Usain Bolt: o corredor que virou astro do esporte

ago 6, 2012 by     13 Comentários    Postado em: Esportes

Na prova mais importante das Olimpíadas, não teve pra ninguém.

Até ontem, no começo da tarde, ainda pairavam dúvidas sobre seu desempenho, após ter desistido de algumas provas no mês passado, além de ter perdido para seu compatriota Yohan Blake.

Mas quando chegou a semifinal, já deu para perceber que dificilmente daria para o restante dos atletas.

O velocista Usain Bolt bateu o recorde olímpico e igualou a marca de Carl Lewis, que foi bicampeão olímpico. Assim como Lewis, Bolt também larga mal, mas dispara depois.

Na prova de ontem todos correriam abaixo dos 10 segundos, se não fosse a contusão de Asafa Powell.

13 Comentários + Add Comentário

  • É o cara do atletismo mundial.
    Infelizmente nós brasileiros pagamos o preco dos incompetentes dirigentes pelo fiasco.
    O maior responsavel o ministro “moto serra”. A vergonha nacional. Ate quando ….

    • O maior responsável seria o Moto Serra (que assumiu no final de 2011, a menos de 1 ano da olimpíada) ou os torcedores que passam 4 anos sem dar a mínima p/ o esporte que não seja futebol e depois se o cara não vem com o ouro ele “é pipoqueiro”, “só foi fazer turismo”, “se fosse p/ perder nem devia ter ido”?

      PS: Aldo pode ter sua parte de culpa, mas no “fracasso” nas olimpíadas está longe de ser o principal culpado. Orlando Silva passou 5 anos no cargo.

    • Fracasso no esporte? A culpa é do governo.

      Só no Brasil mesmo.

  • O cara é foda mesmo.

  • Bolt e Phelps, provavelmente os maiores atletas que veremos nessa geração.

    Resultado de muita seriedade e dedicação ao esporte. Exemplos raros de se ver nos dias de hoje.

  • O resultado nas competicoes internacionais nao depende somente de seriedade e dedicacao do atleta, mas de politicas de incentivo, de condicoes infraestruturas e mesmo financeira.

    A distribuicao de cargos comissionados é o grande cancer. Saiu um e é troca o ascensorista, motorista, jardineiro, ou seja a partir do sexto escalao. E sao todos apadrinhados, o motorista nao sabe dirigir, o jardineiro nao sabe jardinar, etc, etc,. O ministro dos esportes nao sabe nada de esportes. Orlando Silva, e o moto serra, faz parte do partido que toma conta dos esportesja ha algum tempo.

    Veja quem esta por tras das federacoes e confederacoes. Nao largam o osso a dezenas de anos. Sao veradediros feudos que naocontribuem em nada para o esporte nacional, só para alguns que se locupletam dos cargos. Renovacao Já pois as. Olimpiadas do Rio estao ai em 2016.

  • Oscar Schmidt para ministro dos esportes já!

  • Usain Bolt provou que já pode ser vereador do Recife. Mais rápido que Inácio Neto, não tem como o CQC alcançá-lo de jeito nenhum!!! haahhauuhaauhuha

  • Cade ALF que antes das Olimpiadas dizia que se o Brasil fosse bem seria obra do Ministro dos Esportes do Governo Dilma?

  • É como fazer pesquisa, esporte precisa de paz e dinheiro para que se ganhe medalhas!

  • Ele deu sorte do Inacio neto não estar participando

  • Recife precisa de novos vereadores, espero que nesta eleiçao!

  • Um dos maiores problemas do esporte no Brasil é primeiro a monocultura do futebol, vemos futebol o ano inteiro, nos Estados Unidos acaba o campeonato de Futebol Americano, ai vem o Basquete, acaba o campeonato de Basquete, entra o Beisebol e assim por diante, aqui é só futebol com alguns raros jogos de outros esporte e quando se é televisionado é a seleção Brasileira ou final de algum campeonato. Outro problema falta de estrutura geral, e quando temos algumas coisa é no Rio de Janeiro e São Paulo o resto dos Estados não tem praticamente nada, na Austrália eles construiram centro esportivo de ponta em cada região Australiana antes do jogos Olímpicos de 2000 e não apenas em Sydney, para que se fortalecesse o esporte no país, deveriamos ter feito o mesmo aqui e não fizemos apenas o Rio de Janeiro recebera investimento, o resto do país continua sem nada com exceção dos estádios para Copa do Mundo os outros esportes nada, o governo se resumiu a um bolsa atleta e pronto achou que fez muito, que nem o bolsa família, onde o governo não cria condições para se sair da dependência. E o pior é que tem gente que ainda acha que o governo esta fazendo muito pelo esporte porque esta construindo estadio para Copa do Mundo, mesmo que seja um elefante branco ou que enriqueça construturas e políticos.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

maio 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).