Deputado perde o senso que já não tinha

mai 29, 2009 by     14 Comentários    Postado em: Política

militar

O deputado federal Jair Bolsonaro, militar e saudosista do regime ditatorial brasileiro, anda perdendo o bom senso que nunca teve. Desde 2005, ele estampa na porta de seu gabinete o cartaz que mostramos ontem, aqui no blog.

Na quarta-feira, o ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, veio a Recife participar das solenidades em homenagem ao padre Henrique, discípulo de Dom Hélder Câmara, que foi morto cruelmente pelos agentes da ditadura militar, em maio de 1969 (leia sobre o episódio clicando aqui). No mesmo dia, a deputada Jô Moraes, do PCdoB de Minas Gerais (partido que, à margem dos direitos políticos à época, organizou a chamada “Guerrilha do Araguaia”), deu um discurso no Congresso Nacional contra o infame cartaz que Bolsonaro estampa com orgulho e estultícia na porta de seu gabinete.

No cartaz, lê-se: “Desaparecidos do Araguaia - Quem procura osso é cachorro”

No cartaz, lê-se: “Desaparecidos do Araguaia – Quem procura osso é cachorro”

Alguns deputados, que estavam próximos, afirmaram que Bolsonaro insultou provocativamente a deputada, com palavras dignas de um inadjetivável cidadão.

O deputado defensor do regime ditatorial teria dito que haveria problema em encontrar os “terroristas” mortos, haja vista que eles teriam sido enterrados em cova rasa e devorado pelos porcos.

Ainda finalizou a provocação estapafúrdia à deputada dizendo que sentia pena dos porcos…

Abusando de sua “autoridade” protegida sobre o inescrupuloso manto da imunidade parlamentar, o deputado Bolsonaro disse, em entrevista por telefone ao UOL Notícias, o seguinte: “Esses terroristas foram fazer o que lá? Pescar lambari? Não, eles foram tomar o poder.”

Segundo o UOL, o deputado falou que não tinha medo de ser cassado, nem sequer repreendido. E soltou essa pérola das profundezas do Mar Morto: “Eu tenho imunidade para que? Com certeza não é para se juntar a essa esquerda.”

O Partido Comunista do Brasil está impetrando uma representação junto ao Conselho de Ética contra Bolsonaro, por quebra do decoro parlamentar.

O partido alega que “é inegável ofensa moral aos familiares dos cidadãos e das cidadãs brasileiros que desapareceram na ditadura militar, em razão de terem participado da ‘Guerrilha do Araguaia’ “.

De acordo com a representação, a conduta do deputado “desrespeita o disposto no artigo 4º da Lei nº 9.140, de 4 de dezembro de 1995, que criou a Comissão Especial destinada a proceder o reconhecimento de pessoas desaparecidas e diversas circunstâncias. Esta Comissão Especial tem como atributo “envidar esforços para a localização dos corpos de pessoas desaparecidas no caso de existência de indícios quanto ao local em que possam estar depositados.”

O PCdoB também enfatiza a ofensa de Bolsonaro ao Poder Judiciário brasileiro, “que em processo judicial de familiares de pessoas desaparecidas decidiu o mérito da demanda, reconhecendo a responsabilidade da União pelo desaparecimento das pessoas objeto da ação e determinou que sejam disponibilizadas as informações que contribuam para identificar o paradeiro de seus corpos.”

Agora, se a Justiça brasileira reconhece a responsabilidade da União nestes crimes, resta saber por que os responsáveis ainda estão impunes, e por que os arquivos secretos do período ainda não foram abertos.

Não é possível que a Justiça reconheça a responsabilidade do Estado brasileiro, e distribua indulgências em forma de indenizações, mantendo uma Lei de Anistia que concede perdão geral aos agentes que torturaram e mataram seus compatriotas neste período obscuro da recente história do Brasil.

14 Comentários + Add Comentário

  • Bolsonaro é de baixíssimo nível e seria inútil esperar alguma cordialidade, decoro, ou mesmo abordagem com alguma sofisticação.

    Mas, uma coisa é certa. Foi muito interessante ver a piada – grosseira, mas menos que as referências aos torturados – feita com Tarso Genro.

    Genro paga o preço da inserção quase perfeita no conceito buarquiano de homem cordial. Acreditou no concerto eterno, na tolerância com o absurdo só meio disfarçada nos discursos.

    Foi chamado por Bolsonaro de lambe-botas de militares. E, no fundo, tem agido assim mesmo. A piada, cruel e grosseira, assemelha ao tratamento que se dá aos traidores, ou seja, tratamento desprezível.

    Mas, desprezível foi a conduta de Tarso em vários episódios, inclusive no último da ação do MP visando à reposição ao erários pelos torturadores Ustra e Aldir Maciel.

    O ministro não moveu uma palha para cessar a absurda defesa dos torturadores feita pela AGU. E poderia ter feito. No entanto, diz apoiar Vanuchi.

