidade. Passo pelo mesmo problema com as faltas de professores e, no entanto, a turma não sabe nem a quem reclamar e por onde começar. Poderia alguém responsável por esse blog colocar as leis específicas que nos dão o direito de reclamar em relação as essas faltas? Porque muitos professores argumentam que suas faltas são justificadas e que tem total apoio da reitoria?!?!?! Será porque não sabemos as leis que nos dão o direito de reclamar??!?! Seria muito útil colocar o que devemos fazer no caso da falta de professores e a quem devemos recorrer nessas horas?!?!

      Isso seria fundamental para a organização dos alunos frente aos professores que acham que são imbatíveis diante de tal problemática!!!!

  • É um absurdo!!!!!!!!!

    A UFPE realmente tá jogada às baratas, o que é uma pena.

    Ninguém ali tem interesse mais por nada.

    Não é novidade e todo mundo sabe que os professores só querem saber de arrumar outras formas de ganhar dinheiro fora da universidade mantendo o título de “professor da UFPE”. Tem muitos ali que, se brincar, não sabem nem onde fica o prédio do departamento ao qual estão vinculados. Daqui a pouco, a universidade terá que organizar um “tour de apresentação” para os professores conhecerem o lugar em que, digamos assim, trabalham.

    Aviso aos professores: se não quer ser professor, não gosta e acha que está no lugar errado e perdendo tempo, LARGUE O FILÉ e arrume outra coisa para fazer. O que não dá é pra querer manter o título de professor acumulando com milhares de outras atividades bem remuneradas e não colocar o pé na universidade. Ser professor sem precisar sequer ir na universidade é muito fácil!!!!

    É uma total falta de compromisso, seriedade, decência e profissionalismo. E o pior de tudo é ter que aguentar a prepotência, a arrogância, a chatice, o ego super-hiper-ultra-mega inflado e o esnobismo desses Deuses. E muitos alunos ainda se passam pra lamber o chão em que essas criaturas pisam pra ver se conseguem alguma nota alta, passar por média, bolsa, estágio, casa, comida, roupa lavada etc.

    O pior que isso não devia mais nem espantar nesse país. A universidade é apenas a reprodução do que acontece nos órgãos públicos brasileiros: muita babação de ovo, politicagem, puxada de tapete, vadiagem, favorecimentos, nepotismo, esquemas, panelinhas, hipocrisia, falsa meritocracia, muita preguiça, comodismo, abusos, falta de ética, honestidade, compromisso e dedicação. A universidade é o retrato do país. Não dava pra esperar uma universidade melhor num país anárquico e esculhambado desse.

    VERGONHA TOTAL!!!!!!!! SERIEDADE ZERO!!!!!!!

    É isso aí, Pierre, não se intimide e continue jogando a merda no ventilador. Deve ter muita gente vestindo a carapuça por aí e extremamente incomodada. Acho é pouco.

    TEM MAIS É QUE ESCRACHAR MESMO ESSA PORRA!!!!!! ESSA PALHAÇADA TEM QUE ACABAR!!!! CHEGA DE BAGUNÇA E DEBOCHE AFINAL A SOCIEDADE É QUE SUSTENTA ESSA CANALHICE!!!!!

    • PARABÉNS PELO COMETÁRIO!!! É ISSO AÍ MESMO

    • Essa chupação de saco que os alunos fazem nos professores é bem revoltante…

  • Estou no primeiro período de lic. em geografia. Lá ainda não apareceu dois dos cinco professores que estão na nossa grade, sem falar que nos impuseram uma disciplina “eletiva” como “obrigatória” pra ocupar um outro horário que estava vago. Muita bagunda, muita decepção!

  • (…) “E novamente isso volta a acontecer no curso de Administração, desta vez com três turmas ligadas à Faculdade de Direito e duas ao Departamento de Psicologia. Hoje está fazendo exatamente um mês que começaram as aulas, e até agora ninguém deu o ar da graça por ali.” (…)

    Realmente é para endoidar o cabeção.

  • Toda essa situação é um absurdo, pois como vamos nos destacar mais, no âmbito nacional e internacional, se não conseguimos resolver esse “pequeno” problema. Pequenos erros e falhas só evidencia que existem problemas piores, como o descaso.

  • Assino embaixo do que foi dito. Qual a finalidade de passar na UFPE, ir pra cursos que tem famas de serem “completos”, ter muitas cadeiras obrigatórias para pagar e diversas eletivas para escolher, quando não aparecem professores para estas cadeiras?
    Para mim, este descaso todo dos professores para com o próximo – no caso, os alunos – já demonstram o tipo de profissional duvidoso que ocupa um cargo dessa importância.
    A verdade é esta.

