Após cair quase 8% na semana passada, Bolsa dá salto de 3,12%

jul 30, 2007 by     Sem Comentários    Postado em: Finanças

Do Valor

Após perdas expressivas na última semana, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou o pregão desta segunda-feira com forte valorização. O mercado brasileiro foi beneficiado pela recuperação dos índices acionários norte-americanos, que foi amparada na ausência de eventos negativos nesta jornada. A volatilidade, entretanto, permanece, com os investidores na expectativa dos dados agendados para os próximos dias nos Estados Unidos.

O Ibovespa subiu 3,12%, aos 54.572 pontos, após oscilar da mínima de 52.924 pontos à máxima de 54.789 pontos. O volume financeiro somou R$ 3,95 bilhões.

Na avaliação do sócio do escritório de aconselhamento financeiro Beta Advisor, Rogério Betti, o desempenho das bolsas hoje foi uma reação do exagero da semana passada. O Ibovespa perdeu 7,87% só na semada anterior. Para o especialista, resultados corporativos positivos divulgados em Wall Street e a falta de noticias ruins no cenário externo ajudaram. “Mas a volatilidade continua no curto prazo, pelo menos até sair a divulgação dos dados do setor imobiliário essa semana”, vê.

Em Nova York, o indicador acionário Dow Jones subiu 0,70% e o índice S & P 500 ganhou 1,03% próximo do fechamento. No segmento de títulos públicos norte-americanos, o treasury de dez anos indicava alta de 0,05 ponto no retorno ao investidor no final da sessão, a 4,81% ao ano. A alta no juro sugere vendas desses papéis. Para muitos, indica realocação de recursos para ativos com maior retorno, como os brasileiros.

Parte da perspectiva de volatilidade é embasada na agenda dos EUA, que ganha relevância a partir de amanhã, com o índice de preços de gastos no consumo (PCE, na sigla em inglês) e dados do setor de construção em junho. Na quarta-feira, a atenção fica sobre os pedidos semanais de empréstimos hipotecários e os números sobre as vendas de casas pendentes no mês passado. Por fim, será divulgado o relatório do mercado de trabalho na sexta-feira.

De volta ao mercado local, os principais ganhos do Ibovespa foram registrados por Telemig Participações PN, que avançou 10,33%, a R$ 5,34. Em seguida, VCP PN aumentou 7,09%, a R$ 45; e Klabin S.A apreciou-se 5,51%, a R$ 6,70. No outro extremo: Embraer ON caiu 1,83%, a R$ 20,85; TAM S.A. PN cedeu 0,85%, a R$ 50,76; e AmBev PN recuou 0,74%, a R$ 1.325,00.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

agosto 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).