Reorganização e fechamento de escolas é medida correta

out 27, 2015 by     16 Comentários    Postado em: Educação

São Paulo está tomando uma medida que está gerando muita confusão, muito mais por tabus do que por racionalidade administrativa: o fechamento de escolas de ensino fundamental e utilização dos prédios para creches e outras atividades educacionais.

Um dos problemas para o custo da rede pública é o grande número de escolas muito pequenas. Para termos um exemplo, no Recife temos escolas com 100 alunos. Esta escola tem diretor, vice-diretor, secretaria, biblioteca, etc. Isso nunca se sustentaria em um sistema mínimo de racionalidade, a não ser que fosse uma escola em uma localização muito distante, que impedisse o transporte das crianças, o que não é o caso.

Em São Paulo o Governo do Estado está fechando 94 escolas, cujos prédios serão repassados aos municípios para Educação de Jovens e Adultos ou creches.

E os números mostram que o Governo está correto.

O Censo de 2013 já mostrava que o número de matrículas no ensino fundamental caia bruscamente. O gráfico acima mostra que 2 milhões de novas matrículas sumiram em apenas 6 anos.

Este fenômeno se explica pelo fato de que o Brasil acelerou radicalmente o número de matrículas na década de 90, durante o Governo Fernando Henrique, principalmente em função da reorganização da rede através do Fundef. Uma espécie de demanda reprimida em grande escala foi atendida, gerando espaços ociosos em sala de aula. Claro que falar nisso é algo que assusta, já que a educação pública é péssima em sua grande maioria, mas o fato é que precisamos de qualidade, pois a quantidade já resolvemos.

O Brasil tem dois grandes desafios para a educação pública: a melhoria de qualidade e um radical aumento na cobertura de educação infantil. Para o primeiro não é preciso ampliação de orçamento, mas a quebra de tabus e reorganização da rede, como está fazendo São Paulo.

Já para a educação infantil será preciso colocar dinheiro…muito dinheiro. A cobertura é baixíssima e a necessidade é urgente. Tem prejudicado muitas famílias e especialmente mães que precisam voltar ao mercado de trabalho após a maternidade. E o Estado tem mostrado poucas respostas para isso.

O gráfico acima mostra o aumento da demanda por este serviço nos últimos anos. E se levarmos em consideração a demanda reprimida, este gráfico teria comportamento exponencial.

Com estes dados, podemos perceber que a opção tomada por São Paulo, por mais esquisita que seja, está correta.

Claro que existem bons argumentos para a manutenção de unidades menores, especialmente em função da distância para a escola de crianças, mas a experiência tem mostrado que escolas médias e maiores possibilitam melhores experiências para os alunos, além de grande diminuição de custos, que pode ajudar a melhorar o financiamento da rede escolar.

16 Comentários + Add Comentário

  • Já temos Aldo Rebelo no ministério da defesa e os médicos cubanos, só falta Dilma colocar Fernandinho Beira-Mar no ministério da “educassão”. No mais, as FARC, o MST e o PCC já cuidam das fronteiras, dos presídios e da segurança pública brasileira. O governo cubano e os ditadores africanos cuidam do BNDES. As máfias russa e chinesa cuidam da Petrobras. A Smartmatic cuida das eleições. Só falta o governo adotar a maconha, a cocaína e o crack como símbolos nacionais e anexar os territórios da Bolívia, da Colômbia e da Venezuela. Fidel Castro poderia escrever o novo hino nacional do Brasil.

    O povo brasileiro está em boas mãos. O Brasil está no rumo “serto”.

    • Um big-big mastigado pra quem conseguir mostrar a utilidade do comentário acima. Ok, cidadão, você não gosta de Dilma, de Lula, do PT, da esquerda, do Socialismo, de Cuba, mas precisa repetir essa ladainha em qualquer post, mesmo os que não têm nada a ver com sua “revolta”?

