Por quem as panelas batem?

jul 17, 2015 by     11 Comentários    Postado em: Política

Por Pedro Jácome

Peço perdão por parodiar o sublime Donne e o admirável Hemingway pra tratar do canhestro cenário político do Brasil.
Mas é o pouco de beleza que eu posso pôr em nosso lamaçal.

Desde que Cunha declarou guerra aberta ao governo, a petistada do meu facebook (e provavelmente do seu também) está refastelada.
Ensaiam orgias em saladas de frutas e, acredito eu, antes da meia noite sacrificarão caprinos a divindades neopagãs.

#QuemtemCunhatemmedo #ForaCunha #CunhanaCadeia (em referência ao pronunciamento de logo mais a ser feito pelo Presidente da Câmara) e, olhe só, #Barulhaço são as hashtags empregadas pelos opositores do nosso Frank Underwood.

É curioso que os simpáticos ao PT, em uma semana, comecem a achar que delatores são respeitáveis, que corrupção é um defeito inegociável e que político ladrão tem que ir pra cadeia.
Quer dizer, os simpatizantes do PT estão certos.
Mas, não deixa de ser engraçado que defensores da cleptocracia saiam por aí apontado o dedo para os outros acusando-os de larápios.
Mesmo que esse “outros” seja Eduardo Cunha.

De qualquer forma, o melhor da noite mesmo deve ser o “barulhaço”.
“Barulhaço” está para “panelaço” assim como “concessão” está para “privatização”.
Chama-se a mesmíssima coisa por um nome diferente.
Defende-se, por outro nome, a mesma coisa que tempos atrás era demonizada.
O objetivo é não parecer tão cínico quanto se é.
O protesto de dondocas de ontem é a revolução proletária de hoje. Vá entender.

Pois bem.
Como disse outro, “Numa briga de foice entre Cunha e o PT, eu estou inteiramente do lado da foice”.
Assim também estou eu. Sou foice desde criancinha.

Mas aviso aos naufragantes.
Cunha está numa fogueira bem menor do que se imagina.
A verdade objetiva, translúcida e eterna é a seguinte: o brasileiro não dá a mínima pra corrupção.

Todos sabiam do Petrolão em outubro de 2014. Mesmo assim, 51% dos brasileiros votaram em Dilma Roussef.
Dilma está em crise por causa da crise. “It’s the economy, stupid” como disse James Carville.

Cunha nunca foi ovacionado por ser um sujeito íntegro. Cunha se tornou o Malvado Favorito de boa parte do Brasil, porque fez uma oposição mais dura ao PT em seis meses do que todos o PSDB, junto, em 12 anos.

Cunha ainda é visto por muitos brasileiros como a única esperança de tirar Dilma do governo e de aprovar medidas legislativas desejadas por grande parte da população, como a redução da maioridade penal e a revogação do Estatuto do Desarmamento.

Os 5 milhões de propina já não seriam suficientes pra destruir Cunha.
Menos ainda quando os paladinos moralistas a atacá-lo são partidários do Governo Federal.

A verdade é que o caldo engrossou. E pode entornar depois do que Cunha disser na TV, daqui a pouco.

É sexta-feira. Recesso no Congresso Nacional.

Mas pros verdadeiros players de Brasília: hoje é dia de rock, bebê!

11 Comentários + Add Comentário

  • Desde quanto tu é foice… kkkk

  • Adorei o texto e espero que estejas certo nas tuas previsões. Embora, convenhamos, seja bastante desolador ( e desabonador) ter que usar os serviços do Underwood…

    • PJ, é por aí!

      Vamos aguardar mais um capítulo dessa novela.

      Os deputados vão leiloar o apoio deles em mais essa crise.
      Vamos ver quantos Cunha ira manter do lado dele.

      Acho que a Dilmandioca continuará no poder e encerrará o mandato em baixa e só isso.
      E os empresários ladrões e inimigos do pt vão pegar uma pena leve.

      A petralhada vai pegar o mesmo que Dirceu: pena levíssima e liberdade breve.

      Melhor esquecer tudo isso e pegar um passaporte novo (validade de 10 anos) e mudar para Miami

  • Pra Frank Underwood, falta muito bode com cuscuz e macaxeira com rabada!

    Não bati panelas. A fome já não faz parte da minha vida há muitos anos. Mas confesso que fiquei esperando o panelaço que pra mim, não viria. Porque a revolta seletiva é um dos elementos da falta de memória política dxs habitantes das terras tupiniquins.

    Quero Cunha na cadeia. Aécio, também. E se tiver petista comprovadamente envolvido, eu quero é que se f#$@!

    Nem por isso vou seguir a boiada dxs que dizem que a crise poderia ter sido mais evitada do que foi sem se taxar grandes fortunas, proibir o financiamento privado de campanhas (que corrói pela lei da reciprocidade, as contas públicas) e sem o imposto progressivo.

    A atual ordem das coisas é injusta, pois os ganhos são diferentes e quem menos ganha, mais paga.

    O PT precisa se renovar em quadros e, principalmente, em práticas. Precisa abandonar a cultura política dominante por influência da própria construção histórica de nosso povo: a mediação.

