Delcídio resolve fechar acordo de delação premiada

dez 8, 2015 by     4 Comentários    Postado em: Política

O Senador Delcídio do Amaral resolveu fazer um acordo de delação premiada, e contratou o advogado Antonio Basto, especialista nesta estratégia.

Resta saber quantos ficarão de pé na política de Brasília após Delcídio falar tudo o que sabe.

O Senador é uma espécie de camaleão. Foi Diretor da Petrobrás no Governo FHC, antes de pular para o PT, onde se elegeu e reelegeu Senador.

Era o líder do Governo Dilma quando foi preso.

A casa literalmente está caindo.

4 Comentários + Add Comentário

  • A PGR já disse que só aceitaria caso o Senador atirasse para o alto. Pelo visto, ele está mesmo disposto a fazê-lo. Pode ser o ingrediente que faltava ao impeachment. Será a vez do intocável Lula? Seria um baita presente natalino. Não é preciso destacar que o Senador já fez parte do time dos Tucanos, o que, em boa hora, poderia destronar alguns paladinos da moralidade também.

  • Não restará pedra sobre pedra. Seria par tanto suficiente dizer só a metade do que ele sabe. Sempre fui eleitor do PT, gritei aos 16 anos na Candelário no Rio de Janeiro Diretas Já! Votei em Lula e em Dilma em todas as eleições, salvo a última quando os primeiros rumores da Petrobrás me fizeram pensar melhor e votei em Aécio. Não que eu creia que ele seja ilibado de cabo a rabo, porém, o PT exagerou. Muitos desvios, escândalo atrás de escândalo. Como diz o matuto, assim também é demais também. Hora de pagar o pato, ou a lula, vai saber que bicho sai dai.

  • A cada dia uma novidade mas nunca se pode ter certeza das conseqüências

    E o que a maioria quer são os corruptos pagando pelos crimes

    Cunha, Renan, Dilma, Lula, Aécio, João Paulo e quem mais tiver errado

    Deve ser duro para quem militou na esquerda e queria o melhor para o país assistir a esse festival de desmandos e corrupção protagonizado pelo pt

    Alguns mudaram e estão contra o partido, e com justo motivo.

    A maioria segue decepcionada mas calada, esperando mudanças no socialismo

    Uma parcela permanece apoiando o partido sistematicamente, apesar dos tantos crimes confessados, dinheiro apreendido e os camaradas cumprindo pena.

    Lamentável

  • - Sabemos que todo nosso sistema esta falido. Nosso povo não tem mais Educação, e muito menos Patriotismo. O conceito de Civilidade e Respeito, não esta mais em nosso dia a dia. Infelizmente nossa geração perdeu a oportunidade do recomeço, ao fim da DITADURA.
    - Vamos recomeçar; A partir de agora; ESCOLAS com período INTEGRAL, Temos que formar um novo POVO, Que tenham, respeito pela: FAMÍLIA , PELO PRÓXIMO e PELA PÁTRIA, Conscientes de DEVERES e DIREITOS. Quando estes novos BRASILEIROS, chegarem ao poder. ai sim, talvez tenhamos um BRASIL digno.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

maio 2017
S T Q Q S S D
« mai    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).