    Este último devia pedir exoneração da secretaria, ao invés de continuar nessa encenação. Se Tarso já perdeu o que tinha a perder, Vannuchi ainda pode sair bem.

  • Valentão é ele… FDP safado

  • Pense numa alma sebosa…
    Ele é deputado por São Paulo, não é?
    PQP, como é que se elege (e reelege) uma coisa maligna como essa?

  • Considerando o nível geral de nossos parlamentares, não me espanto com esse milico fanático.

  • Engraçado… pescar lambari não foi, foram tomar o poder.
    E o que os militares fizeram? Foram eleitos?

    • Ré!
      Boa!

    • Sr. Gilson
      Se o Sr tem menos de 45 anos de idade, o senhor conhece a história de “ouvi dizer”. Se as FFAA não tivessem aniquilado os arremedos de terroristas no Araguaia, hoje teríamos as FARB nas selvas amazônicas, a exemplo do que acontece na Colômbia. Quem pegou em armas para tomar o poder, infelizmente foram inocentes úteis que se instalaram nas selvas. As inteligências da guerrilhas permaneceram instaladas nas praias do Rio de Janeiro, frequentando os bacanais recados a bebidas importadas, maconha, cocaína, e outras “cositas” mais. Ditadura mesmo é Cuba, que vocês pseudo-solcialistas adoram, de longe, pois vocês não vão ajudar a “los hermanos” nos canaviais de cuba. Contra uma tentativa de implantação de um Regime Totalitário, os militares só podiam usar um Regime Autoritário. Infelizmente morreram inocentes úteis, talvez o senhor teria sido um deles se tivesse militado naquela época. “passarinho que come pedra sabe o cú que tem”

  • Parlamentar de baixíssimo nível? Não devia surpreender, depois de já termos tido até eleição aqui no blog para quem era a cara do Congresso Nacional… no aguardo das próximas pérolas.

  • Me perdoem a grosseria, mas para esse animal a pena de morte seria coisa pouca.

    Esse achincalhe em forma de gente não desrespeita apenas os mortos do Araguaia. Ele envergonha a espécie humana.

    E não o estou condenando por ser um militar ultraconservador, o que não deixa de ser um direito do paspalho. Condeno-o por ultrapassar, e muito, o limite da indecência.

  • O Rei-Bruxo de Angmar ficou estaile nesse traje de chefão do Exército. huahauahuahua

  • [...] de políticas de extrema-direita e ex-capitão do exército, Bolsonaro tem o costume de insultar defensores dos Direitos Humanos e de defender a tortura sem, porém, jamais ter sido punido por [...]

  • [...] politike ekstremne desnice i bivši vojni kapetan, Bolsonaro je stvorio naviku da vređa borce za ljudska prava kao i da podržava torturu, ali nikada nije bio kažnjen od [...]

  • GOSTARIA AQUI DE PARABENIZAR ESTE DEPUTADO, O QUAL EU O ADMIRO E TENHO MUITO RESPEITO.
    OS COMENTÁRIO DESRESPEITOSOS AQUI DEIXADO PELOS ALGUMAS PESSOAS, NOTO SE TRATAR QUE VEM DE JOVÉM QUE SIQUER DEVE A PREOCUPAÇÃO, DE NÃO SE DEIXAR LEVAR TÃO SOMENTE POR TUDO QUE SE TEM DITO CONTRA OS MILITARES QUE LUTARAM CONTRA O TERROR IMPLANTADO NO BRASIL, PELOS GRUPOS QUE TIVERAM ENSINAMENTOS E FORAM FINANCIADOS PELOS DINHEIROS VINDO DE PAISES COMUNISTAS, TAIS COMO, RUSSIA, ALBÁNIA, CUBA E OUTROS.
    GOSTARIAS DE DIZER AOS QUE AQUI DEIXARAM COMENTARIOS DESRESPEITOSOS QUE PELO MENOS PROCURACEM CONSULTAR FONTES QUE TENHA SIDO ESCRITA POR HISTORIADORES, OU QUE PELO MENOS PROCURE CONSULTAR NA INTERNET MESMO, NÃO SE DEIXE LEVAR POR UMA OPINIÃO DE UM GRUPO QUE NA VERDADE FORAM MEMBROS DE GRUPOS ARMADOS QUE TUDO FIZERAM PARA IMPLANTAR O COMUNISMO NO BRASIL,E HOJE ESTÃO NO PODER, E INFLUENCIANDO GRANDE PARTE DE NOSSO NÍDIA.
    EU APELO PARA O CENSO DE JUSTIÇA QUE CADA UM TEM NO SEU COSIENTE, PORCURE ESCUTAR OS DOIS LADOS DA HISTÓRIA. OBRIGADO

  • Jair Bolsonaro defende os cidadãos de bem! Jair Bolsonaro para Presidente da República!

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

maio 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).