Gilmar Mendes vem ao Recife dizer o óbvio

ago 19, 2009 by     32 Comentários    Postado em: Sala de Justiça

justiça cega paralitica... Charge: Angeli.

Em visita ao Recife para a abertura oficial do mutirão carcerário (leiam mais na clipagem local de hoje), o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, disse aquilo que “todo mundo” já sabe: a Justiça em Pernambuco é a mais lenta do País. Essa informação consta do segundo relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com dados de 2008.

Na 1ª instância da Justiça Estadual, o índice de congestionamento chega a 91,7%. Só no ano passado havia 1,6 milhão de casos pendentes.

O presidente do STF declarou que “Os números realmente preocupam. Nós temos uma grande taxa de congestionamento no segundo grau. Acho que a produtividade aqui é a metade da média nacional. Também temos um congestionamento alto no primeiro grau. E temos que discutir isso com grande abertura, grande sinceridade para que esse quadro seja mudado.”

“Acho que a produtividade aqui é a metade da média nacional.” Esse achado de Mendes preocupa ainda mais quando lembramos que a média nacional não é lá tão boa, e que a morosidade é triunfante em nossa Justiça tartaruga e paralítica.

Num País onde o cidadão não pode advogar em causa própria, ficando refém eterno de advogados, só nos resta reclamar ao Papa (ou seria ao bispo Edir Macedo?)

32 Comentários + Add Comentário

  • Na 20005047478014856045… Entrevista de Mendes no ano, ele se supera e fala uma verdade… A primeira!!! Mesmo que seja uma verdade que todo mundo já sabe, mas é uma verdade… Uma verdade que ate o LULA, que não sabe de nada, sabe… Uma verdade que ate a Lina, que não sabe de nada e diz: só sei que foi assim, sabe… Uma verdade que ate o PIG sabe que é irrefutável… Mendes é um gênio mesmo…

  • Boa, Ugiette! HAHAHA

    Pois é, caros…. é preocupante, é preocupante..

    Aos meros mortais e trabalhadores da nação nos resta apenas apelar pro Divino. E, nesse caso, a intermediação precisa ser bem feita, se não o prejuízo também pode acabar no bolso dos “fiéis”. ha-ha

  • “Num País onde o cidadão não pode nem advogar em causa própria nas menores questões, ficando refém eterno de advogados, só nos resta reclamar ao Papa”

    Sábias palavras, mostram o cerne da questão.

    • Tão “sabias”… que chega a dar medo.

      Medo de como jornalistas e blogueiros desqualificados vão formando a opinião pública. Depois reclamam que o Senado tá do jeito que tá. É o espelho dessa sociedade que só faz reclamar do que não entende. Reclama por reclamar.

      Nas “menores questões”, existem os Juizados Especiais, onde qualquer um pode advogar em causa própria.

      • Não concordo neste ponto. Existe a lei 9.099 que admite a ausência de advogados nos processos perante os Juizados.

        Além disso, penso que o advogado seja indispensável no Judiciário.

        • Mas muitos juízes nos juizados insistem na presença de advogado. Na prática, acaba não valendo muito…

  • André Raboni e demais leitores e Editores deste respeitado blog:

    Podem baixar o pau no Judiciário, pois os funcionários de lá nada disso irão ler. É que nos computadores das sedes do TJ o acesso ao Blog Acerto de Contas é bloqueado, por causa de um impeditivo tecnológico, a terminação do URL deste site. Lá só se pode ler bobagens e acessar o bloguinho de jamildo… Um belo exemplo de democratização da informação!
    Tenho dito!

    • Estagiário,

      Falaram-me sobre isso uma vez. Mas é bom que todos que passarem por aqui saibam também.

      Abraço!

      • Besteira!

        Não podem ver de lá, mas ficarão sabendo e olharão por um pc pessoal ou qualquer outra coisa desse tipo.

        Quando se fala mal sempre se chega ao ouvido!