  • é realmente vergonhoso. vergonhoso e revoltante! acho um absurdo ver gente entrando na universidade com muitas expectativas à respeito do futuro e se deparar com tamanho descaso de uma das universidades públicas mais elogiadas do país. não entendo como o curso de administração da UFPE pode ser considerado o melhor do país se nem professor tem. isso é um absurdo! estamos sendo enganados e estão rasgando o dinheiro que pagamos pra manter essa instituição. imposto no Brasil serve pra isso e não é barato. não é barato manter as férias eternas desses professores descompromissados que ficam em casa ou em qualquer outro lugar menos onde deveriam estar: na sala de aula. tá na hora acabar com essa palhaçada, não tá não?! tá na hora de parar de roubar nosso dinheiro e nosso tempo, e começar a trabalhar decentemente!

  • Prezado Pierre,

    Fiz uma rápida comparação entre o orçamento da UFPE e de algumas universidade estrangeiras (Espanha, Portugal, Argentina)

    1) UFPE:
    Orçamento ( 2012): R$ 1.060.000.000
    ALUNOS: 31.424
    Orçamento\aluno per capita: R$ 33.732,17

    2) Universidade de Coimbra:
    Orçamento (2009): € 198.000.000 (cotação € 1,00 = 2,4177) = R$ 478.704.600
    ALUNOS: 20.271
    Orçamento\aluno per capita: R$ 23.615,24

    3) Universidade de Sevilla
    ORÇAMENTO (2012): € 479.370.064 (R$ 1.158.973.003,73)
    Alunos 73.350
    Orçamento\Aluno per capita: R$ 15.800,58

    4) Universidade de Salamanca

    Orçamento (2011): € 227.024.356 (R$ 548.876.785,50)
    ALUNOS: 28,000
    Orçamento\aluno per capita: R$ 19.602,74

    5) Universidade de Alcalá de Henares
    Orçamento (2012) € 163.558.545 (R$ 395.435.494,24
    Alunos: 22.836
    Orçamento aluno\per capita: R$ 17.316,32

    6) Universidade de Valladolid
    Orçamento (2011): € 195.687.866 (R$ 473.114.553,62)
    Alunos: 31.780

    7) Universidade de Barcelona
    Orçamento (2011) – € 322.099.591 (R$ 778.740.181,16)
    Alunos 91.656
    Orçamento\aluno per capita: 8.496,33

    8) Universidade de Buenos Aires
    Orçamento (2011): $ 2.472.622.532 (Cotação – R$ 1,00 = $ 0,43) = R$ 1.063.227.688,76
    Alunos: 293.358
    Orçamento\aluno per capita: R$ 3.624,33

    A UFPE não possui academia de ginástica digna para seus alunos. O teto da biblioteca central está caindo. O CFCH e a Faculdade de Direito do Recife estão em eternas reformas ( a da FDR perdura por longos 08 anos). Em resumo: a UFPE é uma universidade sucateada com orçamento de universidade de primeiro mundo!

    abs!

    • As universidades brasileiras, assim como a maioria dos órgãos públicos são a própria ineficiência personificada, bela comparação com Instituições onde o ensino é bem superior, a UFPE tem muitos barnabés, de técnicos a professores. Um verdadeiro desperdício de dinheiro publico. Os professores deveriam ser avaliados e os salários serem de acordo com seu desempenho. Faltou aula, não recebe, e alias motivo para demissão.

      • Concordo, falta gerência no funcionalismo público de maneira geral… Essa estabilidade sem fiscalização tá se transformando em impunidade.

    • Trabalho em um orgão que funciona na BC, ela está finalmente pra entrar em reforma, resultado: todos devem desocupar o predio. Fomos cobrar da reitoria uma resposta para saber onde vai funcionar nosso orgao, qual nao foi minha surpresa em descobrir que o próprio reitor não sabia que a BC estava para ser reformada. Aposto que se soltarmos ele dentro de algum ponto da UFPE ele não acha a saída.

  • Trata-se de um absurdo sem tamanho!

  • Pagamos, através dos nossos impostos, uma educação de qualidade? Ou simplesmente financiamos a vida dos professores? É um absurdo! Não só a falta constante dos discentes, mas a indiferença, deles, em relação a todos nós, quando em sala de aula! Nós, enquanto alunos, devemos cumprir nosso papel, mas e quanto aos professores?

  • Perfeito.

  • Por isso eu larguei da UFPE e fui estudar no Exterior…Façam o msm..