  • A medida pode até ter uma justificativa plausível, Pierre, mas é preciso cuidado também com a forma como será executada. A realocação desses alunos tem que ser muito bem planejada para não acarretar em superlotação das salas de aula nas novas escolas. Do contrário, o suposto ganho em qualidade de ensino com escolas de ciclo único vai por água abaixo e a medida se tornará exatamente o que parece à primeira vista: canetada pra cortar gastos em Educação.

  • Medida na direção correta. O ensino básico não precisa de muito dinheiro, precisa de muito mais gestão. A educação infantil, essa sim, precisa de mais recursos, físicos, humanos, financeiros etc.

    • Enquanto houver pt, não haverá salvação!

  • Uma coisa que esqueceram de mencionar é que a medida propõem exatamente o que foi feito em Pernambuco (o estado com melhores evoluções em educação do país, segundo censos realizados aos quais estou sem posse de link): o estado fecha as escolas fundamentais e foca nas de ensino médio e técnico, enquanto as prefeituras se encarregam das de ensino fundamental. Isso vai dar um direcionamento melhor às verbas destinadas à educação pelo estado, alem de dar espaço a mais creches e pólos de educação profissional e de jovens e adultos. Essa mesma medida gerou desconforto aqui em Recofe quando foi anunciada, mas logo foram vistas evoluções positivas fortes em diversos aspectos! Na minha opinião, ponto pra SP! ✔

    • Gostaria de ver esse estudo sobre a evolução da educação. Se puder, poste o link.

  • De nada vai adiantar essa e outras medidas se o governo federal continuar o mesmo, com as dezenas de milhares de cargos comissionados e o aparelhamento das instituições.

    Enquanto os corruptos estiverem soltos ou no poder, tudo de bom estará ameaçado.

    A oposição é fraca e não temos líderes mas qualquer coisa é melhor do que o pt.

    O resto é masturbação filosófica para os grandes corruptos se safarem.

  • Os canalhas socialistas vermelhos só estão criticando a medida porque foi posta em prática pelos canalhas socialistas azuis. Mas o que os dois grupos de canalhas não fazem é criticar a ridícula metodologia do ensino brasileiro, cujas amebas por ele produzido fazem vergonha em qualquer prova internacional!

    • Votação para esse cara ser expulso do blog:

      o/

      • Falou o canalha socialista vermelho que se acha dono do blog!

        • Se falar mais te mando pra Cuba!

  • O Robson continua a escrever no blog. Acho uma lenga-lenga petralha mas, vá lá, basta ignorar ou baixar o malho (ele gosta, kkkk). Sinto falta da outra vertente que era representada pelo Pedro Jácome. Esse caiu em desgraça, foi expulso.

    No mais, existem exageros dos radicais de um lado e do outro, às vezes dar para rir e, em outras, só se tem a lamentar. É assim mesmo.

    Daí a retirar um dos comentaristas, é meio radical, meio fascista.

    Menos, pessoal, menos…

  • Concordo com o pensamento de Pierre e com as medidas de São Paúlo. Digo mais, tem que começar a transferir os alunos da rede pública para a privada. Não se trata de privatização, pois já existe rede privada de escolas. Trata-se de comparar o custo por aluno na rede pública e na privada. Assim, é melhor o estado desistir desse negócio de educar. Não adianta, eles não sabem e não conseguem fazer com eficiência e qualidade.

    Qualquer coisa que o Estado meta a mão a execução ficará por contas de funcionários públicos, aí é caos e ineficiência total. A melhor coisa que a sociedade pode exigir é transferir os serviços públicos para a rede privada. Tudo. Educação, saúde, segurança, justiça!! Tudo!! Quanto mais estado, pior!!!

  • O Pedro Jácome foi defenestrado pois não fez o gênero “Une-maconha-esquerdismo”, kkk

    Cabra corajoso! Não se rendeu e preferiu sair.

  • Professor, diretor, coordenador, merendeira, faxineira ganham uma porcaria. Educação paga mal, pois o maior problema são os desvios e a má utilização da verba pública. Vejam por exemplo a verba do FUNDEB que os governos gastam como e quando querem, além desviar a função deles. O Brasil tem que investir urgentemente na educação infantil, o Brasil já está pagando caro por isso.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

outubro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).