Sem chuteiras, Ronaldo Fenômeno quer salvar a pátria e seu nome

jun 4, 2015 by     1 Comentário     Postado em: Esportes


Por Jairo Lima


O melhor destino para quem gosta de futebol e baladas neste final de semana é Berlin, na Alemanha. Lá, Juventus x Barcelona decidem a UEFA Champions League, jogo mais importante da Europa este ano. Ainda mais depois da renúncia de Joseph Blatter, FBI, prisões, novas eleições e a nata de dirigentes, cartolas, jogadores e ex-jogadores de todo planeta. Um lugar bastante animado, eu diria…

 

E para animar mais a festa, Ronaldo Fenômeno chega com a pompa de justiceiro canarinho para e conquistar apoio nacional e internacional para queimar e destituir do cargo seu ex-parceiro de CBF, Marco Polo Del Nero, que assumiu a presidência do órgão depois de José Medalha Marin.

 

E façamos justiça, depois da prisão de Zé Medalha, na Suíça, semana passada, Del Nero atravessou o Atlântico com mais medo do FBI que a Família Real Portuguesa de Napoleão Bonaparte. Ainda mandou tirar às pressas o nome do ex-amigo dos muros da nova sede da CBF. Que decepção!

 

De olho nisso, Ronaldo Fenômeno, logo ele, que é brasileiro e não desiste nunca postou na sua fan page do facebook contra o cartolão. “Não acho que Marco Polo Del Nero tem dado um grande exemplo, é evidente a relação dele com o ex-presidente José Maria Marin”. Também concordamos!

 

De uma só vez, Fenômeno segue com seu projeto de comprar um time em Los Angeles, arrumar a casa da CBF e continuar como grande ídolo dos brasileiros. Ronaldo está afinado com o senador Romário (PSB) que pedirá a instalação de uma CPI na próxima semana contra a CBF e apoia seu plano de derrubar Del Nero. O próprio Fenômeno se coloca à disposição para assumir o cargo no Brasil.

 

Quem vai assumir a FIFA? Príncipe da Jordânia, Zico, amigo de Michel Platini – presidente da UEFA -, o ex-jogador David Ginola, o ex-jogador Luís Figo, Flávio Caça Rato ou Neto Baiano? Seria o próprio Fenômeno que foi ao mar e deixou a barquinha de Del Nero afundando. Você ou eu? Os próximos dias dirão…

 

Por enquanto, mesmo tendo renunciado e a filha dele chorado quem manda é Blatter. Ele disse que já iniciou o processo de reformas. Como? Se ele ainda está lá? Será investigado e quem sabe acusado. O brasileiro José Hawilla, dono da Traffic, botou a boca no mundo. Tem mais gente para cair.

 

As Copas do Mundo da Rússia (2018) e do Qatar (2022) podem não acontecer nesses países. Inglaterra e Estados Unidos já estão de olho.

 

Aproveitando o assunto. Vale lembrar que o Mundial Feminino de futebol começa no sábado, no Canadá. As meninas do Brasil estreiam na terça-feira (9). Escrete de guerreiras. Jogam dentro do suprassumo da desorganização.

 

Não só de olho, estão prontos. De olho mesmo estou agora na final de sábado para tentar reencontrar o lado bom do futebol. Por isso futebol encanta e desencanta. É paixão e ilusão. O futebol precisa de ética e amor.

1 Comentário + Add Comentário

  • Ronaldo um “exemplo”.
    Tem muito a explicar o que houve em 98, o que aconteceu com o casamento com Cicarelli e quem pegou quem na noite da travecagem.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

agosto 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).