O Filme que concorre ao maior número de estatuetas: O Discurso do Rei

fev 12, 2011 by     3 Comentários    Postado em: Imagem-Movimento

Por Bernardo Queiroz e Kássia Alcântara
para o Acerto de Contas

O Cinema tem um dom de humanizar aquilo que nos parece distante, e dar cara, intimidade, a personalidades distantes, mortas e não importantes para nós de um modo geral. A empatia parece ser a chave, já que o desafio na nossa era de hiper-realismo artificial não é nos convencer de que algo parece real, mas sim, se temos alguma relação, ou se nos importamos com o que vemos. Esta é a razão do trabalho dos atores ser tão crucial. E é esse trabalho que jogou O Discurso do Rei (The King’s Speech, Reino Unido, 2010) ser catapultado para indicações múltiplas ao Globo de Ouro e ao Oscar.

O filme é um conto simples sobre a fragilidade humana, mas executado com esmero e cuidado pelo diretor Tom Hooper e o roteirista David Seidler. Apesar de uma cadeira inteira em TV, o diretor Hooper consegue trabalhar bem o ritmo do filme, e tem o bom senso de deixar seus atores protagonistas trabalharem e sair do caminho. E que caminho.

Acompanhamos a história do Duque Albert (Colin Firth, brilhante no papel) que sabemos que se tornará o rei da Inglaterra cujo trono atravessa a segunda guerra mundial. Mas de inicio, Albert é um nobre que apoia o irmão mais velho e futuro rei, e como tal, é esperado muita coisa dele, tanto de posturas políticas quanto de magnetismo social.

Porém, o futuro rei é terrivelmente gago.

Assim, sua esposa, a futura rainha-mãe, interpretada por uma Helena Bohan Carter, tão digna que nos faz esquecer todos os personagens-aberração de sua carreira, o leva para o fonoaudiólogo Lionel. Jeffrey Rush interpreta um terapeuta que tem mais de analista do que de fono, mas com seus problemas de sua própria natureza. Assistimos assim um processo de humanização de Bertie, onde somos colocados contra nossos medos, ao mesmo tempo em que devemos lutar contra o mundo lá fora: o irmão mais velho do futuro rei tem um caso para lá de inconveniente, e a Alemanha dá os seus primeiros passos para a segunda guerra mundial.

A atuação de Rush e Firth nos levam no colo por toda a história sem que percamos o interesse, assim como um cuidadoso trabalho de fotografia que nos mostra toda a fragilidade de um ser humano, independente da posição social que ocupa, com ênfase nos ambientes fechados, contra planos assimétricos que mostram bem o cenário onde as ações ocorrem, e closes significativos e ameaçadores dos artefatos que capturam nossas vozes. Um belo filme sobre superação de limitações e traumas, exatamente do jeito que a Academia gosta. Talvez o único problema dele seja justamente o fato dele ser perfeitinho demais para não parecer uma fórmula de ganhar prémio. Mas pelo trabalho dos atores, a gente até perdoa.

Onde?

UCI Kinoplex Plaza – 13:20 | 15:50 | 18:20 |20:50 | 23:20
UCI Ribeiro Tacaruna – 13:30 | 16:00 | 18:30 | 21:00 | 23:35
UCI Ribeiro Recife – 13:10 | 15:40 | 18:10 | 20:40 | 23:10
BOX Guararapes – 13:30 | 16:00 | 18:50 | 21:20

Estreias da semana

BRAVURA INDÔMITA

O filme acompanha o bêbado, grosseiro e totalmente destemido comissário Rooster Cogburn. O rabugento Rooster é contratado por uma decidida garota para encontrar o homem que matou seu pai e fugiu com as economias da família. Quando a nova patroa de Cogburn insiste em acompanhá-lo na empreitada, voam faíscas. Mas a situação vai de problemática a desastrosa quando o inexperiente, mas entusiasmado, Texas Ranger entra na festa.

Onde?