  • Eu acho engraçado que o povo mete o cacete em aluno que passa mais tempo pra se formar, que a sociedade tem que financiar etc etc…

    Já professor em regime de dedicação exclusiva pode passar 6 meses viajando pelo mundo (bancado pela universidade), quando volta não bota o pé na universidade e ninguém diz nada. Conheço vários que foram para Europa, EUA, Canadá e ficaram vários meses e ninguém teve nem notícia do cidadão. Na certa, aproveitando pra relaxar e se divertir enquanto o contribuinte estava aqui trabalhando pra bancar a festa dos docentes pelo mundo.

    A grande verdade é que professor pode avacalhar a vontade que não dá em nada. Não há nenhum tipo de fiscalização, de punição, de controle, de cobrança, de acompanhamento do trabalho dos professores. Quem fiscaliza esse pessoal? Quem é responsável por puni-los? Será que há um “jubilamento” para professores vadios, desinteressados e negligentes?

    Aliás, uma coisa interessante de se investigar, Pierre, são os concursos que ocorrem na universidade. O negócio é meio sinistro e mal assombrado. Se for feita uma investigação verdadeiramente profunda, séria, isenta e imparcial (e não palhaçada pra inglês ver) vai incomodar e mexer com muita gente graúda e voar lama pra tudo que é lado. Todo mundo sabe que acontecem coisas, no mínimo, muito estranhas nesses concursos. Coisas muito suspeitas.

    Enfim, voltando ao assunto-tema, aluno relapso só prejudica a si próprio e a sociedade, quando gasta o dinheiro do contribuinte além do que devia. Temos que lembrar que aluno não recebe salário. Professor relapso, além de tudo, ainda recebe salário e tem sala/gabinete na universidade, ou seja, o custo de um professor é muito maior que o de um aluno para a sociedade.

    Professor relapso e irresponsável, além de prejudicar a vida de muitos alunos que querem levar a sério ainda viajam o mundo todo bancado pela universidade e também torram o dinheiro do contribuinte.

    O prejuízo de um professor relapso é muito maior do que o de um aluno relapso.

    É isso aí, Pierre, mergulhe fundo nessas investigações e ignore as críticas e reclamações. O errado e o mal feito tem que ser punidos, doa a quem doer. Não podemos deixar que pessoas e grupos mal intencionados destruam a reputação de uma instituição respeitada e saiam completamente impunes e rindo da cara da sociedade. Esculhambação tem limites. Chega de bagunça.

    PUNIÇÃO JÁ PARA QUEM NÃO LEVA A UFPE A SÉRIO!!!!!!!

  • Em Ciências Econômicas o mais normal é haver professores, porém o mesmo resolver não ir as aulas, ou achar que 8h é muito cedo para começar a trabalhar.

    Zionam, coordenador do curso, deveria viajar menos e olhar mais para o seu curso.

  • LAVAREDA PRESO PELA PF NO AEROPORTO DOS GUARARAPES COM CHUMBO PESADO

  • [off topic]

    A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil pagarão coquetel para juizes no Theatro Municipal de São Paulo:

    www1.folha.uol.com.br/poder/1068214-bancos-oficiais-pagam-coquetel-para-juizes-em-sao-paulo.shtml

  • É um absurdo a situação da UFPE, sempre foi assim, essa universidade parece que nunca vai mudar.

  • É isso aí Prof. Pierre… Parabéns pela coragem de postar isso aqui no seu blog. Quem estudou sabe que é tudo verdade.

  • Pensando com meus botões:
    - nas décadas de 80 e 90 os petistas diziam que mudariam o País quando chegassem ao poder. Construiriam um novo Brasil, justo, igualitário, socialista. A Universidade pública seria outra, mais dinâmica, valorizada etc;
    - chegando ao poder, começaram a se lambuzar com as facilidades desse riquíssimo patropi;
    - aderiram com unhas e dentes ao projeto neoliberal, levando ao extremo o modelo iniciado por Collor;
    - corrupção, ganância, brigas internas pelo maior pedaço do botim, adeus à “causa” para cuidar dos negócios.. foram caindo um a um as antigas estrelas do ex partido dos trabalhadores (notem que não falam mais nesse nome, tratam apenas de pt – o que pode significar qualquer coisa indecente iniciada pela letra “tê”);
    - muitos hoje estão ricos, gordinhos de suspensórios como os antigos capitalistas dos cartuns; vários já morreram; outros estão como Lula, doentes;
    - quem ainda dá as cartas no que restou do antigo partido, se alia sempre à direita;
    - é uma etapa que se esgota: provavelmente nas eleições municipais/ 2012 começará aquela velha história: a volta dos que não foram; os demais partidos deverão crescer à sombra do trágico golpe que o pt deu na população brasileira;
    - mas as antigas promessas servirão para continuar iludindo os incautos, fregueses das bolsas famílias e espertinhos loucos por uma sobra do banquete dessa nova elite;
    - nunca esquecerei uma frase de José Múcio Monteiro que já tem cinco ou seis anos. Ele falou o seguinte: “se eu soubesse que era tão bom ser de esquerda eu já teria sido há muito tempo”. Perfeito. O usineiro pegou tão bem o espírito da coisa que hoje é uma das pessoas mais poderosas da república petista.