        • além do que computador do trabalho não é pra acessar blog. É para trabalhar.

  • Do concurso realizado em 2007, mais de 2 mil novos servidores foram nomeados para o TJPE. O atual presidente Jones Figueiredo foi o principal responsável pelo aumento desse quadro. Cortou regalias que funcionários jurássicos recebiam para poder acomodar novos técnicos, analistas e oficiais de justiça com o enxugamento dessas despesas extras.

    Mesmo assim, a rotatividade lá é alta (muita gente pede exoneração porque foi aprovado em concurso melhor) e a infra-estrutura ainda deixa a desejar.

  • Isso tudo só me motiva a estudar com mais afinco, na tentativa de integrar o quadro do TJPE em algum concurso futuro, e contribuir ainda mais com a lentidão do sistema, fazendo o máximo de corpo mole possível.

  • Esse Gilmar Mendes acabou com a credibilidade do STF.

  • É bom lembrar do fato que tem muitos servidores do judiário com fartos salários que já deviam ter se aposentado, e estão “trabalhando”, sem querer largar a “tetinha”. E os aprovados no concurso esperando sua vez. Mesmo sabendo que foram chamados 250, mas faltam mais concursados serem chamados.

  • A justiça em PE é lenta para os “reles normais”, eu, tu e ele, mas para para outros é bem rápida, conforme agilidade demonstrada ao julgar a greve dos professores ilegal. Vadre Retro, Santanazes!

  • Andre estás desinformado , no Juizado até determinado valor não se precisa de advogado.
    O problema do JUDICIÁRIO em PE e no Brasil não é que a pessoa não possa advogar em causa própria e sim , principalmente aqui em PE, a falta de comprometimento dos juízes em cumprir o papel que lhe foi dado pelo Estado.O Judiciário estadual é composto de juízes despreparados, que não sabem nem gerir a secretaria de sua vara e a cada dia inventam uma regra norma para ser seguida por servidores sem ter uma padornização.Afora isso não são cobrados efetivamente pela sociedade e a corregedoria que em tese serve para apurar casos de morosidade de ju´zes sem justificativa só vem passando a mão na cabeça.É só olhar o DO e constatar que a corregedoria não vem exercendo seu papel.Então o que aacontece, o juiz finge que julga, o servidor também não está nem aí, já que quem tem que tomar as redeas também não se preocupa e nós a, sociadade, ficamos a mercÊ de um judiciário que contribiu para a impunidade num Estado já por demais violento.

    • Esta é uma verdade parcial; legalmente você está correta, mas o tratamento dado a quem entra com o processo acompanhado de advogado é diferente. Uma vez, vi um juiz fazer graça com a petição de um cidadão dizendo: “bem se vê que não foi feita por advogado.” Também nas audiências os que advogados são tratados por “doutores” e os cidadãos não; isso tudo por causa da arrogância generalizada que habita nas mentes dos operadores do direito, facilitada, é claro, pela forma como o sistema judiciário funciona no Brasil.

      • Arthemísia, advogado ser tratado por doutor faz parte da profissão, da formalidade do judiciário, um juiz por vossa excelência,assim como um médico, dentista, também é chamado de doutor.A arrogÂncia existe é claro, naqueles que tem juizite crônica, inclusive ebm disseminada no judiciário estadual, ao contrario do federal e do trabalhista.No entanto a arrogancia.Na justiça do trabalho vejo empregados como empregadores sem aadvogado, e não vejo diferença detratamento.O que ocorre é que eles anão conhecem a formalidade dos procedimentos.
        A arrogância de juízes e servidores alcança a todos indistintamente, tanto quem tem diploma , como quem não tem.

  • Eu acho Jones Figueiredo um sujeito sério, melhorou bastante a situação, embora continue calamitosa. Aliás, como advogados, no jogo da Justiça, muitas vezes se critica a lentidão, assim como muitas vezes a lentidão vira um escudo e uma garantia.

