Como o Brasil pode ser afetado pela crise?

ago 10, 2007 by     Sem Comentários    Postado em: Finanças

nyse.gif 

A crise no mercado imobiliário americano está apenas começando, podem ter certeza disso. Durante certo tempo, muitos economistas alertaram para o problema, sem que o Governo americano tomasse providências. Estava muito mais preocupado com a guerra do Iraque do que com a classe média que comprava imóveis aos montes.

A crise por enquanto está restrita ao mercado financeiro. Não é certo que vá contaminar a economia como um todo, mas isso pode acontecer.

Primeiramente afeta o mercado de imóveis nos EUA, que na verdade já estava em frangalhos. Logo após, alguns fundos de investimento que têm recursos aplicados em títulos lastreados neste mercado irão sofrer. Posteriormente, o Banco Central americano vai agir para evitar uma crise sistêmica. É bem provável que o problema acabe aí.

Os americanos já gastaram bilhões de dólares em uma guerra falida no Iraque, não vai custar muito para eles  salvar um mercado com problemas, e isso pode acontecer de uma maneira menos traumática: basta os EUA diminuírem rapidamente sua taxa de juros, fazendo com que não tenhamos um enxugamento da liquidez no mercado de ações. Com uma taxa de juros baixa, os investidores irão procurar alguma alternativa mais rentável, e essa, mesmo a contragosto, continuaria sendo o mercado de capitais. Se isso não funcionar, aí teremos um sério problema.

O Brasil poderia ser afetado pela crise em um segundo momento. Isso se o problema dentro do mercado financeiro americano realmente se transformasse em uma forte crise de liquidez, com recessão. Aí nossas commodities iriam cair de preço, mas mesmo assim, seríamos beneficiados com uma possível alta do dólar, recuperando alguns setores de exportação.

Temos reservas suficientes para enfrentar um problema de conversão cambial. Não teremos problemas no curto prazo.

Já quem investe na bolsa…

Pois é, o problema por enquanto é dos americanos, mas alguns brasileiros podem pagar o pato.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

agosto 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).