UCI Kinoplex Plaza – 12:20 | 14:40 | 17:00 | 19:25 | 22:00

UCI Ribeiro Recife – 14:00 | 16:20 | 18:40 | 21:00 | 23:20

UCI Ribeiro Tacaruna – 13:00 | 15:20 | 17:40 | 20:00 | 22:20

Multiplex Boa Vista – 13:30 | 15:50 | 18:20 | 20:40

BOX Guararapes – 14:10 | 16:40 | 19:05 | 21:30

BURLESQUE

Burlesqueacompanha Ali (Christina Aguilera), uma jovem de uma cidade do interior com uma bela voz, que escapa da vida dura e de um futuro incerto e vai a Los Angeles, para concretizar os seus sonhos. Por acaso, ela chega a um teatro majestoso, porém em péssimo estado de conservação, The Burlesque Lounge, onde está sendo exibido um fantástico musical. Ali é contratada como garçonete por Tess (Cher), dona e administradora do teatro. Os fantásticos figurinos de Burlesque e a coreografia ousada conquistam Ali, que se promete que, um dia, subirá ao palco do teatro. Logo, Ali fica amiga de uma dançarina (Julianne Hough), provoca o ciúme de uma dançarina desequilibrada (Kristen Bell) e conquista o amor de Jack (Cam Gigandet), que trabalha como bartman e músico. Com a ajuda de um esperto cenógrafo (Stanley Tucci) e o apresentador transformista (Alan Cumming), Ali consegue sair do bar e subir ao palco. Sua voz espetacular ajudar a recuperar a antiga glória do The Burlesque Lounge, porém somente depois que um empresário carismático (Eric Dane) chega com uma proposta tentadora…

Onde?

UCI Ribeiro Recife – 17:05 | 19:35 | 22:00

BOX Guararapes – 13:35 | 16:05 | 18:40 | 21:10

O RITUAL

Inspirado em fatos reais, O Ritual narra a história do cético seminarista Michael Kovak (Colin O’Donoghue) que, relutantemente, frequenta uma escola de exorcismo no Vaticano. Sua vida muda quando ele encontra o ortodoxo Padre Lucas (Anthony Hopkins), que lhe apresenta o lado mais obscuro de sua fé.

Onde?

UCI Ribeiro Recife – 13:10 | 15:35 | 18:00 | 20:25 | 22:50

UCI Ribeiro Tacaruna – 14:20 | 16:45 | 19:10 | 21:35 | 00:00

Multiplex Boa Vista – 13:40 | 16:05 | 18:30 | 20:55

BOX Guararapes – 13:45 | 16:15 | 18:45 | 21:15

O MÁGICO (Pré-estreia)

De Silvain Chomet. Com Jean-Claude Donda, Edith Rankin. Nesta animação inspirada no universo de Jacques Tati, o ilusionista é um tipo de artista em franca decadência, que perdeu espaço para as estrelas emergentes do rock. Forçado a aceitar tarefas cada vez mais obscuras, como se apresentar em bares falidos e festas no jardim, ele conhece uma jovem fã que muda sua vida para sempre.

Onde?

Cinema da Fundação

Domingo, 13, às 18h20

3 Comentários + Add Comentário

  • Assisti ao filme “3 idiotas” e achei simplesmente maravilhoso. Ele ganhou algum prêmio internacional??

    Está indicado pra algum oscar?:??

    Abçs

  • O filme é muito bom! Mas queria fazer uma breve correção no trecho que menciona que a futura rainha-mãe o leva ao “fonoaudiólogo”. Na verdade ele não é um fonoaudiólogo e sim, como ele se autodenomina, um “terapeuta da fala”. Pode parecer um preciosismo, mas não creio que seja, porque é justo o fato de não ter uma formação acadêmica convencional e a repercussão junto à “côrte” que se torna um dos pontos chaves do filme e coloca em oposição a ideia de acúmulo de conhecimento e credenciais com a aplicabilidade prática e a humanização do tratamento. No mais, a resenha dos autores está muito bem escrita. Parabéns!!!

  • O filme é ótimo.O ator está perfeito.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« mai    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).