    No tocante aos Juizados Especiais, é uma pena que tenham virado a coisa mais lenta da Justiça, demorando cerca de anos pra resolver o problema e travando na Execução…

  • Alguém sabe me dizer se houve o protesto dos jornalistas ontem?
    Recebi um email dizendo que eles iriam se reunir e protestar contra a não obrigatoriedade do diploma de Jornalismo.

  • Pernambuco tem a justiça mais lenta…vai ver é porque muitos juizes e desembargadores estão mais preocupados em dar aulas nas universidades particulares, cursos para concursos e pós-graduações do que ficar aparecendo nas varas para dar andamento a seus processos.

  • Vanessa, ontem eu presenciei apenas um carro de som, que se dizia do Sindicato dos Jornalistas, protestando em frente ao foro Joana Bezerra, mais diretamente o MInistro Gilmar Mendes.

  • Ministro Gilmar Mendes é um calígola, não devia ter moral nem pra pisar em solo pernambucano, crápula sem vergonha.

  • Caro André Raboni, não entendi o tom de crítica do artigo, pois é certo que a lentidão e morosidade da justiça é algo de conhecimento de todos, mas o fato do presidente do STF está discutindo essa questão tenho como um passo a frete.
    Há de se considerar ainda que o CNJ determinou à todos os juízes de 1ª grau que até o fim do ano precisam solucionar todos os processos ajuizados até 2005.
    Gostaria de deixar claro que não sou partidário de Gilmar Mendes, e entendo que existem ministros no STF que muito melhor presidiriam a casa, mas não podemos criticar uma boa idéia.
    E ademais, o advogado é imprescindível à justiça, e jamais poderia ser culpado pela lentidão do judiciário. Em regra nos (advogados) gostaríamos de julgamentos o mais rápido possível.

  • [...] a Justiça pernambucana foi listada pelo Conselho Nacional de Justiça, como a mais lenta do país, algumas coisas parecem bastante velozes nas hostes do [...]

  • acho é pouco.

    a sociedade pernambucana precisa se preocupar com coisas mais interessantes, como engenharia elétrica, mecânica, de produção, aeroespacial, da computação…

    aerodinâmica, indústria naval, indústria automobilística, etc.

    essa área jurídica é um lixo, os estudantes de direito são um lixo na maioria, os profissionais são um lixo, é tudo lixo.

    nenhum país se tornou desenvolvido com uma proporção maior de juristas e burocratas em detrimento de cientistas e engenheiros, que criam tecnologias.

    isso é desenvolvimento econômico, que trará normalmente desenvolvimento social e ambiental.

    e não essa bosta chamada regulação ou burocracia (que os paladinos chamam de segurança jurídica).

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!

XHTML: Você pdoe usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Enquetes

Em relação ao impeachment de Dilma Rousseff, qual sua posição?

Ver Resultado

Loading ... Loading ...

Frase do dia

  • A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.”, Adam Smith.

ARQUIVO

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« mai    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Informação com Humor

MARCO BAHÉJornalista
É formado em Jornalismo e pós-graduado em História Contemporânea e História do Nordeste do Brasil. Foi repórter da Gazeta Mercantil para os estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Também atuou como repórter do Jornal do Commercio, editor da Folha de Pernambuco e repórter especial do Diario de Pernambuco. É correspondente da revista Época no Nordeste desde 2003. Tamb´m atua com publicidade e marketing eleitoral desde 2004.
PIERRE LUCENADoutor em Finanças
É doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. É professor adjunto de Finanças da UFPE e foi secretário-adjunto de Educação de Pernambuco. É autor de vários trabalhos publicados no Brasil e no exterior sobre o mercado financeiro, e participa como revisor de várias revistas acadêmicas na área. É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Finanças. Foi comentarista de Economia do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (TV Jornal e Rádio CBN). Atualmente é coordenador do curso de administração da UFPE, e Coordenador do Núcleo de Estudos em Finanças e Investimentos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE (NEFI).