    Precisa assumir um programa mais à esquerda, pragmaticamente falando e deixar de esperar consideração de seus inimigos, que também são inimigos do povo.

  • Marcelo, o que temos hoje é uma campanha formal, descentralizada e sistemática para desgastar Dilma, Lula e o PT. Por consequência, desgastar o governo e as bandeiras políticas legítimas do partido. Desgastar, fritar, atuar para rebaixar e denegrir a imagem em todos os ambientes e em todos os assuntos possíveis (da crítica a atuação externa àquela sobre o sapato chique da presidenta). Esse processo tem similaridades com aquele momento em que você (e os colegas) estão “buliando” ou “tirando onda” com algum colega ou desafeto. Mas aquilo está em todos os locais, no face, twitter, no whatapp, nos blogs e nos grupos que elaboram figuras, vídeos e memes para alimentar a turba.

    É um processo antigo, conhecido, comum, mas não se viu de maneira tão sistemática e robusta como agora. É um elemento próprio do jogo político, mas não com tal tamanho. E não deveria ser alimentado, porque nos rebaixa. Qual o resultado disso: cegueira, visão turva, confusão etc. Vc quer atingir a Dilma e atinge a estrutura do estado, os poderes políticos, as regras do jogo etc. Vc leva pessoas respeitáveis a baixaria. Vc joga a todos nesse processo desgastante, vc passa a querer ir pra Miami e rejeitar o País. Você perde amizades ou quase. Vc gera coxinhas e petralhas, norte e sul.

    E o pior ainda está por vir, vc começar a ver estruturas formais do Estado paquerando e guiando-se por esse tipo de jogo e sentimento. Estruturas que precisam de equilíbrio e bom senso para atuar, começam a se utilizar das brechar da burocracia e das leis para achacar e ferir. Isso é grave. O julgamento do mensalão era para estabelecer um novo patamar de combate a corrupção e no que deu, no envio do mensalão tucano para a justiça de primeira instância. Os próximos devem seguir a mesma linha. Com exceção….Uma ação é movida contra Lula no MP por meios altamente tortuosos, sofríveis. E o que o povo grita: Barrabás!!! A polícia começa a atuar com deslizes aqui e ali, achando que a opinião pública irá sustentar essas faltas, pq estamos a lidar com o PT. Sabemos que esses erros formais “pegam” quando se está trabalhando com “peixe pequeno”, mas são difíceis de sustentar com “peixe grande”. Mas com o PT….Isso não deve ser louvável. Isso não avança, condena desafetos e mantém a estrutura corrupta. Mas se sua proposta é esse… complica.

    Vc vir explicar que deseja que todos estejam na cadeia é um sintoma disso. Pedro dizer que é foice, é quase “a praça é nossa”. E ideia não é aliviar ou apoiar o PT, nem igualar o PT aos outros, jogar todos na mesma lama. Se algum dia isso foi verdade, hoje não é mais. A ideia é que todos passem pela mesma régua. Pq se festeja o PT na citação e não se festeja os demais? Pq se festeja os demais e não se festeja o PT? Isso pode ser o comportamento da turba do face, mas não pode ser daqueles que mantém instituições, seja ela um juizado ou um setor jornalístico.

    Desculpe, mas parece que Pierre deixou esse blog falar para a turba. É uma pena, pois o ADC não tinha tal postura, pelo menos de forma hegemônica. ADC nunca foi um PHA nem uma Veja. Por isso que tinha um nível de respeitabilidade, mas agora. Está difícil. Se a questão é a economia que está ruim, tá faltando propagando? Inova, volta as origens de “estudante”.
    Bom é isso.

    • Perfeito.

  • De fato. Os editores originais do blog fazem falta. Esse Pedro conseguiu menos seguidor para o blog.

  • Não seja reducionista. Me parece que o seu critério para chamar alguém de petista é a defesa de qualquer medida ou política de esquerda/progressista. Esse é o nível de argumentação da nossa direita esclarecida. Você subestima a inteligência alheia quando confunde esquerda com o PT. Não sou petista e nunca fui. Sou crítico veemente de Cunha porque considero que sua política é nociva ao povo brasileiro e não ao governo. Oposição ao PT espero que façam bastante, mas à esquerda e propositiva, o que falta nesse cenário atual, infelizmente.

  • [...] Fonte:Acerto de Contas (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&appId=331482807022588&version=v2.0"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); [...]

  • A melhor parte da volta do blog : Testemunhamos textos não escritos por esquerdinhas roxos como Raboni ou Robson. Daí os esquerdinhas (sejam petistas ou não- Se não for petista devem ser porcos do PSOL ou daqueles partidos de extrema esquerda cuja Meca são as bolas de Fidel) piram!!! Mas não se preocupem. A coisa mais fácil é identificar um vagabundo esquerdista invejoso da grana a alheia : Vai ficar de mimimi dizendo que o nível do blog caiu!

  • Alexsandro, meu amigo, quem é porco, vagabundo e invejoso da grana alheia aqui neste post/blog?
    Sair do mimimi para ficar rosnando não dá em nada. Agora diga, e vc, por que bola você baba?

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

julho 2019
S T Q Q S S D
« mai    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).