PT tira site de Dilma do ar.

jul 30, 2015 by     8 Comentários    Postado em: Política

 

Por Pedro Jácome

Depois de ficar no sol, fazendo campanha, distribuindo adesivo, conversando com as pessoas e acabar perdendo a eleição, eu e outros amigos que votaram contra Dilma Roussef tivemos que aguentar uma semana de “chola mais” por parte dos eleitores da petista.

Hoje, 7 meses depois do começo do mandato de Dilma, a inflação está comendo no centro, desemprego, lojas fechando, corrupção até o pescoço, e a única diversão de quem fez campanha contra Dilma é ficar zoando os eleitores do #13lacrou , #mudamais e #dilmãe .

Eu sei. Eu sei. De Jesus Cristo a Seu Madruga, todos os grandes formadores de caráter da humanidade dizem que a vingança não ajuda em nada.
Mas Romeu na sacada, prevendo a contenda entre os Montecchio e os Capuleto, disse a Julieta: ‘Todas essas agruras nos servirão um dia, ainda que unicamente, para doces deixar nossos colóquios”.
Em português: “Um dia a gente ainda vai rir disso tudo”.

Romeu errou sobre a sua própria sorte, mas vaticinou uma verdade universal: às vezes, rir da própria desgraça é a única forma de salvação.

Pensando nisso, meu amigo Artur Brito teve a brilhante idéia de ficar replicando materiais da campanha de Dilma Roussef. Republicar as propostas de Dilma e comparar com as ações do governo.
Pois bem, alguém deve ter pensado nisso antes dele.

O PT tirou o site de Dilma Roussef do ar.
Isso mesmo.

Ainda hoje é possível encontrar os sites de campanha de Aécio e de Marina.

Mas ao entrar no http://www.pt.org.br/site-de-campanha-de-dilma-esta-no-ar/ e clicar no link http://www.dilma.com.br/ a mensagem é clara:
“Esta página não está disponível.”

Bem. É claro, pode ter sido um problema técnico.
Mas eu duvido muito.
Creio que a idéia seja não fornecer mais material pra oposição atacar o estelionato eleitoral de Dilma.
Mas ao ver o PT tão desesperado, a ponto de tirar o site de campanha de Dilma Roussef do ar, fica a pergunta:

Ainda é preciso atacar alguma coisa?

8 Comentários + Add Comentário

  • No dia que anunciaram que Dilma tinha ganhado, eu fiquei triste. Eu fiquei triste não por uma questão partidária ou de ideologia, eu fiquei triste por saber que ela estava enganando o povo. Foi preciso até um manifesto de mais de 160 proessores de economia desmentindo a campanha. Durante e após a campanha ficou claro para mim quem eram os eleitores de Dilma. Geralmente pessoas ligados a sindicatos, militantes de partido de esquerda, beneficiários do bolsa família ou beneficiados da lei Rouanet, pessoas que tinham conseguido trabalho em Suape e que achavam que iria durar para sempre e que inclusive se encontram desempregados hoje, servidores federais, servidores comissionados e por ai vai… Qualquer pessoa que já leu pelo menos um manual completo de economia entenderia as inconsistências do discurso. E o pior de tudo foi a notícia de rebaixamento da classificação do Brasil nas agências de rating, o Brasil tem agora a pior nota dentro do grau de investimento. Rumo ao grau especulativo. Fica aqui o meu #mudamais , #Dilma13, #BB+, #GrauEspeculativo

  • As eleições passadas, para mim, foram marcadas por uma decisão drástica, fruto de uma insatisfação pessoal com os, à época, pretensos postulantes, quando votei nulo para praticamente todos os cargos. Todavia, algo que me deixou bem estarrecido foi o festival de mentiras destiladas pela presidente durante a campanha. Talvez pelo de saber a total inveracidade de seu discurso, optou por não registrar as promessas em cartório. O resultado é que, meses após o início do mandato, me recuso a entender a dificuldade que alguns de seus defensores têm em reconhecer a cretinice em que se revestia o seu discurso, talvez em razão das benesses, ou dos programas sociais, ou até cegueira ideológica mesmo.

  • O mais triste da eleição de Dilma é que, no fim das contas, ela venceu menos pelas mentiras ou por seus méritos e mais pela ausência de opções. Alguém realmente acha que o PSDB era alternativa, moral ou política? Tiveram 12 anos pra oferecer algo novo e entra eleição, sai eleição, a agenda é a mesma dos anos 90.

    Não apenas o PSDB. Mesmo a oposição raivosa da mídia, esses movimentos aí não sabem o que querem para o País. Basta ver a entrevista do playboy revolts do MBL que o Pedro publicou. Quando perguntado sobre o projeto de país após o impeachment, falou, falou e não disse nada. Disse que defendia uma agenda liberal, reformas, criticou Dilma, mas projeto que é bom? Nada. Ou seja, a ideia é: “Primeiro a gente derruba, depois a gente vê o que faz”.

    Provavelmente Dilma só não caiu ainda pela mesma razão que fez ela ganhar as eleições. Ninguém tem um projeto pra governar o País e por isso ninguém que segurar a bomba.

    • Quem tem que segurar a bomba é o PT, foram eles que armaram.

      Ninguém tem que segurar bomba dos outros.

      Se a oposição assumir o país e organizar a economia, o PT vai dizer que foi golpe. Então, já sabendo do que o PT é capaz, é melhor deixar que eles arrumem a merda que fizeram.

      E é bom que o povo sofra também, afinal o povo é o grande culpado pelo PT estar no poder, então o povo também tem que ajudar a limpar a merda.

      • E o pior de tudo é que colocaram Levy na fazenda e ele viu que tinha que fazer o ajuste fiscal. Um monte de idiota populista do PT ficou contra ele e não deixou Levy fazer o que tinha que fazer. Se não fosse Levy, já estaríamos no grau especulativo, ai o buraco seria bem em baixo.

  • [...] Fonte:Acerto de Contas (function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&appId=331482807022588&version=v2.0"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); [...]

  • *chola mais”….
    É sério que esse blog agora tem até citação de Bolsonaro?

    Quando a gente pensa que chegou no fundo do poço, vem Jacome e cava mais um alçapão.

  • mimimi de petista #Xatiado detected.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

setembro 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).