    • Comentário simplesmente perfeito.

      Penso rigorosamente da mesma forma.

      Esses petralhas tanto que tentou que conseguiu detonar o Brasil.

      Enganaram o povo, que caiu como um pato morto na conversa bonita dos malandrões do partido. Conheço gente até bem esclarecida (ou que eu julgava que era esclarecida) que caiu fácil nos encantos e malandragens do pessoal desse partido.

      Os petralhas deram o maior golpe que se tem conhecimento no povo e no Brasil. Conseguiram anarquizar o país. Mandaram às favas os escrúpulos, a moral, a ética, os valores, os princípios e conseguiram deseducar (mais ainda) o povo. Ensinaram com maestria que ser criminoso, ser esperto, levar vantagem compensa.

      Conseguiram adestrar o povo a consumir descontroladamente e com isso enriqueceram ainda mais banqueiros e empresários, aumentando a desiguladade sócio-econômica vigente no país. Fizeram uma política econômica mais neoliberal do que os governos anteriores mas juram que são comunistas e socialistas. São comunistas com rolex de ouro no braço, BMW na garagem e apartamento em Paris. Hoje em dia, esses “comunistas” empurram e pregam a pobreza para os outros.

      Lula se abraçou ao neoliberalismo e aos banqueiros de uma forma tão competente e habilidosa como nunhum outro fez. Basta dizer que os banqueiros NUNCA faturaram tanto no país às custas do povo mais pobre, povo esse que são os maiores eleitores dos petralhas e que foi usado de massa de manobra para fazer a petralhada chegar ao poder. Povo que confiou cegamente nos petralhas e agora descobrindo da pior forma a punhalada pelas costas. O cara que no passado vociferava contra os banqueiros bilionários, hoje toma whisky importado caríssimo com eles planejando como explorar mais ainda o povo.

      Hoje em dia mesmo aqueles que sempre apoiaram e votaram nos petralhas estão profundamente decepcionados, mesmo que não revelem.

      Não vou ser hipócrita de dizer que antes não havia coisa errada no país. Mas a petralhada pegou tudo que tinha de ruim no país, todos os costumes e hábitos viciosos da política e da vida nacional e potencializou tudo isso ao extremo, legando um terrível ensinamento ao povo.

      Que o povo acorde e nas próximas eleições aprendam a votar.

      PETRALHA, NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!

  • Pierre,

    A porta é a serventia da casa. Se o departamento / colegiado de curso de vocês não está satisfeito com os outros departamentos, que assumam as disciplinas!

    Esse sistema de departamentos e coordenações de curso é inviável. Que compromisso tem um professor de um departamento que dá aula para cursos de outros?

    As unidades de ensino devem ser independentes e inteiramente dedicadas aos cursos que abrigam.

    Em tempo, na UFPB pode levar até 6 (seis) meses para contratar um professor substituto a partir da autorização do concurso.

    • Antes fosse. Tentamos fazer concurso para professor de direito anos atras. Até mudamos os códigos das disciplinas.
      Mas aí a FDR recorreu e a procuradoria deu razão a eles.

  • Gostaria de saber onde posso reclamar da falta de professor de ciências no 2º bimestre na Escola Estadual 20 de Agosto em SBC. Já enviei e-mail para muitos lugares. Me ajudem por favor, a escola deixa os alunos no pátio sem fazer nada.

    Grata!

  • Nunca li nada mais verdadeiro! Posso “roubartilhar” alguns trechos para fazer um texto? kkkk
    sou aluna da UFPE campus Caruaru e passamos pelos menos problemas. Esse semestre, um professor substituto completa hoje 7 segundas-feiras que não vai dar aula, porque o horário coincidiu com uma universidade particular que ele dá aula. Aí, claro que ele opta por faltar na universidade pública porque não tem quem coloque ordem na casa!
    Absurdo total, falta de respeito com os alunos!

    • mesmos*

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).